• Agenda

    dezembro 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Governo de Minas: estudantes da rede estadual poderão trocar vouchers por livros na Bienal do Livro de Minas

Alunos irão receber um voucher que poderá ser trocado por um livro de até R$ 5

No próximo mês de maio, os estudantes mineiros irão viajar no mundo da literatura. Eles terão a oportunidade de participar da Bienal do Livro de Minas Gerais e para que eles possam levar um ‘pedacinho’ desse universo para casa, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) irá oferecer vouchers para 25 mil alunos da rede estadual de ensino. Os professores que acompanharem os estudantes também receberão os vouchers. O evento será realizado entre os dias 18 e 27 de maio, no Expominas, em Belo Horizonte.

Serão contemplados alunos de escolas de Belo Horizonte e Contagem. O voucher do estudante poderá ser trocado por um livro de até R$ 5. Já o voucher dos professores será no valor de R$ 30. A SEE também irá repassar para as escolas recurso para o transporte e lanche dos alunos.

“São escolas que participam de diferentes projetos da secretaria, como o Escola Viva Comunidade Ativa e o Educação em Tempo Integral, também foram selecionadas escolas que demonstraram uma evolução nos resultados do Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa)”, ressalta a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica, Raquel Elizabete de Souza Santos.

Inscrições para Bienal do Livro

Escolas da rede pública e particular já podem se inscrever para participar da Bienal do Livro de Minas Gerais. Por meio da Visitação Escolar, os estudantes terão acesso gratuito ao evento. O cadastro das escolas deverá ser feito pelo endereço www.bienaldolivrominas.com.br. As inscrições serão encerradas quando todas as vagas forem preenchidas. A expectativa é que 46 mil alunos participem do evento.

Ao realizar a inscrição pela internet, os responsáveis devem enviar um pequeno texto explicando os objetivos da visita: o que esperam que os alunos aprendam, como a Bienal é capaz de potencializar o conhecimento passado em sala de aula e de que forma as crianças podem aproveitar melhor o passeio. Escolas de todos os municípios mineiros podem se inscrever. As escolas que visitarem a bienal receberão um manual exclusivo, que irá auxiliá-las durante a vista.

Professores, bibliotecários e profissionais do livro também têm acesso gratuito à Bienal do Livro Minas, independente de estarem inscritos na Visitação Escolar. Para isso, devem apresentar CPF, identidade e carteira profissional nos guichês de entrada ou se cadastrar antecipadamente pelo site do evento a partir do mês de abril.

Bienal do Livro de Minas

A terceira edição da Bienal do Livro de Minas é uma iniciativa de estímulo à leitura e desenvolvimento pedagógico. Além da Visitação Escolar, a organização do evento estuda a possibilidade de abrigar outros eventos educacionais.

Entre as novidades anunciadas para este ano, está a criação de novos espaços culturais, voltados para o debate e entretenimento do público, como o Território Jovem e o Livro Encenado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/estudantes-da-rede-estadual-poderao-trocar-vouchers-por-livros-na-bienal-do-livro-de-minas/

Governo de Minas: inscrições para 10º Edital da Galeria de Arte Copasa terminam no dia 5 de abril

Podem concorrer artistas mineiros ou residentes em Minas com trabalhos de pintura, gravura, objetos, fotografia, desenho, escultura e cerâmica

Artistas interessados em participar da programação 2012 da Galeria de Arte Copasa  têm até o dia 5 de abril para se inscreverem no 10º Edital de Concorrência Pública da Galeria de Arte. Podem concorrer artistas mineiros ou residentes em Minas Gerais com trabalhos de pintura, gravura, objetos, fotografia, desenho, escultura e cerâmica.

As propostas devem ser elaboradas de acordo com o regulamento e a ficha de inscrição disponíveis no site www.copasa.com.br ou na própria Galeria de Arte Copasa. Os artistas poderão encaminhar a ficha de inscrição preenchida e as propostas, identificadas como Galeria de Arte Copasa, por correspondência registrada, para a Superintendência de Comunicação Institucional da Copasa, localizada à Rua Mar de Espanha, 525 – Bairro Santo Antônio, BH, MG – CEP: 30330-270. As propostas também podem ser entregues pessoalmente, no mesmo local, das 08h às 12h e de 14h às 18h, de segunda a sexta-feira.

A Galeria de Arte Copasa têm como objetivo principal promover e divulgar as diversas manifestações das artes plásticas e visuais, oferecendo ao público, aos artistas e aos estudiosos um espaço de encontro com a produção artística mineira, seja ela erudita ou popular.

