• Agenda

    janeiro 2020
    S T Q Q S S D
    « out    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Governo de Minas: Presídio Antônio Dutra Ladeira faz nova doação de peixes criados por detentos

Tilápias serão distribuídas a 22 instituições carentes, entre creches, lares de idosos, Apaes e obras sociais

Wellington Pedro/Imprensa MG
Peixes são tratados por detentos no açude do Presídio Antônio Dutra Ladeira
Peixes são tratados por detentos no açude do Presídio Antônio Dutra Ladeira

Uma tonelada de tilápias criadas por detentos do Presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), foi doada nesta segunda-feira (2) ao Banco de Alimentos do município. Os peixes, tratados atualmente por seis presos no açude da unidade prisional, serão distribuídos a 22 instituições carentes, entre creches, lares de idosos, Apaes e obras sociais.

Essa é a segunda despesca de tilápias realizada no Presídio Antônio Dutra Ladeira. A primeira aconteceu no início de fevereiro e também resultou na doação de mais de uma tonelada de peixes. A iniciativa de produzir peixes dentro de uma unidade prisional é pioneira no país e fruto de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que capacitou os presos em um curso de piscicultura.

O projeto teve início em julho de 2011, quando os detentos começaram a aprender como tratar os animais, qual ração utilizar em cada fase da vida, como fazer a higienização do local e, por fim, como realizar a retirada dos peixes. No dia 28 de fevereiro, os presos receberam certificados de conclusão do curso oferecido por professores e doutorandos da Escola de Medicina Veterinária da UFMG.

Participaram da solenidade de doação dos peixes representantes do Ministério da Pesca, da UFMG e da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Ribeirão das Neves. A previsão é de seja feita uma nova despesca em dois meses.

Trabalho

Segundo o gerente de produção do Presídio Antônio Dutra Ladeira, José Rezende, os presos envolvidos no trabalho de piscicultura estão bastante satisfeitos. “Os detentos ficaram bastante empolgados quando souberam que aqueles peixes que eles criam estão sendo doados para pessoas que passam necessidade”, conta.

Além de aprenderem um novo ofício, os presos recebem redução de um dia na sentença a cada três dias trabalhados. Atualmente, são quase 12 mil detentos trabalhando enquanto cumprem pena em todo o Estado. Os presos trabalham nas mais diversas atividades, como produção de bolas, sacolas ecológicas, equipamentos eletrônicos, cortinas, uniformes, roupas e, até mesmo, na reforma do Mineirão para a Copa do Mundo de 2014.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/presidio-antonio-dutra-ladeira-faz-nova-doacao-de-peixes-criados-por-detentos/

Governo de Minas: Centros Vocacionais Tecnológicos qualificam cidadãos e fazem trabalho social

Unidades voltadas para qualificação profissional consolidam parcerias com entidades para desenvolver seus trabalhos sociais

Divulgação/Sectes MG
Funcionária do CVT de Patos de Minas ministra palestra sobre qualificação profissional para jovens de escolas públicas de Presidente Olegário
Funcionária do CVT de Patos de Minas ministra palestra sobre qualificação profissional para jovens de escolas públicas de Presidente Olegário

A Rede CVT Mineira tem expandido suas ações para toda a comunidade. Nos últimos meses, várias unidades formalizaram parcerias com instituições locais e nacionais com o intuito de ampliar o trabalho que fazem para desenvolver a inclusão social.

O Centro Vocacional Tecnológico (CVT) de Brumadinho, localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), e a empresa de medicamentos LG Farma, realizou ação itinerante na zona rural de Melo Franco. O objetivo foi atender à comunidade carente com serviços de saúde, nutrição e orientação de causas jurídicas. O projeto Reciclando com Arte – promovido pelo CVT desde 2011 e formado por artesãs da região – organizou oficina. “Iniciativas como essa, possibilitam que o CVT de Brumadinho desenvolva ações fora de seu espaço, abrangendo assim um público diversificado”, esclareceu a coordenadora do Núcleo de Apoio ao Empreendedor (Nae) do CVT de Brumadinho,Mariza Elizaria.

