• Agenda

    setembro 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30  
  • Categorias

  • Mais Acessados

  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

  • Anúncios

Gestão Anastasia: governo de Minas capacita cidadãos para gerir negócio

Workshop Gestão para Oficinas Artesanais beneficiou empreendedores de Salinas e região

Os empreendedores de Salinas e região estão mais capacitados para gerir seus negócios. Na última semana, cerca de 30 pessoas participaram do workshop “Gestão para Oficinas Artesanais”, oferecido pelo Polo de Inovação da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), em parceria com Sebrae-MG e o Centro Vocacional Tecnológico (CVT) de Salinas.

Durante as atividades, os pequenos empreendedores aprenderam a importância de se apurar os custos corretamente para avaliar se o preço de venda dos seus produtos está de acordo com os gastos.

“O workshop vai contribuir com a organização do meu negócio, pois tive a oportunidade de verificar o que estava fazendo de errado. A partir de agora, poderei controlar meus gastos e meu tempo de forma adequada, aumentando a minha produção e lucro”, disse a costureira Rosiane Rocha.

“As atividades mostraram que não sabia colocar o preço no meu produto. Aprendi a avaliar direito o que gasto e me organizar melhor para vender mais”, explicou Maria do Carmo Ferreira da Silva, que trabalha com pintura em tecido.

Polos de inovação

O polo de Salinas é uma das oito unidades instaladas também nos municípios de Araçuaí, Almenara, Janaúba, Januária, Pirapora e Teófilo Otoni. Eles atuam no Norte de Minas e vales do Jequitinhonha e Mucuri com o objetivo de catalisar oportunidades para o desenvolvimento econômico e social da região. As capacitações oferecidas pelos polos desenvolvem potenciais, fortalecem vocações e promovem a cidadania.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-capacita-cidadaos-para-gerir-negocios/

Anúncios

Gestão Anastasia: governo de Minas entrega casas em três regiões do Estado

As casas são em Monte Alegre de Minas, no Triângulo Mineiro, Januária e Juvenília, no Norte de Minas, e em de Rio Paranaíba, na região do Alto Paranaíba

O Governo de Minas, por meio da Cohab, entrega  nesta sexta (30) e sábado (31) casas nos municípios de Monte Alegre de Minas, no Triângulo Mineiro, Januária e Juvenília, no Norte de Minas,  e em de Rio Paranaíba, na região do Alto Paranaíba.

Vinte e cinco mulheres de Monte Alegre de Minas, no Triângulo Mineiro, recebem nesta sexta-feira (30), as chaves de suas novas casas, graças à parceria do Lares Geraes Habitação Popular com o Minha Casa, Minha Vida. As mulheres compraram quase todas as casas do Conjunto Habitacional Jota Tolendal Bittencourt II, que têm 30 unidades, sendo uma delas adquirida por um idoso, que também tem prioridade na seleção de candidatos inscritos no Lares Geraes.

A inauguração do conjunto acontecerá às 19h. Nas obras foram aplicados R$ 990.746,17, sendo R$ 510.746,17 pelo Governo de Minas; e R$ 390.000,00 pelo governo federal. A prefeitura municipal participou com a contrapartida de R$ 90.000,00 em doação e urbanização do terreno.

Rio Paranaíba

O município de Rio Paranaíba, na região do Alto Paranaíba, também recebe nesta sexta-feira (30), às 19h, o Conjunto Habitacional Novo Horizonte, com 30 casas construídas pela Cohab Minas para a parceria do Lares Geraes Habitação Popular – programa habitacional do Governo de Minas – com o Minha Casa, Minha Vida.

Das 30 casas, 20 pertencerão a mulheres chefes de família. O Governo de Minas investiu nas obras do conjunto R$ 551.230,62; o programa Minha Casa, Minha Vida, R$ 390.000,00; e a Prefeitura Municipal, R$90.000,00 na doação e urbanização da área onde as casas foram levantadas.

