• Agenda

    março 2012
    S T Q Q S S D
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Governo de Minas: diretor do Barcelona visita espaços esportivos de Belo Horizonte

Iniciativa faz parte de projeto de divulgação dos centros de treinamento esportivos e clubes de Minas

Divulgação/Seej
Rogério Romero, Emerson Silami e Carles Romagosa Vidal
Rogério Romero, Emerson Silami e Carles Romagosa Vidal

O secretário-adjunto de Esportes e da Juventude, Rogério Romero, apresentou nesta segunda-feira (26) ao professor de Ciências do Desporto da Universidade de Barcelona e diretor de Projetos de Futebol do Futbol Club Barcelona, Carles Romagosa Vidal, as obras do Centro de Treinamento Esportivo (CTE) e do Mineirão. A Iniciativa faz parte de projeto da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej) de divulgação dos centros de treinamento esportivos e clubes de Minas Gerais, incluídos pelo Comitê Organizador da Olimpíada de 2016 (COO) no guia oficial de locais de treinamento para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016.

No último dia 20, o CTE recebeu a visita do delegado do CONI, Alfredo Apicella, e da consulesa italiana Maria Pia Calisti. No próximo dia 2 de abril, as obras do complexo esportivo serão visitadas por delegação de Portugal.

Carles Vidal foi diretor da Escola de Futebol do Barcelona, de 1998 a 2000; treinador de futebol de base do Barcelona, de 2003 a 2010; e subdiretor técnico e coordenador de projetos da Federação Catalã de Futebol, de 2008 a 2010; e é professor universitário de Ciências do Desporto.

Entre os 172 centros, entidades e clubes brasileiros incluídos pelo COO no guia oficial de locais de treinamento, além do Centro de Treinamento Esportivo (CTE), em construção em Belo Horizonte estão a Arena Olímpica João Mambrini, em São Sebastião do Paraíso; o Centro de Treinamento Esportivo (CTE), em construção em Belo Horizonte; a Escola Preparatória de Cadetes-do-Ar, localizada em Barbacena; a Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Gerais, o Minas Tênis Clube e a PUC Minas, de Belo Horizonte; a Estação Conhecimento Governador Valadares, de Governador Valadares; o Estádio Municipal Radialista Mário Helênio e a Universidade Federal de Juiz de Fora, de Juiz de Fora; a Sociedade Hípica Chácara Flora, de Poços de Caldas; a Arena Multiuso Esportiva Presidente Tancredo de Almeida Neves e o Sesi-MG, de Uberlândia; o Clube Campestre de Varginha; e a Universidade Federal de Viçosa.

CTE

O Centro de Treinamento Esportivo está sendo construído pela Seej, em parceria com a Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Gerais (EEFFTO/UFMG), desde dezembro de 2010 na avenida Alfredo Camarate, no Centro Esportivo Universitário (CEU).

O complexo é composto por salas para a administração, parque aquático, vestiários, estação de tratamento e aquecimento de água e depósitos de apoio ao parque, pista de atletismo e instalações para todas as modalidades esportivas, salas de musculação, hidroterapia e fisioterapia, consultórios médicos e odontológicos e sala para nutricionista. As obras receberam investimento integral do governo do Estado de Minas Gerais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/diretor-do-barcelona-visita-espacos-esportivos-de-belo-horizonte/

Governo de Minas: entidades devem ficar atentas para buscarem recursos da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte

Estado dispõe de recursos para projetos esportivos apoiados pela Lei de Incentivo ao Esporte

As entidades de direito civil sem fins lucrativos, que estejam em pleno e regular funcionamento e que tenham titulação de organização da sociedade civil de interesse público (Oscip) ou tenham sido declaradas de utilidade pública por lei municipal, estadual ou federal, podem protocolar projetos esportivos a serem beneficiados pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, junto à Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej) durante todo o ano. A secretaria dispõe atualmente, para investimento em projetos esportivos apoiados pela Lei de Incentivo ao Esporte, de recursos que totalizam R$ 1.008.766,31.

