• Agenda

    dezembro 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Anastasia gera emprego e renda em Uberlândia

Anastasia: Governador assina protocolos com a Ambev e com a Geoclico para a implantação de duas unidades industriais em Uberlândia.

Anastasia: Investimentos em Uberlândia

Fonte: Agência Minas

Novas fábricas levam investimentos de R$ 580 milhões e geram 500 empregos em Uberlândia

“Hoje, Minas é referência no Brasil, é referência para os principais organismos internacionais, de gestão eficiente, com planejamento, com metas claras a serem alcanças, que possibilita os reais avanços sociais”, afirmou o senador Aécio Neves

 Anastasia gera emprego e renda em Uberlândia

Anastasia: Governador assina protocolos com a Ambev e com a Geoclico para a implantação de duas unidades industriais em Uberlândia.

O governador Antonio Anastasia assinou, nesta quinta-feira (13), em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, dois protocolos de intenções para investimentos de R$ 580 milhões, que deverão gerar 500 empregos diretos no município.

Um dos protocolos de intenções foi assinado com a Companhia de Bebidas das Américas (Ambev), que investirá R$ 550 milhões na implantação de unidade industrial para produção de 800 milhões de litros de cerveja por ano, com geração de 400 empregos diretos. A indústria será instalada em uma área de 150 hectares e começará a operar em janeiro de 2014.

Outro protocolo foi assinado com a empresa Geociclo, que está investindo R$ 30 milhões na implantação da unidade industrial Monte Alegre, que vai produzir fertilizantes organominerais. Serão gerados 100 empregos diretos.

Antonio Anastasia ressaltou que a atração desses dois empreendimentos está inserida na política do governo de atrair para Minas empreendimentos com potencial para geração de emprego de qualidade e renda, além de diversificar a economia do Estado. Ele afirmou estar “buscando para Minas Geraisempresas que tenham valor tecnológico nas suas ações, que sejam empreendedoras, que tenham criatividade nas suas ações e preocupação com o meio ambiente”, destacando a logística privilegiada e a qualidade do capital humano de Uberlândia.

O diretor regional da Ambev, Gustavo Assumpção, destacou a relação da empresa com Minas Gerais, onde estão instaladas oito unidades da empresa, sendo três fábricas e cinco centros de distribuição, que empregam mais de 2.500 funcionários diretos e geram mais de 120 mil empregos na cadeia produtiva como um todo no setor de cerveja. “Este governo tem nos desafiado a buscar o melhor de nós, superando as adversidades e transformando grandes expectativas em realidade como estamos fazendo aqui hoje”, ressaltou.

O diretor-presidente da Geociclo, Olavo Monteiro de Carvalho, destacou o capital humano empregado na unidade industrial, que já está em fase de implantação. “Temos jovens talentos de Uberlândia trabalhando ativamente na nossa indústria. Essa tecnologia existe há muito tempo, mas nunca ninguém fez a compostagem em alta escala e esses jovens cientistas conseguiram. Uberlândia terá a maior fábrica de produção de fertilizantes orgânicos minerais do mundo”, afirmou o diretor-presidente da Geociclo.

Durante a solenidade, foi inaugurada placa marcando o início da produção na unidade da Geociclo (primeira fase), que começou a ser construída em março deste ano e tem previsão de conclusão para abril de 2013. Nessa etapa, a capacidade de produção será de 23 mil toneladas de fertilizantes organominerais. A capacidade máxima de produção prevista é de 47 mil toneladas.

O prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, destacou a parceria do Governo de Minas com a administração municipal para a atração de indústrias para a cidade. “O Governo do Estado tem uma participação fundamental no desenvolvimento de Uberlândia, com ações diretas para trazer para nosso município empresas que geram empregos e renda para a população”, disse o prefeito.

