• Agenda

    maio 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

  • Anúncios

Governo de Minas: Copa Airlines comemora sucesso na operação aérea que liga Belo Horizonte ao Panamá

Em dezembro de 2011, a frequência de voos da rota tornou-se diária

Osvaldo Afonso/Imprensa MG
Jacqueline Ledo, Marcos Calixto, Agostinho Patrus e Gustavo Esusy
Jacqueline Ledo, Marcos Calixto, Agostinho Patrus e Gustavo Esusy

O secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, recebeu, nesta terça-feira (10), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, em Belo Horizonte, a visita da diretoria da Copa Airlines. Na ocasião, os diretores da empresa aérea apresentaram os resultados da operação que, desde agosto de 2008, interliga a capital mineira à Cidade do Panamá, com conexões diretas para as principais cidades da América Central, Caribe e América do Norte, como Orlando, Los Angeles, Miami e Nova York.

Durante o encontro, o gerente da empresa no Brasil, Marcos Calixto, lembrou que a Copa Airlines iniciou suas operações em Minas Gerais com quatro frequências semanais ligando Belo Horizonte à Cidade do Panamá. Posteriormente, a operação passou para cinco frequências e, em dezembro de 2011, o voo tornou-se diário. E, ainda, para maior conforto dos passageiros, a aeronave inicial, um 737-700 com capacidade de 124 lugares, foi substituída por um 737-800, com 160 assentos. “Minas Gerais tem uma particularidade. É um mercado pulsante. Tivemos uma demanda de mais de 70% após a implantação da nova rota. O mineiro abraçou a nossa empresa com alto nível de profissionalismo. Queremos vender cada vez mais Minas Gerais para os turistas da América Central e do Norte e fomentar o intercâmbio entre as duas regiões”, ressaltou.

O secretário de Estado de Turismo lembrou que após o anúncio de que o Consulado dos Estados Unidos será instalado em Belo Horizonte, a tendência é facilitar, ainda mais, o fluxo de turistas entre o Minas Gerais e aquele país, e que a rota operada pela Copa muito favorecerá esse transporte de passageiros. “Esta iniciativa vai motivar os mineiros a obterem o visto e também favorecerá o fluxo de americanos em nosso Estado. Pela vitalidade do Aeroporto Tancredo Neves e pelo crescente número de passageiros internacionais desembarcando em Confins, o Governo de Minas é um grande incentivador das companhias aéreas que estão em operação em nosso Estado”, disse Agostinho Patrus Filho.

Também estiveram presentes no encontro a secretária-adjunta de Estado de Turismo, Silvana Nascimento; a gerente da Copa Airlines em Minas Gerais, Jacqueline Ledo; e o gerente regional da empresa, Gustavo Esusy.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/copa-airlines-comemora-sucesso-na-operacao-aerea-que-liga-belo-horizonte-ao-panama/

Anúncios

Gestão Anastasia: governo de Minas e Intel assinam acordo para inclusão tecnológica de jovens

Programa busca a qualificação profissional e capacitação tecnológica de 20 mil jovens

O Governo de Minas Gerais e a Intel Brasil lançam um programa para qualificação profissional e capacitação tecnológica de 20 mil jovens de 15 a 21 anos, na rede de Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs) e Telecentros do Estado. No dia 10 de abril, às 13h, o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), Narcio Rodrigues, e o diretor de Assuntos Corporativos para América Latina, Nuno Simões, assinam acordo de cooperação técnica para a execução do Programa Intel Aprender na rede, estruturada em mais de 360 municípios mineiros. O evento será no Prédio Gerais, sala 6, às 13h, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves.

Segundo o secretário Narcio Rodrigues, a iniciativa vai ajudar jovens em comunidades com pouco ou nenhum acesso à tecnologia a desenvolverem as habilidades necessárias para o sucesso no mercado de trabalho, por meio de cursos que ampliem seus pensamentos críticos, cooperação e domínio de ferramentas de informática. Diferenciadas, as aulas abordam conteúdos que permitem aos alunos aplicar seus aprendizados na comunidade onde vivem e nos projetos desenvolvidos. Os módulos do Intel Aprender foram otimizados para o ensino a distância.

