• Agenda

    agosto 2020
    S T Q Q S S D
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Muda Brasil: Aécio já é candidato mais citado nas mídia sociais

Aécio: 70% dos comentários relativos ao candidato tucano são positivos. Somente 31% das menções à candidata petista são favoráveis a ela.

Aécio Neves: Eleições 2014

Fonte: Jogo do Poder

Aécio já lidera em menções nas mídias sociais

Candidato da Coligação Muda Brasil é mais citado que a candidata do PT nas redes e ganha de goleada em número de comentários positivos

Aécio Neves foi neste mês de agosto o candidato à Presidência da República mais citado nas mídias sociais do país. Levantamento do site Monitor Eleitoral, que acompanha o desempenho dos presidenciáveis nas redes, mostra que o candidato da Coligação Muda Brasil teve nos últimos sete dias 49.836 menções. Em segundo lugar aparece a presidente Dilma Rousseff, com 48.683. Eduardo Campos, em terceiro, soma 24.975 menções.

Apesar de a diferença entre Aécio e Dilma ser pequena, outro dado do levantamento mostra que há uma enorme distância entre os dois. Enquanto 70% dos comentários relativos a Aécio são positivos, somente 31% das menções à petista são favoráveis a ela. A diferença expressiva pode ser explicada pela baixa popularidade da presidente e pelo desejo de mudança expressado pela grande maioria da população do país.

Marco Civil da Internet: vídeo mostra discussão de Aécio e Lindbergh

Aécio defende um código que fosse ao encontro das reais necessidades da sociedade

“Vossa Excelência quer fazer graça em uma Casa que deveria ter o seu respeito. Vossa Excelência está trazendo para cá uma disputa eleitoral. Não apequene uma discussão tão importante para a sociedade brasileira”, criticou o senador Aécio Neves

A partir de 6 minutos é possível ver a indignação do senador contra ato do senador Lindbergh Faria.

Veja o vídeo

Fonte: Folha de S.Paulo 

Aécio bate boca com Lindbergh sobre Marco Civil

Pré-candidato do PSDB à Presidência da República, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) bateu boca nesta terça-feira no plenário do Senado com o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) durante votação do projeto do Marco Civil da Internet.

Na confusão, o senador Mário Couto (PSDB-PA) partiu para cima de Lindbergh com o dedo em riste e teve que ser contido pelo senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) para não trocar agressões físicas com o senador petista.

O tumulto teve início depois que Lindbergh, ao chegar ao plenário para participar da discussão do projeto, disse que Aécio não estava dialogando com a maioria da sociedade ao colocar-se contra a aprovação rápida do Marco Civil –ao contrário do que afirma nos programas do PSDB no rádio e na TV.

Pré-candidato ao governo do Rio, Lindbergh disse que o PSDB vai cometer um “erro histórico” e vai “pagar nas redes sociais” por ser contra a urgência na aprovação do Marco Civil, como defende o Palácio do Planalto.

“O PSDB deu hoje um tiro no pé. O senador Aécio diz que quer conversar com os brasileiros, mas nenhum projeto mobilizou tanto a juventude brasileira quanto o Marco Civil. O PSDB vai entrar para a história votando contra essa urgência em um momento fundamental para o país”, atacou Lindbergh.

Em resposta, Aécio disse que o petista “chegou mais uma vez atrasado” na discussão e não tem “autoridade política nem moral” para criticá-lo. “Vossa Excelência quer fazer graça em uma Casa que deveria ter o seu respeito. Vossa Excelência está trazendo para cá uma disputa eleitoral. Não apequene uma discussão tão importante para a sociedade brasileira”, afirmou.

Em meio à confusão, Mário Couto tomou as dores de Aécio e partiu para cima de Lindbergh. Aos gritos, Couto disse que o petista não tinha “moral” para cobrar nada de AécioRandolfe segurou Couto para impedir que o tucano partisse para cima de Lindbergh. Outros senadores, como Humberto Costa (PT-PE), também tentaram acalmar os ânimos para evitar novas agressões.

Aécio tem o apoio de parte do PMDB do Rio à sua candidatura. Embora o PMDB seja aliado do PT em nível nacional, no Estado o grupo ligado ao ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) quer apoiar o nome do tucano para a Presidência da República. O atual governador, Luiz Fernando Pezão (PMDB), que é candidato à reeleição, defende a aliança contra Aécio depois que Lindbergh desistiu de retirar sua candidatura.

PT defende que a presidente Dilma Rousseff suba apenas no palanque de Lindbergh no Rio, o que levou o grupo de Pezão a defender a aliança com o PSDB.