Januária e Juvenília

Mais duas cidades do Norte de Minas, Januária e Juvenília, recebem neste final de semana novos conjuntos habitacionais construídos pela Cohab Minas para a parceria do Governo do Estado com o governo federal, por meio do fundo Nacional de Habitação de Interesse Social – FNHIS, gerido pela Caixa. No primeiro município serão atendidas 22 famílias carentes; e no segundo, 43. Com as 65 novas casas do Norte de Minas, a região chega a 4.167 unidades construídas pela Cohab Minas.

Desse total, 222 resultaram da parceria do Governo de Minas com o FNHIS. Esta visa dar acesso à casa própria para pessoas que não têm renda mínima para adquirir as moradias do Programa Lares Geraes Habitação Popular, destinado àqueles que têm renda mensal de 1 a 3 salários mínimos.

Em Januária, as chaves das unidades do Conjunto Habitacional Loteamento Alameda serão liberadas às 15h deste sábado (31). Das 22 moradias, 20 foram adquiridas por mulheres responsáveis pelo domicílio; e uma, por um idoso.  A construção custou R$ 641.145,61. O Governo de Minas investiu R$ 331.312,35; e governo federal, R$ 273.542,00, por meio da Caixa Econômica.

Também às 15h deste sábado, as 43 famílias de Juvenília receberão as chaves de suas casas do Conjunto Habitacional Prefeito Laurindo B. Ferreira. Vinte mulheres e dois idosos adquiriram a casa própria. Foi investido na construção do conjunto o total de R$ 1.216.882,11, sendo R$ 729.076,92 aplicados pelo Governo de Minas; e R$ 418.925,07, pelo governo federal, via Caixa Econômica.

Quase 30 mil

Desde que o Programa Lares Geraes Habitação Popular foi criado em 2005, até o momento o Governo de Minas já entregou 29.515 casas. Desse total 25.512 foram construídas apenas para o programa habitacional do Governo de Minas, e o restante para a sua parceria com programas federais e parcerias avulsas. Além disso, a Cohab Minas tem mais 3.025 casas prontas para serem entregues, aguardando apenas o término de obras de infraestrutura a cargo de prefeituras conveniadas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-entrega-casas-em-tres-regioes-do-estado/

Governo de Minas: Anastasia participa de lançamento do livro “A Execução Penal à Luz do Método Apac”

Para governador, resultados da metodologia de recuperação são muito melhores do que os alcançados pelas instituições prisionais tradicionais

Omar Freire/Imprensa MG
Anastasia recebe livro das mãos do presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa
Anastasia recebe livro das mãos do presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa

O governador Antonio Anastasia participou, nesta sexta-feira (16), no auditório da Unidade Raja Gabaglia do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), do lançamento do livro A Execução Penal à Luz do Método APAC. Organizado pela desembargadora Jane Ribeiro Silva, a publicação tem prefácio do governador Anastasia, posfácio do desembargador Joaquim Alves de Andrade e artigos de 23 advogados, juízes, procuradores e desembargadores de Justiça.

O objetivo do livro é divulgar o método da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) para recuperar e ressocializar presos que cumprem pena nas penitenciárias do país e que se tornou referência para a Lei de Execução Penal brasileira. As Apacs se tornaram importantes instrumentos para desafogar o sistema prisional.

O presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa, entregou um exemplar do livro ao governador Anastasia. Também participaram da solenidade, o presidente do Conselho da Apac, juiz Paulo Antônio de Carvalho, o segundo vice-presidente do TJMG, Joaquim Herculano Rodrigues, entre outras autoridades.

Antonio Anastasia classificou como fato memorável a organização e publicação do livro. “Há alguns anos, muitos duvidavam das ações do método Apac. Hoje, pelo esforço da doutora Jane e dos autores deste livro, já temos uma doutrina do método Apac. Temos de apostar e investir em uma metodologia muito mais racional, com resultados muito melhores de recuperação do que os das instituições prisionais tradicionais. A publicação desta obra é o reconhecimento publico de que estamos no caminho certo com reconhecimento judicial e da sociedade”, afirmou.

Apac

As unidades Apac funcionam como albergues, em que os condenados são mantidos em regime semiaberto. As ações de recuperação e ressocialização são baseadas na participação da comunidade, no trabalho, religião, na assistência jurídica e de saúde, na valorização humana e no apoio da família.

