• Agenda

    agosto 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

  • Anúncios

Gestão da Educação: programa de Avaliação da Aprendizagem Escolar recebe inscrições para oficinas

Há vagas para educadores das áreas de Biologia, Física, Química, Ciências e Geografia

Professores do ensino fundamental e médio ainda podem se inscrever para as oficinas do Programa de Avaliação da Aprendizagem Escolar (PAAE). Na capacitação “Oficinas de Análise e Elaboração de Questões de Múltipla Escolha’’, há vagas para educadores das disciplinas de Biologia/Ciências e Física/Ciências, Química/Ciências, Geografia e Educação Física. Os interessados devem fazer a inscrição pela internet, até o dia 23 de abril, no site https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/1555-programa-de-avaliacao-da-aprendizagem-escolar-paae.

As oficinas, a serem desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Educação (SEE), serão realizadas na Magistra – Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores e ocorrerão nos dias 26 e 27 de abril e 3 e 4 de maio.

Nos dias do encontro, os professores irão analisar e elaborar questões/itens para a avaliação da aprendizagem do aluno nas diversas disciplinas que integram os Conteúdos Básicos Comuns (CBCs). Nas datas de abril, as oficinas se concentrarão nas disciplinas de Língua Portuguesa, Biologia/Ciências, Física/Ciências e Ciências. Já em maio, as oficinas vão contemplar as áreas de Geografia, Química/Ciências e Educação Física.

As questões elaboradas durante as oficinas poderão integrar o banco de itens da SEE e compor as avaliações do PAAE. Atualmente, o banco de itens da secretaria conta com mais de 50 mil questões disponíveis.

A confirmação da inscrição será feita por e-mail. Os professores receberão certificados pela participação integral nas oficinas. Mais informações sobre as oficinas podem ser obtida pelos telefones: (31) 3915-3598 e (31) 3915-3587.

Diagnóstico do ensino

O Programa de Avaliação da Aprendizagem Escolar (PAAE) é desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação. A iniciativa é um suporte didático para professores e gestores de escolas estaduais.

O PAAE disponibiliza as Avaliações Diagnósticas, Contínuas e da Aprendizagem Anual para as escolas estaduais de Ensino Médio. Essas avaliações possibilitam ao professor e à escola verificar as habilidades e competências adquiridas entre o diagnóstico inicial e final do ano letivo.

Por meio do Programa, as escolas geram provas de questões objetivas, diferenciadas em três níveis de dificuldade e vinculadas aos tópicos/habilidades dos CBCs que devem ser ensinados pelas escolas e aprendidos pelos alunos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/programa-de-avaliacao-da-aprendizagem-escolar-recebe-inscricoes-para-oficinas/

Anúncios

Gestão Eficiente: merenda escolar é tema de encontro realizado pelo Governo de Minas no Vale do Rio Doce

Com foco na alimentação saudável nas escolas, equipe de nutricionistas da Secretaria capacita cantineiras de Caratinga

Fotos de divulgação
Nutricionistas ensinam para responsáveis pela alimentação dos alunos boas práticasna hora do preparo
Nutricionistas ensinam para responsáveis pela alimentação dos alunos boas práticasna hora do preparo

Profissionais responsáveis pela alimentação nas escolas estaduais da superintendência de ensino de Caratinga, região do Vale do Rio Doce, participaram, nesta semana de um encontro de capacitação dado pela equipe de nutricionistas da Secretaria de Estado de Educação (SEE). Participantes envolvidos no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) receberam orientações sobre a elaboração do cardápio e a importância da merenda escolar. A capacitação foi realizada na Escola Estadual Maria Isabel Vieira e contou com a participação de 165 profissionais.

O evento, que começou na terça-feira (17) e terminou nesta quinta-feira (19), abordou também o tema higiene. Na capacitação, as nutricionistas reforçaram a necessidade de se manter tudo limpo, desde os instrumentos de trabalho, o ambiente, até a higiene pessoal. Mãos e uniformes sempre limpos, usar calçados fechados, cabelos aparados e protegidos com toucas ou redes são algumas ações que nunca devem ser esquecidas.

A Superintendência Regional de Ensino de Caratinga possui 24 municípios em sua jurisdição. Ao todo, 98 escolas da rede estadual são atendidas pela Superintendência.

Programa Nacional de Alimentação Escolar

O Programa Nacional de Alimentação Escolar garante, por meio da transferência de recursos financeiros, a alimentação escolar dos alunos de toda a educação básica matriculados em escolas públicas e filantrópicas.

