• Agenda

    agosto 2020
    S T Q Q S S D
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Governo de Minas: Epamig participa do 2º Festival Gastronômico de Maria da Fé

Durante cinco dias, os participantes poderão visitar os olivais da Fazenda Experimental da Epamig

O azeite produzido em Minas Gerais será destaque no 2º Festival Gastronômico de Maria da Fé, no Sul de Minas, entre os dias 4 e 8 de abril. Durante os cinco dias do evento, os participantes poderão visitar os olivais da Fazenda Experimental da Epamig em Maria da Fé, onde conhecerão viveiros de mudas de oliveiras e máquina (importada pela Epamig da Itália) para processamento do azeite virgem extra.

Também integrará a programação do festival o projeto Ciência Móvel Epamig, criado com o objetivo de popularizar a ciência e a tecnologia agropecuária. Trata-se de um ônibus com um pequeno laboratório para demonstração das pesquisas e publicações técnicas desenvolvidas pela empresa. Por meio desse projeto, os participantes poderão degustar o azeite virgem extra que é processado na Fazenda Experimental da Epamig.

A programação do 2º Festival Gastronômico de Maria da Fé ainda inclui praça de alimentação com pratos à base de batata, azeite, pinhão e alimentos orgânicos; espaço do azeite: comercialização de azeite, mudas de oliveiras e cosméticos à base de oliva; feira de artesanato e shows.

Mais informações sobre o evento no site www.mariadafe.mg.gov.brou pelo telefone (35) 3662-1463.

Produção de azeite em Minas

O primeiro processamento de azeite virgem extra em Minas Gerais, em 2008, foi feito pela Epamig em máquina artesanal. Em 2009, o Núcleo Tecnológico Epamig Azeitona e Azeite adquiriu o extrator de azeite, importado da Itália, e passou a processar o óleo em parceira com a Associação de Olivicultores dos Contrafortes da Mantiqueira (Assoolive), constituída em 2009, que reúne 55 produtores de 43 municípios da região.

De acordo com o agrônomo da Epamig, Luiz Fernando de Oliveira, já foram processados no núcleo cerca de sete toneladas de azeitonas, que produziram cerca de mil litros de azeite. Segundo o agrônomo, apenas este ano, foram processadas mais de seis toneladas de azeitona, produzindo cerca de 800 litros de azeite. “O processamento teve rendimento médio de 13%, ou seja, para se extrair um litro de azeite são necessárias 7,40 kg de azeitonas”, disse. Para o engenheiro agrônomo, 2012 será um divisor de águas na produção comercial. “Estamos no pico da colheita e acredito que dobraremos esses valores até o fim da safra”, completa.

O olivicultor Fernando José Soares da Silva, de Maria da Fé, que tem cinco anos de cultivo da oliveira, extraiu azeite pelo terceiro ano consecutivo em pequena escala, mas acredita em boas perspectivas. “Estamos desenvolvendo nossa marca e nos preparando para o mercado”, afirma. O produtor conta que no ano passado teve uma grande perda devido às chuvas de granizo na região, mas que neste ano a produção foi satisfatória. “Ainda não conseguimos colher a metade da nossa produção. Estamos progredindo a cada ano”, destaca.

Fernando cultiva a variedade “Arbequina”, desenvolvida pela Epamig, que tem características favoráveis a produção de azeite. “Adquirimos as mudas na e estamos sempre buscando atualização na pesquisa”, diz. Fernando possui mais de mil plantas em sua propriedade. No ano passado, ele testou o uso de derriçadeira na colheita, mas acredita que precisa de mais conhecimento técnico no assunto. “Neste ano colhemos manualmente”, conta.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/epamig-participa-do-2o-festival-gastronomico-de-maria-da-fe/

Governo de Minas: governador Anastasia encerra missão comercial na Itália

Delegação de empresários italianos estará em Belo Horizonte em maio para concretizar mais negócios com empresas mineiras

Divulgação/Imprensa MG
Anastasia durante encerramento de compromissos oficiais na Itália, na província de Salerno
Anastasia durante encerramento de compromissos oficiais na Itália, na província de Salerno

O governador Antonio Anastasia encerrou, nesta segunda-feira (12), viagem à Itália, onde cumpriu uma série de compromissos oficiais que tiveram como objetivo atrair novos investimentos para Minas Gerais. Nesta segunda, Anastasia se encontrou com o presidente da Província de Salerno, Edmondo Cirielli. Durante o encontro, o governador apresentou informações sobre Minas Gerais e manifestou interesse em estreitar as relações comerciais e turísticas entre o Estado e aquela província.

Anastasia fez um balanço positivo da missão empresarial à Itália, que permitiu conhecer as características da economia italiana, as possibilidades de investimentos e também mostrar aos italianos as inúmeras oportunidades de negócios que Minas Gerais tem a oferecer.

“A missão à Itália foi realizada com muito êxito e coroada com sucesso. Não só tivemos a oportunidade, em diversas cidades italianas e em muitas reuniões, de mostrar Minas Gerais e suas potencialidades de negócios para empresários italianos, mas também pudemos conhecer melhor a economia da Itália, as interfaces de contato entre a economia mineira e a economia italiana e quais são exatamente os nichos onde podemos investir mais. Observa-se que a Itália ainda está passando por uma crise econômica e o Brasil, felizmente, passa por um momento melhor. Então, eles percebem o Brasil como uma região de muitas oportunidades”, avaliou o governador.

A formalização da instalação de uma nova fábrica da Fiat em Montes Claros e a possibilidade de receber a seleção italiana de futebol no período preparatório para a Copa do Mundo de 2014 foram alguns dos resultados positivos da viagem à Itália.