VOTAÇÃO

O plenário do Senado vota esta noite o projeto do Marco Civil da internet, que tramitou por mais de três anos da Câmara. Por orientação do Palácio do Planalto, aliados do governo querem aprová-lo hoje para que a presidente apresente o projeto na conferência NetMundial, que será realizada amanhã e na quinta-feira (23 e 24) em São Paulo, na qual a Icann –órgão atualmente ligado ao governo dos EUA que regulamenta os domínios da Internet– discutirá um novo formato de governança para a web no mundo.

A presidente quer levar o Marco Civil ao evento como “marca” de sua gestão no setor –a proposta é uma espécie de “Constituição da Internet”, com princípios, garantias, direitos e deveres na rede mundial de computadores.

Em maioria no Senado, os governistas conseguiram aprovar a inversão de pauta da Casa para garantir a votação do Marco Civil na noite de hoje.

Apesar de defender o Marco Civil, a oposição é contra votá-lo com urgência porque quer mais tempo para discutir o tema no Senado. Duas comissões da Casa aprovaram a proposta essa manhã em tempo recorde, o que possibilitou que fosse enviado ao plenário em regime de urgência.

Líderes da oposição se revezaram na tribuna do Senado para atacar a pressa na votação. O senador Aloysio Nunes Ferreira (SP) disse que o PSDB quer votar o projeto, mas defende mudanças em partes do texto aprovado pela Câmara –por isso a Casa precisa de mais tempo para analisar o tema.

Editoria de Arte/Folhapress

Congresso aprova nova lei para a internet

Sob pressão do Planalto e protestos da oposição, senadores avalizaram projeto ontem em comissões e no plenário

Dilma deve sancionar texto e mostrá-lo hoje como marco de sua gestão em evento sobre governança da rede

Fonte: Folha de S.Paulo

Em votação articulada pelo Palácio do Planalto, o Senado aprovou ontem após uma tramitação acelerada o projeto do Marco Civil da Internet, uma espécie de “Constituição” da rede mundial de computadores para o país.

Como os senadores não fizeram nenhuma mudança no texto aprovado pela Câmara no final de março, o projeto segue para a sanção da presidente Dilma Rousseff, que trabalhou para que a aprovação ocorresse antes de sua participação hoje na conferência NetMundial.

O evento, que será realizado em São Paulo, discutirá um formato internacional de governança na webDilma deve sancionar hoje o projeto, que será apresentado na conferência como principal marca de sua gestão no setor.

Ontem à noite, a presidente saudou o Senado e disse, por meio do Twitter, que a lei “poderá influenciar o debate mundial na busca do caminho para garantia de direitos reais no mundo virtual“.

Sob protestos da oposição, que defendeu mais tempo para analisar a matéria, os senadores discutiram e votaram o Marco Civil em menos de um mês. A Câmara havia levado mais de três anos.

oposição é favorável ao projeto, mas criticou a rapidez imposta pelo governo. Pré-candidato à Presidência, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) bateu boca com o colega Lindbergh Farias (PT-RJ). Na confusão, o senador Mário Couto (PSDB-PA) tentou agredir fisicamente o petista.

“Esse Marco Civil não é do PT nem do PSDB. Apenas queremos que seja respeitado o regimento desta Casa”, protestou Aécio. “O PSDB comete um erro histórico e vai pagar por isso nas redes sociais“, atacou Lindbergh.

Antes de ser aprovado no plenário –em votação simbólica, sem registro nominal dos votos–, o texto havia passado ontem por duas comissões do Senado.

Marco Civil da Internet se tornou polêmico porque dividiu interesses do Planalto, das empresas de telecomunicações, de sites de internet e da Polícia Federal, entre outros setores.

Entre seus principais pontos está a chamada “neutralidade da rede”. O jargão se refere à regra que impede operadoras de discriminar conteúdo por tipo ou origem, privilegiando acesso ou derrubando a velocidade de conexão de sites específicos.

Outra mudança do Marco Civil estabelece que provedores de internet só serão responsabilizados por conteúdos de terceiros se ignorarem ordem judicial para retirada.

Hoje, é comum provedores retirarem conteúdo mediante simples notificação, para se protegerem de problemas judiciais futuros.

Há exceção para conteúdo pornográfico. A página que disponibilizar imagens ou vídeos que violem a intimidade de terceiros –sem autorização de seus participantes– também será responsabilizada pela violação. Essa medida foi incluída no projeto como resposta à série de episódios em que adolescentes tiveram a intimidade exposta em sites por ex-parceiros, a chamada “vingança pornô”.

MUDANÇA

Para aprovar o projeto, o governo teve de ceder em sua proposta original, que previa a exigência de nacionalização dos centros de armazenamento de dados de usuários.

