• Agenda

    julho 2020
    S T Q Q S S D
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

O Tempo: Campanha de Hélio Costa avalia que filiados e políticos do PT não tiveram empenho pela vitória

“Sem militância, perderemos”

Fonte: O Tempo

Última esperança da coligação é a “onda vermelha” pedindo votos para o PMDB. Campanha de Hélio Costa avalia que filiados e políticos do PT não se empenharam pela vitória

“Nós estamos nas mãos da militância do PT. Ou a militância nos abraça ou perderemos definitivamente”. As frases ditas por um integrante da coordenação de campanha do candidato do PMDB ao governo de Minas, Hélio Costa, resume bem o clima dentro do comitê peemedebista. O sentimento dos integrantes é que a militância petista não se envolveu como poderia na campanha em Minas.

A última esperança de que possa ocorrer uma reviravolta nos rumos da eleição é a chamada “onda vermelha”, movimento no qual a militância petista se mobiliza e vai às ruas pedir votos para seus candidatos. Nos bastidores, os peemedebistas acreditam que só essa manifestação por parte dos mais de 100 mil filiados ao PT no Estado pode reverter a desvantagem de Hélio frente ao rival Antonio Anastasia (PSDB).

Há reclamações também em torno de um suposto “corpo mole” de deputados federais petistas mais ligados à militância. “Há aqueles que não fizeram rigorosamente nada por nós durante essa campanha”, afirma o integrante da coordenação de campanha de Hélio Costa. O presidente estadual do PT, deputado federal Reginaldo Lopes, não foi encontrado pela reportagem para falar sobre o assunto.

ARESTA. A sinalização de que a militância petista não entrou de cabeça na campanha foi dada pelo candidato a vice de Hélio, Patrus Ananias (PT). Durante a semana, Patrus admitiu que a militância do partido em Minas está “ferida” e “machucada”. O petista culpou as eleições de 2008, quando o ex-prefeito Fernando Pimentel (PT) se aliou ao ex-governador Aécio Neves (PSDB) para eleger Marcio Lacerda (PSB).

Dilma e Lula contrariam a expectativa
A visita que o candidato do PMDB ao governo de Minas, Hélio Costa, esperava da presidenciável petista Dilma Rousseff não vai ocorrer na reta final da campanha. Inicialmente, o peemedebista esperava Dilma ontem. Depois, a previsão era que ela estivesse no Estado hoje. Entretanto, nenhuma das viagens da petista a Minas foi confirmada.

As agendas de ontem de Hélio e seu vice, Patrus Ananias (PT), previam, originalmente, a participação de Dilma. Os dois foram a Nanuque, Governador Valadares, Bocaiuva e Montes Claros. A expectativa da campanha do peemedebista era que Dilma estivesse em Governador Valadares e Montes Claros.

Na reta final da corrida eleitoral, Dilma e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não compareceram a Minas Gerais para fazer campanha, como queria a coordenação da coligação de Hélio Costa.