• Agenda

    julho 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

  • Anúncios

Gestão Anastasia: governo de Minas capacita cidadãos para gerir negócio

Workshop Gestão para Oficinas Artesanais beneficiou empreendedores de Salinas e região

Os empreendedores de Salinas e região estão mais capacitados para gerir seus negócios. Na última semana, cerca de 30 pessoas participaram do workshop “Gestão para Oficinas Artesanais”, oferecido pelo Polo de Inovação da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), em parceria com Sebrae-MG e o Centro Vocacional Tecnológico (CVT) de Salinas.

Durante as atividades, os pequenos empreendedores aprenderam a importância de se apurar os custos corretamente para avaliar se o preço de venda dos seus produtos está de acordo com os gastos.

“O workshop vai contribuir com a organização do meu negócio, pois tive a oportunidade de verificar o que estava fazendo de errado. A partir de agora, poderei controlar meus gastos e meu tempo de forma adequada, aumentando a minha produção e lucro”, disse a costureira Rosiane Rocha.

“As atividades mostraram que não sabia colocar o preço no meu produto. Aprendi a avaliar direito o que gasto e me organizar melhor para vender mais”, explicou Maria do Carmo Ferreira da Silva, que trabalha com pintura em tecido.

Polos de inovação

O polo de Salinas é uma das oito unidades instaladas também nos municípios de Araçuaí, Almenara, Janaúba, Januária, Pirapora e Teófilo Otoni. Eles atuam no Norte de Minas e vales do Jequitinhonha e Mucuri com o objetivo de catalisar oportunidades para o desenvolvimento econômico e social da região. As capacitações oferecidas pelos polos desenvolvem potenciais, fortalecem vocações e promovem a cidadania.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-capacita-cidadaos-para-gerir-negocios/

Anúncios

Governo de Minas: TEIA amplia ações em parceria com laboratório móvel de informática

Laboratório móvel de informática ofereceu sete minicursos gratuitos

JANUÁRIA (24/01/12) – A capacitação TEIA – Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados – da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) conta agora com mais uma ferramenta para disseminar o conhecimento da web 2.0 entre jovens e adultos do Norte de Minas e vales do Jequitinhonha e Mucuri.

Em parceria com o Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG), 56 novos agentes TEIA foram formados em Januária, dentro de um laboratório móvel de informática que ofereceu sete minicursos gratuitos para a população local, contabilizando cerca de 180 participantes.
O Dia TEIA já habilitou mais de três mil jovens do Norte de Minas e vales do Jequitinhonha e Mucuri a se conectar com o mundo pelas redes sociais. A capacitação é conduzida por agentes TEIA dos polos de Inovação da Sectes, sediados nos municípios de Almenara, Januária, Janaúba, Salinas, Teófilo Otoni, Pirapora e Diamantina.

O objetivo das atividades é ensinar o uso de tecnologias e ferramentas gratuitas, como Facebook, Twitter e Orkut não só para entretenimento, mas principalmente como uma vitrine pessoal e profissional. A partir daí, os jovens capacitados se transformam em agentes que oferecem suporte a projetos de inovação nas cadeias produtivas locais.

Com o laboratório móvel – adquirido pelo IFNMG com recursos do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Jovens e Adultos (Proeja) – as ações da Sectes em Januária podem se expandir, abrangendo parte da sociedade até então excluída das novas tecnologias. “O laboratório móvel é mais uma ferramenta educativa, que vai possibilitar às comunidades mais afastadas do centro da cidade a participar do TEIA e de cursos  para criação de blogs e uso de programas como o Excel”, destacou o diretor-geral do IFNMG – campus Januária, João Carneiro Filho.

Para o estudante Harley Araújo, os cursos no laboratório móvel representam uma grande oportunidade de incluir digitalmente as pessoas que, muitas vezes, não têm condições de buscar conhecimentos de informática. Instalado em uma carreta, o laboratório está preparado para chegar ao cidadão, nas regiões mais isoladas.

A unidade foi inaugurada oficialmente no dia 18 de janeiro, em cerimônia que contou até com carreata pelas ruas do município de Januária. O laboratório permaneceu na Praça Tiradentes, região Central da cidade, até o dia 22, mas em breve será divulgada programação com as datas de mais capacitações TEIA.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas acompanha comunidades quilombolas ameaçadas

 

BELO HORIZONTE (22/12/11) – Minas Gerais tem 480 comunidades quilombolas pré-identificadas pela Federação Estadual das Comunidades Quilombolas. Dessas, ao menos dez estão sob ameaça de pessoas que têm interesse pelas terras.  O alerta é do coordenador Especial de Políticas de Pró-Igualdade Racial, Clever Machado, que esteve em três comunidades neste ano em razão da violência: Quilombo de Indaiá (no município de Antônio Dias), Quilombo de Pimentel (no município de Pedro Leopoldo) e Quilombola de Brejo dos Crioulos (nos municípios de São João da Ponte, Verdelândia e Varzelânida).

“Esses conflitos são difíceis de serem equacionados porque o valor econômico da terra desperta muito interesse. Pelo interesse econômico, as pessoas ‘tratoram’ os direitos humanos e esquecem a história dos quilombolas, que têm direitos garantidos pela Constituição”, ressaltou Clever.

Uma das situações mais preocupantes foi encontrada em Brejo dos Crioulos, onde um quilombola foi esfaqueado. “Incluímos o rapaz no Programa de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos do Governo de Minas e estamos acompanhando a situação de perto”, informou Clever, que esteve na comunidade em agosto. Mais de 2.500 famílias quilombolas vivem em Brejo dos Crioulos.

As outras seis comunidades ameaçadas e que são acompanhadas pelo Programa de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos do Governo de Minas são Quilombo São Domingos (Paracatu), Quilombo Mangueiras (Santa Luzia), Quilombo da Lapinha (Matias Cardoso), Quilombo de Barreirinho (Joaíma), Maroba dos Teixeira (Almenara) Quilombo Santa Cruz (Ouro Verde Minas).

Cepir

A Coordenadoria Especial de Políticas Pró-Igualdade Racial (Cepir), vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), foi criada neste ano pelo governo Anastasia, atendendo a uma demanda apontada por movimentos negros durante as conferências da igualdade racial, realizadas em 2005 e 2009.

A Cepir coordena e acompanha as ações de promoção da igualdade étnica e racial desenvolvidas em todo o Estado, para garantir o que estabelece o Estatuto da Igualdade Racial.

PPDDH

O Programa de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos atendeu uma média mensal de 40 defensores neste ano, prestando acompanhamento multidisciplinar e dando encaminhamentos necessários. É desenvolvido em Minas Gerais desde 2009, em razão das ameaças sofridas pelos Defensores dos Direitos Humanos, incremento na sua criminalização e da demanda crescente por parte da sociedade civil pela institucionalização e garantia da proteção a esses cidadãos.

A iniciativa faz parte do Programa Nacional de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos (PPDDH) – criado em 2004 – e da Política Nacional de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos – criada em 2005.

Fonte: Agência Minas