• Agenda

    agosto 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

  • Anúncios

Governo de Minas: detentos e agentes penitenciários recebem formação para combate a incêndios

Iniciativa faz parte do Movimento Minas, que incorpora a sociedade civil nas ações de governo

Sisema / Divulgação
Curso tem como objetivo preparar os detentos e agentes para o combate a incêndios florestais
Curso tem como objetivo preparar os detentos e agentes para o combate a incêndios florestais

Uma parceria realizada entre o Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema), a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), o Escritório de Prioridades Estratégicas do Governo de Minas e o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER), promoveu um curso para formação de brigadistas, voltado para detentos e agentes do complexo Penitenciário de Ponte Nova, na Zona da Mata. O treinamento, que teve duração de três dias, foi concluído nesta quarta-feira (18).

O curso tem como objetivo preparar os detentos e agentes para o combate a incêndios florestais, por meio de atividades teóricas e práticas. A turma, composta por 14 detentos e dois agentes penitenciários, recebeu instruções quanto ao comportamento do fogo, tipos de incêndios florestais, estratégias de combate e noções de segurança nas operações, além de uma aula prática de combate às queimadas.

A capacitação foi ministrada pela equipe do Programa de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Previncêndio), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad), e pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG). Os detentos participantes foram selecionados para os cursos a partir de seleções feitas pela Comissão de Classificação da Seds.

Para o detento Marcos Divino de Almeida, o curso é uma oportunidade de trabalho quando obter a liberdade. “O curso é muito bom e estou aprendendo bastante coisa que eu não sabia. Além de poder passar os ensinamentos para outros presos e tomar mais cuidado na hora de apagar o fogo, poderei conseguir um emprego na área quando terminar de cumprir minha pena”, disse.

José Aparecido de Assis, outro detento participante do curso, também destaca a importância do curso. “Estou achando muito bom, o curso está me favorecendo e me dando mais conhecimento para que no futuro eu possa também auxiliar a sociedade. Espero que outros presos também tenham a mesma oportunidade que nós”, destaca.

Parcerias

A formação de detentos e agentes penitenciários é uma das iniciativas do Movimento Minas, Projeto de Gestão para a Cidadania, que incorpora como principal desafio para o Governo de Minas Gerais a participação da sociedade civil organizada na priorização das ações estratégicas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/detentos-e-agentes-penitenciarios-recebem-formacao-para-combate-a-incendios/

Anúncios

Governo de Minas: Regional de Saúde de Uberaba capacita técnicos para vacinação contra Influenza

Cerca de 80 técnicos em imunização, zoonoses, enfermeiros e coordenadores de epidemiologia particparam da capacitação

Sara Braga/SES-MG
capacitação foi realizada pelo Núcleo de Epidemiologia e abordou também, doenças como Sarampo e Rubéola e a vacinação contra Raiva
capacitação foi realizada pelo Núcleo de Epidemiologia e abordou também, doenças como Sarampo e Rubéola e a vacinação contra Raiva

Cerca de 80 técnicos em imunização, zoonoses, enfermeiros e coordenadores de epidemiologia dos municípios da macrorregião Triângulo do Sul foram capacitados nessa quinta-feira (12), para a Campanha de Vacinação contra Influenza 2012, na Superintendência Regional de Saúde de Uberaba. A capacitação foi realizada pelo Núcleo de Epidemiologia e abordou também, doenças como Sarampo e Rubéola e a vacinação contra Raiva deste ano.

Segundo a coordenadora do Núcleo de Epidemiologia Mirley Azambuja, o objetivo da campanha é reduzir a morbimortalidade e as internações causadas por síndrome gripal. “A campanha acontecerá entre os dias 5 e 25 de maio e será destinada a gestantes, pessoas de 60 anos e mais e crianças de 6 meses a menores de 2 anos. Na regional de Uberaba, serão recebidas 115 mil doses para vacinar a população alvo de 110 mil pessoas, sendo que a meta é alcançar 80% deste total”, falou.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/regional-de-saude-de-uberaba-capacita-tecnicos-para-vacinacao-contra-influenza/

A diretora de Vigilância Epidemiológica do município de Uberaba, Eliane de Lacerda, afirma que o próximo passo é reunir os enfermeiros para repassar as informações e iniciar a divulgação para a população. “No dia D de Vacinação, 5 de maio, todas as Unidades de Saúde do município, exceto as de Pronto Atendimento (UPA), funcionarão das 8h às 17h. As pessoas acamadas serão agendadas pelas equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) e nas áreas onde não há cobertura de ESF, será possível agendar pelo telefone: (34) 3322 7822”, conclui Lacerda.