Pelo acordo, a Intel irá capacitar 90 multiplicadores ligados aos CVTs do Estado. A meta do projeto é capacitar mais de vinte mil jovens de 15 a 21 anos. “É muito importante capacitarmos esses jovens para torná-los cidadãos preparados para o sucesso em suas vidas pessoais e profissionais” disse Nuno Simões, diretor de Assuntos Corporativos para América Latina. “Nosso principal objetivo é utilizar a excelente estrutura dos CVTs para propagar cursos de qualidade aos jovens, que terão papel fundamental em ajudar suas comunidades a entrar definitivamente no mundo digital e na economia global”.

Centros Vocacionais Tecnológicos

Os CVTs são centros de excelência voltados para a capacitação tecnológica e profissional, que visam o aumento do conhecimento, de acordo com a vocação econômica da região. Os centros são equipados com a plataforma de ensino à distância Moodle. O Estado de Minas Gerais é o 4º maior usuário global da plataforma. Cada unidade conta com: duas Salas de Inclusão Digital equipadas com 20 computadores conectados à internet, servidor, impressora, softwares e móveis ergonômicos; Sala de Videoconferência montada com projetor de multimídia, câmera, microfones, módulo para entrada de dados e conexão de notebooks, aparelhos de conexão e codificação de vídeo, possibilitando a realização de seminários, palestras e cursos a distância;  Núcleo de Apoio ao Empreendedor – NAE; e Laboratório Vocacional destinado ao desenvolvimento e aprimoramento das vocações econômicas locais e regionais. O

Os Telecentros são laboratórios de informática equipados com 5 a 10 computadores conectados à internet, um servidor, impressora, softwares atualizados e móveis ergonômicos para a realização de cursos de inclusão digital.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-e-intel-assinam-acordo-para-inclusao-tecnologica-de-jovens/

Gestão Anastasia: governo inicia processo de estruturação da infraestrutura viária no entorno da Cidade Administrativa

Está aberta a consulta pública para futuro processo de licitação da rede viária que contorna a sede administrativa do Governo

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) e da Unidade Central de Parcerias Público Privadas (PPP) da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), abriu nesta quarta-feira (28) a consulta pública da minuta do edital para o futuro processo de licitação da infraestrutura viária do entorno da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, que compreende uma extensão de 24,3 quilômetros.

O projeto busca viabilizar uma Parceria Público-Privada, na modalidade de concessão administrativa, que prevê a implantação, pavimentação, recuperação, operação, manutenção, conservação e melhoramentos das vias que circundam a sede administrativa do Governo de Minas Gerais, em um prazo de 25 anos.

O projeto do contorno viário da Cidade Administrativa envolve a ampliação e recuperação de quatro trechos rodoviários – Alameda José Maria Alckmin, Avenida Senhor do Bonfim, Avenida Oceano Atlântico e Avenida Leontino Francisco Alves, bem como a duplicação dos viadutos São Benedito e Morro Alto. Está prevista também a implantação de duas rodovias, uma ligando a MG-010 à Via 220 e, futuramente, outra de conexão ao Contorno Metropolitano norte, projeto que vem sendo desenvolvido pelo Dnit.

A implantação e operação das vias ocorrerão por meio de uma parceria com a iniciativa privada. Nesta parceria, investidores serão responsáveis pelo financiamento e construção da infraestrutura, além da gestão e manutenção de todas as vias. A partir da efetiva disponibilização da infraestrutura para os usuários, o Governo iniciará os pagamentos ao parceiro privado. Esses pagamentos estarão submetidos a indicadores de desempenho e o concessionário privado receberá maior contraprestação pública quanto melhor for a qualidade das vias. Trata-se de um modelo inédito no Brasil, que busca criar incentivos para otimização e modernização da gestão da infraestrutura viária.

Plano Macroestrutural

A implantação desta infraestrutura viária está inserida no Plano Macroestrutural do Vetor Norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte, que introduziu os aeroportos Internacional Tancredo Neves (AITN) e o da Pampulha como âncoras do desenvolvimento desta região.

A proposta é implementar uma grande artéria que conecte os vetores Norte, Sul e Oeste da Região Metropolitana de Belo Horizonte, criando novas rotas de acesso e trafegabilidade. Além dos documentos do edital, o Governo de Minas irá disponibilizar estudos referenciais de engenharia, incluindo o projeto básico e seus quantitativos, além do Plano de Operação e Manutenção.

