• Agenda

    agosto 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

  • Anúncios

Gestão Anastasia: governo de Minas promove fórum com universidades mineiras e australianas

O evento visa à internacionalização das instituições mineiras, incrementando as parcerias para o desenvolvimento da ciência e da inovação

Divulgação/Sectes MG
Secretário Narcio Rodrigues durante pronunciamento no encerramento do fórum
Secretário Narcio Rodrigues durante pronunciamento no encerramento do fórum

O ensino superior público de Minas Gerais tem se destacado cada vez mais pela sua excelência. Contudo, apesar de parcerias isoladas com diversas universidades do mundo, há a necessidade de inserção efetiva, ou seja, tornar as instituições mineiras internacionais. Com esse foco, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), realizou, nesta terça-feira (20), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, em Belo Horizonte, o 1º Fórum para Internacionalização do Ensino Superior de Minas Gerais, Missão Group of Eight Austrália.

O evento, realizado em parceria com o Fórum das Instituições Públicas de Ensino Superior (Ipes), que reúne 14 universidades públicas de Minas Gerais, atraiu reitores, pró-reitores, professores e pesquisadores mineiros e australianos. Para o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, Mário Neto Borges, o conhecimento não tem fronteiras, razão pela qual a interação das instituições mineiras com as australianas é fundamental para o crescimento dos dois lados. Ele aproveitou para dizer que o Governo de Minas, por meio da Fapemig e Sectes, já tem parceria concreta com a Universidade de Queensland na área de mineração.

O diretor-executivo do Group of Eight, Austrália, Michael Gallagher, ressaltou a importância da cooperação nas diversas áreas de interesse das universidades. “São acordos reais do que pretendemos fazer”, afirmou Gallagher. O Group of Eight (Go8) é um consórcio das principais e melhores universidades australianas. Juntas, elas representam 80% das pesquisas em universidades do país, recebendo financiamentos governamentais e da indústria para pesquisa. Integram o grupo: University of Queensland, The University of Melbourne, The University of Sydney, University of Western Australia, Monash University, Australian National University, The University of Adelaide e The University of New South Wales.

As áreas de excelência das oito universidades são abrangentes. Entre as que convergem com Minas Gerais, destacam-se: exploração mineral, tecnologia da informação, biotecnologia (vacinas e estudos com células-tronco), meio ambiente, água e energias limpas. O embaixador da Austrália no Brasil, Brett Hackett, disse que as instituições de Minas estão entre as melhores da América Latina e do mundo, e que há grande interesse do seu país na interação e na cooperação entre as universidades.

O presidente do Fórum das Ipes e reitor da Universidade Federal de Alfenas (Unifal), Paulo Márcio Faria e Silva, fez uma exposição do perfil de todas as 14 instituições públicas mineiras, sendo 11 universidades federais, duas estaduais e o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet-MG). Elas possuem 150 mil alunos matriculados, com cerca de 500 cursos de graduação. São ofertadas 36 mil vagas anualmente nos cursos presenciais dessas instituições.

O secretário-adjunto de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Evaldo Vilela, manifestou o desejo de intensificar as parcerias entre Minas e Austrália no campo acadêmico. Reforçou, ainda, a ideia do consórcio de universidades como algo facilitador, mesmo que cada uma mantenha suas especificidades. “Nossas universidades são unidas, mas podemos focar mais”, afirmou Vilela, com a experiência de reitor da Universidade Federal de Viçosa (UFV), período em que firmou diversas parcerias internacionais.

Ao encerrar o evento, o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, falou da importância da cooperação internacional para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia. Ele destacou, entre outros, o projeto Cidade das Águas, em Frutal, no Triângulo Mineiro, que já conta com a adesão de oito universidades mineiras para integrar o Condomínio Temático de Empresas e Instituições.

Narcio Rodrigues também explicou a proposta feita ao Ministério da Educação e ao CNPq sobre o programa Ciência sem Fronteiras para as águas, que pode facilitar a internacionalização com as universidades, contribuindo para a melhoria da gestão dos recursos hídricos. Quanto ao seminário, ele concluiu como um marco para as universidades avançarem, tanto as federais quanto as estaduais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-promove-forum-com-universidades-mineiras-e-australianas/

Anúncios

Gestão Anastasia: governo de Minas investirá R$ 2,5 milhões na estruturação do NURII em Frutal

Parceria com a Embrapa e a Agência Nacional de Água garante a certificação da agricultura irrigada

Divulgação/Sectes MG
Secretário Narcio e autoridades recebem equipamentos agrícolas da Embrapa para serem destinados ao NURII
Secretário Narcio e autoridades recebem equipamentos agrícolas da Embrapa para serem destinados ao NURII

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), vai destinar R$ 2,5 milhões para implementação do Núcleo de Referência e Inovação em Recursos Hídricos (NURII), sediado no complexo Unesco-HidroEx, em Frutal, no Triângulo Mineiro. O NURII visa fortalecer a agricultura irrigada, envolvendo as principais entidades associadas à questão hídrica, tendo como foco principal as demandas dos irrigantes.