Em Minas, existem 36 unidades Apac. A primeira experiência foi implantada em 1986, em Itaúna, e hoje é reconhecida nacionalmente como modelo na recuperação de condenados. Desde 2003, o Governo de Minas celebrou 36 convênios com as Apacs, sendo nove para construção e 27 para manutenção e despesas, totalizando 2.164 vagas mantidas com verbas do Estado. Cumprem pena em Apacs 1.556 recuperandos. Em 2011, o Governo de Minas investiu R$ 15,2 milhões na manutenção e construção de unidades. Este ano, a previsão de investimentos é de R$ 16 milhões.

As Apacs conveniadas estão localizadas nos municípios de Alfenas, Araxá, Arcos, Campo Belo, Caratinga, Frutal, Governador Valadares, Inhapim, Itajubá, Itaúna, Ituiutaba, Januária, Lagoa da Prata, Leopoldina, Machado, Manhuaçu, Nova Lima, Paracatu, Passos, Patrocínio, Perdões, Pirapora, Pouso Alegre, Rio Piracicaba, Sacramento, Santa Bárbara, Santa Luzia, Santa Maria do Suaçuí, São João del-Rei, Sete Lagoas, Uberlândia e Viçosa.

Fonte: Agência Minas

Gestão Anastasia: educação profissionalizante abre perspectivas para a juventude no Norte de Minas

Programa já investiu cerca de R$ 600 milhões e atendeu a mais de 200 mil alunos em todas as regiões do Estado

José Carlos Paiva/Imprensa MG
O PEP conta com a parceria das unidades regionais do Senac e do Senai em Montes Claros
O PEP conta com a parceria das unidades regionais do Senac e do Senai em Montes Claros

Cerca de 2,8 mil profissionais capacitados em 13 cursos nos últimos quatro anos. Esse é o resultado alcançado pelo Governo de Minas com a implementação do Programa de Educação Profissionalizante (PEP) no Norte de Minas. O PEP é um programa mantido pelo Governo de Minas Geais, por meio da Secretaria de Estado de Educação, e conta com a parceria das unidades regionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), em Montes Claros.

“No Norte de Minas o PEP veio a calhar, principalmente no que diz respeito à viabilização da empregabilidade de jovens que não vislumbravam uma oportunidade de se profissionalizarem sem que suas famílias fossem obrigadas a arcar com o investimento financeiro. Além de uma nova perspectiva de vida, os estudantes que estão concluindo o ensino médio já estão conseguindo se inserir no mercado de trabalho”, destacam as supervisoras pedagógicas do centro de formação profissional do Senac em Montes Claros, Joana D´Arc Souza Prates e Cléia Terezinha Fernandes Silva.

Além da relevância do investimento viabilizado pelo Governo do Estado visando suprir a demanda de profissionais que atendam as exigências do mercado de trabalho, Joana D´Arc observa que a iniciativa representa um investimento social de grande importância, pelo fato de evitar que muitos jovens ingressem numa situação de vulnerabilidade diante do crescente aumento da criminalidade e da violência. “Além disso, o programa estimula os estudantes conciliar a conclusão do ensino médio a uma formação profissional na área técnica, atendendo as necessidades do mercado de trabalho em todas as regiões do Estado,” ressalta.

De acordo com as supervisoras do Senac, pelo fato dos cursos ministrados através do PEP levarem em conta um levantamento preliminar das necessidades dos mercados regionais de trabalho, muitos jovens antes mesmo de concluírem os cursos já estão sendo contratados como estagiários e, posteriormente, em sua maioria são efetivados nas empresas. “Isso estimula os jovens a se profissionalizarem, pois veem de forma concreta a possibilidade de conseguirem um emprego”, afirmam.

O estímulo ao empreendedorismo é outra vertente do programa considerada importante. Nos últimos anos, várias empresas foram abertas não só em Montes Claros, mas em várias cidades do Norte de Minas, envolvendo profissionais qualificados através do Programa de Educação Profissionalizante. Um bom exemplo disso é o surgimento de um crescente número de empresas especializadas na prestação de serviços, entre elas clínicas de estética, tendo como dirigentes técnicos que fizeram cursos no Senac.