O senador Aécio Neves, presente à solenidade, disse que a gestão pública eficiente é uma das responsáveis pelo interesse do setor privado em investir no Estado. “Hoje, Minas é referência no Brasil, é referência para os principais organismos internacionais, de gestão eficiente, com planejamento, com metas claras a serem alcanças, que possibilita os reais avanços sociais”, afirmou o senador.

Anastasia: Investimentos em Uberlândia – Link da matéria: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/novas-fabricas-levam-investimentos-de-r-580-milhoes-e-geram-500-empregos-em-uberlandia/

Governo de Minas: Gestão Sustentável reduz impressão de documentos

Governo de Minas: Governo sem Papel tem objetivo de substituir a utilização de papeis por documentos eletrônicos nos processos de governo.

Governo de Minas: Gestão Eficiente

Fonte: Agência Minas

Iniciativa tem o objetivo de substituir a utilização de papeis por documentos eletrônicos; projeto piloto será realizado na secretarias de Planejamento e Gestão e da Fazenda

A partir de 1º de setembro, as secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e da Fazenda (SEF) não vão mais imprimir todos os documentos gerados durante a execução orçamentária e financeira das despesas (empenho, liquidação e ordem de pagamento bancária), que foram originalmente produzidos em formato digital. Os referidos documentos – também com assinatura digital – estarão disponíveis para consulta na forma eletrônica, no Sistema Integrado de Administração Financeira de Minas Gerais (Siafi-MG).

A medida faz parte do projeto Governo Sem Papel – Controle Digital, que tem o objetivo de substituir a utilização de papeis por documentos eletrônicos nos processos de governo. A iniciativa está amparada pela deliberação da Câmara de Coordenação Geral, Planejamento, Gestão e Finanças da Seplag, publicada em 24 de julho deste ano. Esta primeira etapa consiste em um projeto-piloto, que deverá ser estendido aos demais órgãos do Governo de Minas, a partir de janeiro de 2013.

Mudança de paradigma

O coordenador de Projetos do Núcleo Central de Inovação e Modernização Institucional (NCIM) da Subsecretaria de Gestão da Estratégia Governamental da Seplag, Robson Campos, explica que essa é uma iniciativa sustentável que, ao mesmo tempo, trará redução de custos para o Governo. Segundo informou, a impressão dos documentos de execução orçamentária e financeira por diversos órgãos do Governo chega a cerca de 4 milhões de cópias por ano, com um custo de R$ 200 mil.

“Este é o primeiro passo de um longo processo, no qual as pessoas irão se conscientizando da necessidade de suprimir a impressão de documentos cujo original foi criado e assinado de forma eletrônica. É uma mudança de paradigma, com benefícios como otimização do tempo dos operadores para imprimir, anexar e carimbar documentos”, explica.

Robson Campos cita também a redução de custos indiretos como transporte e arquivamento de documentos, entre outros. “Vamos monitorar esse processo até dezembro com a ajuda das equipes da Seplag e da SEF e fazer os ajustes necessários, pois a ideia será ampliar para todo o Estado”, explicou.

O Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG) não exigirá mais estes documentos em papel das secretarias, quando da realização de auditorias, passando a realizar as consultas também na forma eletrônica, por meio do Siafi. Isto porque a iniciativa está alinhada ao projeto denominado Controle sem Papel do TCE, cujo objetivo é, entre outros, reduzir o volume de documentos impressos. Foi realizada uma capacitação e desenvolvido um tutorial específico para que os auditores possam realizar as consultas dos documentos de maneira eletrônica.

Robson Campos argumenta que desde 2003, quando teve início o Primeiro Choque de Gestão, “o Governo de Minas vem trilhando um caminho cujas mudanças são grandes e inevitáveis”. Dentre elas, Campos cita a criação, em 2007, do Projeto Estruturador Descomplicar, hoje “Programa Descomplicar – Minas Inova”. A iniciativa do Governo Sem Papel faz parte deste programa. O desafio, desde então, é ser um ponto de referência, análise e reflexão sobre a realidade mineira – especialmente nas áreas de desburocratização e inovação. “O Descomplicar foi concebido para facilitar e simplificar efetivamente as relações do Estado com as empresas, os cidadãos, e o próprio Estado”, completa.