Durante o período de consulta pública, os interessados em participar do processo poderão apresentar comentários e sugestões, por meio do endereço eletrônico entornoca@ppp.mg.gov.br. A participação será fundamental para o aprimoramento do projeto. Os comentários e sugestões deverão ser encaminhados com a identificação completa do autor (denominação, endereço, e-mail, responsável, tele/fax). As minutas de edital e dos seus respectivos anexos, e os estudos poderão ser obtidos no link www.ppp.mg.gov.br.

De acordo com o subsecretário de Transportes, da Secretaria de Transportes e Obras Públicas, Diogo Prosdocimi “esta iniciativa representa o esforço do Governo de Minas para resolver a questão da mobilidade, decorrente do desenvolvimento do Vetor Norte da Região Metropolitana. A consulta ao setor privado e à população em geral constitui uma forma de buscar soluções que possam aumentar a viabilidade e adaptar os projetos às melhores práticas do mercado, tornando-o mais atrativo e em consonância com as demandas sociais”.

Segundo o coordenador da Unidade Central de PPP do Governo de Minas, Marcos Siqueira Moraes, o projeto representa uma enorme oportunidade de modernização das práticas de implantação e gestão de infraestrutura no Estado, já que alinha esforços do governo e da iniciativa privada para melhorar as condições da rede viária. ”O sucesso deste modelo servirá de exemplo para todo o Estado”, afirma Marcos Siqueira.

Após a conclusão da consulta pública, o Governo irá alinhar o edital e seus anexos às sugestões e considerações recebidas, consolidando o texto final dos documentos, que irá se configurar em mais um edital de PPP no Estado de Minas Gerais. Este projeto comprova a expertise do Governo de Minas Gerais em relação aos outros estados, no provimento de infraestrutura mais eficiente por meio de Parcerias Público-Privadas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-inicia-processo-de-estruturacao-da-infraestrutura-viaria-no-entorno-da-cidade-administrativa/

Gestão Anastasia: coordenadorias e escritórios do IMA do Sul do Estado são contempladas com novos veículos

Novos carros serão distribuídos em Alfenas, Cabo Verde, Cambuí, Guaxupé, Itamonte, Machado, Ouro Fino, Paraisópolis, Passos, Pouso Alegre, São Gonçalo do Sapucaí, São Sebastião do Paraíso e Varginha

O governador Antonio Anastasia entregou, na quinta-feira (22), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, 135 veículos para o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). O objetivo é fortalecer os sistemas de vigilância sanitária animal e vegetal do Estado. Do total de veículos, a região do Sul de Minas receberá 19, que serão distribuídos para escritórios pertencentes às coordenadorias e escritórios dos municípios de Alfenas, Cabo Verde, Cambuí, Guaxupé, Itamonte, Machado, Ouro Fino, Paraisópolis, Passos, Pouso Alegre, São Gonçalo do Sapucaí, São Sebastião do Paraíso e Varginha.

Foram investidos R$ 6 milhões na aquisição de todos veículos, sendo R$ 1,2 milhão do Governo de Minas e R$ 4,8 milhões do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Os outros carros estão sendo enviados diretamente às coordenadorias regionais do Instituto. Cento e seis veículos serão utilizados nos trabalhos do sistema de vigilância animal do IMA. Os demais serão destinados à área vegetal. Os veículos serão distribuídos para todas as 20 Coordenadorias Regionais do IMA.

O Sistema de Vigilância Sanitária Animal do Instituto tem o objetivo de prevenir, controlar e erradicar as doenças animais. São combatidas enfermidades como febre aftosa, peste suína clássica, brucelose e tuberculose, influenza aviária e raiva. Já o Sistema de Vigilância Sanitária Vegetal é responsável pela prevenção e controle de pragas, fazendo, também, a vigilância e fiscalização do trânsito interestadual de vegetais.

Também participaram da entrega dos veículos ao IMA o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Elmiro Alves do Nascimento, o diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, e o superintendente federal substituto de Agricultura em Minas Gerais, Dermeval Silva Neto.

