• Agenda

    dezembro 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Nanium: Governo de Minas atrai fabricantes de chips

Nanium: Governo de Minas investe em inovação e tecnologia, empresa investirá R$ 30 milhões em unidade industrial em Juiz de Fora.

Nanium: Governo de Minas Inovação e Tecnologia

Fonte: Agência Minas

 Nanium: Governo de Minas atrai fabricantes de chips

Governo de Minas aposta em tecnologia e inovação para atrair novas empresas para o Estado.

O vice-governador de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, assinou, nesta quarta-feira (29), protocolo de intenções com a empresa portuguesa Nanium Participações S.A, para a implantação de uma unidade industrial em Juiz de Fora, na região da Zona da Mata. O projeto prevê a produção de semicondutores direcionados para o mercado brasileiro e países do Mercosul.

Minas Gerais reúne uma série de predicados, como a localização geográfica privilegiada, próxima a 78% do mercado consumidor brasileiro. Temos ainda uma gestão premiada e reconhecida por organismos internacionais. O grande desafio do Estado é transformar o seu potencial em benefícios que se traduzam cada vez mais em inovação, tecnologia e na agregação de valor”, destacou o vice-governador.

A empresa irá investir R$ 30 milhões na implantação da nova unidade industrial, com a geração de 150 empregos diretos e outros 40 indiretos. “O empreendimento irá gerar empregos altamente qualificados, com a formação de gestores, engenheiros, técnicos e operadores de produção, em parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), que serão treinados no Brasil e em Portugal”, explica José Miranda Chaves Netto, diretor-executivo da Nanium Participações.

Além do protocolo com o Governo de Minas, a Nanium irá assinar uma carta de Intenções com a UFJF, estabelecendo que, na primeira fase do projeto, a unidade será instalada temporariamente no campus da universidade. Já na segunda fase, será construída uma unidade industrial definitiva no futuro Parque Científico e Tecnológico da UFJF. Em contrapartida, a Nanium deverá disponibilizar acesso às informações relativas a semicondutores adotadas em seu processo produtivo, além de transferir o conhecimento de processo aos pesquisados e alunos da UFJF.

O projeto terá início em outubro de 2012 e tem término previsto para meados de 2017. Na primeira etapa, serão fabricados módulos de memória Dram e módulos de Flash (como Pen drives). Na segunda etapa, que deverá ocorrer 12 meses após a conclusão da primeira, serão iniciadas as atividades de produção de componentes em sala limpa (como cartões de memória) para o mercado de desktops, notebooks e tablets.

A empresa

A Nanium S.A. foi fundada em 1996 no município de Vila do Conde, em Portugal, para produzir e prestar serviços no segmento de eletrônica. A companhia atua ainda nas áreas de serviços, equipamentos, processo, produto e fabricação de semicondutores.

A empresa iniciou suas atividades como Siemens Semicondutores S.A. e, depois de algumas alterações, passou a ser designada por Nanium S.A., com composição acionária constituída por 17,88% do Estado Português, por intermédio do Ministério dos Negócios Estrangeiros, e 41,06% dos Bancos Espírito Santo e Comercial Português.

A Nanium possui também know-how na fase de packaging (ou encapsulamento) dos chips, os cérebros dos equipamentos eletrônicos.

Nanium: Governo de Minas – Link da matéria: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/multimidia/galerias/vice-governador-assina-protocolo-de-intencoes-com-fabricante-de-semicondutores/

Governo Anastasia: parceria vai atender 7.500 micro e pequenas empresas em Minas até 2014

Governo de Minas e Sebrae assinaram protocolo de intenções para execução do Programa Agentes Locais de Inovação

José Carlos Paiva/Imprensa MG
Secretário Narcio Rodrigues e presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barreto, durante solenidade
Secretário Narcio Rodrigues e presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barreto, durante solenidade

secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, e o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barreto, assinaram protocolo de intenções para a execução do Programa ALI (Agentes Locais de Inovação) em Minas Gerais.

O ALI faz um atendimento personalizado às pequenas empresas, por meio de um diagnóstico que aponta as principais necessidades de intervenção para a melhoria dos processos e produtos. A meta do Governo de Minas é oferecer esta consultoria e assistência técnica a 7,5 mil empresas até 2014, em cerca de 70 segmentos definidos pela Secretaria do Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e o Sebrae, que coordenarão juntos a implementação do ALI no Estado.

