• Agenda

    setembro 2020
    S T Q Q S S D
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Eleições 2012: PSDB defende política de alianças para fortalecer em BH a gestão para resultados, a meritocracia e o planejamento estratégico

Fonte: Artigo Marcus Pestana* – O Tempo

Aliança por BH: balanço e possibilidades

O que é melhor para a população de BH e para o seu futuro?

Partidos políticos são ferramentas, não fins em si mesmos. São pessoas reunidas em torno de princípios, valores, visões e objetivos comuns. Representam segmentos, setores, grupos de interesse. O partido político é parte, não todo. E, para não cair no gueto, não se entregar ao espírito de seita, não se afundar no sectarismo, tem que ser permeável à renovação, aberto aos diferentes, fiel ao interesse real da sociedade. Um partido político que se pretenda moderno e dinâmico não pode se deixar hipnotizar pelo narcisismo político ou pela estreiteza ideológica.

Em 2008, sob a liderança de Aécio Neves e Fernando Pimentel, o que parecia impossível se tornou realidade. A parceria firmada no campo administrativo encontrou sua extensão no terreno político e eleitoral. Sob olhares céticos e resistências enormes, convergências foram encontradas, consensos erguidos. Numa construção política ousada, inovadora e inédita, PSDB e PT se uniram para eleger Marcio Lacerda prefeito da capital.

Marcio Lacerda era um empresário de sucesso. Lutou contra a ditadura e passou pelo setor público, tendo sido secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional e secretário do Desenvolvimento Econômico do governo Aécio Neves. Não tinha experiência política ou eleitoral e era totalmente desconhecido da população.

A vitória foi construída a partir do carisma e liderança de Aécio Neves, então governador de Minas no auge da popularidade (o grande eleitor de Marcio), e da boa avaliação da administração de Pimentel.

Chegamos à vitória. Nos últimos anos, os maiores investimentos na capital partiram do governo de Minas: Linha Verde, duplicação da Antônio Carlos, Expominas, Cidade Administrativa, revitalização do hospital João XXIII, abertura do hospital de Venda Nova, Circuito Cultural da Praça da Liberdade, hospital do Barreiro. Enquanto isso, o metrô não avançou e o Rodoanel não saiu do papel.

2012 aponta na curva. Teremos novas eleições. É hora de repensar caminhos. Projetar o futuro de nossa capital. O PSDB é o maior partido de Minas. O PSDB tem o maior líder político de Minas e da capital, Aécio Neves. O PSDB tem em seus quadros um exemplar gestor, o governador Anastasia. O PSDB ganhou todas as últimas eleições em Belo Horizonte. Temos plenas condições de construir uma candidatura própria e vencermos.

Mas a pergunta certa não é o que é melhor para o PSDB, PSB ou PT. A pergunta chave é: o que é melhor para a população de Belo Horizonte e para o futuro da capital?

Marcio Lacerda faz uma gestão eficiente e tem boa avaliação. Somos parte do governo e nos sentimos responsáveis por ele. As identidades são muitas: gestão para resultados, meritocracia, planejamento estratégico, parceria com a sociedade e a iniciativa privada. Poderemos sentar à mesa e, longe de sectarismos infantis e radicalismos estéreis, produzirmos uma ampla aliança em favor do futuro de Belo Horizonte.

Essa é a discussão que queremos fazer com os tucanos de Belo Horizonte e com nossos aliados.

*MARCUS PESTANA – Deputado federal e presidente do PSDB-MG – contato@marcuspestana.com.br

Governador em exercício, Alberto Pinto Coelho, participou semana passada da entrega do Mérito Legislativo

O governador em exercício, Alberto Pinto Coelho, participou, nesta quinta-feira (11), da cerimônia de entrega da Medalha do Mérito Legislativo, no Expominas, em Belo Horizonte. Foram agraciadas 200 personalidades que se destacaram por serviços prestados ou por méritos excepcionais. Neste ano, a cerimônia trouxe uma homenagem especial ao ex-presidente Tancredo Neves, marcando o centenário do seu nascimento, tendo ampliada a sua dimensão segundo o governador em exercício.

“A Comenda do Mérito Legislativo se propõe a reconhecer pessoas, instituições e entidades, que contribuem nas várias atividades humanas para o desenvolvimento e engrandecimento do nosso Estado. É algo muito expressivo, muito representativo. E nesta data, se insere em um contexto mais amplo, porque carrega uma homenagem ao grande estadista Tancredo Neves na celebração do seu centenário”, disse Alberto Pinto Coelho.

