• Agenda

    dezembro 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Gestão da Saúde: Hemocentro de Belo Horizonte atende doadores no feriado de 21 de abril

Unidade da capital ficará aberta das 7h às 12h para receber doações

Divulgação / Hemominas
Pessoas entre 18 e 67 anos podem procurar hemocentro para doação
Pessoas entre 18 e 67 anos podem procurar hemocentro para doação

O Hemocentro de Belo Horizonte vai funcionar no próximo sábado (21), Feriado de Tiradentes. O atendimento ao doador será feito das 7h às 12h, na Alameda Ezequiel Dias 321, bairro Santa Efigênia. As demais unidades da Fundação Hemominas no Estado estarão fechadas no feriado, retomando normalmente suas atividades na segunda-feira, dia 23.

Segundo a Portaria 1.353/2011 do Ministério da Saúde, podem doar sangue cidadãos com boa saúde, idade entre 18 e 67 anos. Os candidatos devem pesar acima de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tido hepatite após os 11 anos de idade, e que não tenham doença de Chagas.  Jovens com 16 e 17 anos somente poderão se candidatar à doação de sangue com a presença dos responsáveis legais ou autorização dos responsáveis com firma reconhecida em cartório.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 67 anos. Para mais informações sobre os critérios para doação de sangue acessar o site da Fundação Hemominas.

Coleta na Cidade Administrativa

A Fundação Hemominas realiza, no próximo dia 24 (terça-feira), coleta de sangue na Cidade Administrativa Tancredo Neves. A coleta vai ocorrer de 8h30 às 11h30, no prédio Minas. A expectativa é atender cerca de 50 candidatos à doação de sangue.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/hemocentro-de-belo-horizonte-atende-doadores-no-feriado-de-21-de-abril/

Gestão da Saúde: Fundação Hemominas realiza VI Seminário de Iniciação Científica

Objetivo do evento é divulgar e valorizar o resultado de pesquisas desenvolvidas na fundação pelos bolsistas

Fundação Hemominas, por meio do Serviço de Pesquisa da Gerência de Desenvolvimento Técnico-Científico, promove nesta sexta-feira (30) o VI Seminário de Iniciação Científica. Neste ano, 22 trabalhos estão inscritos, sendo 12 de pesquisadores do interior do Estado. Os trabalhos abordam temas, como doenças transmissíveis pelo sangue, hemoglobinopatias, gestão em saúde, doação de sangue e derivados, transfusão de sangue e derivados, imunohematologia e coagulopatias. O evento será no auditório do Hemocentro de Belo Horizonte, localizado na Alameda Ezequiel Dias, 321, bairro Santa Efigênia.

Implantado em 1992, o Serviço de Pesquisa da Fundação Hemominas concentra-se nas áreas da hematologia e hemoterapia. O objetivo do evento é divulgar e valorizar o resultado de pesquisas desenvolvidas na fundação pelos bolsistas.

Todos os trabalhos inscritos no seminário fazem parte do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (BIC) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). As bolsas são concedidas para instituições de ensino sediadas em Minas Gerais, com o objetivo de contribuir para a iniciação de estudantes de graduação em atividades de pesquisa.

Este ano, o seminário conta com grande número de pesquisadores bolsistas do interior do Estado. Segundo Daniel Chaves, responsável pelo Serviço de Pesquisa, o trabalho com os bolsistas é interessante tanto para eles quanto para a Fundação Hemominas. “Para os bolsistas, o trabalho conjunto representa o aprimoramento de técnicas e teorias que aprendem na faculdade. Para nós, representa um braço dos pesquisadores dentro da instituição, que nos auxilia em projetos de pesquisas da própria fundação”, explicou.

A Fundação Hemominas recebe, por ano, aproximadamente 25 estudantes interessados em desenvolver pesquisas na instituição. Para o jovem pesquisador que tem interesse em realizar estudos na Hemominas, o primeiro passo é procurar o Serviço de Pesquisa, pelo telefone (31) 3248-4587. A responsável pelo Programa BIC na fundação é a pesquisadora Marina Lobato.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/fundacao-hemominas-realiza-vi-seminario-de-iniciacao-cientifica/

Gestão da Saúde: equipe da Hemominas realiza coleta de sangue em município no Vale do Jequitinhonha

Ação será em José Gonçalves de Minas, com expectativa de atender 180 candidatos

A cidade de José Gonçalves de Minas, no Vale do Jequitinhonha, vai receber a Fundação Hemominas para coleta de sangue. Na sexta-feira (30), a coleta será das 12 às 21h. No sábado (31), de 7h30 às 12h. Nos dois dias, a ação acontece no Posto de Saúde da Família (PSF), localizado na rua Professora Juscelina Costa, 420, Centro. A expectativa é atender cerca de 180 candidatos à doação de sangue.

