• Agenda

    dezembro 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Gestão em Minas: Departamento de Estradas de Rodagem inicia obras em trecho da MG-030

Os trabalhos estão previstos para serem executados em 120 dias aproximadamente

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER/MG) inicia nesta sexta-feira (2) as obras no quilômetro 14 da MG-030. O problema no local foi provocado pelo período de chuvas intensas do mês de janeiro. A infiltração de água em excesso no lençol freático provocou o rompimento do aterro e, consequentemente, o abatimento da pista direita, o que obrigou desvio do tráfego para a pista da esquerda, sentido Nova Lima/Belo Horizonte.

Estudos técnicos – topográficos e geotécnicos – foram realizados por especialistas do DER/MG, que apontaram como melhor forma de resolver o problema a contenção do maciço empregando a técnica de cortina atirantada, que é um muro de contenção fixado no terreno através de tirantes de aço. Os trabalhos estão previstos para serem executados em 120 dias aproximadamente.

Os tapumes que foram colocados no quilômetro 14 têm como objetivo dar mais segurança aos trabalhadores e aos motoristas. As obras serão realizadas com recursos destinados ao Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária de Minas Gerais (ProMG), que gerencia na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), 524,3 km de rodovias, em um investimento total de R$ 148,6 milhões, nos quatro anos de contrato, iniciado em agosto do ano passado. Esse contrato do ProMG beneficia 30 municípios e 31 trechos rodoviários, onde se inclui a MG-030, com três trechos que somam 34,4 quilômetros: viaduto da rede ferroviária (Águas Claras) até o entroncamento para Nova Lima (8,8 quilômetros), Rio Acima até Nova Lima (20,1 quilômetros) e Itabirito a São Gonçalo do Bação (5,5 quilômetros).

Em 2011, no trecho da MG-030 entre o viaduto da rede ferroviária (Águas Claras) até o entroncamento para Nova Lima, merece destaque a recuperação do quilômetro 11,6, na pista esquerda, sentindo Nova Lima/Belo Horizonte, próximo ao Shopping Serena Mall. No local foi construído um novo bueiro e aterro para receber nova pavimentação.

No quilômetro 27, houve o rompimento de um aterro. O local está em meia pista e já foram concluídos os estudos técnicos para elaboração de projeto de engenharia que se encontra em andamento e, tão logo seja concluído, as obras entram em execução. No quilômetro 18, o abatimento da pista do lado direito deixou o tráfego em meia pista e as obras de recuperação já foram iniciadas.

Fonte: Agência Minas

Governador Antonio Anastasia visita o município de Além Paraíba

ALÉM PARAÍBA (11/01/12) – O governador Antonio Anastasia determinou nesta quarta-feira (11), durante visita a Além Paraíba, na Zona da Mata, novas medidas emergenciais nas áreas de transportes e obras públicas, saúde e abastecimento de água, para o retorno imediato à normalidade na cidade. Equipes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG) vão trabalhar na retirada de entulho para melhorar o acesso aos bairros atingidos.

Outra determinação é o início de estudo para construção de novo prédio para abrigar o Hospital São Salvador, localizado em área afetada pela chuva. O governador também determinou o envio de caminhões-pipa para o abastecimento de água, até que o serviço seja restabelecido pela Copasa.

Além Paraíba é uma das 127 cidades mineiras que decretaram situação de emergência, por causa das fortes chuvas. A Defesa Civil estadual registrou três óbitos e uma pessoa desaparecida na cidade. Desde segunda-feira, as equipes trabalham em ações emergenciais e de assistência humanitária para minimizar os efeitos dos temporais.

Essa é a segunda visita do governador Anastasia à Zona da Mata, a região mais castigada neste período chuvoso. Na semana passada, ele e o vice-governador Alberto Pinto Coelho estiveram em Ubá, Guidoval, Muriaé, Dona Euzébia, Cataguases e Visconde do Rio Branco.