Atualmente, está em andamento o projeto Equipe Mineira de Xadrez, apresentado pela Federação Mineira de Xadrez (FMX), que tem por objetivo desenvolver o desporto de rendimento, formando equipes mineiras masculina e feminina sub 10 a sub 18 e absoluto, com um total de 16 atletas. A equipe representará Minas Gerais nos torneios nacionais e internacionais, projetando o rating internacional dos atletas participantes.

Também se encontra em andamento o projeto Paraquedismo nas Gerais, apresentado pelo Clube de Paraquedismo Paladinos do Espaço, que tem por finalidade a criação de uma estrutura itinerante da prática do paraquedismo, para atender os paraquedistas de todo o Estado; a ampliação do número praticantes do paraquedismo; a divulgação do paraquedismo como forma de prática esportiva de lazer; e o apoio a criação ou reativação de clubes esportivos.

Os interessados em apresentar projetos podem acessar o link http://www.esportes.mg.gov.br/esportes/lei-de-incentivo-ao-esporte ou ligar para Diretoria de Desenvolvimento de Programas e Projetos da Seej: (31) 3915-4686 ou 3915-4688.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/entidades-devem-ficar-atentas-para-buscarem-recursos-da-lei-estadual-de-incentivo-ao-esporte/

Governo de Minas: Gestão Pós-Morar mostra melhor condição de vida de mutuários em Guanhães

De acordo com relatório, o principal fator para a melhora é o aumento do poder aquisitivo das famílias

Relatório semestral encaminhado à Cohab Minas pela Secretaria Municipal de Assistência Social de Guanhães, no Leste de Minas, mostra que o trabalho do programa Gestão Pós-Morar, realizado em parceria pela prefeitura e pela Cohab no Conjunto Habitacional Esperança, constatou significativa melhora das condições de vida as famílias atendidas com a casa própria.

De acordo com o relatório, o principal fator para a melhora é o aumento do poder aquisitivo das famílias, já que substituíram o aluguel das antigas moradias pela prestação do financiamento habitacional. “A maioria pagava um aluguel superior ao que podiam. Agora, além de o valor das prestações facilitar o pagamento em dia para todos os mutuários, muitos adquiriram bens”.

O programa Pós-Morar tem como objetivo desenvolver ações sociais que melhorem a qualidade de vida e os padrões de convivência dos mutuários nos conjuntos habitacionais, bem como prevenir a inadimplência. Suas ações envolvem orientação educativa, geração de renda, cuidados pessoais e com a casa, além de conscientização de direitos e obrigações dos mutuários. As ações ainda ajudam a dar retorno aos investimentos para a construção de mais casas, garantindo a sustentabilidade do programa habitacional do Governo de Minas e da Cohab.

Padrão de Vida

Depoimentos de mutuários abordam benefícios que o Programa Lares Geraes Habitação Popular traz na acessibilidade à saúde e à educação, já que alguns deles vieram da zona rural e encontravam dificuldades para o deslocamento. O documento conta, por exemplo, o caso de uma família que tem um filho que sofria com alergia e tinha de tomar injeção uma vez por semana. “Depois da aquisição da casa, a família teve melhores condições de cuidar da saúde da criança, que, assim, não precisa mais tomar as injeções”, diz o relatório.