Ao todo, serão recrutados 150 agentes na categoria de bolsistas do CNPq (Conselho Nacional de Pesquisa). Cada agente será responsável pelo diálogo com 50 empresas nos próximos dois anos. Os primeiros agentes serão selecionados em abril e capacitados nos meses de maio e junho. A previsão de início das atividades, com os agentes já em campo, é a partir do segundo semestre.

“Este projeto terá uma repercussão extraordinária no interior de Minas Gerais. Os agentes locais de inovação permitirão potencializar áreas em que temos condições de promover o surgimento de pequenas indústrias e empresas importantes ao desenvolvimento do Estado, como na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC)”, afirmou o secretário Narcio Rodrigues.

O semiárido mineiro também será atendido pelo ALI, ampliando a motivação para inovação e empreendedorismo na região. “Vamos multiplicar as ações do ALI, que irão atuar em sintonia com os oito Polos de Inovação da Sectes, presentes no norte de Minas e vales do Jequitinhonha e Mucuri”, explicou o secretário Narcio Rodrigues.

“Essa parceria com a Sectes é mais um passo no enfretamento de uma agenda fundamental para o Brasil, que envolve a inovação, a ciência e a tecnologia. O último Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Cageb), do Ministério do Trabalho e Emprego, revelou que as micro e pequenas empresas são responsáveis por 71% dos empregos formais gerados em fevereiro. Este é um setor fundamental do país, que nem sempre é atendido por políticas públicas condizentes com a sua importância. Para que o desenvolvimento brasileiro não deixe de fora as micro e pequenas empresas, precisamos de parcerias como essas, que atendem um segmento muitas vezes desprovido de um departamento de P&D para acompanhar as rápidas mudanças tecnológicas”, esclareceu o diretor-presidente do Sebrae, Luiz Barreto.

As ações do ALI também contarão com o apoio do Sistema Mineiro de Inovação (Simi), projeto desenvolvido pela Sectes, desde 2007, com o objetivo de promover a interação entre agentes de inovação diversos, vinculados à instituições de ensino e pesquisa, do setor empresarial e governamental. Por meio do portal http://www.simi.org.br mais de seis mil estudantes, pesquisadores e empresários – de aproximadamente 1.200 instituições – podem participar de uma rede social e trabalhar juntos em propostas de inovação tecnológica.

Nesta rede, as empresas podem publicar desafios tecnológicos que estimulem a produção de soluções por parte de pesquisadores e estudantes, e estes, por sua vez, passam a contar com um espaço para divulgar suas pesquisas. Com o projeto ALI, a interação virtual entre os agentes vai estimular e facilitar ainda mais a criação de novos produtos que impulsionam o desempenho das empresas no mercado e asseguram o desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/parceria-vai-atender-7500-micro-e-pequenas-empresas-em-minas-ate-2014/

Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais realiza seminário sobre educação e tecnologia

Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec), em parceria com a UFMG, realiza de 16 a 20 de novembro a segunda edição do seminário “Criatividade, Educação, Tecnologia” no auditório quatro da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG. O evento, com entrada franca, tem como público-alvo estudantes, professores e pesquisadores. Seu objetivo é apresentar abordagens inovadoras sobre as relações entre criatividade, educação e tecnologia. O diferencial da programação oferecida nesse ano está na abrangência das áreas de atuação dos especialistas.

De acordo com um dos organizadores do evento, o professor Roberto Andrés, a programação foi montada para que a discussão seja ampla e que atinja todos os níveis educacionais. “Os quinze professores que irão palestrar e participar das mesas-redondas possuem excelência nos campos da Psicologia, Filosofia, Física, Biologia e Arquitetura. Por isso acredito que o evento conseguirá atingir a todos que tenham interesse em melhorar a educação do país, sejam professores ou alunos, e de qualquer área”.

A programação começa na próxima segunda-feira (16), às18h, com as palestras do psicanalista Célio Garcia, que tratará de estratégias de sobrevivência e criatividade; seguido pela palestra do coordenador do programa de pós-graduação em Educação da UFMG, Bernardo Jefferson, que analisará a criatividade no cotidiano.

Na terça-feira (17), o professor da UFMG e presidente do Cetec, Alfredo Gontijo, analisará a relação entre fenômenos auto-organizados e a criatividade enquanto o professor titular da Ciência da Computação da UFMG, Nivio Ziviani, discutirá a experiência do Departamento nesse tema.