Gestão Anastasia: Gestão Eficiente – Link da matéria: http://antonioanastasia.wordpress.com/2012/08/28/gestao-anastasia-projeto-governo-sem-papel-tera-inicio-em-setembro/

Gestão Anastasia: Minas atrai trabalhadores estrangeiros

Gestão Anastasia: reportagem destaca Minas como local de boas oportunidades para imigrantes

Gestão Anastasia: Governo de Minas

Fonte: Agência Minas

Segundo o jornal Hoje em Dia, só nos primeiros seis meses deste ano, 1.338 autorizações de trabalho foram concedidas para estrangeiros

Minas Gerais é o quarto estado mais procurado por estrangeiros em busca de emprego, o motivo da escolha do local é a estabilidade oferecida no Estado, segundo afirmou uma reportagem do jornal Hoje em Dia publicada no domingo (26).

Só no primeiro semestre, 1.338 autorizações de trabalho foram concedidas para imigrantes. Desse total, 170 foram destinadas a trabalhadores com vínculos empregatícios e 1.106 destinadas a artistas, desportistas ou trabalhadores provisórios.

As outras autorizações, a minoria, foram concedidas a investidores e grupos não classificados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Leia abaixo a matéria completa.

Gestão Anastasia – Link da matéria: http://antonioanastasia.wordpress.com/2012/08/28/gestao-anastasia-reportagem-destaca-minas-como-local-de-boas-oportunidades-para-imigrantes/

Minas: obras do Mineirão revelam inovação e modernização

Governo de Minas: imagens aéreas do estádio Mineirão mostram avanço das obras de modernização

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/imagens-aereas-do-estadio-mineirao-mostram-avanco-das-obras-de-modernizacao/

Há hoje no canteiro 2.900 trabalhadores. Setenta e oito por cento das obras já foram concluídas

Sylvio Coutinho/Divulgação
imagem.title
Imagens mostram o estágio atual de conclusão de 78% das obras

A esplanada já está em fase final de obras
A esplanada já está em fase final de obras

Imagens aéreas mostram o estágio atual de conclusão de 78% das obras da terceira e última etapa da modernização do Mineirão. Estão em fase final o piso do estacionamento coberto e as construções da arquibancada inferior, dos camarotes, banheiros, vestiários e da esplanada. Outro destaque do andamento da reforma é a instalação das treliças metálicas da nova cobertura.

“O novo estádio começa a compor a paisagem da região da Pampulha. Seu uso será ampliado pelos visitantes tão saudosos dos espetáculos históricos do futebol mineiro”, diz o secretário interino de Estado Extraordinário da Copa (Secopa), Fuad Noman. Há hoje no canteiro 2.900 trabalhadores.

Com data marcada para acabar no dia 21 de dezembro deste ano, a obra avança ainda com a montagem das peças pré-moldadas da via de integração com o Mineirinho, a instalação das cadeiras e dos guarda-corpos na área da esplanada, além das estruturas que receberão as futuras catracas. As partes hidráulica e elétrica também seguem em dia o cronograma. Várias eletrocalhas podem ser vistas no novo estádio. O campo, que foi rebaixado 3,4 metros, passa pela fase de nivelamento para preparação da drenagem.

Sua grama será plantada em setembro, mês de entrega das peças pré-moldadas da via de integração. “As fotos aéreas evidenciam os trabalhos avançados no Complexo Mineirão. É um compromisso da Minas Arena finalizar as obras no prazo esperado pelo torcedor”, destaca Ricardo Barra, diretor-presidente da Minas Arena, responsável pelas obras e futura operadora do estádio.