Segundo a Portaria 1.353/2011 do Ministério da Saúde, podem doar sangue cidadãos com boa saúde, idade entre 18 e 67 anos. Os candidatos devem pesar acima de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tido hepatite após os 11 anos de idade, e que não tenham doença de Chagas. Jovens com 16 e 17 anos somente poderão se candidatar à doação de sangue com a presença dos responsáveis legais ou autorização dos responsáveis com firma reconhecida em cartório, cujo modelo de autorização está disponível no site http://www.hemominas.mg.gov.br.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 67 anos. Para outras informações sobre os critérios para doação de sangue acessar http://www.hemominas.mg.gov.br/hemominas/menu/cidadao/doacao/condicoes_doacao ou ligar para o 155. Para os jovens, principalmente, o hotsite http://www.projetonaveia.com.br promove interatividade e participação também na divulgação da doação. Acesse e conheça o Projeto na Veia.

Informações:

Unidade da Fundação Hemominas em Diamantina (38) 35321358/1361

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/equipe-da-hemominas-realiza-coleta-de-sangue-em-municipio-no-vale-do-jequitinhonha/

Gestão da Saúde: Hemominas realiza coleta de sangue na UFMG

Fundação Hemominas realiza coleta de sangue nos dias 27 e 29 de março, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Nesta terça-feira (27), a ação será na Faculdade de Farmácia, no campus da UFMG no bairro Pampulha. Na quinta-feira (29), será na Faculdade de Direito, também da Universidade, localizada na avenida João Pinheiro, 100, 10º andar, no prédio da Pós-graduação, de 8h30 às 11h30. A expectativa é atender cerca de 50 candidatos à doação de sangue em cada coleta.

Segundo a Portaria 1.353/2011 do Ministério da Saúde, podem doar sangue cidadãos com boa saúde, idade entre 18 e 67 anos. Os candidatos devem pesar acima de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tido hepatite após os 11 anos de idade, e que não tenham doença de Chagas.  Jovens com 16 e 17 anos, somente poderão se candidatar à doação de sangue com a presença dos responsáveis legais ou autorização dos responsáveis com firma reconhecida em cartório, cujo modelo de autorização está disponível no site www.hemominas.mg.gov.br.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 67 anos. Para mais informações sobre os critérios para doação de sangue acessar http://www.hemominas.mg.gov.br/hemominas/menu/cidadao/doacao/condicoes_doacao ou ligar para o 155.

Para os jovens, principalmente, o hotsite www.projetonaveia.com.br promove interatividade e participação também na divulgação da doação. Acesse e conheça o Projeto na Veia.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/hemominas-realiza-coleta-de-sangue-na-ufmg/

Gestão da Saúde: Fundação Hemominas faz coleta de sangue em Gurinhatã

Coleta acontece no Hospital Municipal de Gurinhatã, localizado na avenida Abelino C. Azambuja, 25, Centro

A Hemominas realiza, neste sábado (17), das 8h às 15h, coleta externa de sangue em Gurinhatã, no Triângulo Mineiro. A Secretaria Municipal de Saúde de Gurinhatã é parceira da Fundação Hemominas de Ituiutaba nesta ação, que acontece no Hospital Municipal de Gurinhatã, localizado na avenida Abelino C. Azambuja, 25, Centro. A expectativa é atender cerca de 80 candidatos à doação de sangue.

Segundo a Portaria 1.353/2011 do Ministério da Saúde, podem doar sangue cidadãos com boa saúde, idade entre 18 e 67 anos. Os candidatos devem pesar acima de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tido hepatite após os 11 anos de idade, e que não tenham doença de Chagas.  Jovens com 16 e 17 anos, somente poderão se candidatar à doação de sangue com a presença dos responsáveis legais ou autorização dos responsáveis com firma reconhecida em cartório, cujo modelo de autorização está disponível no site www.hemominas.mg.gov.br.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 67 anos. Para mais informações sobre os critérios para doação de sangue acessar http://www.hemominas.mg.gov.br/hemominas/menu/cidadao/doacao/condicoes_doacaoou ligar para o 155.

Para os jovens, principalmente, o hotsite www.projetonaveia.com.brpromove interatividade e participação também na divulgação da doação. Acesse e conheça o Projeto na Veia.

