• Agenda

    julho 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

  • Anúncios

Governo de Minas: presidente da Cemig é apontado como um dos melhores da América Latina

Djalma Morais ficou na 22ª colocação entre 294 dirigentes de empresas da região

Divulgação / Cemig
Djalma Morais assumiu a presidência da Cemig em 1999 e promoveu uma reestruturação
Djalma Morais assumiu a presidência da Cemig em 1999 e promoveu uma reestruturação

O presidente da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Djalma Bastos de Morais, está entre os 50 melhores presidentes de empresas da América Latina, segundo a revista Harvard Business Review. Foram analisados 294 presidentes de 197 empresas de capital aberto da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e Venezuela. O presidente da Cemig foi o 22º colocado. Informações estão no site da Cemig.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/presidente-da-cemig-e-apontado-como-um-dos-melhores-da-america-latina/

Anúncios

Governo de Minas: Paraatletas de doze países se encontram em BH para campeonato de tênis

A competiçãon é promovida pela ONG Tênis para Todos, uma das entidades parceiras da Seej

Filipe Diniz/Seej
Adair José Salvador Siqueira, 24 anos, joga tênis na ONG há oito meses
Adair José Salvador Siqueira, 24 anos, joga tênis na ONG há oito meses

Cinquenta e dois paraatletas do Brasil, Argentina, Austrália, Canadá, Chile, Colômbia, Espanha, França, Inglaterra, Japão, Suécia e Uruguai participam, até domingo (1º), da sétima edição do TH Minas Weelchair Tennis Open. A competição, realizada na Avenida Otacílio Negrão de Lima, 7030, em Belo Horizonte, é promovida pela ONG Tênis para Todos, uma das entidades parceiras da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej) na execução do programa Minas Olímpica Oficina de Esportes.

Um dos beneficiados pelo programa Oficina de Esporte que competem no torneio é Adair José Salvador Siqueira, 24 anos, que há sete perdeu as duas pernas num acidente e encontrou no esporte uma oportunidade de superação. Por cinco anos ele praticou basquete e há oito meses joga tênis na ONG Tênis para Todos. “Tenho uma vida bem independente, moro sozinho, cozinho, lavo e vou para os treinos de segunda-feira a sábado, das 9h às 16h. Pego por dia quatro ônibus mais o metrô para treinar e o esporte é a minha vida, meu refúgio”, disse o paraatleta.

Rafael Medeiros, de 21 anos, é o outro exemplo de força de vontade. A mãe, Marina Medeiros Gomes, conta que aos dois anos de idade Rafael perdeu a mobilidade das pernas. “Meu filho dormiu andando e acordou paralítico. Era como se estivesse num buraco, lá no fundo, fiquei desesperada”, relata a mãe, que descobriu que um cisto na coluna havia imobilizado o garoto. Daí pra frente Rafael passou por mais de vinte cirurgias, sendo a última em 2010, quando mais uma vez teve que ser operado. “Meu filho ficou entre a vida e a morte e só um milagre poderia salvá-lo e isso aconteceu”.

Há cinco anos Rafael conheceu o tênis em cadeira de rodas e não parou mais. Hoje ele é o segundo no ranking nacional e 44º no internacional. “Quando conheci o tênis foi amor a primeira vista e não consigo me imaginar sem praticá-lo. Estou batalhando pra conquistar uma vaga para as Paraolimpíadas de Londres e chegar pelo menos a uma final”, declara o jovem que conta com apoio integral da mãe. “Apoio e procuro estar aonde ele está. Meu filho é a minha via é o meu herói”.

O diretor técnico e de planejamento e gestão da ONG, Gerson Carlos de Souza, explica que este campeonato em cadeira de roda é o mais importante do segmento sulamericano. “O TH Minas Weelchair Tennis Open é o único torneio da América do Sul que pontua no Internacional Tennis Federation (ITF) na categoria de juniores e isso contribui para elevar o ranking dos jogadores”, destacou o diretor.

A competição acontece nas modalidades feminino, masculino e juniores- voltado a atletas entre 12 e 18 anos, e é divida nas chaves principal e secundária, com jogos no simples e no duplo. Em relação ao tênis convencional, a prova praticada por cadeirantes têm como principal diferencial a validade do quique duplo nas jogadas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/paraatletas-de-doze-paises-se-encontram-em-bh-para-campeonato-de-tenis/

Governo de Minas: Programa Jovem Comunicador é lançado no município de Brumadinho

O programa é voltado para o público com idade entre 14 e 24 anos e visa proporcionar aos jovens um primeiro contato com o universo midiático

Filipe Diniz
O programa é voltado para jovens com idade entre 14 e 24 anos
O programa é voltado para jovens com idade entre 14 e 24 anos

Com o apoio da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej), por meio da Subsecretaria da Juventude, o Instituto Inhotim lançou, nesta quarta-feira (14), em Brumadinho, o programa Jovem Comunicador, voltado ao público com idade entre 14 e 24 anos, residente no município da região Central do Estado.