PPP: Minas ganha prêmio mundial em administração pública. Modelo de Parceria Público-Privada criado no Governo Aécio Neves vira referência.

PPP: Parceria Público-Privada em Minas

Fonte: Agência Minas

Minas Gerais recebe prêmio por melhor programa de parcerias público-privadas do mundo

Premiação foi concedida pela revista britânica World Finance, em Londres

 PPP: Governo de Minas ganha prêmio mundial

Governo de Minas foi agraciado, em Londres, com o Prêmio de Melhor Programa de Parcerias Público-Privadas do Mundo em 2012.  A premiação foi concedida pela revista britânica World Finance, uma publicação especializada em finanças e reconhecida internacionalmente. Ao comentar o prêmio, o governadorAntonio Anastasia afirmou que, além da credibilidade internacional do programa mineiro, a premiação pode atrair a atenção de novos investidores internacionais tanto para outras licitações de PPP, quanto para novos empreendimentos no Estado.

“Minas foi a primeira unidade da federação a criar o arcabouço jurídico para a contratação por meio de Parceria Público-Privada. Com isso, foi possível acumular conhecimento e desenvolver propostas inovadoras, estabelecer critérios e garantias, capazes de atrair interessados em participar deste importante momento que vive o Estado, cuja obstinação é a geração de emprego e renda para a população, por meio de uma economia diversificada e, cada vez mais, inserida no mundo globalizado”, afirmou o governador.

Prêmio destaca inovações

Desde 2007, a World Finance premia organizações em todo o mundo que são líderes em seus setores. O prêmio é conferido com base em critérios de engenharia contratual inovadora, ou seja, criatividade na busca por soluções financeiras, jurídicas e operacionais novas, sucesso dos projetos implementados, desenvolvimento de tecnologias de gestão de contratos e qualidade técnica da carteira para o futuro. Entre as categorias de premiações  estão Melhor Banco, Melhor Consultoria de Gestão e Melhor Empresa do Setor de Óleo e Gás. Este ano, pela primeira vez, foi incluída uma categoria governamental: Melhor Programa de Infraestrutura/PPP.

Ao receber a premiação, em Londres, a secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, lembrou que o Governo de Minas tem uma carteira de contratos de PPP de cerca de R$ 2,2 bilhões e que a previsão é de outros R$ 10 bilhões para os próximos quatros anos.“Os números indicam que estamos trilhando o caminho certo. Mesmo com a qualidade técnica do nosso programa continuamos aprimorando boas práticas internacionais para a unidade de PPP ”, afirmou.

Dorothea Werneck destacou que Minas Gerais adotou, a partir de 2003, novas políticas públicas, incluindo ferramentas de gestão de infraestrutura econômica e social. “Este prêmio marca o sucesso de um modelo que é reconhecido em todo o Brasil. Não por acaso, Minas Gerais foi classificada recentemente em ‘Grau de Investimento’ pela agência norte-americana Standard & Poor’s, o que consolida o ambiente favorável de negócios em nosso Estado”, afirmou a secretária.

PPPs desenvolvidas em Minas

Atualmente, quatro contratos de PPPs estão em execução no Estado. O pioneiro foi o da Rodovia MG-050. O projeto compreende a exploração da Rodovia MG-050, do entroncamento BR-262 (Juatuba) – Itaúna – Divinópolis – Formiga – Piumhi – Passos – São Sebastião do Paraíso (Divisa MG/SP da Rodovia BR 265).

Já o projeto do Complexo Penal, cuja primeira unidade prisional deverá ser concluída ainda este ano, prevê a disponibilização de três mil vagas prisionais, divididas em cinco unidades, sendo três para o regime fechado e duas para o regime aberto.

As parcerias público-privadas também chegaram às Unidades de Atendimento Integrado (UAI) e foram responsáveis pela implantação, gestão, operação e manutenção de seis UAIs nos municípios de Betim, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha.

