• Agenda

    agosto 2020
    S T Q Q S S D
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Petrolão: empreiteiros devem ser denunciados

Esquema de pagamento de propina e desvio de recursos resultará em acusações de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude a licitações.

Clube VIP vai responder a processo criminal

Fonte: O Globo

Lava-Jato: empreiteiros deverão ser denunciados na próxima semana

Procuradores vão passar sábado e domingo analisando últimas provas

Ministério Público Federal (MPF) prepara para apresentar à Justiça já na próxima semana as primeiras denúncias contra empreiteiros que integravam o clube de empresas beneficiadas pelo cartel que atuou na obtenção de contratos da Petrobras e que foram presos na etapa mais recente da Operação Lava-Jato, realizada em 14 de novembro. O esquema de pagamento de propina e desvio de recursos da estatal resultará em acusações de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude a licitações, entre outros. Os procuradores da República que integram a força-tarefa da Lava-Jato passarão o fim de semana analisando as últimas provas a serem incluídas nas denúncias. O plano é apresentar à Justiça todas as ações referente às empreiteiras nos próximos dias.

O foco principal são os acusados que permanecem presos em Curitiba. A OAS é a empreiteira com a maior quantidade de representantes presos de forma preventiva. Estão detidos desde a deflagração dessa fase da operação o presidente da empresa, José Aldemário Pinheiro Filho; o vice-presidente, Agenor Franklin Medeiros; o diretor Mateus Coutinho de Sá; e o funcionário José Ricardo Breghirolli. A Camargo Corrêa tem, por sua vez, três representantes presos: Dalton Avancini, presidente; Eduardo Hermelino Leite, vice-presidente; e João Ricardo Auler, presidente do Conselho de Administração da empresa. A informação sobre a continuidade das prisões é da Justiça Federal no Paraná.

A lista de acusados presos inclui ainda donos e executivos da Galvão Engenharia, da Engevix, da UTC e da Mendes Júnior. A operação da PF deflagrada no dia 14 incluiu ainda os responsáveis pela construtora Queiroz Galvão e pela Iesa Óleo e Gás — eles conseguiram a liberdade no curso das investigações. As empreiteiras do chamado Juízo Final, nome dado à fase das investigações que desbaratou o clube formado pelas empresas para fatiar os contratos com a Petrobras, mediante pagamento de propina, serão o alvo das denúncias do MPF previstas para a próxima semana.

A suspeita central é de desvio de dinheiro de obras da estatal para o pagamento de propina a três partidos: PT, PP e PMDB. Às empreiteiras, cabia abastecer o esquema, muitas vezes por meio de empresas de fachada do doleiro Alberto Youssef, em troca dos contratos principais para as grandes obras da Petrobras, em especial a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

MAIS DE UM ANO DE INVESTIGAÇÃO

Na esfera administrativa, a Controladoria Geral da União (CGU) já abriu processos contra as oito empreiteiras do clube formado para fatiar contratos da estatal. São as mesmas empresas cujos donos e executivos foram presos na operação da PF. O ministro da CGUJorge Hage, afirmou que os empreendimentos poderão ser enquadrados na Lei Anticorrupção.

Polícia Federal, por sua vez, já elenca a abertura de um total de 95 inquéritos a partir da Operação Lava-Jato e acredita que eles deverão prolongar as investigações por, pelo menos, mais um ano.

PF deve, no entanto, concluir em breve os inquéritos sobre as empreiteiras. Esta é considerada a parte mais impactante da operação, informou ao GLOBO uma autoridade que acompanha o caso.

Os inquéritos restantes deverão abordar aspectos periféricos do esquema de corrupção montada pelo doleiro Alberto Youssef e por outros operadores com a ajuda de ex-dirigentes da estatal.

Ainda assim, a PF estima que as investigações poderão resultar, no futuro, em pelo menos mais 15 operações. Em geral, as grandes operações da PF sempre deixam “resquícios” que servem de ponto de partida para novas investigações.

PT ameaça processar Aécio por causa de declaração

Petrolão: “PT tem esse vício, ao invés de interpelar seus membros que cometeram crimes, como, por exemplo, na época do mensalão, os tratou como heróis nacionais”, ressaltou Aécio.

“Agora, ao invés de interpelar o tesoureiro do seu partido, acusado por um dos membros da quadrilha de ser parte desse processo, quer processar o acusador, como ameaça fazer com a própria Polícia Federal”, disse o senador.

Fonte: O Globo

Rui Falcão diz que PT não leva recado pra casa e avisa que acionará Aécio na Justiça

Tucano declarou que não perdeu a eleição presidencial para um partido político, mas para uma “organização criminosa”

O presidente nacional do PTRui Falcão, anunciou em sua página do Twitter que já está interpelando o presidente do PSDBAécio Neves, para que confirme na Justiça declaração de que não perdeu a eleição presidencial, quando disputou com a presidente Dilma Rousseff, para um partido político, mas para uma “organização criminosa”. A declaração foi dada em entrevista ao jornalista Roberto D’Ávila, da GloboNews, que foi ao ar na noite de sábado.

Se Aécio confirmar a declaração, Rui disse que o passo seguinte será um processo contra ele no Supremo Tribunal Federal (STF).

Na entrevista veiculada no sábado e repetida na GloboNewsAécio lembrou o uso da máquina pública por lideranças petistas durante a eleição.