O objetivo é atender as necessidades nutricionais dos alunos durante sua permanência em sala de aula, contribuindo para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem e o rendimento escolar dos estudantes, bem como promover a formação de hábitos alimentares saudáveis.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/merenda-escolar-e-tema-de-encontro-realizado-pelo-governo-de-minas-no-vale-do-rio-doce/

Gestão da Educação: em Escola Estadual de Poço Fundo, música faz parte da rotina dos alunos

Banda marcial, com mais de 70 estudantes, é atração do município

SEE / Divulgação
Estudantes incluem movimentos corporais à sua apresentação musical
Estudantes incluem movimentos corporais à sua apresentação musical

Uma parceria entre a Escola Estadual José Bonifácio, localizada em Poço Fundo, no Sul de Minas, e o Conservatório Estadual de Música Maestro Marciliano Braga inseriu a música na rotina dos alunos. A iniciativa tem apoio da Secretaria de Estado de Educação (SEE).

A escola tem uma banda marcial, que é um grupo de músicos instrumentais composta por pouco mais de 70 alunos, que incorporam movimentos corporais à sua apresentação musical. “Nós somos a única banda marcial da cidade. Fazemos apresentações em eventos da escola e do município”, ressalta a diretora da escola, Rita de Cássia Silva da Costa.

Além de uniformes coloridos, a banda marcial tem como diferencial a comissão de frente. Nas apresentações os estudantes mostram suas aptidões na ginástica rítmica, em coreografia que utilizam o bambolê, fita e bastão.

Para os alunos que desejam participar da banda, as portas estão sempre abertas. Além dos estudantes, também participam do grupo ex-alunos da escola, pais e professores. “Quanto mais a família estiver envolvida nas atividades da escola melhor será a educação”, afirma a diretora.

Integrante da banda desde que o grupo foi criado, em 2005, Leonardo Ramos de Paiva conta o que a experiência tem trazido inúmeros benefícios para sua vida. “Aprendi muita coisa sobe música e estou conhecendo diversos lugares. Além de aprender coisas novas todas as semanas”, afirma.  A escola também oferece aulas de flauta e violão para os alunos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/em-escola-estadual-de-poco-fundo-musica-faz-parte-da-rotina-dos-alunos/

 

Gestão da Educação: inscrições para os Exames Supletivos do primeiro semestre de 2012 começam nesta quarta-feira

Inscrições dos candidatos que buscam certificação devem ser feitas pela internet até 13 de maio

Começam nesta quarta-feira (18), as inscrições para os Exames Supletivos do primeiro semestre de 2012. Os jovens e adultos interessados em fazer as provas e conseguir os certificados de conclusão do ensino fundamental ou médio, devem fazer a inscrição pela internet, no site www.educacao.mg.gov.br/supletivo, até o dia 13 de maio. Para se inscrever, os candidatos devem ter idade mínima de 15 anos para o ensino fundamental e 18 anos para o ensino médio, completos ou a completar até o dia 15 de julho, data de término da realização das provas.

Candidatos que não têm acesso à internet poderão se inscrever nas Superintendências Regionais de Ensino (SREs) entre os dias 18 de abril a 11 de maio.  O valor da taxa é de R$ 6,00, por área de conhecimento. A taxa de inscrição deverá ser paga com boleto bancário, emitido no ato da inscrição, nos guichês dos bancos conveniados. Para se inscrever é necessário o documento de identificação e CPF.

As inscrições dos candidatos presos ou em cumprimento de medida socioeducativa em regime de internato serão efetuadas pelas próprias unidades prisionais, centros e associações, no período de 18/04/2012 a 08/05/2012.

“É importante que os candidatos não deixem para fazer a inscrição na última hora e que lembrem que a inscrição só será efetivada quando a taxa de inscrição for paga”, destaca a diretora de Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Estado de Educação, Edir Petruceli Carayon Xavier.

O candidato inscrito deverá emitir seu comprovante definitivo, contendo o local da prova, data e horário, a partir do dia 04 de junho. As provas serão realizadas nos dias 14 e 15 de julho nos períodos da manhã e da tarde. O edital e os programas de estudo também estão disponíveis no site do supletivo (http://www.supletivomg.caedufjf.net/supletivo/docs/Edital2012_1.pdf).

