• Agenda

    janeiro 2020
    S T Q Q S S D
    « out    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Gestão Anastasia: municípios mineiros contarão com monitoramento especial de áreas de risco

BELO HORIZONTE (13/01/12) – O Governo de Minas, por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG), desencadeou, nesta sexta-feira (13), uma operação especial de monitoramento nos municípios mineiros onde foram identificadas áreas de risco de desabamentos ou deslizamento de encostas. Por meio de análises geológicas, a Cedec-MG fará um mapeamento minucioso sobre as alterações ocorridas no solo, em decorrência do intenso volume de chuvas que atingem o Estado.

No total, áreas de risco de 20 municípios mineiros serão vistoriadas até este domingo (15). As primeiras cidades a receberem o monitoramento serão Ouro Preto, na região Central do Estado, e Além Paraíba, na Zona da Mata. Por meio dessa operação, a Cedec-MG irá intensificar as ações preventivas que se fizerem necessárias, caso o risco de deslizamento de encostas for constatado em algum dos locais vistoriados.

A ação terá apoio efetivo da Secretaria Nacional de Defesa Civil, que cedeu à Cedec-MG 14 geólogos, especializados em prevenção a desastres naturais. As análises de solo serão realizadas com base em um mapeamento feito pela Cedec-MG. “Os técnicos farão uma avaliação detalhada das áreas de risco das cidades atingidas pelas chuvas. O foco são os municípios onde o índice pluviométrico é mais elevado, como na região Central e na Zona da Mata. Essa parceria com a Secretaria Nacional de Defesa Civil é fundamental para minimizar eventuais danos naturais”, explica o secretário-executivo da Cedec-MG, tenente-coronel Eduardo Reis.

O diretor do Departamento de Minimização de Desastres da Secretaria Nacional de Defesa Civil, Rafael Schadeck, que está em Belo Horizonte, destaca o papel da Cedec-MG nas ações de enfrentamento ao período chuvoso. “A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil vem apresentando uma resposta eficiente diante do alto volume de chuvas que atingem diversas regiões de Minas”, afirmou. “Por meio desta vistoria, os geólogos acionarão a Cedec-MG caso alguma anormalidade seja detectada. Nesse caso, serão enviados alertas para que os moradores de áreas de risco sejam retirados de suas casas imediatamente”, completou Schadeck, responsável pela equipe de geólogos.

Histórico

Desde o início do ano passado, o Governo de Minas vem realizando uma série de ações preparatórias para o enfrentamento ao período chuvoso, com foco nas medidas preventivas. As prefeituras mineiras recebem apoio permanente do Estado. Entre outras ações, nos últimos anos o Governo de Minas Gerais tem investido na estruturação dos municípios para atuação em casos de emergência. Em 2004, dos 853 municípios mineiros, apenas 374 possuíam Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdecs). Desde então, esse número quase dobrou. Atualmente, o Estado possui 696 Comdecs. O Estado oferece, ainda, cursos de treinamento e capacitação aos agentes municipais.

Fonte: Agência Minas

Vice-governador dará início a operações em escritório estratégico na Zona da Mata