“Tivemos eventos objetivos muito bem sucedidos como, por exemplo, a assinatura do acordo com a Fiat, em Turim, para instalação da fábrica da Case New Holland em Montes Claros. Também tivemos visitas relacionadas às questões de futebol, que irão assumir uma importância cada vez maior a partir deste ano, tendo em vista a realização da Copa das Confederações e da Copa do Mundo em Belo Horizonte, em 2013 e em 2014, bem como a demonstração firme sobre as riquezas do nosso turismo para atrairmos turistas italianos que têm alto poder aquisitivo para conhecerem Minas Gerais”, ressaltou o governador.

Representantes de empresas dos segmentos automotivo, tecnologia, transporte, autopeças, tecnologia da informação, eletroeletrônico, serviços e metalmecânico, liderados pela Câmara de Comércio Italiana de Minas Gerais, com apoio da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), também participaram, ao lado do governador Antonio Anastasia e de secretários de Estado, de eventos de negócios com empresários das regiões de Piemonte, Lazio e Campânia.

Missão italiana em Minas

Em maio próximo, o Brasil e Minas Gerais receberão uma delegação de empresários italianos, representantes das 20 regiões da Itália. São esperados 300 empresários em Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba e Recife para concretizar negócios com empresas locais.

“Nossa missão à Itália veio em boa hora porque coincide com a ida de uma grandiosa também missão empresarial italiana ao Brasil e a Minas Gerais, no mês de maio”, disse o governador.

Em decorrência dos acordos firmados com a região de Campânia e do interesse dos empresários nos produtos mineiros apresentados durante os encontros realizados nas Câmaras de Comércio de Nápoles e de Salerno, os representantes da região manifestaram ao Governo de Minas o interesse em realizar um evento de Campânia no estado mineiro, semelhante à Semana de Minas em Piemonte, realizada em 2008. Na ocasião, Minas Gerais pôde apresentar à população de Piemonte toda sua diversidade cultural, potencialidade econômica e atrativos turísticos por meio de eventos e rodadas de negócios.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: Antonio Anastasia intensifica relações comerciais com Nápoles

Governador assina acordo de parceria com a Região da Campânia e participa de encontro com empresários

O governador Antonio Anastasia apresentou para empresários da região italiana da Campânia, em Nápoles, nesta quinta-feira (8), os avanços e as potencialidades econômicas, tecnológicas e turísticas de Minas Gerais, com o propósito de atrair mais investimentos para o Estado. O encontro entre empresários mineiros e italianos foi realizado na Câmara de Comércio de Nápoles.

Anastasia fez um histórico das relações comerciais entre Minas Gerais e a Região de Campânia e mostrou aos italianos as vantagens de investir no Estado.

“Minas e Campânia têm uma grande identidade econômica e cultural. Minas Gerais responde por 10% do PIB brasileiro, temos agricultura muito avançada, setores de serviços extremamente desenvolvidos. Na indústria, somos o maior produtor mineral do Brasil, entretanto, precisamos agregar valor aos nossos produtos. Para isso, estamos buscando inovação e mais tecnologia. Temos muita potencialidade. É isso que queremos mostrar ao mundo, rompendo nossas fronteiras. Queremos fazer negócios e identificar novas parcerias”, disse o governador.

O presidente da Câmara de Comércio de Nápoles, Maurizio Maddaloni, e o vice, Ricardo de Falco, apresentaram as características econômicas da província e da Região de Campânia. A secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothéa Werneck, e o secretário de Turismo, Agostinho Patrus Filho, também fizeram apresentações sobre Minas. De acordo com Ricardo de Falco, o objetivo é intensificar as relações comerciais com Minas Gerais.

“Buscamos sempre a promoção do desenvolvimento local, a inovação e o estímulo à internacionalização. A performance das relações comerciais entre Minas e Itália é muito boa, mas vamos aumentar ainda mais nossas parcerias e os laços de cooperação entre nossas regiões”, destacou o vice-presidente da Câmara de Comércio de Nápoles.

Bons negócios

Representantes de empresas dos segmentos automotivo, de tecnologia, transporte, autopeças, tecnologia da informação, eletroeletrônico, serviços e metalmecânico participaram do evento de negócios com empresários de Campânia.

“Acredito que este é um novo momento para Minas e para a Itália. Será um mercado excelente, as perspectivas de futuros negócios são muito boas. Vamos trocar experiências com este estado co-irmão, o que poderá ajudar Minas a exportar mais e a vender mais”, disse o presidente da Câmara Ítalo-Brasileira, Giacomo Regaldo.

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, OlavoMachado, firmar parcerias é o primeiro passo para levar mais investimentos para Minas. “Um negócio começa dessa forma. Estamos conhecendo novos empresários, novas oportunidades e novos produtos. Tudo na base da inovação, que poderá agregar valor aos produtos de Minas Gerais. Vejo nos italianos o desejo de conhecer e investir no Brasil. Vamos divulgar Minas Gerais e levar novos investimentos pra lá”, disse Olavo.

“Tenho certeza que estes entendimentos, que estão sendo feitos pelos empresários, através do Governo de Minas, da Câmara Italiana e da Fiemg, irão gerar bons frutos”, finalizou Antonio Anastasia.

Este foi o terceiro encontro entre empresários na Itália. Antes ocorreram em Turim e Roma. O próximo será nesta sexta-feira (9), em Salerno, também na Região de Campânia. A Missão Empresarial de Minas à Itália foi organizada pela Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura de Minas Gerais, com o apoio da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

Parcerias

Em seguida, o governador Antonio Anastasia assinou, na sede do Governo de Campânia, acordo de parceria com a Região. Ele foi recebido pelo presidente de Campânia, Stefano Caldoro; pelo conselheiro diplomático, Francesco Calogero; pela secretária de Cultura, Esporte e Juventude, Caterina Miraglia; e pelo secretário de Pesquisa e Inovação, Guido Lombetti.

