• Agenda

    agosto 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

  • Anúncios

Governo de Minas leva programa antitabagismo para municípios do interior

BELO HORIZONTE (20/01/12) – O Programa de Cessação do Tabagismo, já incorporado às ações do Governo de Minas de proteção à saúde do servidor, será levado em 2012 a municípios do interior do Estado. A partir do mês de março, Uberlândia, no Triângulo Mineiro, será a primeira cidade a contar com a equipe preparada para fazer o tratamento dos interessados em abandonar o cigarro. Em maio, o programa irá para Divinópolis e, em agosto, chegará a Sete Lagoas.

De acordo com a assessora médica da Diretoria Central de Perícia Médica, Alba Machado de Sá, coordenadora do programa, além das cidades do interior, a partir de 2 de fevereiro, novos grupos de tratamento serão iniciados também no edifício Maletta, no centro da capital, onde funciona a Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional e, em seguida, em data a ser definida, na Cidade Administrativa de Minas Gerais.

O programa

Com duração de sete semanas e periodicidade semanal, o projeto-piloto de cessação do tabagismo foi lançado junto aos servidores da Cidade Administrativa em 31 de maio do ano passado, Dia Mundial sem Tabaco, com a realização de uma palestra de sensibilização.

Posteriormente, foram formados os grupos de terapia cognitivo- comportamental com os tabagistas, quando 106 servidores aderiram ao programa, sempre acompanhados de um médico e um psicólogo.

Segundo a médica Alba Machado de Sá, na maioria dos casos é necessário recorrer à medicação para o interessado abandonar a dependência do cigarro. A médica ressalta que a parceria, formada com as secretarias de Desenvolvimento Social (Sedese) e de Saúde (SES), entre outras, possibilita o fornecimento do remédio “totalmente gratuito”.

O programa prevê ainda consultas médicas para a avaliação do tabagista e distribuição de material didático informativo. É primordial a presença do participante em todos os encontros.

Pesquisa

O interesse pelo programa com o projeto-piloto na Cidade Administrativa foi medido pela pesquisa aplicada antes de seu início. Dos 439 servidores que responderam à enquete, 53% demonstraram o desejo de deixar o cigarro, mas ainda não haviam decidido quando, e 43% se mostraram prontos a abandonar a dependência. Apenas 4% responderam não querer parar.

Entre os 106 servidores que aderiram ao programa, 81,55% conseguiram parar de fumar. Durante um ano, eles serão acompanhados pela equipe coordenadora do projeto e, apenas depois desse período, poderão ser considerados oficialmente ex-tabagistas. Ainda segundo a avaliação, a iniciativa do programa antitabagismo foi avaliada como “ótima” ou “boa” por 99% dos participantes.

Inscrições

As inscrições para o programa poderão ser realizadas por meio do site da Seplag no link servidor, ou por meio do sítio eletrônico www.planejamento.mg.gov.br/tabagismo.asp

As vagas são limitadas e os primeiros inscritos terão prioridade na participação do programa.

Para a coordenadora Alba Machado de Sá, o programa antitabagismo trará diversos benefícios aos servidores e ao próprio Estado, tanto do ponto de vista da saúde dos servidores quanto do econômico. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo ativo é a principal causa de morte evitável no mundo e o passivo, a terceira. Um estudo da Fundação Osvaldo Cruz mostra que o cigarro é responsável por um prejuízo anual de R$ 338 milhões ao sistema

Fonte: Agência Minas

Anúncios

Governador Antonio Anastasia recebe 150 toneladas de produtos em doações para vítimas das chuvas em Minas

BELO HORIZONTE (16/01/12) – O governador Antonio Anastasia recebeu, nesta segunda-feira (16), representantes dos setores do comércio e indústria dos ramos de supermercados e alimentícios que doaram mais de 150 toneladas de alimentos e materiais para as famílias atingidas pelas chuvas em Minas Gerais. O governador determinou o envio imediato dos produtos para 27 cidades com maior carência de donativos no momento. Os 23 caminhões saíram da Praça da Liberdade na manhã desta segunda-feira.

