• Agenda

    dezembro 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Pesquisa: Aécio é preferido pelos goianos

Marconi Perilo lidera com 15,4 pontos porcentuais de vantagem. Aécio Neves, candidato do PSDB à Presidência, tem 31% das intenções de votos

Eleições 2014

Fonte: Diário da Manhã

Marconi lidera com 43,2% das intenções de voto

O governador Marconi Perillo (PSDB) lidera a disputa para o Governo de Goiás com 15,4 pontos porcentuais de vantagem sobre o segundo colocado, o ex-prefeito de Goiânia Iris Rezende (PMDB), mostra a terceira rodada da Pesquisa Veritá, realizada entre os dias 28 e 30 de julho. O tucano tem 43,2% das intenções de votos e o peemedebista obtém 27,8%, segundo o levantamento

O candidato do PSB, Vanderlan Cardoso, aparece na terceira posição, com 6,2% das intenções de voto. O pessebista está empatado com o candidato do PT, Antônio Gomide, que tem 4,1% das intenções de voto, mostra o levantamento. O candidato do PSOL, professor Weslei, tem 1% dos votos. A candidata do PCBMarta Jane, tem 0,5%. Alexandre Magalhães, do PSDC, tem 0,4%.

Os eleitores que afirmam que votariam em branco ou nulo somam 9,7% e 7,2% afirmam estar indecisos quanto à escolha do candidato a governador. O Veritá entrevistou 2.203 eleitores em todo o Estado. A margem de erro da pesquisa é de 2,09 pontos porcentuais, para mais ou para menos.

Em porcentual de votos válidos, Marconi tem 52% das intenções e Iris aparece com 33,4%. Os números mostram que a eleição pode ser definida já no primeiro turno, com a vitória do tucano. Vanderlan tem 7,4% dos votos válidos e Gomide, 5%.

Na espontânea, Marconi tem 32%

A vantagem do governador Marconi Perillo (PSDB) sobre o ex-prefeito de Goiânia Iris Rezende (PMDB) na corrida pelo Governo de Goiás é ainda maior na pesquisa espontânea, mostra a última rodada da pesquisa Veritá, realizada entre os dias 28 e 30 de julho. O tucano tem 32% das intenções, diante de 17% do peemedebista.

Vanderlan Cardoso (PSB) tem 3,3% das intenções e Antônio Gomide tem 2%. Professor Weslei (PSOL) e Marta Jane (PCB) têm menos de 1% das intenções e o candidato do PSDCAlexandre Magalhães, não foi citado. Os eleitores que afirmam estar indecisos somam 38,1% e aqueles que afirmam que votarão em branco ou nulo totalizam 7,2% dos eleitores entrevistados.

Marconi vence Iris em eventual segundo turno

governador Marconi Perillo (PSDB) venceria o ex-prefeito de Goiânia Iris Rezende (PMDB) numa eventual disputa de segundo turno, mostra a pesquisa Veritá realizada entre os dias 28 e 30 de julho. O tucano tem 48,4% dos votos válidos, diante de 34,5% obtidos pelo peemedebista.

Os eleitores que disseram não saber em quem votariam ou não responderam à pergunta totalizam 4,4% dos eleitores. Outros 12,7% afirmaram que votariam em branco ou anulariam o voto da disputa de segundo turno.

Em votos válidos – em que se excluem brancos, nulos e indecisos – Marconi tem 58,4% das intenções de votos, diante de 41,6% de Iris.

Vilmar cresce na corrida ao Senado, Caiado cai

O deputado federal Vilmar Rocha (PSD) reduziu a diferença em relação ao deputado federal Ronaldo Caiado (DEM) na disputa para a vaga da eleição ao Senado, mostra a última rodada da pesquisa Veritá, realizada entre os dias 28 e 30 de julho. O parlamentar do DEM tem 29,9% das intenções de voto e o deputado pessedista alcança 16,5% das intenções.

Na comparação com a rodada anterior, realizada entre os dias 9 e 12 de julho, a distância de Vilmar para Caiado caiu de 15,9 pontos porcentuais para 13,4 pontos porcentuais. A suplente de deputada federal Marina Sant’Anna (PT), que tinha 14,9% das intenções de votos na rodada anterior, tem agora 14,3%, mostra o Veritá.

