• Agenda

    abril 2012
    S T Q Q S S D
    « mar   maio »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

  • Anúncios

CPI sem guerra política: Senador Aécio Neves disse que apuração não pode ser transformada em instrumento de disputa política

Fonte: Assessoria de Imprensa do senador Aécio Neves

Senador Aécio Neves diz que CPI deve investigar envolvidos nos setores públicos e privado

“”Queremos fazer uma CPI em favor da verdade””

senador Aécio Neves (PSDB/MG) defendeu, nesta quinta-feira (26/04), que a CPI Mista sobre o caso Cachoeira investigue todos os envolvidos, seja no setor público ou privado. Aécio afirmou que uma investigação ampla é o desejo da população brasileira.

“”Temos, não apenas enquanto membros da oposição, mas enquanto cidadãos brasileiros, a expectativa de que seja uma investigação profunda, serena, mas que aponte todos os vínculos da contravenção, seja no Congresso Nacional, seja na administração pública em todos os níveis – municipal, estadual e federal –, e também os links, as relações da contravenção com o setor privado”,” disse Aécio Neves.

senador ressaltou que a apuração não pode ser transformada em instrumento de disputa política. Para ele, esta deve ser uma investigação em favor da verdade.

““Queremos fazer uma CPI em favor da verdade, e tampouco aceitaremos que a base do governo faça uma CPI contra a oposição. Ela não pode ser uma CPI seletiva, onde aqueles que têm maioria focam nos aliados daqueles que têm minoria. O clima que percebo é de seriedade, inclusive da sociedade, repito, para que não seja uma CPI onde a retaliação, a guerra política, prevaleça sobre a realidade dos fatos””, afirmou o senador Aécio Neves.

CPI – Nessa quarta-feira (25/04), a CPI Mista do caso Cachoeira realizou sua primeira reunião noCongresso. Ela terá 180 dias, prorrogáveis por outros 180, para realizar as investigações.

link da matéria: http://www.aecioneves.net.br/2012/04/aecio-neves-diz-que-cpi-deve-investigar-envolvidos-nos-setores-publicos-e-privado/

Anúncios

Gestão Eficiente: Cidade Administrativa é o símbolo da gestão eficiente de Aécio

Fonte: Jogo do Poder

Cidade Administrativa é o símbolo da gestão eficiente de Aécio

 Gestão Eficiente: Aécio Neves

Cidade Administrativa é o símbolo da gestão eficiente de Aécio

Uma das principais preocupações da gestão eficiente de Aécio Neves era gastar menos com o governodo estado de MG e mais com a população.

Com esta premissa, Aécio Neves, em sua gestão, implantou o Choque de Gestão, um conjunto de medidas administrativas responsável pelo saneamento das finanças e pela melhoria dos serviços prestados à população.

A Cidade Administrativa é, talvez, o principal exemplo de ousadia e símbolo da eficiência e economiapara a administração pública. Projetada por Oscar Niemeyer, a nova sede do Governo de Minasconsolida o modelo de gestão pública de Aécio Neves, implantado com o Choque de Gestão.

Na Cidade Administrativa, todas as secretarias e órgãos da administração direta do Estado atuam em um mesmo local. São 16 mil servidores que atuam em um complexo de prédios dotado de melhores condições de trabalho, integrados a uma grande rede informatizada. Com as novas rotinas, o tráfego de documentos oficiais e os processos governamentais são mais eficientes.

A integração das secretarias e órgãos públicos também proporciona significativa economia ao governoque deixou de alugar prédios para instalar as instituições. No único complexo, os servidores podem otimizar os serviços de conservação e manutenção, limpeza, telefonia, transporte entre outros.

Os prédios que formam a Cidade Administrativa são equipados com avançados sistemas de iluminação, água e ventilação. Outra economia é gerada com a utilização de esgoto a vácuo em todo o complexo de prédios.

O aproveitamento da luz natural no complexo e o sistema de iluminação automatizada, além de elevadores inteligentes contribuem para racionalizar o consumo de energia elétrica, gerando economia aos cofres públicos.

A Cidade Administrativa é o resultado da gestão eficiente de Aécio Neves.