Influenza na SRS Uberaba

Em 2009, ano em que ocorreu a pandemia de Influenza A (H1N1), foram monitorados 150 casos suspeitos na SRS Uberaba. Destes, 62 foram confirmados para H1N1, com 13 óbitos e 22 para Influenza Sazonal e outros subtipos gripais; os demais foram negativos. Em 2010 foram monitorados 11 casos, todos com resultados negativos para Influenza. Em 2011, foram monitorados 12 casos, sendo apenas 1 confirmado para Influenza Sazonal. Em 2012, já foram monitorados 4 casos, sendo 3 negativos para Influenza e 1 ainda aguarda resultado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/regional-de-saude-de-uberaba-capacita-tecnicos-para-vacinacao-contra-influenza/

Gestão da Educação: escola estadual lança projeto de leitura em Belo Horizonte

Projeto ‘O Grande Espetáculo da Leitura’ promete contagiar os mais de 540 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental

Divulgação/SEE
A primeira ação do projeto foi uma apresentação teatral dos alunos com alusão ao mundo circense
A primeira ação do projeto foi uma apresentação teatral dos alunos com alusão ao mundo circense

A Escola Estadual Duque de Caxias, em Belo Horizonte, lançou o projeto ‘O Grande Espetáculo da Leitura’, que promete contagiar os mais de 540 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental com uma programação de atividades para todo o ano de 2012.

A primeira ação do projeto foi uma apresentação teatral. Em uma alusão ao mundo circense, a peça foi conduzida por um mágico que mostrou ao público a magia do universo da literatura. Ele fez questão de explicar que, diferente das outras mágicas, essa não tem truques. “Basta a gente escolher um livro que gosta e ler. A leitura é muito importante, ela é um tesouro. Traz informação e desperta a curiosidade”, comenta o mágico da peça, o estudante do 5º ano do ensino fundamental, Macalester Gomes da Silva, de 9 anos.

Os ensaios da peça ficaram a cargo da professora da biblioteca, Maria Augusta de Melo Campos. Na apresentação, ela procurou destacar para os alunos os novos títulos de livros literários que vão nortear os trabalhos na escola. “Abordamos os cinco livros literários que eles vão trabalhar no primeiro semestre. Todos os anos, nós adquirimos mais títulos literários. O universo da fantasia estimula o interesse dos alunos e é isso que desejamos passar com a temática do circo”, pontua.

Isamara Lorrane de Souza Jangola, de 10 anos, foi a bailarina na peça. Para a estudante do 5º ano do ensino fundamental, o teatro deixou os alunos mais interessados com a leitura. “Acho que os meus colegas vão querer ler mais com esse teatro. Eu já gosto muito de ler, mas prefiro as revistas em quadrinhos da ‘Turma da Mônica’”, conta.

Para todo o ano de 2012, o projeto prepara ações periódicas. “A cada dia, na entrada dos turnos, um aluno fará a leitura de um pequeno texto sobre a formação da cidadania. A cada semana, os nossos estudantes vão legar livros literários para a casa e depois fazer a contação de histórias para os colegas em sala. Trabalhos específicos com atividades de leitura, serão realizados a cada bimestre”, exemplifica a diretora da escola, Maria Eliza Mendes Resende.

Ações diferenciadas também foram pensadas para cada ano de ensino. Os alunos do primeiro ano levarão para a casa os mascotes chamados Joãozinho e Maria e apresentarão na escola os relatos da família sobre a experiência de convívio com os bonecos. Para os estudantes do 2º ano, a novidade está nos embornais, espécie de sacola utilizada para o transporte de livros. No terceiro ano o transporte será em uma pasta confeccionada especialmente para o projeto. Os alunos do quarto ano farão a contação de histórias com o uso de um avental personalizado com temas do universo infantil. Os maiores, do quinto ano, terão um portfólio para o registro das poesias e livros lidos.