Ao mesmo tempo em que as novas moradias melhoram o padrão de vida, o próprio fato de as famílias passarem a morar no conjunto habitacional proporciona aos mutuários “um novo espaço de convivência”. Isso coloca para o Pós-Morar o desafio de arbitrar os eventuais conflitos ocasionados pelo convívio e de promover a elaboração de “novas e desconhecidas relações sociais”, às quais “a maioria conseguiu adaptar-se bem”, afirma o relatório.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/gestao-pos-morar-mostra-melhor-condicao-de-vida-de-mutuarios-em-guanhaes/

Governo de Minas: adolescentes concluem oficina de grafite na região de Venda Nova

As aulas propiciaram, além do aprendizado das técnicas, diálogos sobre a violência, a apropriação dos espaços urbanos e os dilemas da juventude

Bernardo Carneiro
Jovens que participaram da oficina grafitaram muro de loja em Venda Nova
Jovens que participaram da oficina grafitaram muro de loja em Venda Nova

Jovens da Casa de Semiliberdade Letícia, situada na região de Venda Nova, em Belo Horizonte, grafitaram o muro de uma loja de chapas galvanizadas nesta segunda-feira (26). A intervenção artística celebra o encerramento de uma oficina de grafite desenvolvida com os jovens que cumprem medidas socioeducativas na unidade. A proposta da atividade é promover uma interação dos adolescentes com a comunidade do bairro onde a unidade está inserida. A casa de semiliberdade é administrada pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), por meio da Subsecretaria de Atendimento às Medidas Socioeducativas (Suase), e funciona há dois anos.

A diretora da unidade, Mariana Aranha, explica que as aulas da oficina de grafite propiciaram, além do aprendizado das técnicas, situações de diálogos sobre a violência, a apropriação dos espaços urbanos e os dilemas da juventude. “Os oficineiros estão sempre atentos e abertos para conversas com os jovens e, neste tipo de atividade, sempre surgem demandas neste sentido”, conclui.

A utilização do muro foi autorizada pelo proprietário da casa comercial, Adilson Motta, que apoia o projeto e explica seus sentimentos em relação à Casa de Semiliberdade Letícia. “Quando ela foi inaugurada fiquei um pouco receoso da presença de adolescentes infratores aqui no bairro, mas hoje conheço e admiro o trabalho desenvolvido lá. Gostei da pintura que eles fizeram, prefiro ter o meu muro dessa forma”, destaca.

Experiências compartilhadas

O professor das oficinas, Tiago Dequete, é licenciado em artes pela Escola Guignard e teve o primeiro contato com o grafite em 1999. Durante oito meses, ele esteve uma vez por semana com cerca de 20 jovens da semiliberdade para ensinar técnicas de pintura e história do grafite. “A arte dos muros e dos espaços públicos funcionou para os adolescentes como pontes para a liberdade. Compartilhamos histórias de vida em conversas informais, porém essenciais para a escolha de caminhos diferentes daqueles que os levaram até o cumprimento de uma medida socioeducativa” destaca Dequete.

O trabalho dos jovens em uma rua próxima da casa de semiliberdade foi apreciado com entusiasmo pela senhora Maria Auxiliadora Martins. Ela mora há mais de 40 anos no bairro e, da varanda de sua casa, elogiou a intervenção artística dos jovens: “Está lindo! O muro ficou muito melhor e isto é bom para os meninos e para o bairro. Acho que vou pedir para eles grafitarem também uma parte do muro aqui de casa” revela a moradora.

Descobrir talentos e incentivar a criatividade é também uma das possibilidades em uma oficina de grafite. Um dos adolescentes concentrados na pintura do muro conta que descobriu uma coisa nova em sua vida. “Nunca havia imaginado que seria capaz de fazer isso”.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/adolescentes-concluem-oficina-de-grafite-na-regiao-de-venda-nova/

Gestão Anastasia: governo de Minas terá painel exclusivo no congresso nacional de gestão pública

Mais da metade dos projetos destacados pelo Consad foi produzido pela Seplag

Osvaldo Afonso/Imprensa MG
Para o subsecretário André Reis, a gestão desenvolvida em Minas serve de referência ao país
Para o subsecretário André Reis, a gestão desenvolvida em Minas serve de referência ao país

O Governo de Minas teve o maior número de trabalhos selecionados entre todos os estados brasileiros que participarão do V Congresso Consad de Gestão Pública, de 4 a 6 de junho, em Brasília. O Conselho Nacional de Secretários de Estado de Administração (Consad) selecionou 185 programas e projetos para apresentar aos participantes do congresso, um dos mais importantes de gestão pública do país. Desse montante, 37 foram desenvolvidos pelo Governo de Minas, ou seja, 20% do total.