Em Formiga, no Oeste de Minas, a equipe do CVT reafirmou parceria com o Tiro de Guerra TG 04030. Em 2011, o CVT recebeu atiradores para realizarem os mais de 40 cursos de ensino a distância que a unidade oferece, além das capacitações presenciais, como eletricidade básica e manutenção de computadores. Neste ano, a unidade de Formiga espera receber mais integrantes do Tiro de Guerra 04030, por isso reuniu-se, neste final de mês, com o Subtenente de Engenharia, Nilson Alcântara, o 1º Sargento de Infantaria, Alessandro Marcos de Pádua, e alguns atiradores para divulgar os cursos ofertados na unidade. A equipe expôs os serviços disponíveis no portal do Governo de Minas, como a emissão do documento de arrecadação estadual (DAE) para produção da Carteira de Identidade – 1ª e 2ª via – e a emissão de boletim resumo para renovação de CNH.

O combate às drogas foi o que mobilizou o CVT de Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, a trabalhar junto com o Conselho Municipal de Assistência Social e o Instituto Social Viva a Vida (Sovida). As entidades organizaram no CVT palestra sobre o Programa de Auxílio Comunitário ao Toxicômano. Durante oito horas, o palestrante, Padre Vitor Hugo, especialista em fazendas terapêuticas, orientou profissionais no exercício de combate às drogas. Temas como esse e o papel da família na prevenção, recuperação e ressocialização do dependente químico foram discutidos com as mais de 50 profissionais, entre médicos, assistentes sociais, psicólogos e pedagogos. “O nosso foco é possibilitar que entidades municipais trabalhem com a recuperação de dependência química para consolidar uma rede de parcerias e autoajuda para enfrentar o problema das drogas em Ituiutaba”, destacou o coordenador geral do CVT de Ituiutaba, André Luis de Oliveira.

A unidade de Monte Azul, no Norte de Minas, com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), da Prefeitura Municipal e da Câmara dos vereadores realizou a Rua do Lazer para as crianças do bairro Novo Alvorada. O evento possibilitou que crianças comessem e brincassem gratuitamente, além de cortarem e arrumarem os cabelos com os formandos do curso de cabelereiro do CVT. Além disso, esses alunos entregaram mais de 100 brinquedos, arrecadados durante as aulas no CVT de atendimento ao público, para as crianças. “Este dia de beleza e lazer promovido no Bairro Novo Alvorada trouxe aos moradores diversão, alegria, e, principalmente, beleza e autoestima”, ressaltou o coordenador geral do CVT, Ramon Custódio. A Rua do Lazer é um projeto do CVT de Monte Azul. Ela trabalha na divulgação dos cursos que a entidade promove e possibilita que seus alunos pratiquem o que aprenderam.

O CVT de Patos de Minas, em parceria como Senac Minas, avançou as fronteiras do município e foi a Presidente Olegário (Alto Paranaíba) para apresentar os cursos do portal da inclusão digital e ressaltar a importância da qualificação profissional, sobretudo aos jovens do ensino médio que estão em período de escolha profissional. A palestra foi realizada na carreta itinerante do Senac Minas, que recebeu mais de 300 alunos da rede pública. Além do trabalho do CVT, os jovens tiveram esclarecimentos sobre drogas e orientação profissional.

Saúde e cidadania são os temas trabalhados pelo Projeto Ação Legal, desenvolvido pelo CVT de Taiobeiras, no Norte de Minas, em parceria com a secretaria municipal de Saúde e a prefeitura local. O programa leva serviços gratuitos de saúde preventiva e cidadania, envolvendo entidades como Correios, Cartório Eleitoral, Polícia Militar e Civil, Conselho Tutelar e Antidrogas. A primeira ação foi promovida na zona rural de Lagoa Grande e na comunidade de Mirandópolis. De acordo com o coordenador geral do CVT de Taiobeiras, Welton Silveira, ao todo serão oito ações incluindo todos os bairros da cidade, numa tentativa de divulgar o CVT e estabelecer parcerias estratégicas. “Com esse projeto, queremos tornar ainda mais pública as ações do CVT e do Núcleo de Apoio ao Programa Saúde Família (Nasf), por meio dos diversos parceiros que aderiram ao projeto. Sou grato ao apoio da Prefeitura e da Câmara Municipal e, principalmente, às pessoas que estão sendo beneficiadas com os nossos serviços”, afirma Welton.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/centros-vocacionais-tecnologicos-qualificam-cidadaos-e-fazem-trabalho-social/

Governo de Minas: Controladoria-Geral do Estado promove a maior conferência sobre transparência do Brasil

Com recorde nacional de participantes, evento é destacado pela CGU

Divulgação/CGE
Carlos Velloso, Margareth Travessoni e Gil Castello Branco, durante a Consocial
Carlos Velloso, Margareth Travessoni e Gil Castello Branco, durante a Consocial

Com mais de 500 participantes, teve início na noite de quarta-feira (14) a 1ª Conferência Estadual sobre Transparência e Controle Social de Minas Gerais (Consocial), realizada no Hotel Tauá, em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Minas Gerais registra o maior número de participantes em todo o país, dentre as conferências estaduais já realizadas até o momento. O recorde nacional se deve à ampla participação de representantes da sociedade civil, delegados eleitos em municípios de todas as regiões de Minas, gestores públicos de todos os níveis de poder e observadores independentes.