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, esteve em Frutal para formalizar a parceria entre o Governo de Minas, Embrapa, Agência Nacional de Água (ANA) e Unesco-HidroEx para implementação do NURII. Na ocasião, a Embrapa cedeu em comodato ao Unesco-HidroEx equipamentos no valor de R$ 907.588,14. Além de microcomputadores e notebooks, foram destinados uma carreta e dois tratores agrícolas, grade aradora e arado de disco, plantadeira, triturador agrícola, roçadeiras e seis veículos automotores (dois Ford Ranger, dois Logan, um caminhão e um micro-ônibus) para utilização no Núcleo.

Além dos R$ 2,5 milhões do Governo de Minas, o Governo Federal será parceiro da iniciativa, repassando também R$ 2,5 milhões ao núcleo. Segundo o secretário Narcio, por meio do NURII estarão centralizadas em Minas Gerais as principais pesquisas e projetos relacionados à agricultura irrigada. “O NURII se fundamenta em quatro pilares: informação, capacitação, pesquisa e inovação”, explicou. O secretário acrescenta que caberá ao núcleo definir e propor prioridades para pesquisa, integrar resultados, consolidar protocolos visando à certificação de empreendimentos com relação ao uso adequado da água e aprimorar os critérios de outorga.

O diretor da Embrapa Cerrados, José Roberto Rodrigues Peres, destacou que esta parceria vai possibilitar o resgate da agricultura irrigada. “O NURII poderá se transformar no grande laboratório de desenvolvimento e transferência de tecnologia para a agricultura irrigada e em um centro de capacitação, que será modelo para todo país”, afirmou.

O secretário Narcio Rodrigues ressaltou que o NURII vai ensinar ao mundo que é possível produzir uma agricultura competente com o uso racional da água. Um dos programas do núcleo será o de Certificação da Água, modelo no Brasil.

Estiveram presentes na solenidade a assessora técnica de Articulação e Comunicação da ANA, Cristianny Vilela Teixeira; a diretora de Planejamento, Gestão e Finanças do Unesco-HidroEx, Andrea Quinaud Lacombe; a diretora de Pesquisa, Tânia Brito;  a prefeita de Frutal, Maria Cecília Marchi Borges; além de outras autoridades ligadas ao setor agrícola.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-investira-r-25-milhoes-na-estruturacao-do-nurii-em-frutal/

Gestão Anastasia: Governo e Sebrae assinam protocolo para alavancar a inovação nas pequenas empresas de Minas

A meta do Estado é atender a 7,5 mil empresas até 2014

O presidente do Sebrae Nacional, Luiz Eduardo Barreto, e o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, assinam, nesta quarta-feira (21), protocolo de intenções para a execução do Programa ALI (Agentes Locais de Inovação) em Minas Gerais.

O ALI faz um atendimento personalizado às pequenas empresas, por meio de um diagnóstico que aponta as principais necessidades de intervenção para a melhoria dos processos e produtos. Minas Gerais é o 26º estado a aderir ao programa, com 150 agentes a serem recrutados, todos bolsistas do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq).

A meta do Estado é atender a 7,5 mil empresas até 2014. Desde 2008, quando foi lançado, o ALI já atendeu a mais de 18 mil empresas em 25 estados.

Evento: Assinatura do Protocolo de Intenções do Programa ALI

Data:21/03/2012

Horário:9h30

Local:Sala 6 – 8º andar – Prédio Gerais – Cidade Administrativa

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-e-sebrae-assinam-protocolo-para-alavancar-a-inovacao-nas-pequenas-empresas-de-minas/

Gestão em Minas: Oficina em Teófilo Otoni apresenta novas formas de comunicação para prefeituras

Representantes das prefeituras terão a oportunidade de debater a comunicação no processo governamental

O IntegraMinas, uma parceria da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) com a Associação Mineira de Municípios (AMM), realiza em Teófilo Otoni, nesta quinta-feira (22), curso prático que visa a melhoria da comunicação dos municípios. A oficina tem como objetivo promover a utilização do correio eletrônico oficial na comunicação com órgãos e entidades municipais e também em como aprimorar a comunicação e a gestão dos municípios através das ferramentas da internet.

A principal ação do IntegraMinas é de orientar as prefeituras e câmaras municipais na adequação ao Decreto 45095/2009, que foi assinado durante o 26º Congresso Mineiro de Municípios, em 5 de maio de 2009 promovido pela AMM. Este decreto trata da utilização do correio eletrônico (email) oficial na comunicação com órgãos e entidade municipais, além de outras providências.

