• Agenda

    agosto 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

  • Anúncios

Governador Antonio Anastasia participa do lançamento de nova fábrica da Coca-Cola em Minas

ITABIRITO (05/12/12) – O governador Antonio Anastasia participou, nesta segunda-feira (5), em Itabirito, na região Central do Estado, do lançamento da pedra fundamental da nova fábrica de refrigerantes da Coca-Cola FEMSA. Com investimentos de R$ 250 milhões, a planta industrial será instalada em um terreno de 300 mil metros quadrados, nas margens da BR-040, sentido Rio de Janeiro. Durante a construção, cerca de 800 empregos diretos serão gerados. A unidade terá capacidade anual instalada para a produção de 2,1 bilhões de litros de refrigerante.

Anastasia afirmou, durante a solenidade, que a instalação de uma fábrica de Coca-Cola em Itabirito, um dos mais importantes municípios mineradores do Estado, demonstra o esforço do Governo de Minas em estimular a criação de empregos de qualidade e, ao mesmo tempo, diversificar cada vez mais a economia mineira.

“Este projeto é um símbolo belíssimo de nosso esforço para diversificar o perfil econômico de Minas Gerais. Além de setores já tradicionais, como o da mineração, café e leite, é fundamental atrairmos outras indústrias para o Estado. A inserção da Coca-Cola FEMSA, uma das três marcas mais reconhecidas no mundo, é um orgulho para nós mineiros”, disse Anastasia.

Fábrica Verde

A nova unidade será construída no conceito de “fábrica verde”, cujo projeto garante o uso responsável da água e eficiência energética, seguindo as normas de sustentabilidade ambiental. A conclusão da construção da fábrica está prevista para 2013.

Todos os refrigerantes da marca Coca-Cola, em todas as embalagens existentes, serão produzidos na fábrica de Itabirito, para atender parte do mercado de Minas Gerais e região serrana do Rio de Janeiro. A fábrica contará com o maior engarrafador do Sistema Coca-Cola no mundo.

O governador Antonio Anastasia participou do lançamento da pedra fundamental da fábrica acompanhado do secretário de Estado de Meio Ambiente, Adriano Magalhães, e da secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck. Eles foram recebidos pelo prefeito de Itabirito, Manoel da Mota Neto, pelo presidente da Coca-Cola FEMSA Brasil, Ricardo Botelho Bicalho, e pelo diretor da Fundação FEMSA Coca-Cola, Vidal Garza Cantú.

Minas: a melhor opção

O presidente da Coca-Cola FEMSA Brasil, Ricardo Botelho Bicalho, destacou que a nova fábrica estará localizada em uma das mais importantes rodovias brasileiras. “Minas Gerais foi a melhor opção para a Coca-Cola FEMSA, pois se trata de um estado trabalhador e que possui uma cultura muito tradicional”, disse.

A cerimônia contou com a participação do coral Canarinho de Itabirito, uma associação cultural com mais de 250 alunos, que tem como um dos apoiadores o Governo de Minas. Sob a regência do maestro Eric Lana, o grupo apresentou um repertório baseado na Música Popular Brasileira (MPB), com destaque para sambas e canções de músicos mineiros.

Em Minas Gerais, a Coca-Cola FEMSA emprega 3.500 pessoas e conta com uma fábrica localizada em Belo Horizonte, que já alcançou sua capacidade máxima e não tem mais espaço para ampliações. A nova instalação em Itabirito ampliará em 47% a capacidade instalada da fábrica que opera em Minas.

Investimentos sociais

Durante a cerimônia, a Coca-Cola FEMSA Brasil e a Fundação FEMSA fizeram a entrega simbólica de um equipamento potabilizador (tratamento de água) à Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec). A máquina tem capacidade de tornar potável 1 litro de água por segundo, o que permite atender, diariamente, mais de 4.500 pessoas atingidas por catástrofes naturais, seja na seca ou na enchente. Ao todo, serão doados cinco equipamentos. Duas máquinas móveis ficarão na Região Metropolitana de Belo Horizonte e serão rapidamente deslocadas em casos de emergência.