Outro sucesso comprovado das PPPs é a que envolve as obras do Mineirão, visando atender à demanda de preparação para a Copa do Mundo em 2014. Mediante concessão administrativa da operação e manutenção, o projeto está sendo precedido de obras de reforma, renovação e adequação do complexo do Mineirão.

Novas parcerias previstas

Em setembro próximo, será realizada audiência pública para receber as sugestões que nortearão a PPP de Resíduos Sólidos e, em 11 de outubro, deverá ser iniciado o processo licitatório. A PPP para transbordo, tratamento e disposição final de resíduos sólidos da Região Metropolitana e do Colar Metropolitano de Belo Horizonte.

A RMBH será primeira das Américas a garantir correta destinação desses resíduos, com aproveitamento energético (geração de energia elétrica a partir do lixo). Os 46 municípios incluídos no projeto produzem cerca de três mil toneladas de lixo por dia, o que corresponde a um terço do lixo produzido no Estado.

Também por meio de PPP está prevista a construção do Entorno Viário da Cidade Administrativa. O projeto inclui a implantação, pavimentação, recuperação, operação, manutenção, conservação e melhoramento das vias, em um prazo de 25 anos. Concluída a consulta pública, o projeto está incorporando sugestões para lançar o edital.

Em março, foi lançado o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para o projeto do Centro Empresarial Gameleira. A modelagem, que deverá ser concluída até dezembro, prevê que a iniciativa privada contribua com estudos técnicos para a estruturação do modelo de concessão que abrange a reestruturação de um novo Parque de Exposições associado à construção e operação de um novo Centro de Convenções funcionalmente integrado ao Expominas. O empreendimento será implantado onde está o Parque Bolívar de Andrade e visa atender ao aumento da demanda por espaços para a realização de eventos como feiras e convenções, com padrões internacionais.

Em conjunto com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), a Unidade Central de PPP do Governo de Minas aguarda publicação do edital do projeto para ampliação do Sistema Rio Manso. O objetivo é a execução das obras de ampliação do Sistema Produtor Rio Manso, um dos responsáveis pelo fornecimento de água tratada à população da RMBH.

Será de responsabilidade do futuro concessionário a prestação dos serviços, consistentes na operação e manutenção eletromecânica das unidades de adução; a manutenção civil e hidráulica, a conservação de áreas verdes, a limpeza, asseio e conservação predial, a vigilância e a segurança patrimonial de todo o sistema.

Até julho de 2013, deverá ser concluída a modelagem do PMI do projeto de implantação ferroviária na Região Metropolitana de Belo Horizonte, mais conhecida como Transporte sobre Trilhos. Três grandes ramais ferroviários deverão ser operados: Divinópolis -Betim – Belo Horizonte – Sete Lagoas (Lote 01), Belo Horizonte – Brumadinho – Águas Claras – Eldorado (Lote 02) e Belo Horizonte – Nova Lima – Conselheiro Lafaiete – Ouro Preto (Lote 03). Proposta abrange também a implantação e operação de um serviço estruturador do transporte coletivo sobre trilhos para atendimento da Região Metropolitana do Vale do Aço (Lote 04).

Gestão Anastasia: governo de Minas entrega casas em três regiões do Estado

As casas são em Monte Alegre de Minas, no Triângulo Mineiro, Januária e Juvenília, no Norte de Minas, e em de Rio Paranaíba, na região do Alto Paranaíba

O Governo de Minas, por meio da Cohab, entrega  nesta sexta (30) e sábado (31) casas nos municípios de Monte Alegre de Minas, no Triângulo Mineiro, Januária e Juvenília, no Norte de Minas,  e em de Rio Paranaíba, na região do Alto Paranaíba.

