• Agenda

    agosto 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

  • Anúncios

Gestão da Saúde: Tumiritinga encerra ações da Força Tarefa de combate à dengue

Os moradores da cidade puderam trocar materiais recicláveis que podem servir de focos para o mosquito por materiais escolares

Fotos: Frederico Bussinger
953 pneus foram recolhidos pela Força Tarefa em Tumiritinga
953 pneus foram recolhidos pela Força Tarefa em Tumiritinga

A Força Tarefa de combate à dengue esteve entre os dias 16 e 20 de abril, em Tumiritinga, município que pertence à Regional de Saúde de Governador Valadares. A equipe da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) atuou em parceria com a prefeitura no controle vetorial para a  eliminação de criadouros do mosquito nas residências. Também desenvolveram ações de mobilização social, através do Dengue Móvel que promoveu a troca de material escolar como lápis, borracha e caderno por materiais recicláveis, garrafa pet, lata e pneu.

A estratégia faz parte do Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue do Governo de Minas, cujo objetivo é a diminuição do risco de epidemias em municípios com maior índice de infestação e notificação, somando força aos agentes municipais e mobilizando a população sobre a necessidade de evitar a doença.

O prefeito de Tumiritinga, Luiz Denis Alves Temponi, destacou a atuação conjunta entre estado e município no combate à dengue. “Esta parceria da Força Tarefa com os agentes municipais foi muito importante na mobilização dos moradores. A ação executada em várias frentes proporciona um resultado melhor”, afirmou.

O secretário municipal de Saúde, Maicon José Francisco Gonçalves, endossou as palavras do prefeito, acrescentando que “a conscientização e ação foram fundamentais para dar uma sacudida nos moradores, contribuindo para diminuir os  possíveis focos do mosquito da Dengue”, analisou.

Antes de Tumiritinga, as equipes atuaram  no Vale do Rio Doce, nos  municípios de Governador Valadares, Aimorés, Sobrália, Fernandes Tourinho, Engenheiro Caldas e São José da Safira.

A moradora Ana Helena Ferreira dos Santos compareceu para a troca com centenas de garrafas pet. “Foi ótimo essa idéia da troca porque fiz uma limpeza  geral nos fundos da minha casa e pude levar material escolar para minha família”, frisou.

O farmacêutico e  dono de uma drogaria do centro do município, Jacinto José Sales prontamente autorizou a afixação em seu estabelecimento de um cartaz da campanha contra a Dengue “Apoio este trabalho porque conscientiza e envolve todas as pessoas na luta  contra o mosquito”, comentou.

Balanço

No município foram recolhidas 10.2540 garrafas pet, 8.627 latas e 953 pneus que foram trocados por 8.640 lápis, 6.000 borrachas e 1.521 cadernos.

Todo o lixo recolhido pelo Dengue Móvel em Tumiritinga foi encaminhado para ecopontos em Governador Valadares. No caso dos pneus, o destino foi o Galpão  da Companhia de Armazéns e Silos de Minas Gerais (CASEMG) e as garrafas pet, latas e vasilhas plásticas para a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Natureza Viva (ASCANAVI).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/tumiritinga-encerra-acoes-da-forca-tarefa-de-combate-a-dengue/

Anúncios

Gestão Anastasia: Minas anuncia expansão do Banco Travessia e do Porta a Porta em 2012

Fonte: Agência minas

BELO HORIZONTE (07/12/11) – Mais mineiros ganharão um incentivo para retomar os estudos: o Banco Travessia vai atender 36 novas cidades, a partir de 2012. Além disso, o Governo de Minas quer identificar as pessoas em situação de vulnerabilidade social em outros 80 municípiosOs convênios para expansão serão assinados com os 116 prefeitos, nesta segunda-feira (12), às 13h30, no auditório do BDMG (Rua da Bahia, 1600, Bairro Lourdes).

A estimativa é que novos 28 mil domicílios sejam beneficiados pelo Banco Travessia e mais de 180 mil famílias sejam visitadas pelo Porta a Porta, ambos coordenados pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese).

A previsão é que as agências do Banco Travessia sejam instaladas no primeiro semestre de 2012 nas novas cidades. O projeto Porta a Porta dará início às atividades até março.

Na semana passada, as primeiras agências do Banco Travessia foram inauguradas em Sabará, Confins e Capim Branco, municípios localizados na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Até o dia 22 de dezembro, mais unidades serão instaladas em outras sete cidades (Presidente Kubitschek, Arinos, Matutina, Juiz de Fora, Ninheira, Santo Antônio do Jacinto e Itinga). A previsão é que mais de 14 mil famílias sejam atendidas nessas cidades.