Três delas são fixas e serão instaladas em municípios do Norte de Minas que ainda são abastecidos por caminhões-pipa. Cada uma dessas máquinas tem capacidade de atender 10 mil pessoas em comunidades no seu entorno. Isso com baixos custos de operação e manutenção dos equipamentos, que basicamente necessitam de sal comum, água e energia.

O diretor da Fundação FEMSA Coca-Cola, Vidal Garza Cantú, ressaltou que sendo a terceira economia do país e o segundo em população, Minas Gerais é um estado ideal para investimentos sociais. “Estamos aqui para celebrar o início dessa parceria”, completou.

Segundo o chefe do Gabinete Militar do Governador (GMG) e coordenador estadual da Defesa Civil de Minas Gerais, Coronel Luís Carlos Dias Martins, os dois equipamentos móveis já estarão à disposição logo após o treinamento das equipes, nos próximos dias 19 e 20. “É um instrumento a mais que a Defesa Civil poderá usar nos desastres naturais que por ventura possam ocorrer no Estado de Minas Gerais”, afirmou o coronel Martins.

Sobre a Coca-Cola FEMSA

A Coca-Cola FEMSA Brasil, do Grupo FEMSA (Fomento Econômico Mexicano S.A.), produz refrigerantes e água, sendo a maior franquia de Coca-Cola do mundo em volume de vendas. Dentre outros negócios, comercializa e distribui produtos das marcas do portfólio Coca-Cola Company (composto por chás, sucos, bebida láctea, energéticos, isotônicos e hidrotônicos) e cervejas da Heineken.

No Brasil – além de BH, Campo Grande (MS), Jundiaí (SP) e Mogi das Cruzes (SP) -, emprega 15 mil funcionários e atende 40 milhões de consumidores, distribuídos nas principais regiões de São Paulo, grande parte de Minas Gerais, parte do litoral paulista, todo o Mato Grosso do Sul e região serrana do Rio de Janeiro. A Coca-Cola FEMSA possui 30 unidades fabris nos países latino-americanos. Além do Brasil, a empresa atua no México, Guatemala, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Venezuela e Argentina.

Fonte: Agência Minas

Anúncios

Alerta da Defesa Civil ajuda a prevenir ocorrências de desastres causados pelas chuvas

A tempestade e os ventos de até 72km/h ocorridos na última quinta-feira (9), em várias regiões do Estado, só não causaram mais danos devido ao alerta meteorológico emitido previamente pelaCoordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec/MG). No sábado (11), a Cedec/MG disponibilizou telhas para a reconstrução de áreas atingidas em Belo Horizonte. Os municípios de Alvinópolis, na região Central do Estado, e Aguanil, no Sul de Minas, também receberão materiais de ajuda humanitária esta semana.

O alerta, enviado pela manhã para municípios do Triângulo, Zona da Mata, Sul de Minas e Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), orientava prefeituras, bombeiros e policiais militares e coordenadorias municipais de defesa civil para desenvolver ações de contingência, com o objetivo de prevenir e reduzir a ocorrência de desastres, garantindo assim a segurança da população.

Para o chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel PM Luis Carlos Dias Martins, as ações emergenciais do Governo do Estado para atender os municípios que sofreram com as chuvas e os vendavais são suficientes para o período. “Nossos 12 depósitos avançados no Estado estão abastecidos para atender aqueles municípios que solicitarem ajuda humanitária para assistência à população”, afirma.

Segundo o meteorologista do Minas Tempo, Ruibran dos Reis, a chuva foi ocasionada por uma frente fria originária do Sul do país e com rápido deslocamento sobre o Estado. “Foi uma chuva passageira, atípica para o período”, esclarece. Ainda de acordo com o meteorologista, uma massa de ar polar estará sobre Minas Gerais a partir da próxima quarta-feira (16), provocando queda na temperatura.