“Ver o crescimento do PIB brasileiro e mineiro é um grande incentivo para nós. Com certeza este será o início de uma longa colaboração”, disse o presidente Stefano Caldoro ao governador.

Em maio, o Brasil e Minas Gerais receberão uma delegação com cerca de 300 empresários italianos, que pretendem concretizar negócios com empresas de Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba e Recife.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: governador apresenta atrações turísticas de Minas para italianos

Workshop busca ampliar a presença de turistas originários da Itália no Estado

Soraya Ursine/Imprensa MG
Governador Antonio Anastasia apresentou Minas como um dos melhores destinos turísticos do Brasil para empresários italianos do segmento
Governador Antonio Anastasia apresentou Minas como um dos melhores destinos turísticos do Brasil para empresários italianos do segmento

O governador Antonio Anastasia, acompanhado do secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, participou nessa quarta-feira (7) na sede da Embaixada do Brasil na Itália, em Roma, do segundo evento de apresentação de Minas Gerais como um dos melhores destinos turísticos do Brasil para empresários italianos do segmento. O primeiro foi realizado em Turim, na última segunda-feira. O objetivo é fazer com que os atrativos mineiros sejam ofertados nos catálogos de turísticos da Itália.

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), está realizando na Itália workshop dos principais produtos turísticos de Minas Gerais. O foco é capacitar mais de 200 operadores, agentes de viagens e imprensa especializada em turismo, mostrando os roteiros que poderão ser explorados especialmente durante eventos como Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, em 2013, a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

Segundo o governador, Minas está preparada e de portas abertas para receber mais turistas italianos. “Nosso estado é muito rico, não só em riquezas minerais, mas também em hospitalidade. Temos uma gastronomia especial, o turismo ecológico, religioso, mais da metade do patrimônio histórico brasileiro está em Minas e somos conhecidos, felizmente, pelo caráter de boa recepção e da boa hospitalidade. Não temos mar, mas temos rios, lagos e ecoturismo muito forte. Estamos trabalhando em Minas para melhorar cada vez mais o turismo. Todos são muito bem-vindos”, destacou o governador.

A iniciativa integra as ações de Minas Gerais como “Destino do Ano” da Vibrata – Itália (Associação de Operadores especialistas em Brasil), uma parceria com a Embratur que visa ampliar a comercialização de Minas Gerais no mercado italiano. A apresentação dá uma visão ampla e mercadológica das oportunidades de Minas Gerais, com a possível geração de novos negócios, de relacionamentos e troca de conhecimentos.

“O objetivo é divulgar nosso Estado, suas belezas, potencialidades e os seus produtos para serem comercializados no exterior. Apresentamos aos italianos nosso cardápio de opções turísticas. Tivemos a presença muito expressiva daquelas empresas associadas à Vibrata, que é a agência que congrega os operadores de viagem da Europa e comercializa o Brasil e Minas Gerais e espero que rendam frutos e aumentem o fluxo de turistas italianos para Minas Gerais”, explicou o secretário Agostinho Patrus.

A Itália é o terceiro mais importante país emissor de turistas para o Brasil e para Minas Gerais. Segundo o Anuário Estatístico 2011 da Embratur, os italianos foram os principais turistas europeus no Brasil, com cerca de 250 mil turistas, em 2010, dos quais 5,7 mil visitaram Minas. A Setur vai realizar, este ano, uma série de ações com foco na atração de um número maior de turistas italianos para o Estado. Estão previstas capacitação on-line (E-learning) para operadores e agentes de viagens, participação em feiras e eventos e realização de viagens de familiarização para jornalistas e operadores.

O embaixador agradeceu a presença da delegação mineira na Itália. “Sempre estaremos prontos para trabalhar a favor do desenvolvimento das relações entre o Brasil e a Itália, entre Minas Gerais e a Itália. Minas Gerais é o grande orgulho do Brasil. É um dos estados mais tradicionais, mais ricos em cultura, expressões próprias, em recursos naturais e industriais. É uma fonte de admiração para todos nós, brasileiros”, disse o embaixador do Brasil na Itália, José Viegas Filho.

Também participaram do evento o presidente da Câmara de Comércio Italiana de Minas Gerais, Giacomo Regaldo; o presidente da Fiemg, Olavo Machado e os secretários de Desenvolvimento Econômico, Dorothéa Werneck e de Esportes e da Juventude, Bráulio Braz.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: Anastasia é recebido em audiência pelo Papa Bento XVI e o convida a visitar Belo Horizonte

Governador presenteou o Sumo Pontífice com a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais
Servizio Fotografico L’Osservatore Romano
Anastasia foi recebido em audiência pública pelo papa Bento XVI, no Vaticano
Anastasia foi recebido em audiência pública pelo papa Bento XVI, no Vaticano

O governador Antonio Anastasia foi recebido em audiência pública, nesta quarta-feira (7), pelo papa Bento XVI, no Vaticano. O governador entregou convite ao papa para que ele visite Belo Horizonte em 2013, durante a realização da XXVIII Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontecerá no Rio de Janeiro, entre 23 e 28 de julho.

Anastasia presenteou o Santo Padre com a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais, o Estado com maior número de católicos do Brasil. O papa também recebeu do governador o mapa de Minas em metal, com pedras que representam as riquezas minerais do Estado.