Vinte e cinco mulheres de Monte Alegre de Minas, no Triângulo Mineiro, recebem nesta sexta-feira (30), as chaves de suas novas casas, graças à parceria do Lares Geraes Habitação Popular com o Minha Casa, Minha Vida. As mulheres compraram quase todas as casas do Conjunto Habitacional Jota Tolendal Bittencourt II, que têm 30 unidades, sendo uma delas adquirida por um idoso, que também tem prioridade na seleção de candidatos inscritos no Lares Geraes.

A inauguração do conjunto acontecerá às 19h. Nas obras foram aplicados R$ 990.746,17, sendo R$ 510.746,17 pelo Governo de Minas; e R$ 390.000,00 pelo governo federal. A prefeitura municipal participou com a contrapartida de R$ 90.000,00 em doação e urbanização do terreno.

Rio Paranaíba

O município de Rio Paranaíba, na região do Alto Paranaíba, também recebe nesta sexta-feira (30), às 19h, o Conjunto Habitacional Novo Horizonte, com 30 casas construídas pela Cohab Minas para a parceria do Lares Geraes Habitação Popular – programa habitacional do Governo de Minas – com o Minha Casa, Minha Vida.

Das 30 casas, 20 pertencerão a mulheres chefes de família. O Governo de Minas investiu nas obras do conjunto R$ 551.230,62; o programa Minha Casa, Minha Vida, R$ 390.000,00; e a Prefeitura Municipal, R$90.000,00 na doação e urbanização da área onde as casas foram levantadas.

Januária e Juvenília

Mais duas cidades do Norte de Minas, Januária e Juvenília, recebem neste final de semana novos conjuntos habitacionais construídos pela Cohab Minas para a parceria do Governo do Estado com o governo federal, por meio do fundo Nacional de Habitação de Interesse Social – FNHIS, gerido pela Caixa. No primeiro município serão atendidas 22 famílias carentes; e no segundo, 43. Com as 65 novas casas do Norte de Minas, a região chega a 4.167 unidades construídas pela Cohab Minas.

Desse total, 222 resultaram da parceria do Governo de Minas com o FNHIS. Esta visa dar acesso à casa própria para pessoas que não têm renda mínima para adquirir as moradias do Programa Lares Geraes Habitação Popular, destinado àqueles que têm renda mensal de 1 a 3 salários mínimos.

Em Januária, as chaves das unidades do Conjunto Habitacional Loteamento Alameda serão liberadas às 15h deste sábado (31). Das 22 moradias, 20 foram adquiridas por mulheres responsáveis pelo domicílio; e uma, por um idoso.  A construção custou R$ 641.145,61. O Governo de Minas investiu R$ 331.312,35; e governo federal, R$ 273.542,00, por meio da Caixa Econômica.

Também às 15h deste sábado, as 43 famílias de Juvenília receberão as chaves de suas casas do Conjunto Habitacional Prefeito Laurindo B. Ferreira. Vinte mulheres e dois idosos adquiriram a casa própria. Foi investido na construção do conjunto o total de R$ 1.216.882,11, sendo R$ 729.076,92 aplicados pelo Governo de Minas; e R$ 418.925,07, pelo governo federal, via Caixa Econômica.

Quase 30 mil

Desde que o Programa Lares Geraes Habitação Popular foi criado em 2005, até o momento o Governo de Minas já entregou 29.515 casas. Desse total 25.512 foram construídas apenas para o programa habitacional do Governo de Minas, e o restante para a sua parceria com programas federais e parcerias avulsas. Além disso, a Cohab Minas tem mais 3.025 casas prontas para serem entregues, aguardando apenas o término de obras de infraestrutura a cargo de prefeituras conveniadas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-entrega-casas-em-tres-regioes-do-estado/

Governo de Minas: avanço das mídias sociais reflete novos conceitos de transformação da sociedade

Em palestra na Cidade Administrativa, especialista analisa impactos causados pela expansão dos canais de interação

Osvaldo Afonso/Imprensa MG
Mais de 500 pessoas estiveram presentes na palestra
Mais de 500 pessoas estiveram presentes na palestra

Diante de um público de mais de 500 pessoas, a especialista internacional em comunicação digital, Martha Gabriel, ministrou palestra com o tema “Mídias Sociais: Oportunidades e Ameaças”. Realizado, nesta terça-feira (13), no Auditório JK, da Cidade Administrativa, o evento foi promovido pela Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Prodemge) em parceria com a Superintendência Central de Imprensa do Governo de Minas (Supim).

