• Agenda

    janeiro 2020
    S T Q Q S S D
    « out    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Gestão Anastasia: Minas pede apoio da Unesco para transformar Inhotim em patrimônio mundial

Solicitação oficial deve ser apresentada em breve pelo Estado e o governo federal

Divulgação
Narcio Rodrigues cumpre agenda na Unesco, em Paris, para tratar da melhoria da gestão dos recursos hídricos
Narcio Rodrigues cumpre agenda na Unesco, em Paris, para tratar da melhoria da gestão dos recursos hídricos

Após ser recebido pela diretoria geral da Unesco, que definiu a Cidade das Águas como modelo de inovação na gestão de recursos hídricos, o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, se reuniu com o diretor de Patrimônio Mundial da Unesco, Kishore Rao, para pedir apoio à proposta de transformação do Instituto Inhotim em Patrimônio Mundial. A solicitação oficial deve ser apresentada em breve pelo Governo de Minas e o governo federal.

“O apoio do secretário para a transformação do Inhotim em Patrimônio Mundial da Unesco é, sem dúvida, um reconhecimento do Governo de Minas da importância que a nossa instituição tem para o mundo. O Inhotim representa hoje uma das mais importantes inovações nos campos da botânica, arte, educação, inclusão e cidadania. Adiciona-se a isso a sua atuação na preservação do meio ambiente e recuperação de áreas degradadas, além do desenvolvimento de novas tecnologias e a implementação da pesquisa cientifica de alto nível”, esclareceu Rodrigo Oliveira, diretor-presidente do grupo Horizontes Inhotim. Ele integra a comitiva que acompanha o secretário Narcio Rodrigues em sua agenda na Unesco, para tratar das iniciativas do Governo de Minas na melhoria da gestão dos recursos hídricos.

Antes do encontro com o diretor de Patrimônio Mundial, o secretário se reuniu com Maria Laura Rocha, embaixadora do Brasil na Unesco. Eles discutiram a estratégia de apresentação da documentação relativa à candidatura do Unesco-Hidroex, instituição âncora da Cidade das Águas, a centro de categoria I das Nações Unidas com ações de Educação para as Águas voltadas para a América Latina e o Caribe. Este tema será discutido pelo conselho executivo da Unesco em setembro.

Inhotim

Situado em Brumadinho, a 60 km de Belo Horizonte, o Inhotim ocupa uma área de 100 ha de jardins botânicos com uma extensa coleção de espécies tropicais raras e um acervo artístico de relevância internacional. Para promover o desenvolvimento da comunidade onde está inserido, o Inhotim utiliza a sua coleção botânica e acervo de arte contemporânea para projetos educativos e para a formação de profissionais de áreas ligadas à arte e ao meio ambiente.

Como resultado de uma parceria com o Unesco-Hidroex, o espaço vai abrigar o Observatório de Águas Minas Inhotim, centro que objetiva ser referência mundial em monitoramento e controle de informações sobre a qualidade e quantidade da água em 17 grandes bacias hidrográficas. Suas ações estarão integradas à Copasa, Cemig, Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) e organizações de defesa civil, oferecendo dados para a prevenção de desastres naturais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-pede-apoio-da-unesco-para-transformar-inhotim-em-patrimonio-mundial/