Após ser abençoado pelo papa, Antonio Anastasia ressaltou sua alegria em representar os mineiros católicos diante da maior autoridade da Igreja Católica. “Temos grande honra e alegria, representando o povo de Minas, de apresentar o respeito dos mineiros à sua Santidade Papa Bento XVI. Levamos uma imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira do Estado, para deixar de lembrança ao papa e fizemos a ele o convite para que, no próximo ano, quando visitar o Rio de Janeiro na grande jornada mundial dos jovens católicos, ele vá a Belo Horizonte. Ele vai analisar o convite e vamos torcer e rezar para que ele possa aceitá-lo. Levamos o abraço, o respeito e a reverência de todos mineiros cristãos à sua Santidade”, enfatizou.

Jornada Mundial da Juventude

Idealizada pelo papa João Paulo II, a Jornada Mundial da Juventude, semana de eventos da Igreja Católica, reúne jovens do mundo todo para celebrar e construir pontes de amizade e esperança entre continentes, povos e culturas. A primeira jornada foi realizada em Roma, em 1986. A cada dois ou três anos, uma cidade é escolhida para celebrar a grande jornada. Nos anos intermediários, as JMJs são vividas localmente, no Domingo de Ramos. Para cada jornada, o papa sugere um tema.

Em 2013, Belo Horizonte será uma das sedes da pré-jornada, evento que acontece nos dias anteriores à Jornada Mundial da Juventude, nomeado de “Dias nas Dioceses”.  A programação inclui momentos de oração, celebrações nos santuários e peregrinação. Paralelamente, será realizado na capital mineira o II Congresso Mundial de Universidades Católicas (CMUC), entre 18 e 21 de julho de 2013, na PUC Minas, para o qual é esperada a participação de 4 mil pessoas.

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej), faz parte da Comissão Organizadora do CMUC. Durante as jornadas acontecem eventos, como catequeses, adorações, missas, momentos de oração, palestras, partilhas e shows, tudo em diversas línguas.

Catedral Cristo Rei

Está sendo erguida, na região Norte da capital mineira, a Catedral Cristo Rei, que abrigará a sede da Arquidiocese Metropolitana de Belo Horizonte e reunirá todas as pastorais, além dos meios de comunicação e o Memorial Arquidiocesano. O investimento pode chegar a R$ 100 milhões. A expectativa é de que a obra seja concluída até 2014. Além de um centro de espiritualidade, cerimônias religiosas e confraternização, será um polo de educação, cultura e promoção social.

Em 40 mil m² de área construída, o templo terá capacidade para 5 mil pessoas sentadas e poderá receber até 20 mil fiéis em um único evento. O prédio terá duas colunas com 100 metros de altura, campanário com 40 metros e sete sinos, além de uma cruz de 20 metros.

Almoço com dirigentes do Grupo AlmavivA

Após a audiência com o papa Bento XVI, o governador Antonio Anastasia participou de almoço com os dirigentes do Grupo AlmavivA, no Palazzo Colonna, em Roma. A Almaviva é uma empresa líder na Itália nos serviços de Gestão de Relacionamento com Clientes e nas soluções de Tecnologia da Informação e possui duas unidades em Minas Gerais: uma em Belo Horizonte e outra em Juiz de Fora. Anastasia foi recebido pelo presidente Alberto Tripi, pelo CEO Mundial do Grupo, Marco Tripi, e pelo diretor da empresa no Brasil, Giulio Salomone.

Em agosto do ano passado, o governador esteve em Juiz de Fora para inauguração de unidade da empresa, na qual foram investidos R$ 14 milhões, com a geração de 3 mil empregos. A unidade da empresa em Belo Horizonte opera desde 2006 e gera cerca de 6 mil postos de trabalho. A sede comercial da AlmavivA do Brasil é na capital paulista, onde possui três unidades.

Em cinco anos de atuação no Brasil, a empresa aumentou em quase oito vezes seu faturamento, sendo reconhecida como uma das empresas que mais cresce no setor de call centers. Seu faturamento em 2011 foi de R$ 250 milhões.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: espaço TIM UFMG do conhecimento vai projetar imagens do Exquisite Clock

O projeto, de autoria do belo-horizontino João Wilbert, já rodou o mundo e ficará exposto na capital mineira até dezembro de 2013

A partir do dia 8 de março, a fachada digital do Espaço TIM UFMG do Conhecimento, do Circuito Cultural Praça da Liberdade, vai projetar imagens do Exquisite Clock, um relógio interativo feito com imagens de números capturadas na vida cotidiana e enviadas por pessoas de todo o mundo por meio da internet e por um aplicativo do iPhone . O projeto, de autoria do belo-horizontino João Wilbert, já rodou o mundo e ficará exposto na capital mineira até dezembro de 2013.

Esta será a primeira vez que o relógio será exposto em um espaço público e não em uma galeria. O artista confessa que está curioso para saber a reação dos conterrâneos ao Exquisite Clock. “O fato de o relógio estar em um espaço público traz uma nova dimensão ao trabalho que, até então, foi tratado como arte e exposto em locais fechados. Desta vez, acredito que minha obra vai se aproximar mais do lado funcional do relógio”, afirma.

O Exquisite Clock se baseia na ideia de que o tempo não é linear e que pode ser compartilhado simultaneamente. O projeto tem o objetivo de estimular as pessoas a encontrarem números ao seu redor observando a própria rotina. “Os números estão em toda a parte, se você é capaz de enxergá-los. Eles podem estar em objetos, paisagens, comidas, animais, cabos e muito mais”, explica Wilbert, que já morou na Itália e atualmente vive em Londres.

