• Agenda

    setembro 2020
    S T Q Q S S D
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Eleições 2012: PSDB fica mais forte no Norte e Nordeste

PSDB:Norte e Nordeste 2014. Partido elege 691 prefeitos no 1º turno, no 2º disputa em 17 cidades. Guerra vai discutir eleições presidencial.

PSDB: Eleições 2012

 PSDB fica mais forte no Norte e Nordeste

PSDB: Eleições 2012 – Foto PSDB

Fonte: Raymundo Costa – Valor Econômico

Guerra destaca avanço do PSDB no Norte e Nordeste

O presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, apresentou o balanço do partido sobre o primeiro turno das eleições. O deputado destacou o fato de a sigla ter crescido “significativamente” no que ele chamou de “áreas de dificuldade” dos tucanos, as regiões Norte eNordeste, nas quais o PT teve amplo predomínio nas últimas eleições presidenciais.

O tucano criticou duramente o envolvimento do governo federal e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições. “Lula tem o vício de pensar que é o dono do povo. Mas o PT não tem a ‘reserva de mercado’ da população”, disse. “O PT é um partido que perdeu a sintonia com a opinião pública. Não adianta mais ao Lula dar conselhos ao povo. Se fizer isso, não será ouvido”, afirmou. Segundo Guerra, “a marca do PT é o mensalão“.

Entre as “áreas de dificuldade” Guerra citou como exemplos o caso do Recife, onde o PSDB lançou um candidato praticamente “secreto” (o deputado estadual Daniel Coelho) que teve quase o dobro de votos do candidato do PT, o senador Humberto Costa, indicado diretamente por Lula para a disputa. O segundo aspecto positivo destacado por Guerra foi a “renovação” ocorrida entre os tucanos. Além do exemplo de Daniel Coelho e sua surpreendente votação no Recife, o presidente do PSDB citou a eleição do deputado estadual Rui Palmeira em Maceió, a capital de Alagoas.

Segundo Sérgio Guerra, nenhum partido pode se declarar “hegemônico” e a eleição, na realidade, apresentou um quadro partidário fragmentado. O PSDB elegeu 691 prefeitos no primeiro turno e disputa o segundo em 17 cidades, das quais oito são capitais. São Paulo, João Pessoa, Manaus, Rio Branco, Teresina, Vitória, Belém e São Luís. Os tucanos comemoram o fato de terem conseguido entrar em “áreas de dificuldade” – quatro das oito capitais estão no Norte e Nordeste.

Os tucanos consideram que será “simbólica” a vitória do ex-senador Arthur Virgílio, em Manaus, devido ao envolvimento do governo para derrotar o ex-senador. Apesar do avanço nas regiões Norte e Nordeste, a direção do PSDB entende que o desempenho partidário nos “grandes centros formadores de opinião” é que pode ter influência na sucessão presidencial. A eleição de prefeitos nas cidades medias e pequenas é importante para a eleição proporcional. Neste caso, saudou a eleição de Marcio Lacerda em Belo Horizonte, que é do PSB, mas próximo do senador Aécio Neves, hoje o nome mais forte do PSDB para a disputa presidencial de 2014.

Guerra lamentou que a eleição em São Paulo tenha resvalado para a discussão do “kit-gay”, que considerou um assunto da sociedade mas irrelevante. Achou natural que o candidato José Serra não queira discutir o kit gay, pois o “foco” da campanha deve ser o governo da cidade de São Paulo. Apesar de as pesquisas demonstrarem que o PT deve vencer a eleição por ampla margem, Guerra insiste que as pesquisas internas demonstram uma disputa acirrada.

Guerra defendeu que o PSDB discuta a sucessão presidencial logo após a realização do segundo turno, não necessariamente para escolher um nome, mas dar uma indicação sobre para onde devem caminhar os tucanos. Se houver mais de um pretendente, acha que o partido deve realizar prévias. OPSDB começou um recadastramento nas eleições de 2010. Até agora, já foram recadastrados 100 mil filiados.