Dilma defendia essa mudança como resposta à notícia de que autoridades brasileiras, inclusive ela, foram espionadas pelos EUA.

Se a regra fosse aprovada, grandes empresas de internet, como Google e Facebook, teriam de manter no país estrutura física para guardar dados de usuários locais

Censura em Minas: Rogério Correia ameaça Noblat e processa twitteiro

Censura em Minas – as últimas atitudes deputado do PT demonstram intolerância contra a liberdade de expressão e a tentativa de intimidar críticos.

Fonte: Ucho.info

Deputado petista confunde democracia com ditadura, intimida jornalista e ameaça a população

Detalhe perigoso – Quando Luiz Inácio da Silva assumiu o poder central, em janeiro de 2003, o ucho.info alertou para o perigo do projeto totalitarista de poder que iniciava sua marcha. Na ocasião, muitos foram os nossos críticos, pois a extensa maioria estava ensandecida com a chegada de um trabalhador à Presidência, mas as provas desse golpe lento e continuado surgem até hoje.

Como se o Brasil fosse uma versão agigantada da Venezuela, onde a liberdade de expressão dos cidadãos depende do interesse e do humor do tiranete Hugo Chávez, um deputado petista ameaçou com rebelião generalizada caso a CPI do Cachoeira convocasse o ex-presidente Lula para depor sobre a tentativa fracassada de intimidar o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal.

Como um amestrado integrante da claque do apedeuta Lula, o deputado estadual Rogério Correia postou mensagem no microblog que mantém no Twitter intimidando o jornalista Ricardo Noblat e incitando a violência. “Se colocarem a mão no Lula aposto em rebelião. Este golpe de vocês, Noblat, não tem o menor respaldo popular. Cuidado!”, escreveu o abusado Correia em seu microblog.

Rogério Correia por certo acredita que o processo de “cubanização” do Brasil está concretizado e que o País deixou de ser uma democracia. Esse comportamento de incitação à violência é muito bem definido como crime pela legislação vigente e cabe à Assembleia Legislativa de Minas Gerais abrir um processo pro quebra de decoro parlamentar.

Censura em Minas: Rogério Correia intimida Noblat e processa twitteiro

Para não passar por vexames e nem mesmo enfrentar situações de constrangimento por seu total desconhecimento do conjunto legal brasileiro, o deputado petista precisa ser avisado de que Luiz Inácio da Silva, responsável pelo período mais corrupto da história nacional, é um cidadão comum e que não está acima da lei. Por respeito ao Estado democrático de direito, Lula pode ser preso como qualquer cidadão que comete um crime. Por sorte o ministro Gilmar Mendes, como noticiou o ucho.info, desrespeitou a lei ao não dar voz de prisão ao ex-presidente por causa da chantagem velada.

Rogério Correia por ter se acostumado com o banditismo que marca a trajetória de alguns “companheiros”, mas não será na base da intimidação que o parlamentar petista conseguirá blindar o ex-presidente, caso isso seja possível em algum momento. Lula ganhou fama por abafar escândalos de corrupção protagonizados por aliados, mas no mais recente caso o tiro saiu pela culatra. Por conta disso, Rogério Correia deveria se recolher à própria insignificância.

Link da matéria: http://ucho.info/deputado-petista-confunde-democracia-com-ditadura-intimida-jornalista-e-ameaca-a-populacao-com-rebeliao

Site especializado constata que Governador Anastasia tem a melhor aceitação na rede

Pesquisa do site Politike: vídeo de sátira à candidatura de Hélio Costa dispara no Twitter

Fonte: Site Politike

MG: Anastasia tem melhor aceitação na rede

A análise diária da Politike a respeito dos candidatos a governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB) e Hélio Costa (PMDB), constatou que o candidato peemedebista disparou em citações no Twitter. O motivo foi um vídeo satirizando a candidatura de Costa. A paródia da música ‘Nada Sei’, do grupo Kid Abelha, repercutiu em retweets dos usuários, atingindo um total aproximado de 1614 menções do candidato no microblog. Hélio Costa ainda teve 71 citações em blogs e aproximadamente 65 notícias a seu respeito, sendo que o principal post intitula-se ‘Tiro ao Hélio’, uma solicitação de abertura de inquérito para investigar o crime de prejuízo aos cofres públicos causado por Costa. A principal notícia referente a ele foi o apadrinhamento, por sua parte, da nomeação de um ex-diretor de time de basquete para dirigir a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

Já com relação a Antonio Anastasia, o total de posts em blogs está em torno de 171; os tweets somam-se em 22 e as notícias, 42. O fato mais comentado pelos blogueiros foi a visita do candidato (junto a Aécio Neves e José Serra) a Poços de Caldas. Em sites noticiosos, a declaração, por parte de Aécio, de que a aliança em Minas Gerais não será favorável à campanha foi o assunto de maior repercussão mencionando o nome do tucano. No Twitter, por sua vez, o principal tema foi: ‘#Anastasia: Minas vai avançar ainda mais na descentralização da assistência à saúde http://bit.ly/dD7qC0(statistics)’, postado pelo usuário Herman Santos (@hermansantos).