Cursos técnicos com perfil diferenciado

Na avaliação do gerente do Senac em Montes Claros, André Gomes Coimbra, pelo fato de antes de ingressarem nos cursos técnicos os jovens passarem por processo de seleção coordenado pelo Governo do Estado, o índice de aproveitamento dos cursos é considerado “altamente satisfatório”. Com a experiência de já ter ocupado a função de instrutor do curso de redes de computadores, André Coimbra garante que os alunos selecionados através do PEP têm bom aproveitamento e, por isso, são facilmente absorvidos pelo mercado de trabalho. “O processo seletivo viabiliza ao aluno ingressar nos cursos técnicos com perfil diferenciado, pois eles se inscrevem já levando em conta uma área de trabalho pela qual têm interesse prévio”, observa o gerente.

Além de estudantes de Montes Claros, através do PEP o centro de formação profissional do Senac no Norte de Minas atendeu 2.008 alunos, nos últimos quatro anos, provenientes de várias cidades do Norte de Minas. Os cursos envolvem a formação de técnicos em administração, redes de computadores, farmácia, contabilidade, análises clínicas, segurança do trabalho, enfermagem e estética. Os cursos têm duração média variável de 800 a 1,8 mil horas e têm suas despesas totalmente custeadas pelo Governo de Minas.

Dirigentes e estudantes do centro de formação profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Montes Claros também avaliam como positivos os resultados alcançados pelo Programa de Educação Profissionalizante. Entre 2008 e 2011 já passaram pelos cursos de eletrônica, mecânica, edificações e eletromecânica um total de 760 jovens, a maioria em fase de conclusão do ensino médio e integrantes de famílias de baixa renda.

“O PEP tem sido muito importante pois oportuniza aos jovens mais carentes uma excelente oportunidade de profissionalização e o ingresso no mercado de trabalho. Só quem não quer dar sequencia aos estudos é que não consegue evoluir na formação técnica e, consequentemente, não aproveita as oportunidades oferecidas pelas empresas ”, enfatiza o supervisor do Senai em Montes Claros, Alexandre Guimarães.

Assim como acontece no Senac, onde nos últimos quatro anos mais de 580 estudantes foram encaminhados para estágio em empresas privadas, também no Senai a procura por estagiários é grande. “As indústrias tem na instituição uma referência positiva na formação de bons profissionais e, por isso, quem passa por aqui dificilmente fica desempregado”,  explica o gerente do Senai em Montes Claros, Izac Lopes Veloso.

No Norte de Minas o curso de eletromecânica é um dos mais procurados, tanto por jovens como também por empresários interessados na contratação de profissionais. Em virtude dessa situação, através do PEP, o Senai tem atendido estudantes residentes tanto em Montes Claros como em outras cidades norte-mineiras, principalmente Bocaiúva, Capitão Enéas, Januária e Janaúba.

Mais de meio bilhão de reais em investimentos

Em sua sexta edição, o PEP oferece neste ano 30 mil vagas em 60 cursos técnicos. Criado em 2007, o Programa já ultrapassa a marca de 200 mil estudantes atendidos e o investimento total chega a R$ 569 milhões. Os cursos do PEP são oferecidos pela Rede Mineira de Formação, que tem como parceiras instituições públicas e privadas credenciadas pela SEE.

No PEP, os estudantes se inscrevem para o seu curso de interesse, de acordo com o município. O curso que tem a maior proporção candidatos/vaga em Minas Gerais é o de técnico em farmácia, ministrado pelo Senac, em Montes Claros. No ano passado o número de candidatos por vaga chegou a 61,13 inscritos.

“O Norte de Minas vem se desenvolvendo muito nos últimos 20 anos. A economia é dividida entre indústria, prestação de serviços, agropecuária e pecuária. Conta com grandes multinacionais. O PEP busca prover educação profissional na região atendendo a este perfil. Mais de 13 mil alunos já foram beneficiados em 17 municípios, com 28 cursos ofertados.