Promovida pela Controladoria-Geral do Estado de Minas Gerais (CGE-MG), o evento tem como objetivo promover a transparência e incentivar a participação dos cidadãos no acompanhamento e controle da gestão pública. Participaram da solenidade de abertura a ouvidora-geral do Estado, Célia Barroso Pitchon, que representou o governador Antonio Anastasia; o controlador-geral do Estado, professor Plínio Salgado, entre outras autoridades.

Na abertura da conferência, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Mário da Silva Velloso, ministrou palestra sobre a importância da participação social no acompanhamento da gestão pública. Em seguida, o secretário-geral da Associação Contas Abertas, Gil Castello Branco, assumiu o posto de palestrante para falar sobre temas ligados ao evento, como o combate à corrupção. Em seguida, foi realizado um debate, mediado pela subcontroladora da Informação Institucional e Transparência, Margareth Travessoni.

O controlador-geral Plínio Salgado enfatizou a importância do trabalho realizado pelos delegados mineiros. “Estamos convencidos de que os trabalhos apresentados propiciarão a apresentação de propostas que irão contribuir muito para o debate em nível nacional”, afirmou. A etapa nacional será realizada entre 18 e 20 de maio, em Brasília.

O ministro Carlos Velloso avaliou que a Consocial de Minas serve de exemplo para todo o país. “Fiquei entusiasmado porque eles (os delegados) não somente sabem o que querem, como acreditam e têm amor à participação na coisa pública. Eu parabenizo aos organizadores dessa conferência e espero que o Brasil copie o que está sendo feito aqui pela Controladoria-Geral do Estado”, ressaltou o ex-presidente do Supremo.

Gil Castello Branco se surpreendeu com a participação da sociedade. “Mais de 90 perguntas em um evento como esse é um fato raro, e eu acho que eles (os delegados) estão prontos para discutirem as propostas que serão levadas à etapa nacional. Parabenizo a Controladoria-Geral do Estado pela organização perfeita e espero que estejamos vivendo um momento rico no que diz respeito à transparência”, finalizou.

Durante a conferência, foram estabelecidas 290 propostas, finalizadas em 20 sugestões, a serem encaminhadas à conferência nacional, em maio. Nesta quinta-feira (15), data de encerramento da Consocial, houve, ainda, a eleição dos 56 delegados mineiros que irão representar o Estado. “A sociedade mineira está engajada na busca pela transparência. Esse é um compromisso da CGE, que vem mobilizando todo o Estado”, destacou a subcontroladora Margareth Travessoni. A Consocial foi convocada pelo governador Antonio Anastasia, por meio do Decreto 45.612. Além da etapa estadual, foram promovidas, em Minas, conferências regionais e municipais em 319 municípios.

Destaque nacional

A realização da Consocial em Minas despertou grande interesse por parte da Controladoria-Geral da União (CGU). Em seu site (http://www.consocial.cgu.gov.br/), o órgão federal destacou os trabalhos realizados pela CGE-MG. “O número de municípios participantes em Minas representa 65% da população do Estado, o que significa que a sociedade está realmente engajada”, afirmou Luiz Alberto Sanábio Freesz, chefe da Controladoria Regional da União de Minas Gerais. Os 319 municípios participantes elegeram 484 delegados para a etapa estadual.

A CGU também destacou, em seu site, os mecanismos inovadores implementados pela CGE para escolha dos delegados que representarão o Estado na etapa nacional. Como em uma campanha eleitoral, os candidatos a delegados tiveram a oportunidade de apresentar suas propostas, seu nome e seu rosto em cartazes afixados pelos corredores da área reservada à conferência.