Na rodada atual, o candidato do PSBAguimar Jesuíno, tem 1,4% das intenções de votoAntônio Neto, do PCB, obtém 1,3%. Elder Sampaio (PSOL) e Aldo Muro (PSDC) têm 0,5% cada.

O porcentual de eleitores indecisos soma 19,4% dos eleitores entrevistados e 16,3% afirmam que votarão em branco ou nulo para o Senado.

Aécio está à frente de Dilma

O candidato do PSDB à Presidência da República, senador Aécio Neves (MG), lidera a disputa na preferência do eleitorado goiano, mostra a última rodada da pesquisa Veritá. O tucano tem 31% das intenções de votos, diante de 29,5% da petista.

O candidato do PSB, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, aparece com 6% das intenções de votosPastor Everaldo, do PSC, tem 3,4% das intenções. Os demais candidatos não alcançaram 1% das intenções.

Os eleitores que afirmam que votarão em branco ou nulo somam 15,1% dos eleitores entrevistados e 13,1% não saber em quem votarão para presidente da República ou não responderam à pergunta.

Em votos válidos, Aécio tem 43,1% das intenções, diante de 41,1% de DilmaEduardo Campos tem 4,3%Pastor Everaldo obtém 4,7% das intenções e os demais candidatos não atingiram 1% dos votos válidos.

Na disputa de segundo turnoAécio vence Dilma com folga. O tucano tem 42,5% dos votos, enquanto a petista tem 33,9% das intenções. Os eleitores que afirmam que votarão em branco ou nulo somam 16,9% e 6,7% afirmaram que não sabem em quem votar ou não responderam.

Na região centro-oeste, goianos votam em Aécio Neves para presidente

Candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil tem 32% dos votos dos eleitores de Goiás, contra 26,1% de Dilma.

Eleições 2014: Aécio Neves presidente

Fonte: Jogo do Poder

Goianos querem Aécio Neves presidente do Brasil

Pesquisa de intenção de votos divulgada na última sexta-feira (25/07) revela que Aécio Neves já é o favorito entre os goianos para ser o próximo presidente do país. O candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil tem 32% dos votos dos eleitores de Goiás, contra 26,1% da candidata do PTDilma RousseffEduardo Campos aparece com 8,3% das intenções de voto. É o que mostra pesquisa do Instituto EPP – Empresa de Pesquisa e Consultoria Ltda.
 
Nas últimas semanas, pesquisas realizadas em todo o país comprovaram o crescimento de Aécio, que está empatado com a candidata do PT na disputa de segundo turno, como divulgado pelos levantamentos Datafolha e Istoé/Sensus.

 
A pesquisa do Instituto EPP também trouxe dados sobre a eleição a governador, onde o tucano Marconi Perillo, que concorre à reeleição, lidera o quadro com 31,2% dos votos.
 
pesquisa do instituto, que ouviu 1.500 eleitores entre os dias 17 e 20 de julho em todas as regiões de Goiás, tem margem de erro de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

Gestão Anastasia: Secretaria de Cultura lança programa para fortalecer a economia criativa em Minas

A proposta é contribuir para o fortalecimento da economia criativa no Estado, por meio de ações como a prestação de serviços em consultoria e assessoria, formação técnica em gestão, disponibilização de acesso a linhas de crédito, promoção de articulação institucional e fortalecimento de redes e coletivos.

BELO HORIZONTE (24/01/12) – O Ministério da Cultura (MinC) e a Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais (SEC-MG) lançam, nesta quinta-feira (26), em parceria com o Sebrae-MG, o programa Criativa Birô. A proposta é contribuir para o fortalecimento da economia criativa no Estado, por meio de ações como a prestação de serviços em consultoria e assessoria, formação técnica em gestão, disponibilização de acesso a linhas de crédito, promoção de articulação institucional e fortalecimento de redes e coletivos.