Ex-Aluno do PEP conquista cargo de instrutor do Senac

Com apenas 23 anos de idade, Josué Batista Antunes viu sua vida dar  um salto em apenas quatro anos de dedicação aos estudos. Em maio de 2008 ele foi selecionado para ingressar numa das primeiras turmas do Programa de Educação Profissionalizante (PEP). Diante do bom desempenho obtido no curso de redes de computadores, após a conclusão dos estudos em maio de 2010 o jovem foi contratado para o cargo de instrutor do Senac. Pouco tempo depois, ele concluiu o curso superior de sistemas de informação, ministrado pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e, atualmente, se dedica integralmente à formação de novos profissionais na área da informática.

“A oportunidade de fazer o curso técnico através do PEP me proporcionou aliar o interesse pessoal à aprendizagem prática. Além disso, me ajudou a construir uma base sólida para ingressar no ensino superior e obter um bom desempenho,” avalia o jovem instrutor, egresso da Escola Estadual Padre José Silveira, sediada no município norte-mineiro de Varzelândia.

Seguindo os passos do instrutor que atualmente lhe ensina os segredos da informática, o jovem Luan Rafael Silva Neves que está em fase de conclusão do curso técnico de redes de computadores, também já vislumbra a oportunidade de evoluir nos estudos. Mesmo antes da conclusão do curso técnico, no segundo semestre de 2011 o jovem foi contratado para trabalhar na empresa ADV Link e, em 2012, pretende aplicar parte do salário no custeio de um curso superior na área de computação.

“Penso que a oportunidade de fazer um curso técnico me ajudou aliar o interesse pessoal à busca de conhecimentos numa área que evolui continuamente. Tenho tido acesso a bons professores e, por isso, vislumbro boas oportunidades no mercado de trabalho”, conclui Luan Neves.

Jovens mais qualificados para o futuro

Com previsão de em março de 2012 concluir o curso técnico de análises clinicas, a jovem Cintia Meriá de Jesus Gusmão, de 17 anos, garante que abriu novas perspectivas de vida a partir do momento que começou a frequentar o curso técnico no Senac, em Montes Claros. “Apesar de ter a intenção de trabalhar na área da saúde, antes não possuía nenhum direcionamento para algum curso de qualificação profissional. A oportunidade de participar do Programa de Educação Profissionalizante foi ótima, pois, como estou concluindo o ensino médio em 2011, já penso em conseguir um emprego e investir numa faculdade de farmácia ou bioquímica”, planeja Cintia Gusmão.

O sonho de uma vida melhor também alimenta as perspectivas dos jovens Ernane Fiúza Rodrigues, 27 anos, e Nayara Gonçalves Gusmão, 17, alunos do curso de eletrônica ministrado pelo Senai, em Montes Claros.

“Na última hora fiz a inscrição para concorrer a uma vaga no PEP e consegui ser aprovado em 2011. Depois de ter trabalhado em lavouras de café no pequeno município de Patis, penso que terei oportunidade de conseguir um bom emprego e continuar morando em Montes Claros. Isso me abrirá novas perspectivas de crescimento profissional”, avalia Ernane Fiúza.

Por sua vez, estimulada pelo curso técnico no Senai, Nayara Gusmão revela que já está se preparando para, neste ano, ingressar no curso de engenharia elétrica na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, ou numa faculdade particular em Montes Claros.

“O curso técnico vai me ajudar muito no ensino superior e, assim como outros colegas, avalio que a oportunidade obtida através do PEP tem sido muito positiva”, conclui a potencial futura engenheira.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: TEIA amplia ações em parceria com laboratório móvel de informática

Laboratório móvel de informática ofereceu sete minicursos gratuitos

JANUÁRIA (24/01/12) – A capacitação TEIA – Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados – da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) conta agora com mais uma ferramenta para disseminar o conhecimento da web 2.0 entre jovens e adultos do Norte de Minas e vales do Jequitinhonha e Mucuri.

Em parceria com o Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG), 56 novos agentes TEIA foram formados em Januária, dentro de um laboratório móvel de informática que ofereceu sete minicursos gratuitos para a população local, contabilizando cerca de 180 participantes.
O Dia TEIA já habilitou mais de três mil jovens do Norte de Minas e vales do Jequitinhonha e Mucuri a se conectar com o mundo pelas redes sociais. A capacitação é conduzida por agentes TEIA dos polos de Inovação da Sectes, sediados nos municípios de Almenara, Januária, Janaúba, Salinas, Teófilo Otoni, Pirapora e Diamantina.