Isenção da taxa de inscrição

Uma parceria entre a Secretaria de Estado da Educação (SEE) e a Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (SETE) vai beneficiar quem pretende retomar os estudos, mas está desempregado e, portanto, não tem condições de pagar pela inscrição. O candidato desempregado poderá se inscrever, com isenção da taxa, em no máximo duas áreas de conhecimento, até o dia 8 de maio. Nesse caso, a inscrição deve ser feita nos Postos do Sine, (relacionados no anexo III do edital) no período de 18/04 a 08/05. O candidato desempregado que após ter realizado sua inscrição no Sine desejar inscrever-se em mais áreas do conhecimento poderá realizar a inscrição dessas áreas, via internet, efetuando o pagamento da taxa.

Disciplinas avaliadas

Os Exames Supletivos do Ensino Fundamental e Médio serão oferecidos por área de conhecimento. Os candidatos do Ensino Fundamental farão provas de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna (Inglês), Artes, Educação Física e Redação, Matemática, História e Geografia e Ciências Naturais. Já para o Ensino Médio as provas serão de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação (Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Arte e Educação Física), Matemática e suas Tecnologias (Matemática), Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Filosofia e Sociologia) e Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Química, Física e Biologia).

O programa de estudos para cada disciplina também está disponível na página do supletivo (http://www.supletivomg.caedufjf.net/supletivo/inicio.faces).

Os gabaritos oficiais serão divulgados no dia seguinte à realização do exame pelo site do supletivo.  Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem um mínimo de 50% dos pontos em cada área de conhecimento. O resultado oficial dos Exames Supletivos será divulgado a partir do dia 24 de agosto, nos sites pelos sítios eletrônicos www.educacao.mg.gov.br/supletivo e www.supletivomg.caedufjf.net.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/inscricoes-para-os-exames-supletivos-do-primeiro-semestre-de-2012-comecam-nesta-quarta-feira/

Gestão da Educação: escolas estaduais já podem se inscrever para o Aprofundamento de Estudos

Na edição de 2012, serão ofertadas 100 mil vagas para alunos do ensino médio

Escolas da rede estadual de ensino que ofertam o ensino médio já podem se inscrever no Aprofundamento de Estudos, projeto da Secretaria de Estado de Educação (SEE). A iniciativa é voltada para os alunos do ensino médio e tem por objetivo incentivar o hábito de estudo em tempo integral e assim melhorar o desempenho em sala de aula e nas avaliações externas. As inscrições de alunos, turmas e professores que irão atuar no aprofundamento deverão ser feitas pelo diretor da escola por meio do link no site do projeto.

Para efetivação do cadastro, é necessário que as escolas formem turmas de no mínimo 25 alunos e no máximo 30. Além disso, os professores interessados em ministrar as aulas do projeto deverão ter, entre outras coisas, experiência pedagógica no desenvolvimento de atividades inovadoras, além de disponibilidade para participar de cursos de capacitação que poderão ser ofertados pela SEE.

As aulas do projeto serão ministradas no contraturno escolar do aluno. Porém, as escolas também poderão utilizar sextos horários para o desenvolvimento do projeto.

A superintendente de Desenvolvimento do Ensino Médio, Audrey Regina Carvalho Oliveira, ressalta a importância do Aprofundamento de Estudos para os estudantes da rede estadual de ensino. “O projeto é uma oportunidade especial para o jovem do ensino médio no sentido de oferecer-lhe a ampliação de conhecimento que lhe permitam prosseguir os estudos ou concorrer com seus pares com mais segurança”. Desde que foi criado, em 2006, quase 300 mil estudantes já foram atendidos pelo aprofundamento.

Em 2012, serão ofertadas 100 mil vagas aos alunos do ensino médio. Os conteúdos de Língua Portuguesa e Matemática serão ofertados em todas as turmas. Além disso, poderão ser incorporadas mais três disciplinas de interesse dos alunos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/escolas-estaduais-ja-podem-se-inscrever-para-o-aprofundamento-de-estudos/

Gestão da Educação: alunos da rede pública buscam manter hegemonia de Minas na Olimpíada de Matemática

Mineiros representam 10% dos inscritos na 8ª edição do torneio nacional. Estado lidera a competição há cinco edições.

Divulgação
Com duas medalhas de ouro em 2011, alunos da Escola Francisca Pereira Rodrigues, em Piraúba, já se preparam para a Obmep 2012
Com duas medalhas de ouro em 2011, alunos da Escola Francisca Pereira Rodrigues, em Piraúba, já se preparam para a Obmep 2012

Escolas da rede pública em Minas já definiram os seus representantes na 8ª Edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Segundo a Secretaria de Estado da Educação (SEE), em 2012, o Estado terá 2.017.608 alunos dos anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano) e ensino médio inscritos na competição, o que representa cerca de 10% do número de participantes de todo país (19,1 milhões). Ao todo, estudantes de 4.464 escolas de todos os 853 municípios mineiros vão buscar manter o desempenho do Estado, que liderou as últimas cinco edições da Obmep.