Na ocasião, a secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, assina convênio com a secretária da Economia Criativa do Ministério da Cultura, Cláudia Leitão, para implantação do programa em Belo Horizonte, que terá sede no Palácio das Artes.

A partir desta iniciativa do MinC, a SEC, como gestora do programa, espera fortalecer este ramo da economia que engloba atividades que reconhecem na cultura, na inovação e na criatividade, suas principais matérias-primas, como as artes, a moda, o design, o artesanato, a arquitetura, o turismo, a gastronomia e a promoção de eventos culturais.

Para Eliane Parreiras, o Criativa Birô vem se integrar ao plano do Governo de Minas no fortalecimento da economia criativa e na articulação das diversas Secretarias como a de Cultura, Turismo, Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego e Agricultura, Pecuária e Abastecimento, entre outras.

A secretária prevê ainda que o Criativa Birô abrirá um novo leque de oportunidades para empreendedores criativos de Minas, que já produzem bens e serviços culturais de qualidade, mas que agora poderão contar com orientação técnica para ampliar o potencial de seu trabalho.

“Minas tem uma das produções culturais mais ricas do país, que já produz impacto positivo na economia das cidades. Com o Criativa Birô, queremos proporcionar um ambiente de troca de ideias e investimentos, capaz de abrir novas oportunidades de negócios que gerem renda e trabalho sustentáveis e, ao mesmo tempo, promovam a cultura mineira, a partir do fortalecimento e incremento da economia criativa, do mapeamento das cadeias produtivas da cultura, do estímulo à formalização profissional e ao crédito, bem como ao associativismo e a programas de fomento e valorização da identidade cultural do estado”, destaca Eliane Parreiras.

Investimento

Serão investidos R$ 1,5 milhão na implantação do Criativa Birô em Belo Horizonte, por meio de recursos do MinC, da SEC e do Sebrae-MG. A verba será aplicada na infraestrutura do espaço e na estrutura administrativa. A previsão é de que o Criativa Birô esteja funcionando em setembro deste ano.

Minas é o primeiro Estado do Sudeste a receber o programa Criativa Birô. Outros quatro centros foram instalados em diferentes regiões do país: Acre, Goiás, Pernambuco e Rio Grande do Sul.

Palácio das Artes

Para a presidente da Fundação Clóvis Salgado, Solanda Steckelberg, o Criativa Birô encontrou, no Palácio das Artes, o ambiente ideal para seu funcionamento, pois o local é tradicionalmente reconhecimento pelos agentes culturais do Estado. “O Palácio das Artes já conta com todo o equipamento necessário para o Criativa Birô, além de ser um ponto de encontro de artistas”, ressalta.

Lá será montado um centro de apoio a empreendedores criativos, tanto da capital quanto do interior do Estado, onde serão prestados serviços de capacitação em habilidades empreendedoras. Também serão oferecidos cursos e oficinas de gerenciamento de projetos; captação e gestão de recursos financeiros; reconhecimento de oportunidades e marketing.

O centro dará apoio, ainda, nas áreas de produção, circulação e distribuição de bens culturais, assim como suporte para a formação de associações de profissionais e empreendedores criativos.

A economia criativa

O lançamento do programa Criativa Birô se enquadra na diretriz estabelecida pelo Governo de Minas para a área cultural, segundo a qual, o investimento em cultura é ferramenta de promoção do desenvolvimento humano, social e econômico.

Dentro dessa perspectiva, a Secretaria de Estado de Cultura estabeleceu como meta, o fomento à economia criativa, conceito que emergiu em Londres, na década de 90, e que propõe um novo paradigma para o papel do setor cultural no desenvolvimento das cidades e dos países.

Novos estudos mostram que as mudanças nos pilares da economia mundial fizeram emergir setores da economia baseados no talento, na inovação e na criatividade. Enquanto segmentos tradicionais trabalham para aumentar a competitividade de bens e serviços de características semelhantes, empreendimentos criativos ganham espaço no cenário econômico com trabalhos baseados na originalidade.