BELO HORIZONTE (06/01/12) – A partir desta segunda-feira (9), o Governo de Minas passará a contar com um escritório estratégico de apoio aos municípios afetados pelas chuvas. A unidade de apoio, que será integrada às ações da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG), funcionará em Ubá, na Zona da Mata. A iniciativa será desenvolvida em parceria com a União.
Os trabalhos do escritório serão abertos, às 14h, pelo vice-governador de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, pelo coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Luis Carlos Dias Martins, e pelo diretor do Departamento de Minimização de Desastres da Secretaria Nacional de Defesa Civil, Rafael Schadeck. Técnicos do governo federal realizarão um workshop com gestores da região para o repasse de toda orientação necessária.
O escritório vai oferecer completo auxílio para que os prefeitos possam providenciar, conforme critérios legais, a documentação necessária para obtenção de recursos federais, além da análise de projetos de reconstrução, com o objetivo de agilizar as ações de enfrentamento ao período chuvoso. Os prefeitos também serão orientados sobre a aplicação adequada dos recursos e sobre a utilização do Cartão de Pagamento da Defesa Civil Nacional, distribuído às prefeituras para que elas possam normalizar a prestação dos serviços públicos essenciais à população.
O posto avançado irá funcionar na Câmara Municipal de Ubá.“Hoje, a maioria dos municípios afetados está na região da Zona da Mata. A partir desta segunda-feira (9), será implantada uma estrutura dos governos estadual e federal na cidade de Ubá, para que os técnicos do Estado e da União recebam os prefeitos e seus representantes, para que eles possam apresentar ao governo federal suas necessidades e, a partir dali, iniciarmos o processo de reconstrução. Esse trabalho vai ser feito pela equipe do governo federal porque os recursos serão federais. Todo esse processo será feito diretamente com municípios, evitando a intermediação no repasse das verbas de urgência”, destacou o coronel Martins.
Segundo a Cedec-MG, é fundamental que os municípios apresentem  o documento de avaliação de dados (Avadan), preparado pelas Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdec), e que  precisa ser agregado aos pedidos dos prefeitos à Secretaria Nacional de Defesa Civil. De acordo com coronel Luis Carlos Martins, esses projetos não irão requerer burocracia, porque deverão ser feitos e atendidos em caráter de emergência e poderão ser iniciados tão logo os projetos sejam aprovados pela Secretaria Nacional.
“Neste momento, está sendo realizado um apoio emergencial aos municípios atingidos. A orientação do governador Antonio Anastasia é de restabelecer a normalidade nos municípios, seja por meio das vias de acesso, do atendimento à saúde e apoiando as comunidades que foram atingidas diretamente, com ajuda humanitária, como distribuição de alimentos, água potável, material de limpeza e higiene pessoal. Vamos continuar com esse acompanhamento, com nossas equipes em todos os municípios. Então, temos que continuar nosso trabalho, emitir nossos alertas, orientar as cidades que eventualmente poderão ser atingidas e manter um atendimento específico e essencial a todos os municípios”, concluiu o coronel Martins.
Logo após a inauguração do escritório, o vice-governador irá até a cidade de Guidoval.
Fonte: Agência Minas

Governo Antonio Anastasia: Posto avançado em Ubá atenderá municípios da Zona da Mata atingidos pelas chuva

UBÁ (05/01/12) – O Governo de Minas vai disponibilizar em Ubá, na Zona da Mata, a partir da próxima segunda-feira (9), um ponto de apoio aos municípios afetados pelas chuvas. A iniciativa será desenvolvida em parceria com a União. O posto avançado irá funcionar na Câmara Municipal de Ubá (Rua Santa Cruz, 301, Centro), a partir das 14h.

Técnicos do governo federal estarão à disposição dos prefeitos para ajudar a providenciar, de forma correta, a documentação necessária para obtenção de recursos federais, além da análise de projetos de reconstrução, de forma a agilizar a liberação da ajuda federal. Os prefeitos também serão orientados sobre a aplicação adequada dos recursos e sobre a utilização do Cartão de Pagamento da Defesa Civil Nacional, distribuído às prefeituras para que elas possam normalizar a prestação dos serviços públicos essenciais à população.

Os trabalhos do escritório serão abertos pelo coordenador da Defesa Civil, coronel Luis Carlos Dias Martins, e pelo diretor do Departamento de Minimização de Desastres da Secretaria Nacional de Defesa Civil, Rafael Schadeck. Técnicos do governo federal realizarão um workshop com os prefeitos para o repasse de toda orientação necessária.