Confira as coordenadorias e os escritórios contemplados com os novos veículos:

 

Cidade Veículos
Passos 2 Unos 1.4 e 1 Meriva
Alfenas 1 Uno 1.4
Cabo Verde 1 Uno 1.4
Guaxupé 1 Uno 1.4
Pouso Alegre 1 Uno 1.4 e 1 camionete Ranger
Ouro Fino 1 Uno 1.4
Machado 1 Uno 1.4
Paraisópolis 1 Uno 1.4
Varginha 2 Uno 1.4 e 1 1 Fiorino Furgão
São Gonçalo do Sapucaí 1 Uno 1.4
Itamonte 1 Uno 1.4
Lavras 1 Fiorino Furgão
Cambuí 1 Fiorino Furgão
São Sebastião do Paraíso 1 Fiorino Furgão

Gestão Anastasia: governo de Minas promove fórum com universidades mineiras e australianas

O evento visa à internacionalização das instituições mineiras, incrementando as parcerias para o desenvolvimento da ciência e da inovação

Divulgação/Sectes MG
Secretário Narcio Rodrigues durante pronunciamento no encerramento do fórum
Secretário Narcio Rodrigues durante pronunciamento no encerramento do fórum

O ensino superior público de Minas Gerais tem se destacado cada vez mais pela sua excelência. Contudo, apesar de parcerias isoladas com diversas universidades do mundo, há a necessidade de inserção efetiva, ou seja, tornar as instituições mineiras internacionais. Com esse foco, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), realizou, nesta terça-feira (20), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, em Belo Horizonte, o 1º Fórum para Internacionalização do Ensino Superior de Minas Gerais, Missão Group of Eight Austrália.

O evento, realizado em parceria com o Fórum das Instituições Públicas de Ensino Superior (Ipes), que reúne 14 universidades públicas de Minas Gerais, atraiu reitores, pró-reitores, professores e pesquisadores mineiros e australianos. Para o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, Mário Neto Borges, o conhecimento não tem fronteiras, razão pela qual a interação das instituições mineiras com as australianas é fundamental para o crescimento dos dois lados. Ele aproveitou para dizer que o Governo de Minas, por meio da Fapemig e Sectes, já tem parceria concreta com a Universidade de Queensland na área de mineração.

O diretor-executivo do Group of Eight, Austrália, Michael Gallagher, ressaltou a importância da cooperação nas diversas áreas de interesse das universidades. “São acordos reais do que pretendemos fazer”, afirmou Gallagher. O Group of Eight (Go8) é um consórcio das principais e melhores universidades australianas. Juntas, elas representam 80% das pesquisas em universidades do país, recebendo financiamentos governamentais e da indústria para pesquisa. Integram o grupo: University of Queensland, The University of Melbourne, The University of Sydney, University of Western Australia, Monash University, Australian National University, The University of Adelaide e The University of New South Wales.

As áreas de excelência das oito universidades são abrangentes. Entre as que convergem com Minas Gerais, destacam-se: exploração mineral, tecnologia da informação, biotecnologia (vacinas e estudos com células-tronco), meio ambiente, água e energias limpas. O embaixador da Austrália no Brasil, Brett Hackett, disse que as instituições de Minas estão entre as melhores da América Latina e do mundo, e que há grande interesse do seu país na interação e na cooperação entre as universidades.

O presidente do Fórum das Ipes e reitor da Universidade Federal de Alfenas (Unifal), Paulo Márcio Faria e Silva, fez uma exposição do perfil de todas as 14 instituições públicas mineiras, sendo 11 universidades federais, duas estaduais e o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet-MG). Elas possuem 150 mil alunos matriculados, com cerca de 500 cursos de graduação. São ofertadas 36 mil vagas anualmente nos cursos presenciais dessas instituições.

O secretário-adjunto de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Evaldo Vilela, manifestou o desejo de intensificar as parcerias entre Minas e Austrália no campo acadêmico. Reforçou, ainda, a ideia do consórcio de universidades como algo facilitador, mesmo que cada uma mantenha suas especificidades. “Nossas universidades são unidas, mas podemos focar mais”, afirmou Vilela, com a experiência de reitor da Universidade Federal de Viçosa (UFV), período em que firmou diversas parcerias internacionais.

Ao encerrar o evento, o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, falou da importância da cooperação internacional para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia. Ele destacou, entre outros, o projeto Cidade das Águas, em Frutal, no Triângulo Mineiro, que já conta com a adesão de oito universidades mineiras para integrar o Condomínio Temático de Empresas e Instituições.