O objetivo das atividades é ensinar o uso de tecnologias e ferramentas gratuitas, como Facebook, Twitter e Orkut não só para entretenimento, mas principalmente como uma vitrine pessoal e profissional. A partir daí, os jovens capacitados se transformam em agentes que oferecem suporte a projetos de inovação nas cadeias produtivas locais.

Com o laboratório móvel – adquirido pelo IFNMG com recursos do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Jovens e Adultos (Proeja) – as ações da Sectes em Januária podem se expandir, abrangendo parte da sociedade até então excluída das novas tecnologias. “O laboratório móvel é mais uma ferramenta educativa, que vai possibilitar às comunidades mais afastadas do centro da cidade a participar do TEIA e de cursos  para criação de blogs e uso de programas como o Excel”, destacou o diretor-geral do IFNMG – campus Januária, João Carneiro Filho.

Para o estudante Harley Araújo, os cursos no laboratório móvel representam uma grande oportunidade de incluir digitalmente as pessoas que, muitas vezes, não têm condições de buscar conhecimentos de informática. Instalado em uma carreta, o laboratório está preparado para chegar ao cidadão, nas regiões mais isoladas.

A unidade foi inaugurada oficialmente no dia 18 de janeiro, em cerimônia que contou até com carreata pelas ruas do município de Januária. O laboratório permaneceu na Praça Tiradentes, região Central da cidade, até o dia 22, mas em breve será divulgada programação com as datas de mais capacitações TEIA.

Fonte: Agência Minas

Estado Sustentável: Governo Anastasia obtém recursos para projetos de destinação do lixo – Minas já conta 44 Consórcios Intermunicipais

onte: Agência Minas

Bacia do São Francisco e RMBH terão R$ 7 milhões para elaboração de projetos na área de resíduos sólidos

Depois de concluídos, os projetos serão apresentados para pleitear recursos para execução. Governo de Minas trabalha para erradicar os lixões até 2014 

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), órgão do Governo Antonio Anastasia,  através do fomento dos Consórcios Intermunicipais de Resíduos Sólidos, conseguiu, junto aos Ministérios das Cidades e do Meio Ambiente, R$ 7 milhões do PAC Resíduos Sólidos para a elaboração de projetos de destinação adequada do lixo em 151 municípios que compõem a bacia do rio São Francisco e a região metropolitana de Belo Horizonte.

As cidades contempladas fazem parte de 11 consórcios que tem como polo os municípios de Baldim, Betim, Bom Despacho, Divinópolis, Esmeraldas, Formiga, Januária, Matozinhos, Montes Claros, Nova Lima e Vespasiano. Os recursos financiarão projetos de engenharia e estudos ambientais regionalizados para construção de aterro sanitário, aterro de resíduos da construção civil, unidade de triagem, galpão de triagem, estação de transbordo de resíduos domiciliar e ponto de entrega voluntária de recicláveis.

A bacia do São Francisco receberá R$ 3 milhões para elaboração de 166 projetos em 124 municípios. Já para a região metropolitana de Belo Horizonte, o Ministério das Cidades aprovou R$ 4 milhões do PAC 2, beneficiando 27 cidades.

De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto, a realização dos projetos é um grande passo para que os municípios consigam resolver a questão da destinação do lixo. “Com estes projetos em mãos, se torna mais fácil à captação de recursos junto aos governos federal e estadual, por parte das prefeituras e dos Consórcios Intermunicipais”, disse. Depois de concluídos, os projetos serão apresentados para pleitear recursos para execução. Mais de 4 milhões de pessoas serão beneficiadas.

Consórcios Intermunicipais

Desde 2007, o Governo de Minas vem incentivando a formação dos Consórcios Intermunicipais na área de resíduos sólidos para acabar com os lixões no Estado. A Sedru, em parceria com a Fundação Estadual de Meio Ambiente (FEAM), vem trabalhado para erradicar os lixões até 2014, prazo estabelecido pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) para todos os Estados brasileiros.