Todas essas atividades de estímulo à leitura ocorrem de forma interdisciplinar na escola. “Nós utilizamos o livro de acordo com a matéria que estamos dando no momento. Por exemplo, quando eu trabalhei a moradia, o espaço e a convivência com os alunos, nós lemos o livro ‘O feitiço da vila’, de Cláudio Martins. A obra conta a história de um personagem que morava no interior e veio para cidade, onde acabou conhecendo vários lugares desse novo ambiente”, exemplifica a professora do 2º ano do ensino fundamental, Marise de Oliveira Rodrigues Santos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/escola-estadual-lanca-projeto-de-leitura-em-belo-horizonte/

Governo de Minas: Caravana leva preservação ambiental ao bairro Serra Verde

Ação busca integrar a comunidade com a unidade de conservação, potencializando os esforços para a preservação do meio ambiente

Os moradores do bairro Serra Verde, na região Norte de Belo Horizonte, poderão participar nesta terça-feira (3) de atividades de sensibilização sobre a importância da natureza. A Caravana Ambiental, que será realizada no entorno do Parque Estadual Serra Verde, buscará integrar a comunidade com a unidade de conservação, potencializando os esforços para a preservação do meio ambiente. O evento será promovido pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), entidade que integra o Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema), em parceria com a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH).

As atividades acontecerão na Praça do Encontro, na Rua Benigno Fagundes da Silva, sem número, no bairro Serra Verde. A participação é gratuita e aberta a todos. Serão realizadas palestras sobre educação ambiental e a importância da participação das pessoas na proteção do parque. Haverá doação de mudas e serão feitas trilhas pelo parque. A companhia de teatro Coccix também se apresentará no local.

Um dos enfoques das atividades da Caravana Ambiental é a prevenção aos incêndios florestais. Com a proximidade do período mais seco do ano, as equipes do Previncêndio (Programa de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais) da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e das unidades de conservação de todo o Estado têm intensificado o contato com as comunidades que vivem no entorno dos parques. O objetivo é demonstrar a responsabilidade de cada cidadão em evitar os incêndios e, consequentemente, as perdas para a biodiversidade provocadas pelo fogo.

O Parque Estadual Serra Verde foi criado em dezembro de 2007 e possui uma área de 142 hectares. A unidade de conservação é administrada pelo IEF.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/caravana-leva-preservacao-ambiental-ao-bairro-serra-verde/

Governo de Minas: inscrições para 10º Edital da Galeria de Arte Copasa terminam no dia 5 de abril

Podem concorrer artistas mineiros ou residentes em Minas com trabalhos de pintura, gravura, objetos, fotografia, desenho, escultura e cerâmica

Artistas interessados em participar da programação 2012 da Galeria de Arte Copasa  têm até o dia 5 de abril para se inscreverem no 10º Edital de Concorrência Pública da Galeria de Arte. Podem concorrer artistas mineiros ou residentes em Minas Gerais com trabalhos de pintura, gravura, objetos, fotografia, desenho, escultura e cerâmica.

As propostas devem ser elaboradas de acordo com o regulamento e a ficha de inscrição disponíveis no site www.copasa.com.br ou na própria Galeria de Arte Copasa. Os artistas poderão encaminhar a ficha de inscrição preenchida e as propostas, identificadas como Galeria de Arte Copasa, por correspondência registrada, para a Superintendência de Comunicação Institucional da Copasa, localizada à Rua Mar de Espanha, 525 – Bairro Santo Antônio, BH, MG – CEP: 30330-270. As propostas também podem ser entregues pessoalmente, no mesmo local, das 08h às 12h e de 14h às 18h, de segunda a sexta-feira.

A Galeria de Arte Copasa têm como objetivo principal promover e divulgar as diversas manifestações das artes plásticas e visuais, oferecendo ao público, aos artistas e aos estudiosos um espaço de encontro com a produção artística mineira, seja ela erudita ou popular.

A galeria oferece um espaço de 115 metros quadrados que foi Idealizada para reforçar a tríade “educação, cultura e arte”, pilares do desenvolvimento da nacionalidade e da formação da cidadania. O espaço já contou com exposições de artistas plásticas mineiros renomados como: Petrônio Bax, Álvaro Apocalipse, Amâncio, Sara Ávila, Jarbas Juarez, entre outros. Além disto, é um espaço aberto para revelar novos talentos das artes plásticas e visuais, e reverenciar os grandes mestres das artes plásticas em Minas, possibilitando um rico diálogo entre gerações.