Na quarta-feira, dia 18, o professor da Ciências Biológicas da UFMG, Nelson Vaz, falará sobre Biologia e Criatividade. Já o filósofo Ricardo Fenati provocará no público o questionamento sobre se realmente existe o desejo de se ser criativo.

Na quinta-feira (19), a professora da Universidade Católica de Brasília, Eunice Alencar, abordará os desafios da criatividade na educação. Em seguida, o professor José Cabral Filho, do laboratório gráfico para experimentação de arquitetura da UFMG, discutirá a criatividade no ensino da Arquitetura.

Na sexta-feira (20), para encerrar a programação, acontece a palestra do filósofo inglês David Miller, da Universidade de Warwick, que discutirá as relações entre Ciência e Tecnologia. Miller é reconhecido como o principal intérprete da corrente de pensamento fundada por Karl Popper, filósofo mais influente do século XX a tematizar a ciência. Criador do termo Racionalismo Crítico, Popper defendia que todas as teorias científicas são provisórias. Haverá tradução simultânea da palestra de Miller.

Também será realizada uma mesa com apresentação de experiências educacionais em criatividade e tecnologia, outra novidade do evento este ano. De acordo com Andrés, que será o mediador dessa mesa, serão compartilhadas iniciativas que estão sendo investigadas por diversas instituições. Uma delas é o projeto Tecnoarte, realizado pelo Cetec, que ministrou gratuitamente cursos de Adobe Photoshop e Flash para alunos de ensino médio de duas escolas em Belo Horizonte e Ouro Preto. Além disso, a Fundação criou dois laboratórios multimídia para serem usados no ensino de Ciências nessas escolas.

O professor Andrés acredita que as palestras serão um forte incentivo para a prática da criatividade no dia-a-dia da sala de aula. “A criatividade no ensino não está restrita ao uso de tecnologias avançadas. Teremos palestras que vão tratar justamente disso, como a do Célio Garcia, que falará do ensino em condições precárias. Acredito que os casos apresentados vão servir para qualquer situação. Ser criativo prescinde qualquer adversidade”, completa.

Cemig realiza a 3ª Semana de Tecnologia e Inovação

Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) realiza de 10 a 15 de agosto, a 3ª Semana de Tecnologia e Inovação, quando vai apresentar ao público os produtos e processos inovadores desenvolvidos pela empresa. Nesta edição, o foco são os projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), relacionados com fontes alternativas de geração de energia.

No total, serão expostas 25 inovações, sendo 16 delas provenientes de projetos de P&D. Esses projetos são desenvolvidos em parceria com instituições e centros de pesquisa, universidades e empresas, que apresentam suas propostas em seminário específico, promovido pela Cemig em conjunto com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), por meio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Neste ano, o seminário acontece no dia 13 de agosto e marca o início da captação de propostas de projetos para desenvolvimento em 2010, no âmbito do Programa Anual de Pesquisa e Desenvolvimento Cemig-Aneel.

O programa anual tem como objetivo apoiar projetos de pesquisa e desenvolvimento em parceria com empresas e instituições científicas e tecnológicas que envolvam desenvolvimento de tecnologias sinérgicas com interesses da Cemig, do setor energético e da sociedade. Em termos de valor de investimento, o programa da Companhia é um dos maiores do setor elétrico brasileiro, com a aplicação de recursos da ordem de R$ 30 milhões ao ano.

Quinto elemento

A Semana de Tecnologia e Inovação abordará a temática dos quatro elementos naturais: terra, fogo, ar e água, sendo a Cemig o “quinto elemento” – como gestora que transforma os quatro elementos em novas alternativas energéticas. “Procuramos escolher as inovações que estão sendo utilizadas na Cemig, priorizando aquelas voltadas para o desenvolvimento de fontes alternativas de energia. Essa questão está em pauta no mundo inteiro e vem absorvendo esforços e recursos expressivos por parte da empresa”, explica o coordenador do evento, Jaelton Avelar Fernandino.

Também estará exposto na Semana de Tecnologia e Inovação, o veículo elétrico desenvolvido em parceira com a Fiat Automóveis e a Itaipu Binacional. Um automóvel ficará à disposição para test drive, das 9h às 11h, mediante agendamento. Outra novidade será um game interativo utilizando o recurso de tela multitoque, no qual os visitantes terão a oportunidade de testar seus conhecimentos sobre as diversas formas de geração de energia.