“Em nome dos mineiros, agradeço essas empresas pelas doações que se fazem expressivas. Estamos diante de um gesto solidário, um gesto generoso de doação àquelas famílias afligidas e que foram afetadas pelas chuvas. As empresas demonstram o aspecto sempre generoso e solidário da alma mineira. É fundamental, porque nós temos em Minas centenas de milhares de famílias atingidas. Muitas cidades de Minas estão em situação difícil ainda, de reconstrução, de volta à normalidade. Essas doações são muito importantes”, afirmou Anastasia.

Os materiais foram destinados para as cidades de Acaiaca, Barra Longa, Barroso, Claro dos Poções, Conceição da Barra de Minas, Guaraciaba, Mariana, Matipó, Muriaé, Nazareno, Patrocínio de Muriaé, Ponte Nova, Prados, Raposos, Santa Cruz de Minas, São João del-Rei, São Sebastião da Vargem Alegre, Setubinha, Tiradentes e Visconde do Rio Branco. Outras cidades já foram atendidas com o envio de material da Defesa Civil e das doações recebidas por populares.

“Quero agradecer aos milhões de mineiros anônimos que também fizeram suas doações, levando seus produtos, suas roupas, gêneros alimentícios às unidades da Polícia Militar e dos Bombeiros por todo o Estado. A eles também o meu agradecimento muito forte, porque demonstra essa alma generosa do mineiro que auxilia o seu irmão na hora da dificuldade”, agradeceu o governador.

A arrecadação de donativos está sendo realizado pelo Movimento Minas Solidária, programa coordenado pelo Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec).

“A certeza que nós temos é que o atendimento que pode ser feito através das doações está sendo feito. Ou seja, não está faltando doação a nenhuma família mineira nesse momento. Dentro do âmbito da campanha Minas Solidária que começou há cerca de 10 dias já foram arrecadados 380 toneladas de donativos. A esse número se soma hoje mais 150 e ainda temos a previsão de uma série de outras doações que vão fazer com que esse número fique ainda mais significativo”, afirmou a presente do Servas, Andrea Neves.

O governador Antonio Anastasia lembrou que o Governo do Estado continua trabalhando para garantir a volta da normalidade às cidades mais afetadas pelas chuvas. Todas as secretarias estão mobilizadas para atendimento das demandas relativas às suas áreas. As secretarias de Desenvolvimento Social, Saúde, Fazenda, Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Transporte e Obras Públicas, além da Cemig, Copasa, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar continuam mobilizados para garantir a ajuda aos municípios.

O governador afirmou que entrará em contato com mais empresários para também garantir a ajuda, especialmente com mobiliário, às famílias mais atingidas. “Nós vamos ver com os empresários da área mobiliária a possibilidade eventual de algum tipo de doação, porque, um primeiro momento, é a recuperação da normalidade, um segundo, a recomposição das casas”, lembrou o governador.

Nesse período chuvoso Anastasia já visitou as cidades de Florestal, Ubá, Guidoval, Dona Euzébia, Muriaé, Ouro Preto e Além Paraíba para verificar os estragos causados pela chuva e levar a ajuda do Estado às populações.

Solidariedade

As entidades que doaram os produtos atenderam ao chamado do Movimento Minas Solidária, coordenado pelo Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil. Até agora, computadas as doações recebidas pelas entidades, já foram arrecadados mais de 530 toneladas de leite, material de higiene pessoal e de limpeza doméstica, colchões, fogões, roupas e roupas de cama e banho.

Participaram das doações dessa segunda-feira a Associação Mineira de Supermercados (Amis), Sistema Fecomércio/Sesc, Sistema Fiemg/Sesi, e as empresas  Super Nosso, Bretas/Cencosud, Extra, BH, Wall-Mart, Carrefour, EPA, Verdemar, Vilma Alimentos, Cemil, Itambé e Drogarias Araújo.

Fonte: Agência Minas