Embora tenha sido menos citado que o adversário, Anastasia parece ser melhor visto na rede, já que a maior parte das menções referentes a Hélio Costa tratam de críticas ferrenhas à sua candidatura, e o candidato tucano têm crescido em popularidade na rede.

Nota: A análise foi feita com ferramentas exclusivas Politike.

link do site: http://www.politike.com.br/analises.php?cod=143

Campanha de Anastasia está presente na presente nas redes sociais da internet com canais no Facebook, Orkut, Twitter e Youtube

Eleitores podem participar da campanha de Antonio Anastasia através da Web 2.0 e das redes sociais

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Por meio do site oficial, eleitor pode enviar sugestões para o programa de governo e ainda acompanhar agenda do candidato

A campanha do governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição pela coligação “Somos Minas Gerais”, já está na internet. O site www.anastasia2010.com.br, lançado nesta semana, reúne diversas informações como a trajetória de vida do candidato, as propostas de governo, o dia-a-dia de campanha, depoimentos de apoio à candidatura, além de fotos e imagens em vídeo e material de divulgação.
O site oferece ainda ferramentas importantes que garantem maior participação do eleitor na campanha. Um dos destaques do site é a seção “Plano de governo”, onde eleitores de todo o Estado podem conferir as propostas apresentadas pelo governador Antonio Anastasia para os próximos quatro anos e, em apenas dois cliques, enviar suas sugestões.

Uma das diretrizes do plano de governo de Antonio Anastasia é ampliar a participação popular nas ações do governo. Com a campanha na internet, na medida em que o governador Antonio Anastasia percorre as diversas regiões do Estado apresentando propostas e ouvindo demandas da população, o eleitor pode usar o site www.anastasia2010.com.br para participar da campanha.

Faça Parte
Na seção “Faça Parte”, o eleitor pode se cadastrar para receber conteúdo da campanha por email, mensagem de texto no celular, ou diretamente em casa pelos correios. Através do site também é possível montar e enviar um postal virtual para amigos e fazer download dos jingles da campanha, faixas, cartazes e adesivos para impressão.

Logo na primeira página, o eleitor tem acesso aos canais no Youtube, Flickr, perfil no Facebook, comunidade no Orkut, Twitter de Antonio Anastasia e RSS, além de um link para o site da campanha à Presidência do candidato José Serra.

A página traz ainda agenda do candidato Antonio Anastasia atualizada diariamente e um espaço para que os visitantes deixem sua mensagem de saudação ao governador. Na seção “Multimídia” estão disponíveis notícias da TV 45, fotos, arquivos de áudio e cobertura de diversos momentos da campanha.

Trajetória
O site também tem dois espaços que apresentam a trajetória do governador. Um deles é uma “Linha do Tempo”, onde o internauta pode conhecer, através de imagens e textos, a biografia do governador Antonio Anastasia, desde a sua infância no bairro Anchieta, em Belo Horizonte, até a sua posse como governador do Estado. Nos vídeos, o governador relembra as tradições de sua família italiana, conta sobre sua formação universitária e fala sobre o Choque de Gestão, conjunto de medidas administrativas adotadas no início do Governo Aécio Neves, em 2003, responsável pelo equilíbrio das contas públicas e retomada dos investimentos, que permitiram ao Estado crescer e avançar em áreas sociais como educação, saúde e saneamento. O internauta também pode rever imagens da posse de Antonio Anastasia como governador, no dia 30 de março deste ano.

Redes Sociais
Também é possível acompanhar a campanha através de diversas redes sociais. No Facebook estão cadastrados um perfil (campanha Antonio Anastasia) e uma página da campanha (Antonio Anastasia 45). Quem prefere o Orkut pode participar da comunidade “Antonio Anastasia 45”, aberta a todos que desejam conhecer e discutir os projetos e ações do candidato.

Usuários do Flickr devem procurar o perfil Antonio Anastasia 45. Já para acessar o canal do Youtube basta digitar o endereço www.youtube.com/user/anastasiagov45. No Twitter, além de seguir o perfil pessoal do governador (@prof_anastasia), os usuários encontram diversas informações sobre a campanha no perfil @voluntarios45MG.