• Agenda

    setembro 2020
    S T Q Q S S D
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Aécio Neves: líder da oposição criticou: “o PT prioriza seu projeto partidário, o PT se engalfinha em uma luta fratricida por espaços”.

Entrevista do senador Aécio Neves (PSDB/MG)

Assunto: eleições 2012 em Belo Horizonte
Senador, sobre a sucessão à Prefeitura de Belo Horizonte. Como estão os entendimentos?

Fonte: Assessoria de Imprensa do senador Aécio Neves

Aécio Neves: líder da oposição – comentário:  ”Nós, do PSDB, apoiamos Marcio Lacerda desde que ele tinha 2% ou 3% nas pesquisas na sua eleição, lá atrás. Porque acreditávamos na sua capacidade de conduzir um projeto importante, exitoso, para Belo Horizonte. Isso vem ocorrendo, obviamente com dificuldades aqui e acolá, mas achamos que Belo Horizonte avançou. As parcerias de Belo Horizonte, principalmente com o Governo do Estado, têm sido extremamente relevantes. Foram assim no meu tempo, com a Linha Verde, a duplicação da Antônio Carlos, agora as obras do Mineirão.

“Enfim, são todas obras em parceria. Além de várias outras que estão hoje em execução. O que acho é que, depois de tantas discussões, o PT devia efetivamente participar da discussão de um grande projeto para Belo Horizonte. Não cabe mais esse sem-número de reuniões onde se passa a impressão que a reeleição de Marcio Lacerda depende dessas reuniões do PT. O PT é bem-vindo, recebo inclusive na nossa aliança aqueles que foram contra ela no ano de 2008, que contra ela se movimentaram, que contra ela trabalharam, são todos bem-vindos.

“Mas é hora de pararmos com essas picuinhas menores e discutirmos um grande projeto para Belo Horizonte. Portanto, estamos convidando as lideranças do PT para sentarem à mesa com o PSB e os demais partidos aliados para planejarmos o futuro da cidade. É hora de pararmos com essas extensas reuniões, onde as manifestações nem de longe atendem ao interesse da cidade. Até porque, a grande realidade é essa, o PT é hoje um partido secundário em Belo Horizonte, haja vista o resultado das últimas eleições.

“Mesmo com o apoio do presidente Lula, da presidente Dilma, das principais lideranças do PT, alcançou 20% dos votos em Belo Horizonte. O candidato do PSDB nas eleições para governador alcançou mais de 72% dos votos. Então, agora é hora de todos virem com humildade, com generosidade para com a cidade, colocando o interesse de Belo Horizonte acima do interesse partidário. Essa, a meu ver, é a maior diferença entre o PSDB e o PT hoje.

“O PT prioriza seu projeto partidário, o PT se engalfinha em uma luta fratricida por espaços. O PSDB, hoje, quer trabalhar ao lado de Marcio Lacerda pelo desenvolvimento de Belo Horizonte. É hora de encerrarmos as disputas e pensarmos no futuro da nossa gente.”

Eleições 2012: PSDB defende política de alianças para fortalecer em BH a gestão para resultados, a meritocracia e o planejamento estratégico

Fonte: Artigo Marcus Pestana* – O Tempo

Aliança por BH: balanço e possibilidades

O que é melhor para a população de BH e para o seu futuro?

Partidos políticos são ferramentas, não fins em si mesmos. São pessoas reunidas em torno de princípios, valores, visões e objetivos comuns. Representam segmentos, setores, grupos de interesse. O partido político é parte, não todo. E, para não cair no gueto, não se entregar ao espírito de seita, não se afundar no sectarismo, tem que ser permeável à renovação, aberto aos diferentes, fiel ao interesse real da sociedade. Um partido político que se pretenda moderno e dinâmico não pode se deixar hipnotizar pelo narcisismo político ou pela estreiteza ideológica.

Em 2008, sob a liderança de Aécio Neves e Fernando Pimentel, o que parecia impossível se tornou realidade. A parceria firmada no campo administrativo encontrou sua extensão no terreno político e eleitoral. Sob olhares céticos e resistências enormes, convergências foram encontradas, consensos erguidos. Numa construção política ousada, inovadora e inédita, PSDB e PT se uniram para eleger Marcio Lacerda prefeito da capital.

Marcio Lacerda era um empresário de sucesso. Lutou contra a ditadura e passou pelo setor público, tendo sido secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional e secretário do Desenvolvimento Econômico do governo Aécio Neves. Não tinha experiência política ou eleitoral e era totalmente desconhecido da população.

A vitória foi construída a partir do carisma e liderança de Aécio Neves, então governador de Minas no auge da popularidade (o grande eleitor de Marcio), e da boa avaliação da administração de Pimentel.

Chegamos à vitória. Nos últimos anos, os maiores investimentos na capital partiram do governo de Minas: Linha Verde, duplicação da Antônio Carlos, Expominas, Cidade Administrativa, revitalização do hospital João XXIII, abertura do hospital de Venda Nova, Circuito Cultural da Praça da Liberdade, hospital do Barreiro. Enquanto isso, o metrô não avançou e o Rodoanel não saiu do papel.

2012 aponta na curva. Teremos novas eleições. É hora de repensar caminhos. Projetar o futuro de nossa capital. O PSDB é o maior partido de Minas. O PSDB tem o maior líder político de Minas e da capital, Aécio Neves. O PSDB tem em seus quadros um exemplar gestor, o governador Anastasia. O PSDB ganhou todas as últimas eleições em Belo Horizonte. Temos plenas condições de construir uma candidatura própria e vencermos.

Mas a pergunta certa não é o que é melhor para o PSDB, PSB ou PT. A pergunta chave é: o que é melhor para a população de Belo Horizonte e para o futuro da capital?

Marcio Lacerda faz uma gestão eficiente e tem boa avaliação. Somos parte do governo e nos sentimos responsáveis por ele. As identidades são muitas: gestão para resultados, meritocracia, planejamento estratégico, parceria com a sociedade e a iniciativa privada. Poderemos sentar à mesa e, longe de sectarismos infantis e radicalismos estéreis, produzirmos uma ampla aliança em favor do futuro de Belo Horizonte.

Essa é a discussão que queremos fazer com os tucanos de Belo Horizonte e com nossos aliados.

*MARCUS PESTANA – Deputado federal e presidente do PSDB-MG – contato@marcuspestana.com.br