A galeria oferece um espaço de 115 metros quadrados que foi Idealizada para reforçar a tríade “educação, cultura e arte”, pilares do desenvolvimento da nacionalidade e da formação da cidadania. O espaço já contou com exposições de artistas plásticas mineiros renomados como: Petrônio Bax, Álvaro Apocalipse, Amâncio, Sara Ávila, Jarbas Juarez, entre outros. Além disto, é um espaço aberto para revelar novos talentos das artes plásticas e visuais, e reverenciar os grandes mestres das artes plásticas em Minas, possibilitando um rico diálogo entre gerações.

Serviço:

10º Edital de Concorrência Pública da Galeria de Arte

Inscrições: Superintendência de Comunicação Institucional da Copasa

Local: Rua Mar de Espanha, 525, Bairro Santo Antônio, Belo Horizonte – MG – CEP: 30.330-900.

Informações Galeria de Arte Copasa: (31) 3250.1506

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/inscricoes-para-10o-edital-da-galeria-de-arte-copasa-terminam-no-dia-5-de-abril/

Governo de Minas: Epamig participa do 2º Festival Gastronômico de Maria da Fé

Durante cinco dias, os participantes poderão visitar os olivais da Fazenda Experimental da Epamig

O azeite produzido em Minas Gerais será destaque no 2º Festival Gastronômico de Maria da Fé, no Sul de Minas, entre os dias 4 e 8 de abril. Durante os cinco dias do evento, os participantes poderão visitar os olivais da Fazenda Experimental da Epamig em Maria da Fé, onde conhecerão viveiros de mudas de oliveiras e máquina (importada pela Epamig da Itália) para processamento do azeite virgem extra.

Também integrará a programação do festival o projeto Ciência Móvel Epamig, criado com o objetivo de popularizar a ciência e a tecnologia agropecuária. Trata-se de um ônibus com um pequeno laboratório para demonstração das pesquisas e publicações técnicas desenvolvidas pela empresa. Por meio desse projeto, os participantes poderão degustar o azeite virgem extra que é processado na Fazenda Experimental da Epamig.

A programação do 2º Festival Gastronômico de Maria da Fé ainda inclui praça de alimentação com pratos à base de batata, azeite, pinhão e alimentos orgânicos; espaço do azeite: comercialização de azeite, mudas de oliveiras e cosméticos à base de oliva; feira de artesanato e shows.

Mais informações sobre o evento no site www.mariadafe.mg.gov.brou pelo telefone (35) 3662-1463.

Produção de azeite em Minas

O primeiro processamento de azeite virgem extra em Minas Gerais, em 2008, foi feito pela Epamig em máquina artesanal. Em 2009, o Núcleo Tecnológico Epamig Azeitona e Azeite adquiriu o extrator de azeite, importado da Itália, e passou a processar o óleo em parceira com a Associação de Olivicultores dos Contrafortes da Mantiqueira (Assoolive), constituída em 2009, que reúne 55 produtores de 43 municípios da região.

De acordo com o agrônomo da Epamig, Luiz Fernando de Oliveira, já foram processados no núcleo cerca de sete toneladas de azeitonas, que produziram cerca de mil litros de azeite. Segundo o agrônomo, apenas este ano, foram processadas mais de seis toneladas de azeitona, produzindo cerca de 800 litros de azeite. “O processamento teve rendimento médio de 13%, ou seja, para se extrair um litro de azeite são necessárias 7,40 kg de azeitonas”, disse. Para o engenheiro agrônomo, 2012 será um divisor de águas na produção comercial. “Estamos no pico da colheita e acredito que dobraremos esses valores até o fim da safra”, completa.

O olivicultor Fernando José Soares da Silva, de Maria da Fé, que tem cinco anos de cultivo da oliveira, extraiu azeite pelo terceiro ano consecutivo em pequena escala, mas acredita em boas perspectivas. “Estamos desenvolvendo nossa marca e nos preparando para o mercado”, afirma. O produtor conta que no ano passado teve uma grande perda devido às chuvas de granizo na região, mas que neste ano a produção foi satisfatória. “Ainda não conseguimos colher a metade da nossa produção. Estamos progredindo a cada ano”, destaca.

Fernando cultiva a variedade “Arbequina”, desenvolvida pela Epamig, que tem características favoráveis a produção de azeite. “Adquirimos as mudas na e estamos sempre buscando atualização na pesquisa”, diz. Fernando possui mais de mil plantas em sua propriedade. No ano passado, ele testou o uso de derriçadeira na colheita, mas acredita que precisa de mais conhecimento técnico no assunto. “Neste ano colhemos manualmente”, conta.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/epamig-participa-do-2o-festival-gastronomico-de-maria-da-fe/