“Todas as cidades merecem atenção absoluta do Governo de Minas. Já determinei, no caso de Além Paraíba, à equipe do DER a adoção de medidas imediatas, juntamente com a prefeitura, para o imediato retorno à normalidade das vias terrestres que foram as mais afetadas, com a retirada dos entulhos e, inclusive, de algo que é inacreditável, uma casa que foi trazida pela força das águas para dentro do córrego e está impedindo o curso normal das águas”, disse.

Hospital

O governador anunciou ter determinado à Secretaria de Estado de Saúde que, juntamente com a prefeitura, identifique uma área para a construção de um novo hospital. “O novo hospital deve estar longe da área das enchentes para deixar tranquila a população de Além Paraíba e da região, já que o hospital atende também municípios vizinhos”.

Anastasia conheceu o posto de comando da Coordenadoria de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG), no parque de exposições, local de onde estão sendo coordenadas todas as ações integradas para minimizar os danos causados pela chuva na cidade. Ele se solidarizou com famílias que aguardavam atendimento no Lions Clube de Além Paraíba, ponto de coleta e distribuição de donativos.

Depois, o governador Anastasia, acompanhado do prefeito Wolney Freitas, do secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, e do coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Luis Carlos Dias Martins, visitou moradores das ruas Mangueiras e Joaquim Lopes, na Vila Caxias, uma das 15 regiões atingidas pelas enchentes e inundações. Ele ouviu críticas e sugestões para a melhoria das condições de vida da população.

“Estamos assistindo aqui, em Além Paraíba, uma situação muito triste. É praticamente um cenário de guerra que eu acabo de ver. O córrego Limoeiros transbordou, com impressionante força das águas. Só estando aqui para ver o que aconteceu. Casas destruídas, comércio destruído, lamentavelmente perdas de vidas humanas. As ruas foram completamente arrasadas. Temos de fazer agora um trabalho imediato de reconstrução e de volta à normalidade, que significa o abastecimento de água, que é nossa prioridade. Ao mesmo tempo, proporcionar atendimento médico, abastecimento de gêneros alimentícios, de tal modo que haja também o início da limpeza da cidade, especialmente das ruas que foram muito afetadas” afirmou.

Copasa

Por determinação do governador Anastasia, a Copasa está disponibilizando dez caminhões-pipa para o abastecimento de serviços essenciais, como hospitais, creches e unidades de saúde, até que o serviço seja normalizado. Locais onde estão desabrigados e desalojados também terão preferência no atendimento.

Segundo o diretor da Copasa, Valério Parreira, responsável pelo abastecimento de água na Zona as Mata e Leste mineiro, a companhia já enviou equipamentos pesados e 25 técnicos, e contratou equipes da própria região para recuperar um trecho de 48 metros de adutora que foi arrancada pelas fortes correntezas do rio Aventureiro.

“A força da água foi tão forte que oito tubos de 500 milímetros de diâmetro, seis metros de comprimento e pesando quase uma tonelada cada, que ficavam apoiados em uma estrutura de concreto que passava por sobre o ribeirão, foram arrastados”, disse. A expectativa da Copasa é que nesta quinta-feira (12) o serviço comece a ser normalizado, ainda que com uma produção reduzida em cerca de 50% da vazão normal.

Plano de Ações

Coordenada pela Cedec-MG, a força tarefa, que atua em Além Paraíba, é integrada por equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Copasa, Gerência Regional de Saúde, DER-MG, além de agentes de diversos órgãos da prefeitura municipal. Entre as principais tarefas planejadas está o trabalho contínuo de busca e resgate de uma pessoa desaparecida, a cargo do Corpo de Bombeiros. Outras em curso são a limpeza e desobstrução das ruas, avaliação dos danos materiais, recuperação de pontes.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: força-tarefa no município de Guidoval ganha reforço do Exército Brasileiro

GUIDOVAL (06/01/12) – A força-tarefa criada para minimizar os efeitos da chuva em Guidoval, na Zona da Mata, e coordenada pela Defesa Civil Estadual (Cedec), ganhou nesta sexta-feira (6) o reforço de 37 homens do Exército Brasileiro. Uma equipe do 4º Batalhão de Engenharia de Combate de Itajubá foi deslocada para montar uma passarela flutuante sobre o rio Xopotó, que transbordou na segunda-feira passada. Equipes médicas, policiais e voluntários se revezam no atendimento à população da cidade, que conta duas mil pessoas desalojadas e 96 desabrigadas.