A ideia é proporcionar aos jovens um primeiro contato com o universo midiático e, a partir dessa iniciação, incentivá-los a produzir conteúdos de acordo com suas realidades. Para a diretora-executiva do Instituto Inhotim, Roseni Rosângela de Sena, o intuito é “despertar o senso crítico e promover a formação política dos jovens”. Para isso, serão oferecidas, a partir de 21 de março, oficinas gratuitas de blogs e redes sociais, fotografia e teatro, com duração total de 12 horas/aula para cada modalidade.

“Nossa ideia não é instrumentalizar esses jovens, e sim utilizar de tais ferramentas midiáticas para formação política e para o desenvolvimento da consciência cidadã”, salienta a diretora-executiva. Ela diz ainda que, dessa maneira, eles poderão se integrar no espaço e nos grupos em que convivem, atuando de forma participativa e propositiva, “para que sejam sujeitos históricos em todos esses espaços nos quais frequentam”.

O subsecretário da Juventude, Gabriel Azevedo, explica que o mundo tem exemplos exitosos quando o assunto é o desenvolvimento de projetos relacionados à juventude, cultura, arte e meio ambiente. “Medelin, na Colômbia, e Barcelona, na Espanha, são cidades que conseguiram protagonizar o jovem utilizando estes temas e é a partir de tais experiências que iniciamos, em Brumadinho, este programa que visa contribuir com o empoderamento de nossos jovens. Inhotim, um espaço tão rico em arte e botânica, é um ambiente propício para essa experimentação”, analisa o subsecretário.

Neste primeiro semestre, foram abertas 60 vagas destinadas aos alunos das escolas estaduais Paulina Aluotto Ferreira, Paulo Neto Alkimin e Padre Machado. As aulas serão realizadas no Centro da Juventude e no Instituto Inhotim (rua José Maria Bibiano, 381, no bairro Santa Efigênia), sempre às quartas-feiras, durante 3 meses. A analista de inclusão social e coordenadora do Jovem Comunicador, Ângela Campos, conta que os alunos terão conteúdo teórico e prático, além de infraestrutura adequada para as oficinas, com computadores, máquinas fotográficas e material didático.

José Maria Amaral Moreira Martins, de 14 anos, é um dos inscritos na oficina de teatro. “Quem fica parado não vai pra frente e por esse motivo participarei deste programa, que irá me ajudar a me comunicar melhor”, conta. Mesmo tão novo, ele já ministra palestras sobre meio ambiente e sustentabilidade na escola e participa de peças de teatro. “Meu pai é catador de papéis e, mesmo com todas as dificuldades financeiras, ele me ensinou a correr atrás. Depois desta oficina quero fazer outras”, diz o garoto.

O programa Jovem Comunicador também conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Brumadinho, por meio da Secretaria Municipal de Ação Social.

Fonte: Agência Minas

Governador Antonio Anastasia participa do lançamento de nova fábrica da Coca-Cola em Minas

ITABIRITO (05/12/12) – O governador Antonio Anastasia participou, nesta segunda-feira (5), em Itabirito, na região Central do Estado, do lançamento da pedra fundamental da nova fábrica de refrigerantes da Coca-Cola FEMSA. Com investimentos de R$ 250 milhões, a planta industrial será instalada em um terreno de 300 mil metros quadrados, nas margens da BR-040, sentido Rio de Janeiro. Durante a construção, cerca de 800 empregos diretos serão gerados. A unidade terá capacidade anual instalada para a produção de 2,1 bilhões de litros de refrigerante.

Anastasia afirmou, durante a solenidade, que a instalação de uma fábrica de Coca-Cola em Itabirito, um dos mais importantes municípios mineradores do Estado, demonstra o esforço do Governo de Minas em estimular a criação de empregos de qualidade e, ao mesmo tempo, diversificar cada vez mais a economia mineira.

“Este projeto é um símbolo belíssimo de nosso esforço para diversificar o perfil econômico de Minas Gerais. Além de setores já tradicionais, como o da mineração, café e leite, é fundamental atrairmos outras indústrias para o Estado. A inserção da Coca-Cola FEMSA, uma das três marcas mais reconhecidas no mundo, é um orgulho para nós mineiros”, disse Anastasia.