Serviço:

10º Edital de Concorrência Pública da Galeria de Arte

Inscrições: Superintendência de Comunicação Institucional da Copasa

Local: Rua Mar de Espanha, 525, Bairro Santo Antônio, Belo Horizonte – MG – CEP: 30.330-900.

Informações Galeria de Arte Copasa: (31) 3250.1506

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/inscricoes-para-10o-edital-da-galeria-de-arte-copasa-terminam-no-dia-5-de-abril/

Gestão da Saúde: governador assina contrato para execução da segunda etapa do Hospital Metropolitano do Barreiro

Obras serão realizadas por modelo pioneiro de Parceria Público-Privada (PPP), que visa reduzir custos e melhorar qualidade dos serviços prestados

Omar Freire/Imprensa MG
Durante o evento, Anastasia listou as vantagens da PPP para a prestação de serviços públicos de qualidade para os cidadãos
Durante o evento, Anastasia listou as vantagens da PPP para a prestação de serviços públicos de qualidade para os cidadãos

O governador Antonio Anastasia assinou nesta quarta-feira (28), na Prefeitura de Belo Horizonte, junto com o prefeito da capital mineira, Marcio Lacerda, contrato para execução da segunda etapa das obras do Hospital Metropolitano Doutor Célio de Castro, na região do Barreiro. A nova etapa será realizada por meio de Parceria Público-Privada (PPP), possibilitando a redução dos custos do hospital. A unidade será referência e gerida com recursos do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Eu fico muito feliz em ser testemunha do compromisso feito pelo então governador Aécio Neves , juntamente com o prefeito Marcio Lacerda, perante a população do Barreiro para a construção do Hospital Metropolitano, que atenderá não só o Vetor Sul de Belo Horizonte, mas toda a região. É um resgate que está sendo feito de maneira exemplar. Primeiro, pela parceria exitosa entre a Prefeitura e o Governo do Estado para a construção do arcabouço do prédio. E, no segundo momento, agora, com a parceria privada que é fundamental, com investimentos expressivos”, afirmou o governador.

O Governo de Minas está investindo R$ 40 milhões na construção do hospital, sendo R$ 20 milhões já aplicados na primeira etapa e outros R$ 20 milhões serão investidos, no final da obra, na compra de equipamentos.

PPP

Pelo contrato assinado, o consócio vencedor da licitação vai investir R$ 160 milhões na segunda e última etapa das obras e terá o direito de concessão da prestação de serviços não clínicos no hospital pelos próximos 20 anos, período em que terá que investir pelo menos mais R$ 40 milhões na manutenção da infraestrutura do local.

Durante os 20 anos, o consórcio Novo Metropolitano S/A – formado pelas empresas Andrade Gutierrez, Dalkia e Gocil Segurança e Serviços – poderá explorar os serviços não clínicos, por exemplo, áreas administrativas, estacionamento, segurança e lavanderia, áreas que hoje, na maioria dos hospitais públicos, já são terceirizadas por meio de licitação, sem nenhum outro tipo de investimento por parte das empresas.

Anastasia listou as vantagens da PPP para a prestação de serviços públicos de qualidade para os cidadãos. “Isso significa avanço, significa progresso e novos instrumentos de gestão pública, mais aperfeiçoados e mais adequados para compensação da política pública, especialmente na área da saúde. Sempre falamos que, dentre todas as demandas, aquela mais listada pelos munícipes é a saúde pública, porque ela cuida naturalmente do bem mais valioso nosso, que é a vida”, disse.

O governador ainda afirmou que as parcerias entre Governo do Estado, municípios e a sociedade civil são muito importantes para os avanços que têm sido alcançados em toda Minas Gerais. “No caso da saúde, precisamos comemorar juntos. O Ministério da Saúde publicou recentemente um indicador em que o Estado de Minas Gerais, com as nossas diferenças, alcançou o quarto lugar na qualidade dos serviços, à frente de estados, como São Paulo e Rio de Janeiro e o Distrito Federal. Belo Horizonte ficou em primeiro lugar dentre as capitais com mais de dois milhões de habitantes, o que demonstra o acerto da política pública da saúde no Estado e na prefeitura de Belo Horizonte”, destacou Anastasia.