A produção de bens e serviços de valor imaterial, que refletem uma identidade cultural ou um valor artístico, conquista espaço em um mercado consumidor que busca, cada vez mais, identidade e autenticidade. Nesse cenário, ganham importância econômica, áreas como artes plásticas, teatro, dança, moda, design, arquitetura, gastronomia, turismo, audiovisual, produção cultural, desenvolvimento de softwares, entre outras.

O investimento nesses segmentos proporciona impactos positivos em diversas esferas, pois valorizam e promovem a identidade cultural da população; qualificam a relação dos cidadãos com o ambiente urbano; aumentam a circulação de bens, pessoas e ideias; geram renda e emprego de qualidade; entre muitos outros aspectos.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: fiscalização do trânsito de animais e vegetais em Minas aumentou em 2011

BELO HORIZONTE (23/01/12) – Para controlar o transporte de animais e vegetais no Estado, o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), por meio de suas barreiras fixas, fiscalizou em 2011 mais de 140 mil documentos sanitários de permissão para transporte de animais, vegetais, seus produtos e subprodutos nas rodovias de Minas Gerais, sendo inspecionadas 10 mil documentações a mais que no ano de 2010.

Dados da Coordenadoria de Apoio à Operação Fiscal (COF) do instituto indicam que, desse total, 63.956 correspondem a documentos de Guia de Trânsito Animal (GTA) e 85.431 de Permissão de Trânsito de Vegetais (PTV).

O objetivo de fiscalizar a documentação sanitária para o transporte de animais é controlar o trânsito (incluindo o de produtos e subprodutos de origem animal) para garantir que esses produtos sejam transportados em condições adequadas, com proteção contra alterações e danos, para impedir a contaminação e proliferação de micro-organismos que possam ser prejudiciais à saúde humana.

Sendo assim, todo veículo que transporta produtos de origem animal está sujeito à fiscalização do IMA. Os produtos também devem estar devidamente identificados com rótulos, lacres, carimbos e chancelas de inspeção, esta última, indispensável a todos que são de origem animal.

Já as fiscalizações dos documentos para o transporte de vegetais visa impedir a disseminação de pragas no Estado. O trabalho é feito por meio de inspeções das cargas, aferição de notas fiscais, além da conferência da própria PTV. Todos esses documentos são exigidos por lei. A vistoria desta documentação acontece nas barreiras fixas de fiscalização sanitária e durante as blitze realizadas nas rodovias estaduais.

O IMA conta, atualmente, com 16 barreiras sanitárias fixas, que funcionam 24 horas por dia, em regime de plantão. A maioria trabalha em conjunto às barreiras fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) e contam com o apoio da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e Polícia Rodoviária Federal.

Os municípios onde essas unidades estão instaladas são Além Paraíba, Borda da Mata, Carneirinho, Córrego Danta, Conceição das Alagoas, Contagem, Delta, Divisa Alegre, Espinosa, Extrema, Fronteira, Martins Soares, Matias Barbosa, Teófilo Otoni, Paracatu e Planura. E se encontram na divisa entre os estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Bahia, Espírito Santo e Goiás.

De acordo com o diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, o balanço de fiscalizações realizadas durante o ano de 2011 foi positivo. Para ele, o controle intensivo do trânsito é uma ação de extrema importância, que colabora para o rastreamento de cargas em Minas. “A vigilância nas divisas do Estado colabora com a investigação e identificação de cargas irregulares, através de um controle on-line do trânsito de animais e vegetais, evitando que doenças e pragas sejam disseminadas”, informa.

Aumento das fiscalizações móveis

Outra estratégia utilizada pelo IMA para assegurar produtos e subprodutos de origem animal e vegetal de qualidade é a realização de fiscalizações móveis em todo o território mineiro: as blitze.

Essas operações, assim como as barreiras de fiscalizações fixas, visam à checagem da carga dos veículos e a verificação de documentos sanitários, como GTA e PTV. O número de fiscalizações móveis tem aumentando a cada ano. Em 2008 foram 792, chegando em 2009 a 1.022 e, em 2010, a 1.132 blitze. Durante 2011, foram realizadas 1.220 blitze, com a fiscalização de 49.871 veículos no Estado, sendo 2.710 veículos a mais que o ano anterior.

Fonte: Agência Minas