De acordo com Fernando Sette, superintendente de Informação Institucional e Transparência da CGE, a identidade visual é maior e o processo transmite muito mais transparência. “As pessoas puderam analisar os candidatos para escolher em quem votar. Nós estamos abrindo as portas para a sociedade. Queremos eleger a melhor delegação, com as melhores propostas e transmitir essa experiência para outros estados”, disse o coordenador. “A CGU é uma parceira que nos possibilitou o conhecimento da metodologia e a realização desse evento que está sendo um sucesso”, completou Sette.

Fonte: Agência Minas

Gestão Anastasia: governo de Minas define calendário para agilizar formatação de consórcios de resíduos sólidos

Evento em Montes Claros lança oficialmente o calendário de reuniões com os consórcios de resíduos sólidos

Como alternativa para acabar com os lixões do Estado, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), intensifica o apoio aos municípios do Estado na realização dos Consórcios Públicos para a Gestão de Resíduos Sólidos. Durante este ano, a Sedru, em parceria com a Fundação de Meio Ambiente de Minas Gerais (Feam), realiza um cronograma de visitas aos consórcios contemplados, no último ano, com recursos de R$ 7 milhões do PAC Resíduos Sólidos para a elaboração de projetos de destinação final de resíduos sólidos. O objetivo é prestar apoio técnico aos consórcios que apresentam pendencias, agilizando a sua formatação.

O lançamento oficial deste calendário de reuniões de trabalho acontece nesta quinta-feira (15), na sede da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (AMAMS), em Montes Claros, e vai discutir o Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos da região de Montes Claros composto por 35 municípios. A abertura do evento será realizada pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto, que na oportunidade vai falar sobre as ações do Governo de Minas na área de consórcios de resíduos.

Receberá a visita dos técnicos da Sedru e da Feam 14 agrupamentos de municípios que fazem parte da Bacia do Rio São Francisco, da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), do Sul de Minas, do Vale do Mucuri e do Triângulo Mineiro. Somados, os consórcios vão atender 163 municípios.

No primeiro momento, o cronograma elaborado pela Sedru vai auxiliar o desenvolvimento de oito consórcios da Bacia do São Francisco selecionados pelo Ministério das Cidades e do Meio Ambiente, no PAC Resíduos Sólidos. Para a região, foram priorizados R$ 3 milhões para a elaboração de 166 projetos de empreendimentos de destinação final de resíduos.

Com o recurso, serão realizados projetos de engenharia e estudos ambientais regionalizados para construção de aterro sanitário, aterro de resíduos da construção civil, unidade de triagem, galpão de triagem, estação de transbordo de resíduos domiciliar e ponto de entrega voluntária de recicláveis.

Consórcio de resíduos

O Consórcio Intermunicipal é um instrumento para o desenvolvimento regional que tem como objetivo a união de dois ou mais entes da federação para a realização de atividades de interesse comum, neste caso a destinação final de resíduos sólidos. O papel da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana é o de auxiliar a formação dos consórcios, dando apoio técnico e institucional, atuar no processo de estruturação jurídica e apoiar a captação de recursos.

De acordo com o secretário Bilac Pinto, os prefeitos mineiros estão se conscientizando que a solução mais viável para resolver o problema dos resíduos sãos os consórcios. “A cada ano que passa vem aumentando o interesse dos prefeitos em se unirem para solucionar a falta de locais adequados para depositar o lixo. Eles estão criando a consciência de que com os consórcios as despesas com a construção e a manutenção de um aterro sanitário, por exemplo, será bem menor, além de aumentar a possibilidade de conseguir recursos do governo estadual e federal,” explica.

Resultados

Entre 2007 e dezembro de 2011, 50 consórcios receberam auxílio do governo mineiro para se estruturarem, beneficiando 469 cidades. Atualmente, 11 consórcios já estão formatados, com CNPJ e sede própria, e cinco estão em funcionamento.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: Ministro Carlos Velloso fará palestra durante Conferência Estadual da CGE

Consocial é o maior debate sobre transparência em gestão pública já realizado em Minas

Divulgação/STF
Carlos Mário da Silva Velloso irá ministrar palestra sobre a importância da transparência na gestão pública
Carlos Mário da Silva Velloso irá ministrar palestra sobre a importância da transparência na gestão pública

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Mário da Silva Velloso, fará a palestra de abertura da 1ª Conferência Estadual sobre Transparência e Controle Social (Consocial), nesta quarta-feira (14). O encontro será realizado no Hotel Tauá, em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

Promovido pela Controladoria-Geral do Estado (CGE-MG), a Consocial é o maior debate sobre transparência em gestão pública já realizado em Minas. Cerca de 500 participantes, entre representantes da sociedade civil, delegados eleitos em municípios de todas as regiões do Estado, além de gestores públicos e observadores independentes, participam da conferência.