O secretário-executivo da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG), coronel Eduardo Reis, explica que a montagem da passarela foi uma das 17 ações previstas para o dia. “A prefeitura, em parceria com cidades vizinhas, começou o serviço de limpeza da cidade. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG) continua o trabalho de melhoria dos acessos a Guidoval, via Rodeiro e Visconde do Rio Branco. A Copasa mantém o esforço de garantir o abastecimento de água para 100% da população. Aos poucos, as condições para o funcionamento da cidade estão sendo restabelecidas”, disse.

A missão do Exército é uma das diversas ações coordenadas pela força-tarefa, formada pela Cedec-MG, Prefeitura de Guidoval, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, DER-MG, Copasa e Gerência Estadual de Saúde.

De acordo com o tenente Diniz, engenheiro responsável pelo trabalho, a estrutura permite a passagem, ida e volta, de até 120 pessoas por minuto. “Acredito que será suficiente para atender à população, que se encontrava ilhada”, disse. A cheia do rio acabou destruindo a ponte, que era o principal acesso do município a Ubá. Agora, a redução das chuvas e a baixa do nível das águas do rio permitiram a abertura da travessia.

Integração

Tenente Diniz ressalta que a integração é fundamental para que a normalidade seja restabelecida. “Fizemos essa mesma operação ano passado, em Sabará, por causa da cheia do Rio das Velhas”, lembrou.

Além da montagem, o efetivo ficará responsável pelo controle da passagem de pedestres e ainda por possíveis serviços de manutenção. “Vamos ficar no local o tempo necessário para atender à população de Guidoval”, afirmou.

Voluntariado

Um grupo de estudantes, que pertencem à Ordem Demolay de Viçosa, também está dando sua contribuição a Guidoval. Munidos de pá, rodos, vassouras e mangueiras, eles ajudam na limpeza de casas e ruas atingidas pelas chuvas. “Nós sempre praticamos a filantropia”, disse o coordenador do grupo, Luiz Augusto Aguiar, doutorando em Ciência e Tecnologia de Alimentos, na Universidade Federal de Viçosa (UFV). Ele explica que a Ordem Demolay de Viçosa existe há 20 anos e é uma confraria ligada à maçonaria.

O tenente da PM Maury Arthur, responsável pela organização da logística de recebimento e distribuição de donativos, destacou a importância do voluntariado neste momento de crise. “O que chama a atenção é a solidariedade do povo mineiro, que vem respondendo às demandas dos mais necessitados em Guidoval”, disse.

Banco do Brasil

O início da limpeza da cidade permitiu a chegada de uma unidade móvel do Banco do Brasil para fazer o atendimento a aposentados, servidores públicos e correntistas de Guidoval. Por meio do posto, instalado na rua Padre Baião, região central do município, a população pode realizar saques de até R$ 500, pagar contas, consultar extratos e saldos. O chamado Comércio Eletrônico Fácil (Comef) ficará na cidade por um período de 15 dias.

Ex-servidor da prefeitura, o aposentado Celso Luiz da Silva ficou aliviado, pois depende de seu benefício para sobreviver. “Se não fosse esse banco, teria que ir até Ubá ou Rodeiro para receber minha aposentadoria”, disse.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas garante condições de tráfego nas rodovias estaduais

BELO HORIZONTE (06/01/12) – Em função das chuvas que atingem diversas regiões do Estado, o Governo de Minas, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG), tem intensificado os trabalhos em diversas regiões, com a mobilização de máquinas e homens, que atuam na desobstrução e recuperação de estradas afetadas pelas chuvas.