Fonte: Agência Minas

Gestão da Saúde: Fundação Hemominas realiza coleta de sangue em Muriaé

A ação será das 7h30 às 15h, no Posto Avançado de Coleta Externa (Pace), na Policlínica de Safira

A Fundação Hemominas realiza, nesta quarta-feira (14), coleta de sangue em Muriaé. A ação será das 7h30 às 15h, no Posto Avançado de Coleta Externa (Pace), na Policlínica de Safira localizado na rua Silvério Campos, s/nº, Safira. A expectativa de Fora é atender cerca de 100 candidatos em cada dia de doação.

Segundo a Portaria 1.353/2011 do Ministério da Saúde, podem doar sangue cidadãos com boa saúde, idade entre 18 e 67 anos. Os candidatos devem pesar acima de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tido hepatite após os 11 anos de idade, e que não tenham doença de Chagas.  Jovens com 16 e 17 anos, somente poderão se candidatar á doação de sangue com a presença dos responsáveis legais ou autorização dos responsáveis com firma reconhecida em cartório, cujo modelo de autorização está disponível no site www.hemominas.mg.gov.br.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 67 anos.

Para mais informações sobre os critérios para doação de sangue acessar http://www.hemominas.mg.gov.br/hemominas/menu/cidadao/doacao/condicoes_doacaoou ligar para o 155.

Para os jovens, principalmente, o hotsite www.projetonaveia.com.brpromove interatividade e participação também na divulgação da doação. Acesse e conheça o Projeto na Veia.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: em 2011, quase 40% das doações de sangue no Estado foram feitas por mulheres

Nesta quinta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, várias unidades da Fundação Hemominas promovem ações em comemoração à data

A Fundação Hemominas registrou que, em 2011, 37,85% das doações de sangue no Estado foram feitas por mulheres. Segundo dados de 2010 do Caderno de Informação – Sangue e Hemoderivados, publicação do Ministério da Saúde, a doação feminina representou 36,89% das doações na região Sudeste. Esses números podem ser explicados pelo fato de que existem algumas peculiaridades no que se refere à doação de sangue feminina.

Biologicamente, a mulher possui características que a levam a ter uma periodicidade maior que os homens como doadora fidelizada. Para ela, é aconselhado que haja um intervalo mínimo de 90 dias entre as doações, que devem ser feitas três vezes ao ano, no máximo, já que com a perda de sangue por meio da menstruação, a doadora pode correr o risco de ter anemia. A menstruação, entretanto, não é um impedimento para a doação e o ato só deve ser evitado caso a mulher esteja com cólicas.

No caso de cesariana, a doação só pode ser feita após seis meses. Caso a criança ainda esteja amamentando, somente após um ano. O uso de anticoncepcional não impede a doação, e em casos de atraso menstrual ou suspeita de gravidez não se deve doar sangue. Após aborto ou parto normal, pede-se que aguarde um mínimo de três meses.

Obedecendo a esses critérios e as condições gerais para a doação de sangue – como ter entre 16 e 67 anos, possuir boa saúde, pesar acima de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tido hepatite após os 11 anos de idade e não ter doença de Chagas – não há outros impedimentos para que a mulher seja uma doadora frequente.

De acordo com a gerente técnica do Hemocentro de Belo Horizonte, a médica Maria Regina Bastos, “o volume de sangue coletado é reposto pelo organismo naturalmente na mesma quantidade, em 24 horas. Inclusive recomendamos que a pessoa que doou sangue se hidrate bem no dia que efetuou a doação, tomando bastante líquido”, explica.

Solidariedade

Larissa Regina Guariento, de 23 anos, vem de uma família de doadoras de sangue. Ela doa há aproximadamente um ano e diz que nunca teve nenhuma reação negativa e nunca soube sobre os tabus da doação de sangue. “Poder ajudar sem fazer muito. Para quem recebe é indiferente o sexo de quem está doando. Para mim é um incentivo”, ressalta.

Já para a analista de recursos humanos, Maria Isabel Alves Rosa Pinto, de 28 anos, que doa há dez anos, a doação é rápida, além de ser um tempo que não é perdido, mas aproveitado. Ela diz que não vê nenhuma restrição na doação por ser mulher e que participa sempre das campanhas propostas pelo Hemocentro de Belo Horizonte. “É um sangue que não fará falta para mim, mas muita diferença para quem precisa”, completa. Maria Isabel relata que os únicos momentos em que não realizou a doação foram no período de gestação e de amamentação.

De acordo com a chefe de enfermagem do Serviço de Coleta do Hemocentro de Belo Horizonte, Lauriete Gomes, a mulher se desdobra em muitas atividades na sociedade. “O papel de doadora é mais um dos desempenhados e não pode ser esquecido, principalmente no Dia Internacional da Mulher”, afirma.

Nesta quinta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, várias unidades da Fundação Hemominas promovem ações em comemoração à data.

Fonte: Agência Minas