Entusiasta confesso do tema, o ministro Carlos Velloso atendeu prontamente ao convite feito pela Controladoria-Geral do Estado. Em sua palestra, na solenidade de abertura do encontro, o ex-presidente do Supremo irá discorrer sobre a importância da transparência nas ações de governo, em todos os níveis de poder, e sobre a necessidade de participação dos cidadãos no acompanhamento e controle da gestão pública.

Natural de Entre Rios de Minas, Carlos Velloso é filósofo, advogado, professor, magistrado e escritor, com mais de 20 obras publicadas. Além de ter presidido as principais Cortes do Judiciário brasileiro, foi corregedor-geral da Justiça Eleitoral e é membro da Academia Mineira de Letras. Entre suas inúmeras condecorações estão a concessão do título de Doutor Honoris Causa da Universidade de Craiova, na Romênia; e a outorga do Colar da Ordem Bicentenária do Colégio de Advogados de Caracas, na Venezuela.

Conferência estadual

A realização deste encontro é fruto de um amplo esforço, desempenhado pela CGE desde o início do ano passado, com o objetivo de estimular, nas cidades mineiras, a realização de etapas municipais e regionais das Consocial. No total, 319 municípios mineiros realizaram encontros locais, com 484 delegados eleitos, que participarão da conferência estadual, o que representa cerca de 65% da população de Minas envolvida no debate.

Por meio do trabalho de mobilização e apoio realizado pela CGE-MG, os municípios mineiros discutiram a temática do combate à corrupção e do controle social, elaborando propostas para a construção de uma política estadual e nacional sobre o assunto. Todos os temas deliberados nas conferências municipais e regionais serão, agora, discutidos na conferência estadual, entre os dias 14 e 15 deste mês. A etapa nacional da Consocial ocorrerá entre 18 e 20 de maio, em Brasília.

A fase de organização da 1ª Conferência Estadual de Transparência Pública e Controle Social foi convocada pelo governador Antonio Anastasia em 3 de junho de 2011, por meio do Decreto 45.612, publicado no jornal Minas Gerais, órgão oficial dos Poderes do Estado. Com isso, o Governo de Minas, por meio da CGE, fundamentou as ações junto à sociedade civil visando ao fortalecimento da interação entre sociedade e o poder público, promovendo, incentivando e divulgando o debate e o desenvolvimento de novas idéias sobre participação social no acompanhamento e controle da gestão pública.

Estão à frente da organização da Consocial o controlador-geral do Estado, professor Plínio Salgado; o controlador-geral-adjunto, Juliano Fisicaro Borges; a subcontroladora da Informação Institucional e da Transparência, Margareth Travessoni.

Outras informações estão disponíveis no site www.controladoriageral.mg.gov.br.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: unidades prisionais de Minas comemoram o Dia Internacional da Mulher

Detentas participaram de uma série de atividades especiais
Divulgação/Seds
Detentas comemoram Dia da Mulher no Centro de Referência à Gestante Privada de Liberdade
Detentas comemoram Dia da Mulher no Centro de Referência à Gestante Privada de Liberdade

Detentas das unidades prisionais de Minas Gerais participaram de uma série de atividades especiais em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. No Centro de Referência à Gestante Privada de Liberdade, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), um culto religioso e uma peça teatral foram promovidos pela Igreja Batista Cidade Nova, nesta quinta-feira (8). Além de cantarem, ouvirem passagens bíblicas e discutirem a respeito do valor da mulher na sociedade, as detentas receberam kits de beleza e higiene, além de guloseimas.

Para a presa Tamara Gonçalves, de 20 anos, comemorar o Dia Internacional da Mulher é algo que a sociedade deve fazer sempre. “A mulher tem uma vida difícil e de muita responsabilidade. Sempre estamos cuidando de todos da família, e preocupadas com a saúde e bem-estar dos nossos filhos. Por isso, temos de ser valorizadas pela nossa garra e dedicação, não somente nesta data, mas sempre que possível”.

Segundo a diretora do Centro de Referência, Margarete Rodrigues Moreira, na próxima semana a programação para comemoração do Dia Internacional da Mulher será intensificada. “Com as homenagens, estamos ampliando o processo de ressocialização. Ressaltamos a importância dessas comemorações e mostramos que a sociedade se preocupa com elas e querem incluí-las” disse.