Link da matéria: http://www.jogodopoder.com/blog/gestao-publica-2/gestao-eficiente/gestao-eficiente-aecio-neves/

Aécio Neves aprova prévias presidenciais

Fonte: Assessoria de Imprensa do Senador Aécio Neves

Proposta do senador Aécio Neves que estabelece prazo para realização de prévias é aprovada

 Senador Aécio Neves aprova prévias presidenciais

Senador Aécio Neves aprova prévias presidenciais

senador Aécio Neves (PSDB/MG) teve aprovada, nesta quarta-feira (25/04), proposta de sua autoria que estabelece prazos para a realização de prévias partidárias para escolha de candidato àPresidência da República. O senador apresentou emenda, aprovada naConstituição e Justiça (CCJ) do Senado, prevendo que as prévias poderão ser realizadas a partir de um ano antes da data da eleição até o primeiro domingo de junho do ano eleitoral.

A emenda de Aécio Neves refere-se aoprojeto de lei do Senado 156, de 2011, aprovado em caráter terminativo, e que cria regras para a realização de prévias partidárias para candidatos à Presidência. Se não houver recurso, o PLS segue para votação na Câmara dos Deputados.

A proposta não obriga os partidos a promoverem as chamadas eleições primárias que, por serem de âmbito partidário, não torna necessária a desincompatibilização de pré-candidatos com cargo no Executivo.

Para o senador Aécio, a realização de prévias é essencial para valorizar a militância e fortalecer os partidos.

“Essa é uma matéria estruturante na vida partidária. Vem ao encontro de um anseio que os partidos políticos têm, ou deveriam ter, de participação cada vez maior da militância partidária, não só nas campanhas, mas também na definição dos candidatos e dos programas. O momento em que regulamentamos as prévias, damos uma sinalização à militância, de que eles terão papel importante, até decisivo, na escolha daqueles que serão candidatos aos cargos majoritários”, disse Aécio.

O PLS 156 é de autoria do senador Álvaro Dias e foi relatado na Comissão de Constituição e Justiça pelo senador Pedro Taques.

Link da matéria: http://www.aecioneves.net.br/2012/04/proposta-de-aecio-neves-que-estabelece-prazo-para-realizacao-de-previas-e-aprovada/

CCJ do Senado aprova projeto que regulamenta prévias presidenciais

Fonte: Bruno Peres – Valor Econômico 

Comissão de ConstituiçãoJustiça e Cidadania (CCJ), do Senado, aprovou ontem a formalização da pré-campanha eleitoral para postulantes à Presidência da República. De autoria do senador Alvaro Dias (PSDB-PR), a proposta disciplina a realização de eleições primárias para a escolha partidária do candidato, instituindo a realização de pré-campanha.

Foram acrescidas à proposta do senador duas emendas. A primeira delas é a possibilidade de realização de pré-campanha desde um ano antes do pleito até a realização das eleições primárias, no primeiro domingo de junho.

O relator da proposta, senador Pedro Taques (PDT-MT), considerou que o período abre espaço para “apresentação de ideias” que colaboram para “o amadurecimento do sistema eleitoral como um todo”.Inicialmente, o texto previa cerca de 60 dias para a realização de pré-campanha. “As prévias já podem ser feitas, o que há de novo aqui? A possibilidade de pré-campanha. Essa é a inovação”, justificou o relator da proposta, Pedro Taques (PDT-MT), ao acolher emenda proposta pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Ao relatar a proposta, Taques acrescentou outra emenda, tornando obrigatório o acompanhamento por parte da Justiça Eleitoral de todo o processo. Assim, serão definidas regras para a realização da pré-campanha e também das prévias, assegurando o regulamento mínimo para a briga interna dos partidos na busca por votos de militantes.

O projeto foi criticado pela senadora Marta Suplicy (PT-SP). Marta é um dos quadros petistas lembrados para a sucessão do governo paulista em 2014. Para a senadora, trata-se de “um projeto de ocasião”.

A proposta, aprovada em caráter terminativo, seguiria para análise da Câmara, sem passar pelo plenário, mas senadores contrários à proposta anunciaram que vão apresentar requerimento para uma nova deliberação dos senadores em plenário. “Se você quer fazer uma reforma política com seriedade, tem que debater o financiamento de campanha. Não pode ir pelas bordas, é preciso debater primeiro o financiamento de campanha e depois tratar de outras questões”, disse o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE). Para garantir que a proposta seja analisada em plenário, Arruda, precisa do apoio de um quinto do Senado.

Senador Aécio Neves – Link da matéria: http://www.valor.com.br/politica/2633720/ccj-do-senado-aprova-projeto-que-regulamenta-previas-presidenciais