Exquisite Clock é uma plataforma em constante desdobramento na qual quanto mais pessoas participam, maior e mais expressiva ela se torna. “O projeto é sobre criatividade e colaboração”, afirma o autor. As imagens podem ser enviadas pelo site www.exquisiteclock.org, ou pelo aplicativo do iPhone.

No Espaço TIM UFMG do Conhecimento, um sistema de gerenciamento de conteúdo formará um banco de dados com as fotos recebidas e o relógio será atualizado diariamente com as imagens enviadas no dia anterior. O Exquisite Clock foi desenvolvido por Wilbert ao receber uma bolsa da Fabrica (fabrica.it), instituição que apoia novos talentos,  localizada em Treviso (Itália). A obra já foi exposta em Milão, Paris, Londres, Moscou, Breda (Holanda), Luxemburgo, Lodz (Polônia), Osaka (Japão), Holon (Israel) e Nova Iorque.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: Anastasia tem encontro com membros do Ministério para o Desenvolvimento Econômico da Itália

Governador também foi recebido por embaixadores brasileiros na residência da Embaixada do Brasil na Santa Sé, em Roma

Soraya Ursine/Imprensa MG
Anastasia durante encontro com o vice-ministro de Desenvolvimento Econômico da Itália, Massimo Vari
Anastasia durante encontro com o vice-ministro de Desenvolvimento Econômico da Itália, Massimo Vari

O governador Antonio Anastasia se reuniu, nesta terça-feira (6), em Roma, com o vice-ministro para o Desenvolvimento Econômico da Itália, Massimo Vari, e com outros membros do Ministério. Durante o encontro, o governador falou sobre os objetivos da Missão do Governo de Minas à Itália, que tem como principal propósito atrair mais investimentos para Minas por meio de parcerias com as províncias italianas.

“O objetivo de Minas Gerais é agregar valor aos seus produtos. Para avançarmos, precisamos de parcerias tecnológicas e viemos aqui empenhados em identificar essas parcerias. Temos um ambiente favorável ao investimento de empresas estrangeiras, nossa economia cresce acima da média nacional e queremos mostrar as vantagens que nosso Estado pode oferecer”, destacou o governador, em seu terceiro dia de compromissos oficiais na Itália.

Assim como Anastasia, o vice-ministro também é professor de Direito Administrativo e Constitucional. Massimo Vari afirmou estar impressionado com o rápido crescimento do Estado e falou sobre as relações comerciais entre Minas e a Itália.

“Conheço bem os números de Minas Gerais e seus crescentes investimentos em políticas sociais e infraestrutura. É um estado em progresso acelerado. Ano passado, tivemos o recorde histórico da relação comercial bilateral entre Itália e Minas Gerais. Foram US$ 11 bilhões movimentados. Isso mostra que é uma relação que não está em crise e só tende a crescer”, ressaltou o vice-ministro Massimo Vari.

Também participaram do encontro o embaixador do Brasil na Itália, José Viegas Filho; o presidente da Câmara de Comécio Italiana de Minas Gerais, Giacomo Regaldo; o presidente da Case New Holland (CNH), Valentino Rizzioli; os secretários de Estado Dorothéa Werneck (Desenvolvimento Econômico), Agostinho Patrus Filho (Turismo), Bráulio Braz (Esportes e da Juventude) e o deputado estadual Rômulo Veneroso. A secretária Dorothéa colocou o Estado à disposição para receber a delegação empresarial e política da Itália que, em maio, visitará o Brasil.

Encontro com embaixadores

Antes da reunião no Ministério para o Desenvolvimento Econômico da Itália, Antonio Anastasia foi recebido, em seu primeiro dia em Roma, pelo embaixador do Brasil na Santa Sé, Almir Franco de Sá Barbuda. O encontro foi realizado na residência da Embaixada.

O governador também foi recepcionado pelo embaixador do Brasil na Itália, José Viegas Filho; pelo embaixador Márcio Florêncio Nunes Cambraia, que é cônsul-geral do Brasil em Roma; e pelo representante permanente do Brasil junto às Agências da ONU em Roma, Antonino Marques Porto. Os diplomatas deram boas-vindas ao governador de Minas à Itália. Eles conversaram sobre a Missão Oficial do Governo de Minas ao país italiano e o governador mencionou os acordos firmados ontem, em Turim, que irão levar mais desenvolvimento a Minas Gerais.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: governador negocia com o Politécnico de Turim nova edição do Programa Jovens Mineiros

Anastasia participou também da apresentação “Destino Minas Gerais na Itália” para empresários italianos do segmento de turismo

Soraya Ursine/Imprensa MG
O governador Antonio Anastasia ao lado do o reitor do Instituto Politécnico de Turim (Polito), Marco Gilli
O governador Antonio Anastasia ao lado do o reitor do Instituto Politécnico de Turim (Polito), Marco Gilli

O governador Antonio Anastasia se reuniu, no fim da tarde de segunda-feira (5), com o reitor do Instituto Politécnico de Turim (Polito), Marco Gilli, para discutir os resultados das cinco edições do Programa Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo, realizadas em parceria com o Instituto, além da realização de uma próxima edição com a entidade de ensino italiana.  O Polito é parceiro do Governo de Minas no projeto de intercâmbio de estudantes  e de servidores mineiros, que se capacitam em áreas estratégicas para o desenvolvimento do Estado.

Anastasia ressaltou que o Instituto possui papel relevante no desenvolvimento de Minas Gerais. Segundo ele, estudantes que passaram pela experiência de aprendizado no Politécnico retornaram a Minas Gerais com mais capacidade de agregar valor aos produtos mineiros.