Entre as inscritas, está a Escola Estadual Professora Francisca Pereira Rodrigues, no município de Piraúba, Zona da Mata. A escola vai participar com cerca de 950 alunos nos três níveis da competição. “No ano passado, nossa escola conquistou duas medalhas de ouro e 20 menções honrosas. Também tivemos uma educadora entre os professores premiados, a professora Arlete Aparecida Marchioni Juste. Este ano, queremos repetir o bom desempenho ou ser ainda melhores”, adianta a diretora Andressa Maria Retondaró Demolinari Neiva.

Para a preparação dos alunos, a escola não mede esforços. “Além do trabalho feito pelos professores em sala de aula, com a resolução de exercícios do banco de questões da Obmep, nós também temos uma parceria com estudantes de licenciatura que auxiliam nossos alunos no esclarecimento de dúvidas. Os alunos do ensino médio ainda contam com o Aprofundamento de Estudos, em que eles têm um estudo complementar em várias disciplinas, entre elas, a Matemática”, explica Andressa.

Um dos alunos premiados em 2011, no nível I (6º e 7º anos do ensino fundamental), Ricardo Vidal Teixeira, de 13 anos, diz que já vai tentar repetir o sucesso. “Não esperava que fosse ganhar uma medalha de ouro. Este ano, tenho que me empenhar de novo, pois no começo da competição todos têm as mesmas chances. Começo meus estudos fazendo os exercícios de provas das edições passadas”, detalha o estudante que atualmente está no 8º ano.

Motivação

A Escola Estadual João de Freitas Neto, de Montes Claros, Norte de Minas, terá 830 alunos na 8ª edição da Obmep. De acordo com a vice-diretora da escola, Maria das Dores Rodrigues Alencar Dias, os alunos são motivados a participarem, pois a Olimpíada é uma atividade complementar. “Nós sempre procuramos estimular os nossos alunos a participar da Obmep. Divulgamos esse trabalho na escola, porque é uma atividade complementar à que a escola realiza. Os alunos adquirem hábito de estudos e dedicação”, avalia.

A primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas ocorrerá no dia 5 de junho, em horário a ser definido pelas escolas. Nessa fase da competição, os alunos realizam prova de múltipla escolha composta de 20 questões. Já a segunda etapa está prevista para o dia 30 de setembro, com as provas são compostas por seis questões discursivas com locais de provas a serem definidos. Entre os assuntos avaliados nos exames estão aritmética, Geometria, Álgebra, Combinatória e probabilidade.

Preparação dos alunos

A preparação dos alunos para a 8ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas conta com um reforço. Já está disponível no site da competição, o Banco de Questões 2012. O material serve de apoio para os professores na preparação dos alunos para as duas fases do torneio.

Desde o início da competição, em 2005, os alunos mineiros acumulam 4.138 medalhas de ouro, prata e bronze. O Estado é o primeiro lugar na Obmep desde a edição de 2007. Na última delas, ocorrida em 2011, Minas conquistou 816 medalhas, sendo 111 de ouro, 248 de prata e 457 de bronze. Já as menções honrosas representam um total de 8.110 certificados.

Passo a passo

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas é dividida em três níveis. O primeiro é composto por estudantes do 6º e 7º anos do ensino fundamental. No segundo, fazem as avaliações alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental. Já o 3º nível é composto por estudantes do ensino médio.

A Obmep busca estimular e promover o estudo da Matemática entre os alunos das escolas públicas, além de contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica. A competição é promovida pelos ministérios da Educação e da Ciência e Tecnologia e é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Aplicada (Impa) e pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alunos-da-rede-publica-buscam-manter-hegemonia-de-minas-na-olimpiada-de-matematica/

Gestão Eficiente: programa de qualificação profissional proporciona oportunidades no mercado de trabalho

Iniciativa oferece bolsas de estudos e capacita estudantes em Conselheiro Lafaiete e região

Marco Evangelista / Imprensa MG

Emerson Moreira Miranda, hoje técnico em informática, funcionário da ThyssenKrupp Elevadores, é ex-aluno do Programa de Educação Profissional (PEP), mantido pelo Governo de Minas por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE). A trajetória profissional de Emerson é exemplo para os alunos do programa, principalmente em Conselheiro Lafaiete, onde ele estudou.