“O consórcio é o grande trunfo no caso da política de Resíduos Sólidos, uma vez que paramos de pensar no problema de forma individualizada e começamos a enfrenta-lo de maneira regionalizada”, destacou o subsecretário Renato Andrade.

Até agora, a Sedru iniciou a formalização de 44 Consórcios Intermunicipais de Resíduos Sólidos, beneficiando 435 cidades ou mais da metade dos municípios do Estado.

Anastasia afirma que continuará priorizando a revitalização do Rio São Francisco e seus afluentes

Antonio Anastasia garante que continuará priorizando a revitalização do Rio São Francisco e seus afluentes

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Em visita a Januária e Pirapora, Anastasia destaca propostas para manter a meta de despoluição do Rio das Velhas, maior afluente do São Francisco; Governador afirma que Estado manterá sua postura contrária à transposição

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, afirmou hoje que os investimentos do Governo de Minas para a revitalização do Rio São Francisco superaram os recursos já aplicados pelo governo federal no rio em toda a sua extensão. Anastasia defendeu que as ações para a recuperação do Velho Chico são mais importantes e urgentes que os projetos do governo federal de transposição das águas. O governador visitou nesta manhã (20/09) os municípios ribeirinhos de Januária e Pirapora, Norte de Minas, junto com os candidatos ao Senado Federal, o ex-governador Aécio Neves e o ex-presidente Itamar Franco.

Até o momento, cerca de R$ 1,4 bilhão do Governo do Estado já foram investidos em ações para a revitalização da bacia do São Francisco e tratamento do esgoto no trecho mineiro. Já o governo federal prevê R$ 1,3 bilhão para obras de revitalização em toda a extensão dos 2,7 mil quilômetros do rio, conforme previsão do PAC.

“Esperem de mim empenho máximo. Estamos com uma prioridade absoluta na revitalização. O São Francisco é um patrimônio de Minas e do Brasil. Somos radicalmente contrários à transposição do rio, mas totalmente favoráveis a sua revitalização. Já aplicamos, na chamada Linha Azul, uma obra que a Copasa faz a favor da Bacia do Rio das Velhas, maior afluente do Rio São Francisco, recursos de mais de um R$ 1 bilhão, maior do que o governo federal aplica. Então essa prioridade continuará e vamos melhorando a qualidade das águas de toda a bacia do São Francisco.

Em 2004, o Governo de Minas assumiu o compromisso de investir na despoluição do Rio das Velhas, o maior afluente do São Francisco. A Meta 2010 (navegar, pescar e nadar no Rio das Velhas) passou a ser um dos projetos estruturadores da gestão Aécio/Anastasia.

Cerca de 60% dos objetivos já foram alcançados. Pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) já confirmaram melhoria da qualidade da água e retorno de peixes em diversos trechos do rio. Em toda a bacia do Rio das Velhas, já são 22 ETEs em operação e 11 estão em obras ou em fase de planejamento. No mês passado, Anastasia e Aécio mergulharam nas águas do rio das Velhas, num trecho despoluído em conseqüência das ações do Governo do Estado.

“O Estado tem uma posição rigorosamente contrária à transposição. Acreditamos que a transposição não vai ter nenhum efeito positivo, vai, na verdade, minar as nossas águas. Estamos acompanhando a situação difícil. Podem ter certeza que a minha posição pessoal, tenho certeza a dos senadores Aécio e Itamar é a mesma, no sentido da defesa intransigente do Rio São Francisco”, afirmou Anastasia.

Plano de Governo
Em agosto deste ano, Antonio Anastasia e Aécio Neves participaram da solenidade de divulgação do balanço da Meta 2010 e do lançamento da Meta 2014 para a revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas. O evento, coordenado pelo Projeto Manuelzão da UFMG, reafirmou o compromisso do Governo do Estado em dar continuidade à revitalização da bacia hidrográfica que abrange 51 municípios.