Todas as 40 Coordenadorias Regionais do DER estão de plantão, 24 horas, e preparadas para atender quaisquer problemas nas rodovias mineiras. Conforme determinação do DER, os técnicos têm três horas para sinalizar o local e, no máximo, 24 horas para oferecer uma rota alternativa e as demais providências.

Técnicos e agentes do DER trabalham intensamente na desobstrução dos 103 trechos de estradas estaduais que sofreram restrição de tráfegos em razão das chuvas. O departamento disponibiliza, ainda, informações constantes sobre a situação das rodovias mineiras por meio do link http://www.der.mg.gov.br/lista-de-servicos/37-rodovias-com-restricao-de-trafego. Outras informações sobre os trechos também estão disponíveis pelo telefone 155, do Ligue Minas.

Em Guidoval, na Zona da Mata mineira, o trânsito foi restabelecido com a desobstrução da via que liga o município à MG-447. Técnicos do DER realizaram uma operação para cobrir este trecho com cascalho, para minimizar os transtornos aos usuários. Dois engenheiros especialistas em construção de pontes já estão no município para fazer os primeiros levantamentos para a reconstrução, conforme determinação do governador Antonio Anastasia. A ponte que dá acesso ao município foi destruída pelas chuvas.

Na região Central de Minas, os trabalhos de retirada de quedas de barreira na LMG-779, estrada que liga Itabira a João Monlevade, já começaram. Serão retirados mais de 40 mil metros cúbicos de terra que estão impedindo a passagem de veículos. Os trabalhos devem durar aproximadamente 15 dias.  Já no Campo das Vertentes, o trecho que liga Ouro Preto a Ouro Branco, na MG-129, está restrito ao trânsito de veículos pesados. Toda a área está sinalizada e máquinas carregadeiras retiram a terra da pista. A retirada é gradativa devido ao volume intenso de material.

Vistorias

Na tarde desta sexta-feira (6), o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais, Carlos Melles, visitou, juntamente com o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, e demais técnicos do ministério, alguns trechos afetados pelas chuvas, em Belo Horizonte e na região do Campo das Vertentes. Na capital, estiveram no viaduto São Francisco, na região de Pampulha. Em seguida, vistoriaram a BR-040, onde ocorreu uma erosão na altura do quilômetro 584. Logo após, Carlos Melles  e Paulo Passos observaram a situação da BR-356, desde o entroncamento da BR-040 até Itabirito. De Itabirito, o secretário e o ministro seguiram para Ouro Preto e percorreram diversos locais afetados pelas chuvas.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas monta força-tarefa para ajudar municípios da Zona da Mata

 

GUIDOVAL (05/01/12) – A redução das chuvas e a baixa do nível das águas do rio Xopotó, permitiram, nesta quinta-feira (5), que as equipes da defesa civil de Minas Gerais intensificassem o trabalho de atendimento à população de Guidoval, na Zona da Mata mineira. A estrada que liga a cidade a Visconde do Rio Branco foi desobstruída, o que possibilitou a chegada dos primeiros caminhões com alimentos, água, colchões, material de limpeza e agentes de saúde iniciaram o trabalho de vacinação da população.

Voluntários se juntaram a integrantes da força-tarefa do Governo de Minas para auxiliar no descarregamento dos caminhões e armazenamento dos produtos nas salas de aula da Escola Estadual Coronel Joaquim Martins. A entrega do material será feita porta a porta e está sob responsabilidade da equipe de assistência social do município. Cerca de 150 pessoas, entre técnicos da Defesa Civil, da Gerência Regional de Saúde em Ubá, da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), policiais militares e do Corpo de Bombeiros Militar, servidores do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) estão em Guidoval para prestar auxilio à população atingida, ao lado de servidores da prefeitura local e de municípios vizinhos.