Guerra também defende a elaboração imediata de um estatuto para as prévias. Antes de ser questionado, Guerra falou sobre o chamado “mensalão mineiro”, que o PT cita como o similar tucano do esquemas pelo qual está sendo condenado no Supremo Tribunal Federal. “O [deputado federal] Azeredo é uma pessoa honesta e com uma grande trajetória. Não foi flagrado andando de jatinho e nem participando de negócios escusos. O que queremos em relação ao caso é também que ocorra um julgamento justo e que o Judiciário cumpra seu papel”, afirmou.

PSDB: 2014 – Link da matéria: http://www.valor.com.br/eleicoes2012/2870576/guerra-destaca-avanco-do-psdb-no-norte-e-nordeste

PSDB pode sair vitorioso das eleições em 2012

PSDB pode sair vitorioso das eleições em 2012. Hoje, o PSDB tem nove das maiores cidades do país. Pode chegar a 22.

PSDB: Eleições 2012

Fonte: Folha de S.Paulo

PT e PSDB têm melhores resultados no grupo das maiores cidades do país

Nos municípios com mais de 200 mil eleitores, PT ganhou 8 prefeituras e disputará mais 22

O PSDB teve o segundo melhor desempenho, com seis prefeitos já eleitos e 17 candidatos no segundo turno
Clique na imagem para ampliar

 PSDB pode sair vitorioso das eleições em 2012

PSDB pode sair vitorioso das eleições em 2012. Hoje, o PSDB tem nove das maiores cidades do país. Pode chegar a 22. – Clique na imagem para ampliar

PT e PSDB saíram na frente na disputa pelo comando das 83 maiores cidades do país, aquelas com mais de 200 mil eleitores.

Nesse grupo -que representa 1,5% das prefeituras, mas 36,5% do eleitorado-, o PT venceu 8 prefeituras no primeiro turno e disputará segundo turno em 22. O potencial do partido é de chegar ao comando de 30, contra 21 que administra hoje.

Além de São Paulo, onde Fernando Haddad disputa segundo turno com o tucano José Serra, petistas estão na briga em outras cinco capitais, como Salvador e Fortaleza, e várias cidades de regiões metropolitanas, como Santo André (SP) e Contagem (MG).

Já o PSDB, que elegeu seis prefeitos nas 83 maiores cidades, também tem amplo potencial de crescimento. Tucanos disputarão segundo turno em 17 localidades.

Hoje, o PSDB tem nove das maiores cidades do país. Pode chegar a 22.

PT e PSDB, justamente os partidos que polarizam as eleições presidenciais desde 1994, formam o principal confronto em 28 de outubro.

Nos 50 municípios com segundo turno, os dois partidos irão se enfrentar em seis cidades. Além de São Paulo, brigam diretamente em Guarulhos, Taubaté (SP), João Pessoa (PB), Pelotas (RS) e Rio Branco (AC).

A maioria dos 83 maiores colégios eleitorais do país fica no Sudeste (46), seguido por Nordeste (14), Sul (12), Norte (6) e Centro-Oeste (5).

O PMDB, que comanda 15 dessas cidades, conquistou três no primeiro turno e segue na briga em outras 16. Já o PSB, hoje no comando de quatro, levou cinco anteontem e disputa outras seis no segundo turno.

O PSD, recém-criado pelo prefeito paulistano Gilberto Kassab após uma dissidência do DEM, venceu apenas uma dessas disputas anteontem. Concorrerá em outras cinco.

No grupo das menores prefeituras do país, os 3.875 municípios com menos de 15 mil habitantes, o PMDB continua sendo a sigla com o maior número de prefeitos. Elegeu 749 agora, 271 a mais que o PSDB, o segundo colocado.

Um gráfico nas págs. A10 e A11 mostra o desempenho dos principais partidos conforme o porte dos municípios.

PSDB: Eleições 2012 – Link da matéria – http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/71033-pt-e-psdb-tem-melhores-resultados-no-grupo-das-maiores-cidades-do-pais.shtml