Dos 37 trabalhos que serão mostrados pelo Governo de Minas, mais da metade foi produzido pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). Entre tantos trabalhos está, inclusive, o artigo “Minas Gerais, um Estado em Rede: promovendo resultados pelo fortalecimento da cidadania”, de autoria da secretária Renata Vilhena.

Destaque também para o trabalho da subsecretária de Gestão de Pessoas, Fernanda Siqueira Neves, “A complexidade da construção de uma política integrada e estratégica de gestão de pessoas no serviço público: uma reflexão sobre modelo de gestão de pessoas implantado no Governo de Minas Gerais”.

Do painel “A experiência de Minas Gerais na qualidade e produtividade do gasto” constam os selecionados: “A criação, implantação e benefícios da instituição do modelo padronizado de planejamento anual de compras – Pré-Compra – para os órgãos e entidades do poder executivo”, de Luciana Vianna de Salles Drumond (DCLC/SCRLP), que participa também com o tema  “A utilização do poder de compra do Estado de Minas para induzir o desenvolvimento sustentável, no que se refere à prosperidade econômica, à responsabilidade social e à administração ambiental”.

Completam o painel os artigos “Avaliação prévia de projetos do Governo de Minas Gerais: mais um importante passo para a alocação eficiente dos recursos públicos”, de Gabriella Nair Figueiredo Noronha Pinto (DCAP/SCCG) e “A experiência mineira na integração da gestão orçamentária à gestão das compras públicas: soluções para o controle da margem de realização de novas despesas”, de Aline Martins Ribeiro Tavares Rezende (SCPPO). A próxima etapa será o envio dos artigos selecionados até 11 maio para posterior apresentação de 15 minutos no congresso em junho.

Para o subsecretário de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto, André Reis, “o volume de artigos selecionados, tanto de servidores da Seplag quanto de Minas Gerais como um todo, demonstra o alto nível dos resultados e ações de gestão empreendidas pelo Governo do Estado e que são objeto constante de reconhecimento em âmbito nacional e internacional, além de demonstrar a qualificação dos servidores estaduais”. “Minas Gerais, no painel sobre Qualidade do Gasto, terá a oportunidade de apresentar e debater junto a diversos gestores públicos iniciativas inovadoras nesta área”, enaltece o subsecretário.

O Congresso

O Congresso Consad de Gestão Pública é realizado anualmente. Em 2008, o I Congresso reuniu renomados gestores do país, dirigentes do setor público, especialistas e pesquisadores que se dedicam aos temas de gestão pública no Brasil e no mundo e foram debatidas inovações na gestão da saúde, na segurança pública e na educação, além de tecnologias de gestão, gestão por resultados, mídia e terceiro setor.

O congresso representa um espaço para discussão; formação de redes; indução, produção e disseminação de conhecimento; fomento do debate sobre gestão pública entre os governos e a sociedade; intercâmbio entre poderes e entre federados, com experiências latino-americanas, países da Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Econômicos (OCDE) e países que constituem o BRIC – Brasil, Rússia, Índia e China.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-tera-painel-exclusivo-no-congresso-nacional-de-gestao-publica/

Governo de Minas: Fhemig alerta sobre os cuidados com picadas de escorpião

É preciso buscar atendimento rápido, pois o veneno pode ser fatal, principalmente em crianças

Gleisson Mateus
No ano passado, foram registrados 1.254 atendimentos envolvendo escorpiões no João XXIII
No ano passado, foram registrados 1.254 atendimentos envolvendo escorpiões no João XXIII

O Serviço de Toxicologia do Hospital João XXIII, da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), alerta as vítimas de picadas de escorpiões para que busquem atendimento imediato e que não percam tempo ao se dirigirem para a unidade hospitalar, pois o veneno pode ser fatal, principalmente em crianças.