Por meio de palestras, oficinas e debates será discutida como as ferramentas de comunicação são fundamentais para uma gestão eficiente, moderna e transparente e a importância de se consolidar a comunicação no processo governamental, desde o seu primeiro momento. Criado há três anos, o IntegraMinas tem como o objetivo padronizar os serviços de e-mail e sites dos municípios e constituir uma rede colaborativa que ofereça suporte aos municípios mineiros no processo de adoção de novas tecnologias e ferramentas.

A oficina será instruída por agentes TEIA – Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação, e é voltada para representantes das prefeituras municipais. Cada prefeitura pode enviar um representante para o curso prático, que receberá auxílio para custos de alimentação e deslocamento. Para participar, bastar confirmar presença no Polo de Inovação de Teófilo Otoni pelo telefone: (33) 8809-8388 ou pelo e-mail: agenteteiamucuri@gmail.com.

Serviço:

Evento: Oficina IntegraMinas

Dia: 22 de março

Horário: 9h

Local: Universidade Presidente Antônio Carlos – UNIPAC em Teófilo Otoni (Rua Engenheiro Celso Murta, 600, bairro Olga Correa Prates).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/oficina-em-teofilo-otoni-apresenta-novas-formas-de-comunicacao-para-prefeituras/

 

Gestão Anastasia: Sectes realiza Fórum para discutir a internacionalização do ensino superior em Minas

Objetivo é incentivar a internacionalização do ensino superior e pesquisa de Minas

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), juntamente com o Fórum dos dirigentes das Instituições Públicas de Ensino Superior (Ipes) realizam no dia 20 de março, o “I Fórum para Internacionalização do Ensino Superior de Minas Gerais, Missão Group of Eight Austrália”.

O objetivo do evento é incentivar a internacionalização do ensino superior e pesquisa de Minas Gerais através da apresentação dos trabalhos desenvolvidos no Estado às universidades da Austrália que compõem o Group of Eight, criando espaço aberto para a cooperação entre as instituições.

O Group of Eight (Go8) é um consórcio das principais e melhores universidades australianas. Juntas elas representam 70% das pesquisas em universidades australianas, recebendo grandes financiamentos governamentais e da indústria para pesquisa. São componentes do grupo: University of Queensland, The University of Melbourne, The University of Sydney, University of Western Australia, Monash University, Australian National University, The University of Adelaide e The University of New South Wales.

As áreas de excelência das oito universidades são bastante abrangentes. Entre as que convergem com Minas Gerais, pode-se destacar: exploração mineral, tecnologia da informação, biotecnologia (vacinas e estudos com células tronco), meio ambiente, águas, energias limpas.

O seminário destina-se, principalmente, a reitores, pró-reitores, professores acadêmicos e diretores de relações internacionais. A abertura do evento contará com a presença do encontro embaixador da Austrália no Brasil, Brett Hackett, do Diretor Executivo do Group of Eight, Austrália, Michael Gallagher, do Presidente das IPES, Paulo Márcio de Faria e Silva, e do presidente da Fapemig, Mário Neto Borges. O início do Fórum terá por intuito apresentar brevemente a Sectes, a Fapemig e as universidades mineiras, seguida de apresentação das Instituições australianas. Haverá também espaço para apresentação de parcerias de sucesso entre Austrália e Minas Gerais e discussão de possibilidades de novas parcerias.

Diversos reitores de universidades públicas  estarão no evento, como Renato de Aquino da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), Dijon Moraes da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), João dos Reis da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e Clélio Campolina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Serviço:

“I Fórum para Internacionalização do Ensino Superior de Minas Gerais, Missão Group of Eight Austrália”

Dia 20 de março, às 9h no 9° andar do prédio Gerais da Cidade Administrativa de Minas Gerais (CAMG).

Confira a programação: http://www.tecnologia.mg.gov.br/images/stories/forum.jpg

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/sectes-realiza-forum-para-discutir-a-internacionalizacao-do-ensino-superior-em-minas/

Gestão Anastasia: governo de Minas realiza seminário sobre Chuvas e Desastres Urbanos

Ouro Preto recebe evento que vai disseminar informações, tecnologias e ações bem sucedidas para minimização e mitigação de desastres naturais

Para buscar meios que minimizem tragédias decorrentes do aumento na ocorrência de enchentes urbanas, deslizamentos e quedas de encostas causadas por grandes volumes de chuva, o Governo de Minas, por meio do Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Água Unesco-Hidroex, promove, nos dias 20 e 21 de março, na cidade de Ouro Preto, região Central do Estado, o Seminário Internacional Chuvas e Desastres Urbanos. O evento será realizado em parceria com a Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop).