“Nós agradecemos a todos e comemoramos muito esse momento. A conclusão desse hospital vai ser um excelente avanço para o sistema de saúde da Região Metropolitana. Agradecemos de coração ao Governo do Estado pela parceria”, disse o prefeito Marcio Lacerda.

A segunda etapa das obras deverá ser iniciada em outubro. Pelo contrato, o consórcio tem prazo máximo de 15 meses para a entrega do hospital, ou seja, janeiro de 2014. Cerca 65% da primeira etapa das obras já estão concluídas.

“Nós nos sentimos muito orgulhosos de estarmos aqui nesse momento. Esse orgulho se justifica por estarmos participando efetivamente de um esforço de união entre o público e o privado, na busca de soluções para o entendimento de demandas legítimas da comunidade”, afirmou o presidente do consórcio, Roberto Alencar Correia Ribeiro.

O hospital

O hospital, que ocupará uma área de 42 mil metros quadrados, terá 12 andares, 320 leitos e uma média de 500 atendimentos/dia por meio de convênio com o SUS. Serão 40 vagas no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), outras 40 na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), 12 salas de cirurgia, equipamentos de diagnóstico por imagem, salas multiuso, bibliotecas, geradores auxiliares. O hospital terá triagem com classificação de risco.

A capacidade de atendimento será de 10 mil consultas especializadas, 1,4 mil internações e 700 cirurgias mensais. No caso de atendimento descentralizado a traumas, podem ser realizados 12 procedimentos simultaneamente.

Uma lei municipal aprovada em dezembro do ano passado dá ao Hospital Metropolitano o nome de Dr. Célio de Castro.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-assina-contrato-para-execucao-da-segunda-etapa-do-hospital-metropolitano-do-barreiro/

Governo de Minas: IMA orienta sobre a utilização de caixa de madeira para acondicionamento de banana

A exigência é uma das medidas de prevenção à Sigatoka Negra, doença que pode causar danos nos pomares da fruta

Considerando a importância socioeconômica da bananicultura que se expande de forma expressiva em várias regiões de Minas Gerais, o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) disciplina a montagem de caixa de madeira utilizada para acondicionamento de banana, através da Portaria n° 1203 de 23 de março de 2012.

A montagem de caixa utilizada no acondicionamento de banana só poderá ser feita com madeira de primeiro uso (ripas). Sendo assim, fica proibido o aproveitamento das caixas utilizadas no acondicionamento da fruta para quaisquer produtos vegetais. Também ficam proibidos o depósito e o armazenamento de caixas de madeira.

A exigência é uma das medidas de prevenção à Sigatoka Negra, doença fúngica altamente destrutiva que pode causar danos de até 100 % nos pomares da fruta. E as caixas e material utilizados no acondicionamento, embalagem e transporte de  banana são meios eficientes de disseminação da praga.

O diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, explica que o trabalho do instituto consiste em fazer o monitoramento constante da área e fiscalizar a entrada de produtos nas barreiras de fiscalização fitossanitárias. “Além disso, para dar cumprimento a esta Portaria o IMA fará a fiscalização nos locais onde as caixas são montadas, nos depósitos e no armazenamento”, afirma.

Sigatoka Negra

A Sigatoka Negra é a mais séria e destrutiva doença da bananeira em todas as áreas produtoras do mundo. A doença começa nas folhas mais novas da planta e evolui para as mais velhas, provocando sintomas típicos como estrias marrons e manchas negras necróticas que reduzem os tecidos fotossintetizantes. Na ausência das folhas os frutos não crescem, ficam pequenos, desuniformes e com maturação precoce.

A praga é influenciada por fatores ambientais como vento, umidade e principalmente a chuva. As condições favoráveis são temperatura maior que 21ºC, umidade alta e período chuvoso prolongado. Depois de sua invasão gera aumento nos custos de produção, pois é preciso rigoroso controle químico.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/ima-orienta-sobre-a-utilizacao-de-caixa-de-madeira-para-acondicionamento-de-banana/