A carteira de trabalho de Emerson, que atende aos clientes da ThyssenKrupp na região, foi assinada há dez meses. “Está sendo muito bom. Temos chance de crescimento na empresa e recebemos treinamento todo mês. Esperava conseguir uma vaga no mercado, mas não achei que seria em Conselheiro Lafaiete mesmo”, diz ele.

Emerson concluiu o PEP em 2010, passou por estágios e outros trabalhos, até que a própria escola o indicou para a vaga na empresa. “O PEP abre portas, foi excelente, tanto que já indiquei para várias pessoas. Hoje me considero bem empregado”, afirma.

O programa tem como objetivo principal oferecer educação profissionalizante gratuita de qualidade, criando, para os participantes, oportunidades reais no mercado de trabalho. Em Conselheiro Lafaiete, além do curso técnico em informática, estão em andamento pelo PEP os cursos técnicos em metalurgia, enfermagem, radiologia, saúde bucal, nutrição e dietética, segurança do trabalho, química, eletromecânica e instrumentação industrial, meio ambiente e logística, atendendo a 589 alunos.

Regina Maria de Avelar Teixeira, diretora pedagógica da Escola Técnica de Saúde, que ministra cursos na cidade desde 2008, destaca que o programa é um grande passo para a inserção no mercado de trabalho, mas também depende da vontade dos alunos. “Os cursos do PEP são excelentes, pois muitos não têm condições de pagar. É uma ajuda para que as pessoas se profissionalizem e a aceitação sempre foi ótima. Têm alguns alunos que desistem, mas, em contrapartida, temos aqueles que aproveitam ao máximo, valorizam o curso, dedicam-se, destacam-se e conseguem ótimos resultados, como um bom estágio, um emprego com carteira assinada. Eles aproveitam a chance que foi dada. E estes, são muitos”, relata.

Wilson Roberto de Paula ainda é aluno do curso técnico de metalurgia do PEP, mas já segue o mesmo caminho de Emerson. Ele comemora o novo emprego, na Gerdau em Ouro Branco, que fica a 23 km de Lafaiete. Depois de cinco meses de estágio na empresa, ele acaba de ser contratado. “A expectativa agora é de fazer um bom trabalho, crescer dentro da empresa e continuar estudando, quero fazer faculdade nessa mesma área”, comenta.

Ajuda para ingressar no mercado

Lorena Stuart mora em Congonhas, mas também cursa o PEP em Conselheiro Lafaiete. Ela soube do programa por meio de uma colega, aluna do curso. “Ela me recomendou e falou sobre as facilidades, por ser um curso gratuito e que ajudaria a ingressar no mercado de trabalho”, conta. A opção de Lorena foi pela radiologia e, no início deste ano, ela começou a estagiar na Policlínica de Congonhas. “Consegui o estágio por intermédio da escola e estou achando muito interessante essa parte mais prática. Depois de concluir o curso, pretendo buscar especializações, pois a radiologia é bem abrangente, e quero ter sucesso trabalhando na área. Estou muito feliz”, comemora.

A oferta de cursos técnicos pelo PEP em Conselheiro Lafaiete tem atraído estudantes de outras cidades como é o caso de Ana Paula Dias de Oliveira, que mora em Carandaí e se desloca todos os dias para Lafaiete. Aluna do curso de técnico em saúde bucal, ela já está tendo uma oportunidade no mercado de trabalho, como estagiária em uma clínica de odontologia. “O estágio vai ajudar bastante a desenvolver o que estou aprendendo nas aulas”, opina. Ana Paula entrou para o Programa de Educação Profissional depois de uma divulgação feita na escola em que ela estudava.

PEP VI

As aulas da sexta edição do Programa de Educação Profissional estão previstas ainda para este mês de abril. Em Conselheiro Lafaiete, foram disponibilizadas 381 vagas para os cursos técnicos em eletromecânica, estética, higiene dental, logística, meio ambiente, metalurgia, nutrição e dietética e segurança do trabalho. Em toda a região das Vertentes, 888 alunos serão beneficiados na nova edição.

Em todo o Estado, são 30 mil vagas apenas este ano. Desde o início do PEP, mais de 200 mil alunos foram beneficiados e o investimento total do Governo de Minas chega a R$ 569 milhões.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/programa-de-qualificacao-profissional-proporciona-oportunidades-no-mercado-de-trabalho/