Chuvas em Minas Gerais

De acordo com a Cedec/MG, 216 cidades foram atingidas pelas chuvas desde setembro de 2010, sendo que 167 decretaram situação de emergência. Aproximadamente 1,5 milhão de pessoas foram afetadas pelas chuvas, 37.876 ficaram desalojadas, 4.303 desabrigadas, 18 pessoas morreram.

Agentes, servidores municipais e policiais do Sul de Minas são capacitados em Defesa Civil

Começou nesta segunda-feira (13), em Lavras, no Sul do Estado, o IX Curso Operacional de Defesa Civil (CODC), promovido pela 6ª Região da Polícia Militar (6ª RPM), em parceria com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec/MG). Ao todo, 30 alunos entre servidores municipais, agentes de defesa civil e policiais militares de municípios da região serão capacitados para atuarem na minimização dos efeitos dos desastres.

Com módulos online e duas aulas presenciais, a iniciativa visa à capacitação na área de defesa civil através do ambiente virtual. O programa contempla aulas sobre conceitos básicos de defesa civil, implantação e operacionalização das Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdec), elaboração de Plano de Contingência, entre outros. Técnicos da Cedec/MG são os instrutores do curso e acompanharão o desempenho dos alunos através de fóruns e avaliações online.

Para o chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel PM Luis Carlos Dias Martins, a capacitação é uma oportunidade de fortalecimento do sistema de defesa civil do Sul de Minas, geralmente afetado por fortes chuvas. “O curso vem reforçar a responsabilidade e o protagonismo de cada gestor de defesa civil, com ênfase no estabelecimento de uma cultura de prevenção de risco”, define.

Esta segunda-feira (13) marca o primeiro encontro presencial do curso. A partir da próxima semana, os alunos participarão do curso via web, através da Universidade Corporativa de Segurança Pública (UCSP) da 6ª RPM. Em julho, no segundo encontro, também realizado em Lavras, os alunos serão avaliados e assistirão a palestras de especialistas da área. O término do curso está previsto para o dia 26 de julho.

Chefe do Gabinete Militar do Governador recebe homenagem em Juiz de Fora

O chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel PM Luis Carlos Dias Martins, recebeu, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, a Medalha do Mérito Legislativo na categoria “Militar e Segurança Pública”. O evento, realizado anualmente, tem por objetivo distinguir pessoas físicas ou jurídicas pelos relevantes serviços prestados em suas áreas de atuação. A escolha do nome do agraciado foi feita pelo Conselho de Mérito, formado pelos 19 vereadores do município.

Gabinete Militar do Governador firma parceria para atender municípios em situação de emergência

Gabinete Militar do Governador, através da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec/MG), firmou parceria com o grupo Case New Holland (CNH) para empréstimo, em regime de comodato, de uma motoniveladora, um trator de esteira e uma retroescavadeira, que irão atuar nos municípios em situação de emergência devido às chuvas. Aiuruoca, no Sul de Minas, já está sendo atendido pelas máquinas.

Para o chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel PM Luis Carlos Dias Martins, esse tipo de ação incentiva as iniciativas individuais e coletivas na promoção do bem comum. “Essa é mais uma integração estratégica que aumenta a possibilidade de que boas iniciativas tenham sucesso e, consequentemente, minimize os efeitos das chuvas”, define.

A parceria terá duração inicial de seis meses, sendo de responsabilidade da Cedec/MG a coordenação dos trabalhos e o ordenamento dos municípios atendidos. Em acordo com a Cedec/MG, o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG) cederá o combustível e três operadores de máquinas que já foram capacitados pelo CNH.

As máquinas irão atuar em desobstrução de vias, nivelamento de terra, limpeza de áreas atingidas por enchentes, entre outros. Em Aiuruoca, os trabalhos continuam até a próxima semana.