Fábrica Verde

A nova unidade será construída no conceito de “fábrica verde”, cujo projeto garante o uso responsável da água e eficiência energética, seguindo as normas de sustentabilidade ambiental. A conclusão da construção da fábrica está prevista para 2013.

Todos os refrigerantes da marca Coca-Cola, em todas as embalagens existentes, serão produzidos na fábrica de Itabirito, para atender parte do mercado de Minas Gerais e região serrana do Rio de Janeiro. A fábrica contará com o maior engarrafador do Sistema Coca-Cola no mundo.

O governador Antonio Anastasia participou do lançamento da pedra fundamental da fábrica acompanhado do secretário de Estado de Meio Ambiente, Adriano Magalhães, e da secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck. Eles foram recebidos pelo prefeito de Itabirito, Manoel da Mota Neto, pelo presidente da Coca-Cola FEMSA Brasil, Ricardo Botelho Bicalho, e pelo diretor da Fundação FEMSA Coca-Cola, Vidal Garza Cantú.

Minas: a melhor opção

O presidente da Coca-Cola FEMSA Brasil, Ricardo Botelho Bicalho, destacou que a nova fábrica estará localizada em uma das mais importantes rodovias brasileiras. “Minas Gerais foi a melhor opção para a Coca-Cola FEMSA, pois se trata de um estado trabalhador e que possui uma cultura muito tradicional”, disse.

A cerimônia contou com a participação do coral Canarinho de Itabirito, uma associação cultural com mais de 250 alunos, que tem como um dos apoiadores o Governo de Minas. Sob a regência do maestro Eric Lana, o grupo apresentou um repertório baseado na Música Popular Brasileira (MPB), com destaque para sambas e canções de músicos mineiros.

Em Minas Gerais, a Coca-Cola FEMSA emprega 3.500 pessoas e conta com uma fábrica localizada em Belo Horizonte, que já alcançou sua capacidade máxima e não tem mais espaço para ampliações. A nova instalação em Itabirito ampliará em 47% a capacidade instalada da fábrica que opera em Minas.

Investimentos sociais

Durante a cerimônia, a Coca-Cola FEMSA Brasil e a Fundação FEMSA fizeram a entrega simbólica de um equipamento potabilizador (tratamento de água) à Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec). A máquina tem capacidade de tornar potável 1 litro de água por segundo, o que permite atender, diariamente, mais de 4.500 pessoas atingidas por catástrofes naturais, seja na seca ou na enchente. Ao todo, serão doados cinco equipamentos. Duas máquinas móveis ficarão na Região Metropolitana de Belo Horizonte e serão rapidamente deslocadas em casos de emergência.

Três delas são fixas e serão instaladas em municípios do Norte de Minas que ainda são abastecidos por caminhões-pipa. Cada uma dessas máquinas tem capacidade de atender 10 mil pessoas em comunidades no seu entorno. Isso com baixos custos de operação e manutenção dos equipamentos, que basicamente necessitam de sal comum, água e energia.

O diretor da Fundação FEMSA Coca-Cola, Vidal Garza Cantú, ressaltou que sendo a terceira economia do país e o segundo em população, Minas Gerais é um estado ideal para investimentos sociais. “Estamos aqui para celebrar o início dessa parceria”, completou.

Segundo o chefe do Gabinete Militar do Governador (GMG) e coordenador estadual da Defesa Civil de Minas Gerais, Coronel Luís Carlos Dias Martins, os dois equipamentos móveis já estarão à disposição logo após o treinamento das equipes, nos próximos dias 19 e 20. “É um instrumento a mais que a Defesa Civil poderá usar nos desastres naturais que por ventura possam ocorrer no Estado de Minas Gerais”, afirmou o coronel Martins.

Sobre a Coca-Cola FEMSA

A Coca-Cola FEMSA Brasil, do Grupo FEMSA (Fomento Econômico Mexicano S.A.), produz refrigerantes e água, sendo a maior franquia de Coca-Cola do mundo em volume de vendas. Dentre outros negócios, comercializa e distribui produtos das marcas do portfólio Coca-Cola Company (composto por chás, sucos, bebida láctea, energéticos, isotônicos e hidrotônicos) e cervejas da Heineken.

No Brasil – além de BH, Campo Grande (MS), Jundiaí (SP) e Mogi das Cruzes (SP) -, emprega 15 mil funcionários e atende 40 milhões de consumidores, distribuídos nas principais regiões de São Paulo, grande parte de Minas Gerais, parte do litoral paulista, todo o Mato Grosso do Sul e região serrana do Rio de Janeiro. A Coca-Cola FEMSA possui 30 unidades fabris nos países latino-americanos. Além do Brasil, a empresa atua no México, Guatemala, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Venezuela e Argentina.

Fonte: Agência Minas