A Meta 2014 faz parte do Plano de Governo lançado por Antonio Anastasia no início do mês. As propostas do governador para os próximos anos incluem a recuperação de áreas degradadas, proteção às nascentes, regularização ambiental das propriedades rurais da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas e intensificação da Operação Caça-Esgoto na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O Plano de Governo de Anastasia também contempla uma séria de ações para a revitalização de toda a Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco em território mineiro. Entre elas estão a contenção de processos erosivos, apoio aos municípios no tratamento de esgoto doméstico e aperfeiçoamento da Rede de Monitoramento de Qualidade das Águas Superficiais e de Sedimentos de Bacia.

Apoio popular e de prefeitos
Anastasia, Aécio e Itamar foram recebidos com aplausos no aeroporto de Januária pelo prefeito Maurílio Arruda (PTC) e por várias lideranças de cidades vizinhas, incluindo o presidente da Associação dos Vereadores da Área Mineira da Sudene (Avams), Abelarde Carlos Pimenta. A associação representa cerca de 900 vereadores das 92 cidades que integram a área mineira da Sudene.

Os candidatos participaram de carreata pelas ruas de Januária acompanhados por cerca de 100 carros e dezenas de motos. Ao chegaram à Praça Raul Soares, deram início a uma caminhada e foram cercados por eleitores da cidade que cumprimentaram os candidatos e tiraram várias fotos.

O ex-governador Aécio Neves agradeceu o apoio que vem recebendo da população da região em reconhecimento ao trabalho desenvolvido nos últimos oito anos. Ele disse que a eleição dos candidatos da coligação “Somos Minas Gerais” é fundamental para garantir investimentos para Minas Gerais como o programa Caminhos de Minas, que irá asfaltar 7,6 mil quilômetros de estradas do Estado.

“Cada vez mais, as pessoas, principalmente aqui no Norte mineiro, identificam o governador Anastasia com a nossa ação de governo, mais pessoas tendem a votar em Anastasia. E nós somos um time, que está aqui. Itamar e eu pretendemos estar no Senado ao lado de Anastasia, garantindo investimento para o Caminhos de Minas, porque você sabe que para esses financiamentos externos, eles precisam da aprovação do Senado”, afirmou Aécio Neves.

O prefeito de Januária afirmou que as ações do Governo de Minas nos últimos anos transformaram a realidade do município, com melhoria nas estradas e no bem-estar da população. “Anastasia e Aécio Neves transformaram Januária de uma forma digna, trazendo para nós várias obras estruturantes. Não só o Proacesso, mas o Pró-cidadania, que é trazer para todos um pouco de dignidade de vida, coisa que, infelizmente, há mais de 20 anos Januária estava carente”, afirmou.

O prefeito de Bonito de Minas, José Raimundo Viana (PR), também foi à Januária manifestar apoio à reeleição de Antonio Anastasia. “Anastasia soube juntar a política com a boa administração e é isso que Minas precisa. O Norte tem um povo sofrido e carece de uma administração voltada para as necessidades dessa gente. E Anastasia é o homem que compreende e entende essas necessidades do povo do Norte de Minas”, disse.

O ex-presidente Itamar Franco ressaltou a importância do apoio da população do Norte de Minas e da escolha independente do povo mineiro.  “É com muita alegria que a gente retorna aqui, particularmente agora, juntamente com o governador Anastasia e com o governador Aécio, nessa jornada que estamos fazendo, de tentar mostrar ao povo mineiro que nós é que escolhemos os candidatos, não os outros de fora que escolhem o nosso candidato”, disse o ex-presidente.

O comerciante José Luis Olímpio Fontes acompanhou os candidatos em Januária e defendeu a continuidade de Antonio Anastasia à frente do Governo de Minas. “Voto em Anastasia pela competência, inteligência e pelo bom trabalho com o companheiro Aécio. Principalmente no Norte de Minas, temos muito a dever a esse homem que interligou os nossos municípios. Me sinto orgulhoso em votar em Anastasia”, disse.

Conheça o Plano de Governo do governador Antonio Anastasia Propostas e as propostas para o Meio Ambiente no período de 2011 a 2014

http://www.anastasia2010.com.br/plano-de-governo/rede-de-desenvolvimento-sustentavel-e-cidades