“Quero destacar a importância do Instituto para o desenvolvimento de Minas Gerais. Temos muita honra de ter alunos brasileiros nesta instituição tão renomada. Tivemos cinco edições do Programa Jovens Mineiros muito exitosas e, agora, reiteramos nosso interesse em dar continuidade a esse programa com Turim. Precisamos deixar de produzir exclusivamente commodities e agregar mais valor aos nossos produtos. Por isso, o objetivo é investir em conhecimento, formação do capital humano e o Instituto Politécnico poderá nos ajudar nisso. Assim vamos dar um passo adiante na economia de Minas Gerais”, disse o governador.

Por meio do programa Jovens Mineiros, o Instituto Politécnico de Turim já recebeu três turmas, de 20 alunos cada, dos cursos de engenharia e design de universidades mineiras. Em contrapartida, duas turmas de estudantes de Turim tiveram aprendizado nas faculdades conveniadas em Minas Gerais. Outras três edições do programa foram realizadas em Cingapura, na Ásia.

Em resposta à solicitação do governador Anastasia para a realização da sexta edição do programa com o Instituto, o reitor Marco Gilli ressaltou seu interesse em renovar o convênio com o Governo de Minas.

“Temos com Minas Gerais uma importante cooperação, que existe há muito tempo. Achamos que o convênio com o Programa deve ser renovado e faremos o possível para que o seja. Este acordo de cooperação deve ser valorizado porque traz bons resultados para todos os envolvidos. Temos muitos brasileiros aqui no Instituto em processo de intercâmbio. Temos vários acordos de intercâmbios no campo da pesquisa. Isso é muito vantajoso”, disse Gilli.

O Polito adota, desde o início dos anos 1980, uma política de cooperação internacional.Parcerias com universidades e outras instituições de pesquisa de diversos países têm sido realizadas, assim como intercâmbios de alunos e professores. A universidade, criada há 152 anos, está sediada em seis escolas principais: quatro delas de engenharia (também voltadas para Tecnologias da Informação e Gestão) e duas de arquitetura. É uma das principais universidades técnicas na Itália e em todo o mundo.

Também participam do encontro no Instituto Politécnico o presidente da Câmara Italiana de Comércio de Minas Gerais, Giacomo Regaldo; o presidente da Fiemg, Olavo Machado; o vice-presidente do Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec), Antônio Dianese e os secretários de Estado Dorothéa Werneck, Agostinho Patrus Filho, Bráulio Braz e Gil Pereira.

“Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo”

O programa Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo teve início em outubro de 2007, quando o então vice-governador Antonio Anastasia propôs ao governo da Região Piemonte a realização da primeira edição. A Região foi escolhida para o projeto-piloto em razão dos laços de amizade e cooperação já estabelecidos com Minas. É executado pela Secretaria-Geral da Governadoria, por meio da Assessoria de Relações Internacionais.

Durante um período de cerca de um mês, os participantes são inseridos nos mais diversos ambientes estratégicos e submetidos a intensivo treinamento em universidades, centros de excelência, empresas e órgãos governamentais no estado/província parceiro.

O Jovens Mineiros é baseado no tripé governo-universidade-empresa. Por ter como base a cooperação de Minas Gerais com outros estados ou províncias, o princípio da reciprocidade é aplicado, ou seja, em contrapartida Minas recebe grupos para serem treinados nossas universidades e instituições de pesquisa.

Outros objetivos do programa são a internacionalização institucional e econômica de Minas Gerais e a oportunidade de atração de investimentos. O setor privado, além de patrocinador, orienta o Estado na definição das áreas estratégicas que serão os temas das edições com base nas demandas de mercado.

Próxima edição

O Governo de Minas abriu inscrições para instituições que desejam participar da nona edição do Programa Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo. O prazo para encaminhamento das propostas vai até 18 de abril próximo. Serão selecionadas instituições de ensino superior que possuem cursos de graduação e pós-graduação nas áreas de Engenharia Aeronáutica e Aeroespacial.

As instituições escolhidas deverão indicar alunos matriculados nos três últimos semestres dos cursos de graduação em cursos de Engenharia Mecânica, de Produção, Aeroespacial, Aeronáutica e Mecânica Aeronáutica e de Controle e Automação. Eles farão intercâmbio no Institut Aéronautique et Spatial (IAS), em Toulouse (França), de 18 de junho a 14 de julho de 2012.

Workshop para apresentar os principais produtos turísticos de Minas

O governador Antonio Anastasia também participou em Turim, na noite desta segunda-feira (5), ao lado do secretário de Turismo, Agostinho Patrus Filho, da solenidade de apresentação do “Destino Minas Gerais na Itália” para empresários do segmento de turismo. O evento, organizado pela Secretaria de Estado de Turismo, tem o objetivo de apresentar os principais produtos turísticos de Minas Gerais para agentes e operadores italianos para que os atrativos mineiros sejam ofertados nos catálogos de produtos turísticos da Itália.

O workshop  será realizado, também, em Roma, Nápoles e Salerno nesta semana. O foco é capacitar 200 operadores, agentes de viagens e imprensa especializada em relação aos roteiros que Minas Gerais tem a oferecer durante eventos como Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, em 2013, a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

A iniciativa integra as ações de Minas Gerais como “Destino do Ano” da VIBRATA – Itália (Associação de Operadores especialistas em Brasil), uma parceria com a Embratur que visa ampliar a comercialização de Minas Gerais no mercado italiano. A Itália é o terceiro mais importante país emissor de turistas para o Brasil e para Minas Gerais. Segundo o Anuário Estatístico 2011 da Embratur, os italianos foram os principais turistas europeus no Brasil, com cerca de 250 mil turistas em 2010, dos quais 5,7 mil visitaram Minas.