Já estão agendadas visitas de 18 escolas técnicas e de ensino médio de Belo Horizonte, com 900 alunos inscritos. Nos anos anteriores, a Semana de Tecnologia e Inovação da Cemig registrou média de 300 visitantes por dia, entre estudantes, pesquisadores, empresários e representantes de outras concessionárias.

3ª Semana de Tecnologia e Inovação

Abertura: segunda-feira (10), às 17h30

Período de visitação: de 11 a 15 de agosto

Horário: 9h às 18h

Local: hall de entrada do edifício-sede da Cemig

Endereço: Avenida Barbacena, 1.200 – Santo Agostinho

Ação do Governo Aécio Neves estimula uso de ferramentas para criação de rede sociais – trabalho é desenvolvido pela TEIA

Ação do Governo Aécio Neves estimula uso de ferramentas para criação de rede sociais - trabalho é desenvolvido pela TEIAGoverno Aécio Neves por meio do projeto Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados (TEIA) realizou, domingo (25), a oficina “Aprendendo a fazer o Ning – ferramenta para criação de redes sociais”. A ação foi transmitida via internet para toda a rede de agentes do projeto e, em especial, para uma LanHouse sediada em Carmópolis de Minas, Centro- Oeste do Estado. Na ocasião, o município inaugurou uma mesa de operações semelhante à que o TEIA mantém em sua sede em Belo Horizonte.

“Foi como um divisor de águas, existe a Carmopólis antes do TEIA e uma Carmopólis com o TEIA”. Com esta frase a prefeita do município, Maria do Carmo Rabelo, traduziu o significado da implantação da mesa de operações para o município. A perspectiva da prefeita é gerar emprego e renda para os agentes locais e promover a inovação no município e sua economia por meio das ferramentas disponíveis na internet.

O lançamento da mesa de operações foi transmitido em tempo real na rede do TEIA e pela rede IntegraMinas- Associação Mineira de Municípios (AMM). O público assistiu aos agentes de Carmópolis criando, com a ferramenta Ning, suas redes sociais, postando fotos, vídeos e articulando novos espaços de relacionamento.

Participaram do lançamento do projeto em Carmópolis, representantes das cidades de Oliveira, Itaguara, Passa Tempo, Piracema, Divinópolis, Cláudio, Itaúna, Formiga, Juiz de Fora, entre outras cidades, foram acompanhar o lançamento da mesa de operações do TEIA em Carmopólis. Além de membros das prefeituras, representantes da Universidade Antônio Carlos (Unipac), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), dos Bancos do Brasil e Sicoob.

Até o momento, o projeto TEIA já visitou 245 prefeituras, 245 câmaras municipais e 12 associações no Estado. A rede IntegraMinas já conta com 270 prefeituras e câmaras municipais cadastradas. Já disponibilizou 24,5 mil contas para plataforma Google Apps e entregou 8,65 mil contas padronizadas de e-mail.

Projeto TEIA

O TEIA é uma rede de prestadores de serviços e de conhecimento que, usando ferramentas e aplicativos da WEB 2.0, auxiliam empresas, escolas, associações, sindicatos, departamentos governamentais e todos os participantes das comunidades locais, a trabalharem seus projetos na internet, com o objetivo de promover a inovação nos processos econômicos, políticos e sociais.

O projeto capacita continuamente uma equipe de operadores da infraestrutura Web 2.0 para o Sistema Mineiro de Inovação (SIMI). Esta equipe, além da prestação de serviços de apoio às empresas, forma jovens empreendedores como operadores para atender a todos os municípios de Minas Gerais. Atualmente, a rede do TEIA conta com mais de 1,3 mil agentes cadastrados. Interessados em ingressar no projeto podem acessar http://www.teia.mg.gov.br e realizar o seu cadastro.

Integra Minas

Fruto do projeto TEIA a rede Integra Minas tem o objetivo de orientar e dar suporte aos municípios mineiros no processo de adoção de novas tecnologias e ferramentas da internet. Cada um dos 853 municípios mineiros vai receber de graça 50 endereços eletrônicos (emails) para as prefeituras, 50 para as câmaras de vereadores e mais 50 para as associações microrregionais de municípios, além de endereços eletrônicos padronizados (www.xxx.mg.gov.br).

Desses emails, 20% serão destinados a órgãos e entidades que prestem serviço público nas cidades. As páginas serão usadas para veiculação de notícias, vídeos, links e aplicativos próprios, como atendimento ao cidadão. O Integra Minas resultou inclusive em convênio firmado entre a Associação Mineira de Municípios (AMM) e o Governo do Estado.