• Agenda

    agosto 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

  • Anúncios

Gestão Anastasia: Seminário de Iniciação Científica da Hemominas reúne jovens pesquisadores em Belo Horizonte

Evento teve como objetivo divulgar, reconhecer e valorizar os resultados de pesquisas desenvolvidas na instituição

Com apresentação de 22 trabalhos, sendo 12 do interior do Estado, o VI Seminário de Iniciação Científica da Fundação Hemominas, realizado, nesta sexta-feira (30), no Hemocentro de Belo Horizonte, teve como objetivo divulgar, reconhecer e valorizar os resultados de pesquisas desenvolvidas na instituição pelos pesquisadores e estagiários bolsistas.

Coordenado pelo Serviço de Pesquisa da Gerência de Desenvolvimento Técnico-Científico, o evento abordou temas relacionado às doenças transmissíveis pelo sangue, hemoglobinopatias, gestão em saúde, doação de sangue e derivados, transfusão de sangue e derivados, imunohematologia e coagulopatias.

A presidente da Fundação Hemominas, Júnia Cioffi, ressaltou a importância para a Hemominas em ter estudantes desenvolvendo pesquisas voltadas para a hemoterapia. “A Fundação Hemominas está sempre aberta para as pesquisas. Os projetos desenvolvidos são excelentes e inovadores”, completou Júnia.

De acordo com o diretor Técnico-Científico da Hemominas, Fernando Basques, “é importante divulgar o conhecimento com base cientifica em setores técnicos. Além disso, a pesquisa leva a inovação para os serviços assistenciais”. Segundo ele, os estudantes devem incentivar seus colegas a participarem de projetos como esse.

Para a hematologista da Fundação Hemominas e professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Célia Maria Silva, a valorização da prática com a pesquisa científica, associada ao atendimento a pacientes, faz com que os estudantes aprendam a conduzir eticamente um estudo. “São estimulados a realizar a pesquisa sem deixar a prática, além de aprenderem a trabalhar em equipe”, comentou a médica.

A hematologista é orientadora no trabalho “Prevenção Primária de Acidente Vascular Cerebral em Crianças com Doença Falciforme: A Experiência do Hemocentro de Belo Horizonte”, do estudante de Medicina da UFMG, Filipe Chaves Duarte. “É importante para o aluno encaixar o conhecimento prático da pesquisa com o teórico adquirido na universidade”, afirmou Célia Silva.

O coordenador do Hemocentro Regional de Uberaba, Paulo Roberto Juliano Martins, participou do seminário acompanhando cinco bolsistas do Triângulo Mineiro que apresentaram trabalhos de pesquisa. De acordo com o médico e pesquisador, a Fundação Hemominas é uma instituição sensibilizada para as pesquisas científicas. “A Hemominas incentiva a pesquisa. Quanto mais aumentarem as pesquisas na fundação, mais qualidade teremos nos nossos serviços de hematologia e hemoterapia. Houve um acréscimo muito grande na qualidade dos trabalhos no decorrer dos anos, demonstrado inclusive com  estudos de bolsistas publicados em revistas científicas nacionais e apresentados em congressos”, afirmou.

Todos os trabalhos inscritos no seminário fazem parte do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (BIC) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). As bolsas são concedidas para instituições de ensino sediadas em Minas Gerais, com o objetivo de contribuir para a iniciação de estudantes de graduação em atividades de pesquisa.

A gerente de Desenvolvimento Técnico-Científico da Hemominas e responsável pelo Programa BIC na fundação, Marina Lobato Martins, fez um breve balanço sobre o projeto de Iniciação Científica que teve início, em 2005, com cinco bolsistas inscritos. Neste ano, a Hemominas atingiu a cota máxima oferecida pela Fapemig, a de 25 bolsas para estudantes. Desde 2006, das 155 bolsas oferecidas, 71 alunos foram graduados. Marina ressalta o papel do orientador no desenvolvimento de um bom trabalho. “Assim, o estudante irá elaborar uma pesquisa que traga retorno positivo para a Fundação Hemominas. Deve-se apostar mais nas parcerias. Sem os bolsistas, o programa não funcionaria”, completou Marina.

Segundo o responsável pelo Serviço de Pesquisa da Hemominas, Daniel Chaves, o trabalho com os bolsistas é muito recompensador para os bolsistas e para a fundação. “Para os bolsistas, o trabalho conjunto é interessante, pois representa o aprimoramento de técnicas e teorias que aprendem na faculdade. Para nós, representa um braço dos pesquisadores dentro da instituição, que nos auxilia em projetos de pesquisas da própria Fundação”, explicou.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/seminario-de-iniciacao-cientifica-da-hemominas-reune-jovens-pesquisadores-em-belo-horizonte/

Anúncios

Gestão da Saúde: Fundação Hemominas realiza VI Seminário de Iniciação Científica

Objetivo do evento é divulgar e valorizar o resultado de pesquisas desenvolvidas na fundação pelos bolsistas

Fundação Hemominas, por meio do Serviço de Pesquisa da Gerência de Desenvolvimento Técnico-Científico, promove nesta sexta-feira (30) o VI Seminário de Iniciação Científica. Neste ano, 22 trabalhos estão inscritos, sendo 12 de pesquisadores do interior do Estado. Os trabalhos abordam temas, como doenças transmissíveis pelo sangue, hemoglobinopatias, gestão em saúde, doação de sangue e derivados, transfusão de sangue e derivados, imunohematologia e coagulopatias. O evento será no auditório do Hemocentro de Belo Horizonte, localizado na Alameda Ezequiel Dias, 321, bairro Santa Efigênia.

Implantado em 1992, o Serviço de Pesquisa da Fundação Hemominas concentra-se nas áreas da hematologia e hemoterapia. O objetivo do evento é divulgar e valorizar o resultado de pesquisas desenvolvidas na fundação pelos bolsistas.

Todos os trabalhos inscritos no seminário fazem parte do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (BIC) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). As bolsas são concedidas para instituições de ensino sediadas em Minas Gerais, com o objetivo de contribuir para a iniciação de estudantes de graduação em atividades de pesquisa.

Este ano, o seminário conta com grande número de pesquisadores bolsistas do interior do Estado. Segundo Daniel Chaves, responsável pelo Serviço de Pesquisa, o trabalho com os bolsistas é interessante tanto para eles quanto para a Fundação Hemominas. “Para os bolsistas, o trabalho conjunto representa o aprimoramento de técnicas e teorias que aprendem na faculdade. Para nós, representa um braço dos pesquisadores dentro da instituição, que nos auxilia em projetos de pesquisas da própria fundação”, explicou.

A Fundação Hemominas recebe, por ano, aproximadamente 25 estudantes interessados em desenvolver pesquisas na instituição. Para o jovem pesquisador que tem interesse em realizar estudos na Hemominas, o primeiro passo é procurar o Serviço de Pesquisa, pelo telefone (31) 3248-4587. A responsável pelo Programa BIC na fundação é a pesquisadora Marina Lobato.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/fundacao-hemominas-realiza-vi-seminario-de-iniciacao-cientifica/