Fonte: Agência Minas

Governador Anastasia encontra-se com presidente mundial da Fiat e formaliza nova fábrica em Minas

Na Itália, o governador assinou acordo para a instalação de nova fábrica da Case New Holland, em Montes Claros. Empreendimento de R$ 600 mi irá gerar 2,7 mil empregos na região
Soraya Ursine/Imprensa MG
Antonio Anastasia, o presidente da Fiat Mundial, John Elkann, e o CEO da Fiat, Sergio Marchionne
Antonio Anastasia, o presidente da Fiat Mundial, John Elkann, e o CEO da Fiat, Sergio Marchionne

O governador Antonio Anastasia e o CEO da Fiat, Sergio Marchionne, assinaram, nesta segunda-feira (5), em Turim, na Itália, protocolo de intenções formalizando a parceria entre o Governo de Minas e a Case New Holland (CNH), garantindo a implantação de nova unidade da fábrica de máquinas de construção em Montes Claros, no Norte de Minas. Serão investidos R$ 600 milhões, entre 2012 e 2014, quando a unidade deverá entrar em operação, gerando cerca de 2,7 mil empregos, sendo 700 diretos e dois mil indiretos. O governador anunciou a instalação da fábrica durante visita ao município mineiro, no dia 29 de fevereiro.

Também assinaram o protocolo o presidente da Fiat Mundial, John Elkamn; o presidente da Fiat Chrysler para América Latina, Cledorvino Belini; o presidente da Case New Holland (CNH), Valentino Rizzioli e os secretários de Estado Dorothéa Werneck (Desenvolvimento Econômico) e Gil Pereira (Desenvolvimento dos Vales do Mucuri e Jequitinhonha e do Norte de Minas).

O governador expressou, durante pronunciamento, a importância da instalação da CNH em Montes Claros. “A Fiat está levando para o Norte de Minas o mesmo desenvolvimento que, há 35 anos, trouxe para o Estado e o país. Por isso, este investimento da CNH é muito importante. No Brasil, a Fiat é mineira”, disse.

Além da fábrica, a CNH espera reunir em Montes Claros um polo de fornecedores de peças e componentes, ocupando uma área total que deverá atingir 2 milhões de m². “A Fiat em Minas Gerais é nossa maior unidade. São 950 mil veículos produzidos ao ano em uma única planta. A CNH irá gerar novos empregos, mais desenvolvimento e terá um peso importante na economia local. O progresso de Minas Gerais e de sua gestão pública nos estimula a investir mais no Estado. Eu encorajo os empresários a investirem em Minas”, ressaltou Sergio Machionne.

A planta de Montes Claros será a segunda da CNH no Estado. Instalada em Contagem, a fábrica foi a primeira do Grupo Fiat no Brasil e produz, desde 1970, máquinas de construção. A unidade tem mais de 1.100 funcionários e fabrica equipamentos para a Case Construction e para a New Holland Construction. A empresa também mantém um campo de provas em Sarzedo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Mais investimentos

O acordo faz parte da política do Governo do Estado para levar mais desenvolvimento e progresso ao Norte de Minas e aos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, regiões conhecidas como Grande Norte. A atração de novos investimentos, com a implantação de grandes empreendimentos no território mineiro, e a geração de empregos de qualidade são estratégias para reduzir as diferenças regionais no Estado.

“É reconhecido por todos que a indústria automobilística tem uma enorme capacidade de multiplicação, basta lembrar que, ao lado de uma fábrica, como é o caso da CNH, estarão instalados também os seus fornecedores, e isso significa mais investimentos e mais empregos. Esse novo investimento será uma mudança muito importante para o Norte de Minas”, explicou a secretária Dorothéa Werneck.

Segundo o Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), o Grande Norte e o Vale do Rio Doce são as regiões onde mais cresceram os investimentos privados nos últimos anos. Em 2011, foram anunciados R$ 792,97 milhões em investimentos, com geração de 7.610 empregos diretos e 19.800 empregos indiretos em quatro projetos nas áreas de alimentação e agronegócio, confecção, calçados e mineração.

O secretário de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira, comemorou a formalização do acordo com a CNH. “Os investimentos da CNH significam o início da industrialização automobilística no Norte e isso vai agregar muito valor à nossa região. Já temos muitas universidades e um polo de biotecnologia. Montes Claros vai fazer parte, agora, do contexto não só de Minas Gerais e do Brasil, mas também do contexto mundial da indústria automobilística”, destacou.

Como partes deste processo de investimentos na região Norte, o Governo de Minas vem desenvolvendo ao longo dos últimos anos projetos nas áreas de infraestrutura, ambiental, econômica e, especialmente, na área social, para minimizar as desigualdades e melhorar os indicadores de desenvolvimento humano.

Para alcançar este desenvolvimento, o Governo de Minas coloca em prática ações produtivas que geram trabalho e renda, alinhadas a projetos de redução do analfabetismo, aumentando a escolaridade de jovens e adultos; de combate à pobreza rural, à fome e desnutrição; de redução dos impactos da seca; de fortalecimento da agricultura familiar e de aumento do PIB regional por meio do desenvolvimento da produção local, além de promover a participação efetiva da sociedade civil organizada nos projetos empreendidos.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: governador Antonio Anastasia renova acordo com a Região de Piemonte, na Itália

Troca de experiências em inovação tecnológica, formação profissional e a internacionalização de micro e pequenas empresas mineiras são ações previstas na parceria
Soraya Ursine/Imprensa MG
Antonio Anastasia e o vice-presidente da Região de Piemonte, Ugo Cavallera, assinam a renovação do acordo
Antonio Anastasia e o vice-presidente da Região de Piemonte, Ugo Cavallera, assinam a renovação do acordo

O governador Antonio Anastasia se reuniu, nesta segunda-feira (5), em Turim, com membros do governo da região de Piemonte, quando assinou o Acordo de Cooperação Técnica que renova, por mais cinco anos, a agenda de trabalho e a parceria entre Minas Gerais e a Região. O acordo objetiva consolidar e aprofundar os laços de cooperação para promover o desenvolvimento econômico, ambiental, científico, tecnológico, cultural e social de ambos os territórios. A partir deste documento, as duas regiões se comprometem a desenvolver projetos em conjunto, a fim de obter vantagens econômicas recíprocas.