Narcio Rodrigues também explicou a proposta feita ao Ministério da Educação e ao CNPq sobre o programa Ciência sem Fronteiras para as águas, que pode facilitar a internacionalização com as universidades, contribuindo para a melhoria da gestão dos recursos hídricos. Quanto ao seminário, ele concluiu como um marco para as universidades avançarem, tanto as federais quanto as estaduais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-promove-forum-com-universidades-mineiras-e-australianas/

Governo de Minas: inscrições para Programa Jovens Mineiros vão até 18 de abril

Iniciativa do Governo de Minas vai promover a qualificação de estudantes das áreas de Engenharia Aeronáutica e Aeroespacial em parceria com instituição francesa
Divulgação/Imprensa MG
Maria Antônia Vieira Martins Starling (C) durante visita técnica em 2010, na Itália
Maria Antônia Vieira Martins Starling (C) durante visita técnica em 2010, na Itália

As universidades mineiras interessadas em indicar alunos para participar da 9ª edição do Programa Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo têm até 18 de abril para encaminharem as propostas para a Assessoria de Relações Internacionais da Secretaria Geral da Governadoria do Estado de Minas Gerais. Serão selecionadas instituições de ensino superior que possuam cursos de graduação e pós-graduação nas áreas de Engenharia Aeronáutica e Aeroespacial.

As instituições escolhidas deverão indicar alunos matriculados nos três últimos semestres dos cursos de graduação em Engenharia Mecânica, de Produção, Aeroespacial, Aeronáutica, Mecânica Aeronáutica e de Controle e Automação. Eles farão intercâmbio no Institut Aéronautique et Spatial (IAS), com sede em Toulouse (França), de 18 de junho a 14 de julho de 2012. Clique aqui para ler o edital completo.

A relação dos alunos indicados deverá ser encaminhada para o e-mail jovensmineiros@governo.mg.gov.br ou para o endereço da Secretaria Geral da Governadoria – Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, Prédio Gerais, 13º andar, Estação 067, Rodovia Prefeito Américo Gianetti, s/nº, bairro Serra Verde, Belo Horizonte (MG), CEP: 31630-900.

Intercâmbio

Para Maria Antônia Vieira Martins Starling, estudante de Engenharia Agrícola e Ambiental da Universidade Federal de Viçosa (UFV), a participação na 8ª edição do Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo, em 2010, no Instituto Politécnico de Turim (Polito) na Itália, foi enriquecedora. “Gostei muito do intercâmbio, pois me proporcionou um enriquecimento profissional. O aprendizado que tive foi muito bom para meu currículo”, comentou.

No último dia 5 de março, o governador Antonio Anastasia se reuniu, em Turim, com o reitor do Polito, Marco Gilli, para discutir os resultados das cinco edições do programa Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo, realizadas em parceria com o Instituto, além da realização de uma próxima edição em conjunto com a entidade de ensino italiana. O Polito é parceiro do Governo de Minas no projeto de intercâmbio de estudantes e de servidores mineiros, que se capacitam em áreas estratégicas para o desenvolvimento do Estado.

O programa do Governo de Minas também já enviou jovens para intercâmbio em Cingapura, na Ásia.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas e sindicatos elaboram novo Estatuto do Servidor

BELO HORIZONTE (16/12/11) – As novas regras do Estatuto do Servidor foram acordadas em reunião realizada, nessa quinta-feira (15), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, entre a secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, a subsecretária de Gestão de Pessoas, Fernanda Neves, e representantes do Comitê de Negociação Sindical (Cones).

O processo de discussão para elaboração do Projeto de Lei com o novo Estatuto do Servidor do Estado teve início em julho. Foram realizadas quatro reuniões, no âmbito do Cones, que contaram com a participação de representantes de 28 sindicatos e associações de servidores da administração direta e indireta do poder executivo, além da presença de representantes do Ministério Público Estadual (MPE), Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). O antigo estatuto estava em vigência desde 1952.

Renata Vilhena destacou que foram acatadas mais de 50% das sugestões dos sindicalistas. A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e o Cones realizaram  nove reuniões neste segundo semestre para debater e construir as propostas do novo estatuto.

A subsecretária Fernanda Neves aponta alguns destaques no documento, como o pagamento do abono de férias que passa a ser feito no mês em que o servidor efetivamente sai e “não 30 dias depois, como era antes”.

Renata Vilhena considera que o novo estatuto do servidor marca um avanço na relação governo e sindicalistas, que representam as diversas categorias de servidores. “O governo não avança sem a cooperação dos sindicatos”, frisou a secretária.

Fonte: Agência Minas