O governador em exercício foi recebido no Expominas por deputados, magistrados e representantes da sociedade. O orador oficial da cerimônia foi o ex-ministro das Comunicações, Pimenta da Veiga.

 

Governo Anastasia abre espaço para microempresários na Superminas

A 24ª Feira e Convenção Mineira de Supermercados (Superminas 2010), que deverá gerar R$ 800 milhões em negócios, será aberta pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sergio Barroso, nesta terça-feira (19), às 15h30, em Belo Horizonte. A projeção é da Associação Mineira de Supermercados (Amis), organizadora da convenção. Aproximadamente 45 mil pessoas, entre supermercadistas, fornecedores e profissionais do setor devem passar pelo Expominas, local da Superminas, até a próxima quinta-feira (21).

Pela primeira vez, a Superminas abrirá espaço para a participação de pequenas e microempresas estaduais, informa o secretário. Segundo ele, “a novidade só foi possível através de um termo de cooperação técnica assinado com o Sindicato do Comércio Varejista (Sincovaga). A parceria dará oportunidade para que mais de 20 pequenos e microempresários participem da Superminas e é resultado do programa “Primeira Feira”, criado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede). A intenção é fortalecer cada vez mais a parceria com a Amis criando novas oportunidades para a pequena e microempresa mineiras”, enfatizou.

Conduzida pelo Sincovaga, a seleção das empresas considerou, entre outros critérios, se a empresa é formalizada e está em dia com suas obrigações tributárias, nos âmbitos municipal, estadual e federal. A parceria, acrescenta, custeia as despesas destes pequenos e microempresários que, sozinhos, não poderiam arcar com os custos e montagem do estande.

Exportaminas

Neste ano, a Central Exportaminas (unidade vinculada à Sede), participa da Superminas com um estande de 52m² e o dobro de investimentos do ano passado voltando suas ações para consolidar a convenção em âmbito internacional através da captação de compradores internacionais. Esses compradores participarão da Rodada de Negócios Internacionais nos dias 20 e 21, organizada pelo Sebrae-MG em parceria com o Banco do Brasil, Fiemg e Exportaminas.

Segundo o gerente de promoção comercial da Central Exportaminas, Ivan Barbosa Netto, a expectativa é de que sejam realizados mais de 300 agendamentos entre compradores internacionais e ofertantes, o dobro do ano passado. A estimativa é que 70% dos participantes sejam supermercadistas ou líderes do setor. São esperados 20 compradores dos cinco continentes. Estão confirmados vários países como Portugal, Tanzânia, Emirados Árabes, Polônia, Moçambique, África do Sul, Panamá, Holanda, México, Ilhas Maurício, Israel, Estados Unidos, Malásia, Argentina, Guatemala, Uganda e Bulgária.

Barbosa afirma ainda que a feira é muito importante para os compradores porque eles têm a oportunidade de conhecer mercados potenciais in loco, novos produtos e ainda identificar seus fornecedores pessoalmente. “A feira é uma oportunidade única de conhecer novos produtos identificando sabores, cores e aromas”, esclarece.

A Superminas também contará com espaços segmentados para cada setor como Superminas Food Show, Ilha da cachaça, Ilha do vinho e do Queijo e o Encontro de FLV (Frutas, Legumes, Ovos, Flores e Verduras), que conta com a presença de produtores e compradores, além da CeasaMinas e de grandes atacadistas do setor.

Este ano a Superminas apresenta duas novidades, a “Ilha da Tecnologia”, que atenderá as demandas de software e equipamentos e a “Ilha de Orgânicos”, seção em constante crescimento nos supermercados. Segundo dados do setor, a venda de orgânicos cresce em média acima de 20% ao ano. O grande destaque da feira neste ano é a consolidação do evento internacionalmente. O trabalho vem sendo realizado pela Central Exportaminas e parceiros do comércio exterior de Minas Gerais nos últimos três anos.

Além de novas oportunidades de negócios, um dos principais objetivos da Superminas é promover a qualificação profissional para o segmento supermercadista. Ao todo serão promovidas cerca de 40 atividades entre palestras com participantes internacionais, workshops, fóruns e visitas técnicas. Na grade, estão confirmados grandes nomes do setor supermercadista de várias redes mineiras e nacionais para falar de assuntos como atendimento, RH, tecnologia, entre outros.

Os supermercados de Minas Gerais são responsáveis pela criação de 132 mil empregos diretos e geram receita anual de R$ 13,1 bilhões. São 6.750 estabelecimentos em todo o Estado.