No ano passado, foram registrados 1.254 atendimentos no João XXIII. Entre 2009 e 2010, houve 2.512 ocorrências envolvendo escorpiões. Referência para o tratamento de agressões por animais peçonhentos, o hospital é a única instituição que possui o soro antiescorpiônico em Belo Horizonte.

Segundo o coordenador do Serviço de Toxicologia, Délio Campolina, são realizados, no João XXIII, em média, 100 atendimentos mensais de vítimas de picadas de escorpião nos períodos de maior incidência de casos, os meses de setembro e outubro. Embora este número caia para 60 nos demais meses, é preocupante a frequência com que acontecem, a cada ano, acidentes envolvendo escorpiões.

“Sintomas como vômito, mal estar, falta de ar, agitação, sonolência e prostração não devem ser ignorados. Nos casos mais graves, a pessoa pode evoluir para uma arritmia cardíaca, insuficiência respiratória e até mesmo um edema agudo de pulmão. Quando isso ocorre, além do soro, é preciso que a vítima receba suporte de UTI para os controles cardíaco e pulmonar”, destaca Délio Campolina.

Cuidados

O escorpião deve ser combatido com a manutenção de ambientes limpos e com a eliminação de entulhos, pedras e madeiras. As pessoas devem ter atenção e sempre procurar balançar roupas e toalhas antes de serem usadas. O mesmo cuidado deve ser tomado com os calçados.

Predadores

As galinhas e os sapos são predadores naturais dos escorpiões. Enquanto as galinhas têm hábitos diurnos, os sapos, assim como os escorpiões, são animais noturnos e são mais eficazes para eliminar esses aracnídeos, uma vez que são capazes de comer vários.

Ao manusear entulhos e lixos ou limpar terrenos e esgotos, a pessoa deve, obrigatoriamente, proteger-se com luvas e botas. É aconselhável, inclusive, ter galinhas por perto para que elas comam o animal peçonhento. Também são inimigos naturais diversas espécies de aranhas, pássaros, lagartos, corujas, seriemas e macacos.

Clique aqui para obter a lista dos hospitais de referência para animais peçonhentos em Minas Gerais (Arquivo Excel).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/fhemig-alerta-sobre-os-cuidados-com-picadas-de-escorpiao/

Gestão Anastasia: governo de Minas lança PMI do projeto de Implantação do Novo Espaço Gameleira

Proposta busca parceria com a iniciativa privada para a estruturação do modelo de concessão

Divulgação
Projeto abrange a reestruturação de um novo Parque de Exposições funcionalmente integrado ao Expominas
Projeto abrange a reestruturação de um novo Parque de Exposições funcionalmente integrado ao Expominas

O Governo de Minas lançou nesta semana o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) do Projeto de Implantação do Novo Espaço Gameleira. O principal objetivo do empreendimento é ampliar a capacidade de realização de eventos e consolidar Belo Horizonte como uma das principais capitais do país em turismo de negócios, além de fortalecer o calendário de eventos ligados ao agronegócio. O projeto abrange a reestruturação de um novo Parque de Exposições associado à construção e operação de um novo Centro de Convenções funcionalmente integrado ao Expominas.

O novo Espaço Gameleira terá capacidade para atender, em padrão internacional, a demanda crescente por espaços para a realização de feiras e convenções. Nos últimos anos, na medida em que se amplia a visibilidade do Estado de Minas Gerais e da cidade de Belo Horizonte no cenário nacional, há uma procura cada vez maior por espaços desta natureza.