O objetivo do evento é atualizar conceitos e técnicas referentes à prevenção de desastres urbanos causados por eventos climáticos extremos, às estratégias geotécnicas de proteção de encostas e ao replanejamento das ocupações de encostas e margens de rios em cidades. O seminário também vai abordar as questões relativas a enchentes, como alertas e logísticas de ação e socorro durante desastres urbanos.

O seminário destina-se, principalmente, a gestores municipais e estaduais, defesa civil, companhias de abastecimento público e de geração de energia, órgãos de fiscalização, representantes de Comitês de Bacias Hidrográficas e comunidade acadêmica.

A abertura do seminário contará com a participação do secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues; o presidente do Unesco-Hidroex, Octávio Elísio Alves de Brito; o reitor da Ufop, João Luiz Martins; e o prefeito de Ouro Preto, Ângelo Osvaldo de Araújo Santos.

O destaque da programação é a palestra do pesquisador do Laboratório de Riscos Ambientais do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), Agostinho Tadashi Ogura, que vai abordar o tema “Os desafios do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas e Desastres Naturais (Cemaden), para redução de risco de desastres e deslizamentos no Brasil”.

O seminário também vai contar com participação da pesquisadora italiana do Instituto Unesco-IHE (Delft-Holanda), LuigiaBrandimarte, que fará palestra sobre “Enchentes urbanas: novas oportunidades, incerteza e gestão de risco”.

O evento se encerra com uma Mesa Redonda para discutir os principais temas abordados durante o seminário.

Clique aqui para ver a programação completa do seminário (Arquivo PDF).

Evento: Seminário Chuvas e Desastres Urbanos

Dia: 20 e 21de março

Horário: 9h

Local: Centro de Artes e Convenções da Ufop (rua Diogo de Vasconcelos, 328 – Pilar, Ouro Preto)

Fonte: Agência Minas

Gestão da Saúde: Fundação Hospitalar de Minas Gerais abre inscrição para o 3º Fórum Científico

Encontro é voltado para pesquisadores que queiram publicar seus trabalhos

Estão abertas as inscrições para o 3º Fórum Científico da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) para participantes e pesquisadores que queiram submeter seus trabalhos para publicação. O prazo para inscrições e envio de resumos vai até 9 de abril, mas os participantes podem se inscrever até 28 de maio aqui . O fórum acontece nos dias 29 e 30 de maio.

O tema desta edição será “Integração, Ensino e Pesquisa” e vai reunir pesquisadores e especialistas da fundação, além de convidados de outras instituições, como Ministério da Saúde, Secretaria de Estado e de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). Será apresentada a produção científica recentemente desenvolvida na Rede Fhemig e discutidos temas relacionados à pesquisa, ensino e inovação tecnológica.

Atualmente, são quase 300 profissionais da Fhemig, de vários níveis de formação, que estão atuando nas linhas de investigação nos 25 grupos de pesquisa certificados pelo CNPq, nas mais diversas áreas da saúde. A fundação possui, ainda, o Núcleo de Inovações Tecnológicas – INOVA, que monitora as pesquisas realizadas na instituição com vistas ao potencial de registro de propriedade intelectual, e o Núcleo de Apoio ao Pesquisador.

“Todo este ambiente possibilita a formação em pesquisa, inovação e a transferência de tecnologias que realimenta estas atividades. Para isso, são valorizadas a interdisciplinaridade, a cooperação interinstitucional e a participação de estudantes, graduados e residentes”, afirma o gerente de Ensino e Pesquisa, da Diretoria de Gestão de Pessoas, Roberto Marini Ladeira.

Marini acrescenta que estas iniciativas fortalecem o papel do Estado no cenário nacional do ensino, pesquisa e inovação tecnológica, ao mesmo tempo em que torna a Fhemig um ambiente atrativo e capaz de reter talentos. “E, principalmente, permite que as pesquisas desenvolvidas resultem em aumento na qualidade do atendimento prestado à população”, diz.

Avaliação

Os novos trabalhos inscritos serão avaliados pela Comissão Científica do Fórum e os melhores serão premiados. Como a terceira edição deste fórum aconteceria em setembro do ano passado, muitos resumos já foram inscritos e avaliados. Para continuar a participar, os autores precisam confirmar e aprovar sua publicação pelo e-mail marcelo.abrantes@fhemig.mg.gov.br (orientações no endereço http://www.fhemig.mg.gov.br/pt/ensino-e-pesquisa/pesquisa/forum-cientifico). A não confirmação implica em não publicação.

O 3º Fórum Científico faz parte da programação dos 35 anos da Fhemig, a serem completados em 3 de outubro deste ano. O incentivo à pesquisa é uma das mais importantes facetas desta instituição, que é considerada a maior rede de hospitais públicos do país.

Fonte: Agência Minas