Já o Porta a Porta identificou, neste ano, mais de 120 mil famílias em 61 municípios que, até então, estavam invisíveis às políticas públicas por viverem à margem da sociedade. O diagnóstico do projeto servirá de referência para as ações do Programa Travessia. A identificação dessas pessoas, por meio do Porta a Porta, é realizada com a aplicação de questionários que envolvem perguntas no âmbito da saúde, educação e padrão de vida. A partir daí, nasce o mapa de privações e as cidades passam a ser contempladas pelo programa que, em mutirão de secretarias, melhora a qualidade de vida dos moradores.

Banco Travessia

Iniciativa pioneira do Governo de Minas, o Banco Travessia, lançado em setembro deste ano, visa incentivar a inserção e o retorno de pessoas aos estudos. Cada morador dessas cidades inserido no programa e que retomar os estudos vai abrir uma poupança para a família no Banco Travessia. Se passar de ano, garante mais dinheiro no banco. Cada ação da família que garanta mais qualificação profissional ou eleve o nível de escolaridade também será transformada em mais dinheiro na poupança. A pessoa receberá uma moeda de troca chamada “Travessia”. Cada Travessia equivale a R$ 1,00. Depois de dois ou três anos, a família retira toda a quantia depositada, que pode chegar a R$ 5 mil.

O público-alvo do Banco Travessia são famílias com pelo menos uma privação educacional. O Banco Travessia faz parte do Programa Travessia, que combate a pobreza nas cidades com graves privações sociais em Minas. O combate é feito por meio da ação integrada e simultânea de secretarias e órgãos estatais, nas áreas de saúde, educação, geração de renda, infraestrutura urbana, saneamento e capacitação profissional.

Novos municípios (Banco Travessia)

Alvorada de Minas, Cachoeira Dourada, Campanário, Campo Azul, Carvalhos, Consolação, Diogo de Vasconcelos, Dom Joaquim, Fernandes Tourinho, Frei Lagonegro, Ibituruna, Joaquim Felício, Josenópolis, Juramento, Lagoa dos Patos, Marilac, Mateus Leme, Miravânia, Nacip Raydan, Natalândia, Oratórios, Passabém, Pescador, Ponto Chique, Presidente Juscelino, Quartel Geral, Santa Fé de Minas, Santo Antônio do Itambé, Santo Hipólito, São Félix de Minas, São Geraldo da Piedade, São João do Pacuí, São José da Safira, São José do Divino, Serra Azul de Minas, Serranópolis de Minas.

Novos municípios (Porta a Porta)

Abadia dos Dourados, Açucena, Araponga, Bandeira, Barra Longa, Brasilandia de Minas, Cabeceira Grande, Cachoeira de Pajeu, Campo Florido, Canapolis de Minas, Candeias, Capitão Eneas, Comercinho, Conceição do Mato Dentro, Cônego Marinho, Congonhas do Norte, Curral de Dentro, Divisa Alegre, Divisópolis, Felício dos Santos, Felisburgo, Francisco Dumont, Fruta de Leite, Gonzaga, Grão Mogol, Guaraciaba, Guaraciama, Guaranésia, Gurinhatã, Ibiaí, Ibiracatu,  Icaraí de Minas, Imbé de Minas, Iraí de Minas, Jequeri, Jordania, Juvenília, Lagoa Formosa, Lagoa Grande, Leme do Prado, Limeira do Oeste, Machacalis, Malacacheta, Mata Verde, Materlândia, Mesquita, Miradouro, Montezuma, Novorizonte, Orizânia, Peçanha, Periquito, Pintópolis, Presidente Olegario, Riacho dos Machados, Rio do Prado, Rio Espera,  Rio Paranaíba, Rio Vermelho, Rubelita, Rubim, Salto da Divisa, Santa Maria do Salto, Santana do Manhuaçu, Santo Antonio do Amparo, São Bento Abade, São Francisco de Paula, São João da Lagoa, São José do Jacuri, São Pedro do Suaçuí, São Romão, São Sebastião do Anta, São Sebastião do Maranhão, São Thomé das Letras, Senador Modestino Gonçalves, Simonésia, Tiros, Turmalina, Vargem, Grande do Rio Pardo e Varzelândia.