Também os serviços públicos – fornecimento de água, telefonia e energia elétrica – começaram a ser normalizados. Na casa de Dona Alda Rodrigues Jorge, 79 anos, e Sebastião Jorge, 75 anos, localizada no centro da cidade, já tem água e luz. A Cedec contava, na tarde desta quinta-feira, 102 desabrigados. Quatro abrigos foram instalados para receber aqueles que foram obrigados a deixar suas residências e não tiveram para onde ir. Sebastião Jorge conta que nunca antes tinha acontecido nada igual na cidade. Dados ainda preliminares apontam para a existência de cem casas destruídas e outras 400 danificadas. “Nasci na zona rural e vim para Guidoval aos seis anos de idade. A ponte que caiu tinha mais de 100 anos”, conta.

Um posto de saúde foi instalado na unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), que foi abastecido com medicamentos transportados por helicóptero e barco. Vinte e seis profissionais da área da saúde, entre eles médicos e enfermeiros, revezam no atendimento à população. Estão disponíveis vacinas contra difteria e tétano.

Este é o momento da assistência humanitária, quando as pessoas recebem roupas, alimentos, kit higiene, até que a situação seja normalizada. “Nesta fase também é realizada a reabilitação de cenário, com o restabelecimento dos serviços de água, luz, telefone e a limpeza da área”, explicou o secretário executivo da Cedec, tenente-coronel Eduardo Reis, que está em Guidoval coordenando as ações de atendimento à população.

Paralelamente, começam os trabalhos de avaliação e extensão dos danos, trabalho realizado pela Coordenação Municipal de Defesa Civil (Comdec) da Prefeitura, com a orientação e o apoio do Corpo de Bombeiros e a Cedec-MG. São feitas vistoriais e preenchidos relatórios que, posteriormente, são encaminhados junto com projetos de recuperação, ao governo federal, para a obtenção de recursos para a reconstrução das áreas destruídas e recuperação dos equipamentos – casas, pontes, estradas, prédios públicos – danificados.

No fim da tarde de hoje, eles se reuniram no Posto de Comando da Defesa Civil, instalado ao lado do ginásio poliesportivo, para um balanço das atividades do dia e para o planejamento das ações do dia seguinte. Para esta quinta-feira, eles tinham programado 18 ações. De acordo com o major Anderson, responsável pelas operações da Cedec-MG, os objetivos foram alcançados totalmente ou parcialmente.

“Essas avaliações e planejamento evitam ações improvisadas, dando mais eficiência ao trabalho, já que antecipa possíveis demandas da população”, disse. Desde a terça-feira passada, cerca de 50 ações foram planejadas e executadas.

Além da equipe da Cedec-MG, participaram da reunião representantes da PM, Corpo de Bombeiros, prefeitura municipal, técnicos da Copasa, Banco do Brasil, Oi, entre outros. Segundo o prefeito Hélio Lopes dos Santos, o trabalho vem evoluindo bem. “Esperamos que esse momento difícil passe o mais rápido possível”, disse.

Fonte: Agênca Minas

Departamento de Estradas de Rodagem realiza blitz educativa na véspera do feriado

Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG), por meio da Gerência de Educação para o Trânsito da Diretoria de Operações, realizará, nesta quarta-feira (22), véspera do feriado de Corpus Christi, uma blitz educativa na BR-356, km 7, próximo ao BH Shopping e à Copasa. A ação acontecerá a partir das 8h30, e se estenderá por um período de três horas.

No transcorrer da blitz educativa, técnicos e educadores do Departamento (um total de 12 pessoas, mais três Agentes da Autoridade de Trânsito do DER/MG), e dois técnicos da Federação das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais (Fetcemg) distribuirão folhetos e conversarão com condutores e passageiros de veículos automotores, sobre os temas: transporte de crianças; bebida alcoólica; e cinto de segurança no banco da frente e de trás.

O principal objetivo da ação é conscientizar os condutores sobre a importância de uma viagem segura, visando à preservação de suas vidas e da do próximo. O evento contará com o apoio e suporte operacional dos policiais rodoviários estaduais da 7ª Cia da Polícia Rodoviária de Minas Gerais.