“Hoje, a maioria dos municípios afetados está na região da Zona da Mata. A partir de segunda-feira (9), será implantada uma estrutura dos governos estadual e federal na cidade de Ubá, para que os técnicos do Estado e da União recebam os prefeitos e seus representantes, para que eles possam apresentar ao governo federal suas necessidades e, a partir dali, iniciarmos o processo de reconstrução. Esse trabalho vai ser feito pela equipe do governo federal porque os recursos serão federais. Todo esse processo será feito diretamente com municípios, evitando a intermediação no repasse das verbas de urgência”, destacou o coordenador da Cedec, coronel Martins.

Segundo a Defesa Civil Estadual, é fundamental que os municípios apresentem o documento de avaliação de dados (Avadan) preparado pelas Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdec) e que  precisa ser agregado aos pedidos dos prefeitos à Secretaria Nacional de Defesa Civil. De acordo com coronel Luis Carlos Martins, esses projetos não irão requerer burocracia, porque deverão ser feitos e atendidos em caráter de emergência e poderão ser iniciados tão logo os projetos sejam aprovados pela Secretaria Nacional.

“Neste momento, está sendo realizado um apoio emergencial aos municípios atingidos. A orientação do governador Anastasia é de restabelecer a normalidade nos municípios, seja por meio das vias de acesso, do atendimento à saúde e apoiando as comunidades que foram atingidas diretamente, com ajuda humanitária, como distribuição de alimentos, água potável, material de limpeza e higiene pessoal. Vamos continuar com esse acompanhamento, com nossas equipes em todos os municípios. É importante ressaltar que as chuvas continuam. Temos previsão que chova de sexta até domingo. Então, temos que continuar nosso trabalho, emitir nossos alertas, orientar as cidades que eventualmente poderão ser atingidas e manter um atendimento específico e essencial a todos os municípios”, ressaltou o coronel Martins.

Gestão Anastsia: Defesa Civil agiliza processo para União reconhecer situação de emergência em municípios

BELO HORIZONTE (05/01/12) – O chefe da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), coronel Luis Carlos Martins, se reuniu, nesta quinta-feira (5), no Palácio Tiradentes, com representantes do governo federal. O objetivo do encontro foi agilizar os procedimentos de reconhecimento, por parte da União, de situação de emergência nos municípios mineiros mais afetados pelas chuvas.

A Secretaria Nacional de Defesa Civil se comprometeu a fazer esse reconhecimento nos próximos dias, em caráter de urgência, permitindo aos municípios, após concluírem o levantamento das perdas e danos materiais, formalizar os pedidos de recursos federais para reconstrução e reparação de estragos. Os recursos serão liberados de acordo com as necessidades de cada cidade.

“Estamos solicitando à Secretaria Nacional de Defesa Civil que seja publicada e reconhecida a situação de emergência dos municípios afetados pelas chuvas. Esse reconhecimento é fundamental para que o governo federal possa atuar nos municípios e liberar recursos para a fase de reconstrução, de apoio, de ajuda humanitária. Temos uma tramitação legal de documentação que deve ser realizada”, explicou o coronel Martins.

O diretor do Departamento de Minimização de Desastres da Secretaria Nacional de Defesa Civil, Rafael Schadeck, participou da reunião e explicou que o prazo para a publicação do reconhecimento desses municípios, a partir da chegada dos documentos necessários ao governo federal, é até 10 dias. Disse que, entretanto, a Secretaria Nacional de Defesa Civil se esforçará para que esse reconhecimento ocorra de forma imediata.

Para agilizar esses processos e reforçar o trabalho de alerta e prevenção de desastres provocados pelas chuvas, o governo federal está enviando especialistas para Minas Gerais. Alguns já estão instalados em uma sala da Cedec, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, e atuarão, juntamente aos técnicos da coordenadoria, para a elaboração de estratégias e ações para minimizar as perdas nos municípios mineiros.

Também participaram da reunião o coordenador estadual de Urgência e Emergência da Secretaria de Estado de Saúde, Rasível dos Reis Santos; a representante da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Maria da Conceição Costa; além de técnicos da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) e da Secretaria Nacional de Defesa Civil.
O governador Antonio Anastasia recebe, nesta sexta-feira (6), às 9h, no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra.
Fonte: Agência Minas