Tanto o novo Parque de Exposições quanto o novo Centro de Convenções serão localizados na área do terreno que abriga o atual Parque Bolívar de Andrade, potencializando o uso de 98 mil metros com pavilhões multiuso, integrando-os ao atual Expominas dentro do conceito “in door”, assegurando características que contemplem também os interesses do agronegócio.

Os dois empreendimentos poderão ser implantados de forma a viabilizar a possibilidade de exploração comercial de equipamentos adicionais, como shopping, hotel e outros com visão complementar e integrados às atividades de interesse público.

Grupo de trabalho

O vice-governador Alberto Pinto Coelho destacou que o grupo de trabalho seguiu as orientações do governador Antonio Anastasia, para que a alternativa encontrada levasse em consideração o diálogo permanente com os segmentos do agronegócio, ouvida a Faemg e os interesses do trade turístico.

“A solução proposta irá, de um lado, potencializar a vitrine do agronegócio, tão relevante para a nossa economia e as vocações do nosso território e, de outro, assegurar a expansão da área de feira e do centro de convenções, imprescindíveis para dinamizar nossa capital para a recepção de grandes eventos”, salientou Alberto Pinto Coelho.

Manifestações

O primeiro passo para a implantação do projeto é o lançamento do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), que visa convidar a iniciativa privada para contribuir com estudos técnicos para a estruturação do modelo de concessão.

As manifestações deverão abranger propostas, estudos, levantamentos, dados, elementos, planos de negócio, projetos, minutas de edital, contrato público e anexos que atendam às disposições do PMI. Todos os documentos deverão ser encaminhados à Unidade Central de Parcerias Público-Privadas (Unidade PPP) da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede).

O PMI prevê a realização de uma etapa de cadastramento dos participantes, que estará vigente por 20 dias contados a partir da data de sua publicação. Esta iniciativa tem como objetivo promover um maior alinhamento entre o governo e a iniciativa privada durante o desenvolvimento dos estudos. As Manifestações de Interesse deverão ser encaminhadas até 4 de Junho de 2012, por meio digital enviado ao e-mail pmi@ppp.mg.gov.br ou mediante protocolo, para a UNIDADE PPP da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico.

Após o período de entrega das manifestações, toda a documentação será analisada levando em consideração as contribuições da iniciativa privada para o aprimoramento do projeto e estruturação do modelo de concessão.

Outras informações pelo site: http://www.ppp.mg.gov.br

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-lanca-pmi-do-projeto-de-implantacao-do-novo-espaco-gameleira/

Gestão da Saúde: Francisco Sá recebe Unidade Básica de Saúde e melhorias em hospital municipal

Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) inaugurou uma nova Unidade Básica de Saúde (UBS) no município de Francisco Sá, Norte de Minas. A unidade, que abrigará duas equipes do Programa Saúde da Família, beneficiando cerca de 6 mil moradores do bairro São Geraldo e adjacências, foi construída com recursos do Tesouro Estadual no valor de R$ 345 mil com uma contrapartida da prefeitura no valor de R$ 42 mil.

O município também recebeu a reforma e ampliação do bloco cirúrgico do Hospital Municipal, que agora passa a contar com sala de pré-parto, parto e puerpério, melhoria na central de material e esterilização. A obra foi viabilizada com recursos do Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do SUS (Pro-Hosp) no valor de R$ 300 mil, e contrapartida do município no valor de R$ 100 mil.

Segundo o subsecretário de Estado de Políticas e Ações de Saúde, Maurício Rodrigues Botelho, a reforma e ampliação do bloco cirúrgico vai ajudar a solucionar a grande demanda de cirurgias eletivas da microrregião, que possui seis municípios e cerca de 74 mil habitantes. “Francisco Sá é sede da micro e precisava se estruturar para atender, com qualidade, suas próprias demandas e as encaminhadas pelos municípios vizinhos. Além disso, com a construção da UBS, grande parte dos atendimentos serão resolvidos na nova unidade, diminuindo a sobrecarga do hospital”, avalia o subsecretário.