— Na verdade, eu não perdi a eleição para um partido político. Eu perdi a eleição para uma organização criminosa que se instalou no seio de algumas empresas brasileiras patrocinadas por esse grupo político que aí está — disse o tucano.

No fim da tarde desta segunda-feira, após encontro com lideranças sindicais, em Florianópolis, Aécio rebateu a decisão do PT de entrar na justiça contra ele.

– O PT tem esse vício, ao invés de interpelar seus membros que cometeram crimes, como, por exemplo, na época do mensalão, os tratou como heróis nacionais. Agora, ao invés de interpelar o tesoureiro do seu partido, acusado por um dos membros da quadrilha de ser parte desse processo, quer processar o acusador, como ameaça fazer com a própriaPolícia Federal – disse ele.

LÍDER DO PT CHAMA AÉCIO DE IRRESPONSÁVEL

Num duro discurso no plenário do Senado, o líder do PT na Casa, senador Humberto Costa (PE), fez críticas ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), chamando-o de “irresponsável” e acusando o tucano de ter feito uma séria de declarações “insensatas” ao ter afirmado que perdeu as eleições para uma “organização criminosa“. Para Humberto Costa, “a derrota subiu à cabeça de Aécio“. Ele disse que que o senador tucano se comporta com um Dom Quixote, brigando contra moinhos de ventos inexistentes.

Depois, em entrevista, o líder disse que o partido deverá interpelar judicialmente o senador tucano, mas que ainda não tinha informações a respeito.

— Enquanto o Brasil já desmontou os palanques, os governadores estudam os próximos quatro anos, enquanto a presidente compõe sua nova equipe e se debruça sobre medidas que vão ser tomadas a partir de 2015, o quixotesto perdedor continua lutando contra imaginários moinhos de vento. Já estamos em dezembro. Não é possível que, mais de um mês depois do pleito, Vossa Excelência ainda esteja em um mundo à parte. Ora agindo para recontar votos, outra criando teorias contra a legitimidade da presidente reeleita, ora acenando para setores golpistas da sociedade. Chega. Passou da hora de assumir a derrota. Ganhar e perder são atos próprios da democracia — disse Humberto Costa.

Para o líder do PTAécio não “aceitou a derrota” nas urnas.

— Por não querer aceitar a derrota, continua reduzindo sua estatura política a cada declaração desastrada que ele dá. É o caso em que a derrota subiu à cabeça, em que o fracasso subiu à cabeça. O candidato derrotado, que tem se sentido cada vez mais à vontade na sofrível interpretação no papel de vítima do processo eleitoral, quer reinventar a história ao negar que tenha perdido a disputa para a presidente Dilma. Ele agora cria o seu próprio enredo para a peça que imagina encenar, dizendo que perdeu para uma organização criminosa que se instalou no seio de empresas que patrocinaram o grupo político que está aí — disse Humberto Costa.

Na mesma sessão, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) disse que o PT vai processar Aécio.

— O senador Aécio passou de todos os limites nesta entrevista. A direção do PT vai interpelá-lo judicialmente. E Aécio age como mau perdedor. Não aguento mais o senador Aécio falar que sofreu uma campanha sórdida. È hora de encerrar esse debate eleitoral. Tenta radicalizar porque está perdendo espaço dentro do PSDB. Talvez o último caminho dele seja gritar mais alto, ser o mais radical. Estão agindo como a velha UDN, como o velho Partido Republicano dos EUA — disse Lindbergh.

Indignado com a entrevista que o senador Aécio deu à GlobNews, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, também reagiu :

— Alguém deve lembrar ao senador Aécio que ele foi derrotado por 54.501.118 milhões de brasileiros; aproveita e passe o endereço de um dos excelentes terapeutas que o Rio de Janeiro tem — disse ao GLOBO Miguel Rosseto, que foi um dos coordenadores da campanha de Dilma.

O líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy (BA), rebatou as afirmações de Rui Falcão:

— Não vejo legitimidade do presidente do PT Rui Falcão, que até ontem festejava os três grandes detentos da Papuda como heróis da Pátria e incentivava aplausos para o atual tesoureiro do PTJoão Vaccari. Essa ação na Justiça contra Aécio é desprovida de qualquer credibilidade. Ademais, quem identifica essa organização criminosa que se instalou nogoverno Lula e foi ampliada no governo Dilma, é a Polícia Federal — disse Imbassahy.

O coordenador jurídico do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP), divulgou nota na noite desta segunda-feira para rebater as declarações de Rui Falcão. Sampaio afirma, na nota, que, se Falcão pretender levar adiante sua ameaça, terá de ampliar a lista dos processados.

“Poderia começar interpelando agentes e delegados da Polícia Federal que definiram o grupo nomeado para dirigir a Petrobras como uma verdadeira organização criminosa. Em seguida, poderia interpelar o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Félix Fischer, que afirmou que o Brasil nunca viveu tamanha roubalheira. Poderia, ainda, interpelar o ministro Newton Trisotto, também do STJ, que afirmou ser a corrupção brasileira uma das maiores vergonhas da humanidade. Por fim, poderia interpelar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que considera já comprovada a engrenagem que movimentou o esquema de corrupção da Petrobras“, escreveu ele.

O deputado disse, ainda, que seu partido não tem histórico de tratar como heróis criminosos presos que desviaram dinheiro público.