O governador foi recebido pelo vice-presidente da Região de Piemonte, Ugo Cavallera, pela secretária de Trabalho e Formação Profissional, Cláudia Porchietto, pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Massimo Giordano, além de representantes da área internacional do governo piamontês.

Segundo Anastasia, Piemonte é uma das parceiras mais estratégicas para Minas e, por isso, o objetivo não é apenas renovar o acordo de cooperação, mas aprofundá-lo e torná-lo ainda mais produtivo para governos e empresas mineiras e italianas.

“Para nós, o acordo entre Minas e Piemonte é muito importante e estratégico em diversos setores. Foi o primeiro acordo que o Estado realizou, há muitos anos, com uma organização estatal europeia e é fundamental, ainda mais agora com o processo de internacionalização da economia mineira e brasileira. Não gostaríamos de somente renovar o acordo, mas aprofundá-lo. Minas é potencialmente agrícola e industrial, Piemonte tem o conhecimento na área do design e da inovação. Temos um mercado crescente, terras férteis e todo tipo de commodities, portanto, essa parceria será certamente muito proveitosa para ambos os lados”, disse Antonio Anastasia.

O acordo também prioriza os setores da ciência e tecnologia, meio ambiente e energias renováveis, cultura e juventude, desenvolvimento social e formação do capital intelectual. Para o vice-presidente da Região de Piemonte, Ugo Cavallera, o crescimento econômico acelerado do Brasil e, principalmente, de Minas Gerais, atrai os investimentos e as parcerias com a Itália.

“Tenho lembranças positivas da ocasião em que a delegação de Piemonte foi, em 2007, conhecer de perto o desenvolvimento de Minas Gerais e de Belo Horizonte, que hoje deve ser ainda maior. Não há dúvidas de que as relações entre Itália e Brasil, mais especificamente entre Minas e Piemonte, são ótimas para nós. Minas é nossa porta de passagem e nossa referência comercial. Existe, de fato, interesse específico no campo da pesquisa, da inovação, no atendimento às empresas que querem manter um contato com a economia italiana e vice-versa. Esses documentos aqui assinados simplesmente fotografam uma situação que já existe”, destacou o vice-presidente.

Os gestores piamonteses informaram que um dos atuais projetos do governo daquela região da Itália é promover a internacionalização de micro e pequenas empresas que têm muito a oferecer àquele país. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Piemonte, Massimo Giordano, o Governo está oferecendo linhas de financiamento vantajosas a essas empresas para que elas produzam para e na Itália. O objetivo agora, segundo ele, é desenvolver o mesmo projeto em conjunto com Minas Gerais.

Com o acordo, Minas Gerais e a Região de Piemonte também se comprometem a promover a interação entre universidades, centros de pesquisa, empresas, entidades e organizações, de natureza pública e privada, além de garantir a assistência a delegações que pretendam organizar visitas de estudo, encontros de formação e iniciativas de colaboração e de pesquisa no território da outra parte. Minas aguarda, agora, a visita de uma delegação empresarial de Piemonte, que será realizada em maio.

Os acordos são intermediados pela Câmara de Comércio Italiana de Minas Gerais, cujo presidente Giacomo Regaldo, acompanhou o governador Anastasia, além do presidente da Fiemg, Olavo Romano, dos secretários de Estado Agostinho Patrus Filho (Turismo), Bráulio Braz (Esporte e Juventude) e Gil Pereira (Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas) e do deputado Rômulo Veneroso, representando a Assembleia Legislativa de Minas. O último acordo de parceria com a Região de Piemonte foi assinado em 2007, pelo então governador Aécio Neves.

Atração de negócios

Ainda nesta segunda-feira, o governador Anastasia apresentou os avanços e as potencialidades econômicas, tecnológicas, turísticas e culturais de Minas Gerais para mais de cem empresários italianos na Câmara de Comércio de Turim. O objetivo do encontro foi mostrar as oportunidades de negócios para atrair investimentos para Minas Gerais e também levar empresas da Itália para Minas, impulsionando a cooperação em áreas de interesse estratégico entre empresários mineiros e italianos.

“Estamos, em Minas Gerais, preparados para receber as empresas que queiram fazer negócios em nosso Estado, que é reconhecido internacionalmente pela qualidade da gestão”, destacou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothéa Werneck, durante o encerramento do encontro.

Empresários brasileiros dos segmentos automotivo, de tecnologia, transporte, autopeças, tecnologia da informação, eletro eletrônico, serviços e metalmecânico, também acompanharam a apresentação dos atributos de Piemonte, feita pelo representante do governo de Piemonte, Giuseppe Donato.

Antonio Anastasia ainda participou, no início da tarde desta segunda-feira, de encontro com o prefeito de Turim, Piero Fassino, momento em que estreitou os laços com a cidade que detém características econômicas similares a de Belo Horizonte.

Fonte: Agência Minas