• Agenda

    agosto 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

  • Anúncios

Gestão em Minas: Fapemig efetua repasse de recursos ao Programa Pesquisador Mineiro

Iniciativa beneficia profissionais com concessão de cotas financeiras mensais para o desenvolvimento de pesquisas

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) iniciou esta semana o pagamento da terceira e última parcela do Programa Pesquisador Mineiro (PPM), lançado em 2010. Os recursos somam R$ 1,848 milhão, distribuídos nas 179 propostas aprovadas. Ao todo, esta edição do programa destinou mais de R$ 7,4 milhões em recursos.

Programa Pesquisador Mineiro

O Programa Pesquisador Mineiro tem o objetivo de apoiar pesquisadores ou tecnólogos de reconhecida liderança em sua área de atuação, beneficiando-os com a concessão de cotas financeiras mensais (Grant) para o desenvolvimento de seus projetos de pesquisa. Em quatro anos de edital, já foram concedidas mais de mil cotas.

O programa foi concebido nos moldes do “Cientistas do nosso Estado”, modalidade de apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), criada há dez anos. Entre as vantagens para o pesquisador, está a flexibilidade financeira, já que o programa permite a realização de gastos e a posterior classificação de recursos. Outra conseqüência é a melhor distribuição dos recursos, pois os pesquisadores contemplados, de alta produtividade, não concorrem a auxílios de mesma natureza, abrindo espaço para pesquisadores em ascensão.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/fapemig-efetua-repasse-de-recursos-ao-programa-pesquisador-mineiro-2/

Anúncios

Programa Pesquisador Mineiro já tem resultado

BELO HORIZONTE (16/06/10) – A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) divulgou nesta quarta-feira (16) o resultado Programa Pesquisador Mineiro (PPM). Em sua quarta edição, 182 pesquisadores de diferentes instituições foram contemplados com as cotas financeiras mensais (Grant) para o desenvolvimento de seus projetos de pesquisa.  Ao todo, serão destinados mais de R$ 7 milhões em recursos. Para conhecer a relação de propostas selecionadas, clique aqui.

Este ano, das 200 cotas previstas, 100 estavam destinadas aos pesquisadores que não possuem o adicional de bancada do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); 90 cotas para pesquisadores que possuem o adicional de bancada; e 10 cotas para pesquisadores tecnólogos.

O Programa Pesquisador Mineiro foi concebido nos moldes do “Cientistas do nosso estado”, modalidade de apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) criada há dez anos. Entre as vantagens para o pesquisador está a flexibilidade financeira, já que o programa permite a realização de gastos e a posterior classificação de recursos. Outra consequência é a melhor distribuição dos recursos, pois os pesquisadores contemplados, de alta produtividade, não concorrem a auxílios de mesma natureza, abrindo espaço para pesquisadores em ascensão.

Fapemig divulga lista de projetos aprovados pelo Programa Pesquisador Mineiro

Já está disponível a lista de projetos aprovados dentro do edital 03/09, “Programa Pesquisador Mineiro (PPM)”, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). Desta vez, 266 pesquisadores foram contemplados com as cotas financeiras mensais (Grant) para o desenvolvimento de seus projetos de pesquisa. Ao todo, serão destinados cerca de R$ 12 milhões em recursos. Para conhecer a relação de propostas selecionadas clique aqui.

Esta é a terceira edição do edital que tem por objetivo apoiar pesquisadores ou tecnólogos de reconhecida liderança em sua área de atuação. Os recursos das 300 cotas previstas no edital foram concedidos em três modalidades: pesquisadores que não sejam beneficiários do “Adicional de Bancada”, concedido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), com 200 cotas; pesquisadores beneficiários do “Adicional de bancada”, com 90 cotas e para os tecnólogos foram reservadas 10 cotas. Com as três edições (2007, 2008 e 2009), 749 pesquisadores mineiros, inclusive tecnólogos, serão beneficiados pelo programa.

O Programa Pesquisador Mineiro foi concebido nos moldes do “Cientistas do nosso estado”, modalidade de apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) criada há nove anos. Entre as vantagens para o pesquisador está a flexibilidade financeira, já que o programa permite a realização de gastos e a posterior classificação de recursos. Outra conseqüência é a melhor distribuição dos recursos, pois os pesquisadores contemplados, de alta produtividade, não concorrem a auxílios de mesma natureza, abrindo espaço para pesquisadores em ascensão.

A lista de propostas não aprovadas também está disponível. Para visualizá-la, clique aqui.