Martha Gabriel é considerada, atualmente, uma das principais referências em mídias sociais no mundo. Segundo a especialista, a disseminação das redes sociais é um fenômeno que tem transformado profundamente a sociedade e, consequentemente, o ambiente de negócios. “Hoje, temos inúmeros sites de redes sociais e, portanto, um volume gigantesco de mídias sociais. Em função disso, transformações sociais profundas têm acontecido com a mesma velocidade da inovação, criando novas formas de relacionamento”, destaca.

Essa temática vem ganhando cada vez mais importância no país, já que oito em cada dez brasileiros utilizam redes sociais, em uma penetração que aumenta ano a ano. “O que conhecemos como redes sociais são, na verdade, apenas plataformas de interatividade. As redes sociais, na prática, são pessoas que se relacionam em função de interesses comuns e existem há séculos. Com os inúmeros avanços, as redes sociais passaram a se expandir e os relacionamentos se modificaram, transformando a sociedade e as estruturas de poder”, explicou a especialista.

Ainda de acordo com Martha Gabriel, o uso de plataformas como o Twitter, Facebook e LinkedIn tem crescido vertiginosamente e modificado o modo como as pessoas se comportam e interagem com as empresas. “As redes sociais trazem diversas vantagens, como o aumento da visibilidade, velocidade de disseminação, novas plataformas de conteúdo e interatividade com o público. Todas essas características trazem um potencial bastante grande a ser explorado nas mídias sociais para a promoção e relacionamento. É preciso saber aproveitá-los”, disse a palestrante.

A especialista destacou, ainda, a mudança “na natureza dos relacionamentos” provocada pelas mídias sociais. “Antes das redes sociais online, as pessoas tinham acesso a informações limitadas. Com a disseminação das redes sociais pela internet, pela primeira vez, qualquer pessoa pode se expressar e se expor livremente. Todos estão em contato com todos. No entanto, apesar de o relacionamento ter se ampliado e ter se aprofundado em alguns sentidos, por outro lado, esses relacionamentos são mediados por plataformas virtuais. Isso muda a natureza dos relacionamentos”, afirmou.

Entre os presentes estavam a diretora-presidente da Prodemge, Isabel Pereira de Souza; o subsecretário de Estado de Comunicação Social, da Secretaria de Estado de Governo (Segov), Nestor Francisco de Oliveira; o subsecretário da Juventude da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej), Gabriel Azevedo; entre outros dirigentes, servidores, empresários, estudantes, técnicos em tecnologia da informação e representantes de entidades de classe.

A palestrante

Martha Gabriel é diretora de tecnologia da New Media Developers. Coordenadora e professora do curso de MBA em Marketing da HSM Educação e do curso de MBA em Marketing na Era Digital da Trevisan Escola de Negócios, em São Paulo. Graduada em engenharia, pós-graduada em marketing e design, mestre e doutoranda em artes (ECA/USP).

É keynote internacional, com 50 palestras no exterior e possui três prêmios de melhor palestra nos Estados Unidos, tendo ministrado apresentações também na Europa e na Ásia. É colunista do IDGNow! e do Portal Cidade Marketing, já tendo conquistado 11 prêmios iBest.

Martha Gabriel é autora de quatro livros, inclusive o best seller “Marketing na Era Digital“. É a entrevistada da última edição da revista Fonte (http://www.prodemge.mg.gov.br/revista-fonte), editada pela Prodemge.

Fonte: Agência Minas