Entre 12 e 16 de março serão realizadas no Centro de Referência à Gestante o Dia da Beleza, com ações como corte, hidratação, relaxamento e escova para as presas. Ainda acontecerão palestras de saúde, Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e Aids, sessão de cinema, desfile de moda, café da manhã especial, café da tarde – com as presas que frequentam a escola da unidade, entrega de chocolates e cultos religiosos.

Dia da Beleza

O Presídio Feminino José Abranches, em Ribeirão das Neves, e o Presídio Floramar, em Divinópolis, dedicaram o Dia Internacional da Mulher ao charme e beleza das internas e agentes penitenciárias. Durante todo o dia, as mulheres, das respectivas unidades, receberam cuidados para os cabelos e unhas. As agentes penitenciárias do Presídio Feminino José Abranches também foram homenageadas com um café da manhã especial.

Em Divinópolis, o Dia da Beleza foi realizado em parceria com a Capelania da Igreja Quadrangular e o Instituto Embelleze. “Eventos como este contribuem para elevação da autoestima das mulheres, além de ser um momento de descontração e interação,” esclareceu a assistente social do Presídio Floramar, Magna Aparecida de Sá.

Rosas

Na Zona da Mata, a data foi marcada com um gesto singelo. Três agentes penitenciárias do Presídio de Visconde do Rio Branco, com o apoio da Polícia Militar, distribuíram rosas vermelhas para todas as mulheres que passavam pela avenida São João Batista, uma das mais movimentadas da cidade, e também, local onde funciona a unidade prisional e a 111ª Cia de Polícia Militar.

Já no Presídio de Cataguases a programação incluiu palestras relacionadas ao Direito da Mulher, sessão de cinema, lanche especial, Espaço Beleza e presentes distribuídos durante as atividades.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: Belo Horizonte registra recorde de ocupação hoteleira em 2011

O mês de novembro de 2011 foi o de maior destaque, com 141.390 registros

Pesquisa realizada pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur), por meio do levantamento de dados dos boletins de ocupação hoteleira da capital mineira, contabiliza 1,49 milhão de hóspedes nos hotéis e pequenos meios de hospedagem durante o ano de 2011. O número é 1,17% maior em relação a 2010, quando foram registrados 1,48 milhão de hóspedes. Comparando-se a 2008, quando foi realizado o primeiro levantamento da pesquisa, o valor é 4,85% maior. O mês de novembro de 2011 foi o de maior destaque, com 141.390 registros.

De acordo com o secretário Agostinho Patrus, estes números mostram o aquecimento do mercado turístico e a permanente necessidade de novos investimentos. “A atração de novos empreendimentos hoteleiros comprova a eficácia da política executada pelo Governo de Minas e prefeitura de Belo Horizonte em oferecer mais conforto e um número adequado de leitos para o turista de 2014, e para todo o público que vem à capital para lazer ou negócios”, disse Patrus Filho.

O secretário lembrou ainda que o índice de aprovação dos visitantes nacionais e estrangeiros em Minas Gerais em relação à organização da Copa do Mundo no Estado foi, em novembro de 2011, 12,3% maior do que a média Brasil. A avaliação de Minas Gerais durante o mês de novembro subiu 5,5% em relação ao mês de julho de 2011. Em uma escala de 0 a 10, a organização do Estado atingiu o valor de 6,55, enquanto que a avaliação nacional foi de 5,83. “Estamos no caminho certo. O turista tem avaliado bem o nosso trabalho. Minas Gerais dá exemplo ao Brasil de pontualidade e organização para recepção de grandes eventos”, ressaltou Patrus.

Rede hoteleira

Levantamento realizado pelo Governo de Minas aponta que o número de leitos no setor hoteleiro na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) pode aumentar 85% até a Copa do Mundo Fifa 2014. Estão em construção na capital 34 hotéis, outros 17 empreendimentos estão na reta final do processo de licenciamento e na região metropolitana serão mais 24 hotéis até a Copa. Com isso, a Grande BH terá 75 hotéis a mais, que acrescentarão 25.438 leitos. Atualmente, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Minas Gerais, existe em Belo Horizonte 107 hotéis, com 17.921 leitos. Quando incluímos a RMBH e o raio de 100 km da capital, passamos para um total de 314 hotéis e 30.194 leitos.

Fonte: Agência Minas