A nova UBS é tipo II e foi construída dentro dos padrões exigidos pela Vigilância Sanitária e estruturada para abrigar os PSF Lua e Estrela, com dez pontos de apoio na área rural, realizando reabilitação e promoção à saúde de forma humanizada e acessível.

Com população de 26 mil habitantes, Francisco Sá possui 8 equipes de PSF, 48 agentes comunitários de saúde, cobrindo 100% dos município. “Nossa expectativa é que, com a nova unidade, todos os atendimentos da atenção primária possam ser resolvidos nas UBSs”, planeja o prefeito José Mário Pena que ressalta que uma das prioridades do município era fortalecer o hospital municipal. “Há pouco mais de quatro anos, o hospital não tinha condições de fazer nem mesmo parto normal com segurança. Graças aos recursos do Pro-Hosp a realidade é outra e hoje temos condições de atender até a urgências e emergências”, observa o prefeito.

De 2003 a 2011, o hospital municipal de Francisco Sá recebeu do Pro-Hosp R$ 2,1 milhões, que foram investidos na aquisição de equipamentos, mobiliário, apoio à gestão e em qualificação profissional. A unidade hospitalar também recebe incentivo mensal do Pro Urge no valor de R$ 37.500,00 para reorganizar a rede de resposta hospitalar às urgências e garantir a presença, em 24 por dia, de equipe mínima de profissionais para dar resposta eficiente aos casos de urgência e emergência. O hospital possui 50 leitos 100% SUS e está estruturado para atender a cirurgias nas áreas de obstetrícia, angiologia, otorrino, ortopedia, clínica geral e cirurgia geral e infantil.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/francisco-sa-recebe-unidade-basica-de-saude-e-melhorias-em-hospital-municipal/

Gestão Anastasia: Minas Gerais vai sediar empreendimento inédito de semicondutores

Com produção de alto valor agregado e criação de postos de trabalho qualificados, unidade da CBS, em Ribeirão das Neves, receberá investimentos de US$ 500 milhões

O município de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, sediará a nova unidade da Companhia Brasileira de Semicondutores (CBS), conforme informou nesta terça-feira (27) o governador Antonio Anastasia. O empreendimento se diferencia pelo alto valor agregado da produção de pastilhas de silício para microprocessadores, além da captação de mão de obra especializada. Com investimentos de US$ 500 milhões e geração de 288 empregos diretos, a CBS vai produzir, em Minas, circuitos eletrônicos de semicondutores.

O anúncio oficial sobre a instalação da empresa em Minas será feito no próximo dia 3 de abril, em Brasília, com a participação da presidente Dilma Rousseff. O empreendimento irá operar por meio de uma joint venture, formada por capital nacional, tanto privado quanto estatal, e investimento estrangeiro.

“O fundamental é termos empresas que tragam tecnologia. Estamos batalhando por gigantes em investimentos. Conseguimos agora algo que estávamos discutindo desde 2003 que foi a confirmação da instalação em Ribeirão das Neves da Companhia Brasileira de Semicondutores (CBS), que será lançada de maneira especial. Será a primeira fábrica brasileira com condições de se inserir em um mercado mundial muito competitivo. É muito significativa para o Estado a implantação dessa fábrica com US$ 500 milhões de investimentos”, afirmou ogovernador, ao participar, nesta terça-feira, do Café Parlamentar, evento organizado pela Associação Comercial e Empresarial de Minas (ACMinas).

A unidade industrial será instalada em uma área de 160 mil metros quadrados, em Ribeirão das Neves. Com os novos investimentos, o município vai se tornar um  polo tecnológico de grande porte em nível nacional. A cidade possui inúmeras vantagens competitivas, como a proximidade com o Aeroporto Internacional Tancredo Neves (AITN), em Confins, e o acesso viário por meio de importantes corredores logísticos do país.

A implantação da unidade da CBS em Ribeirão das Neves já possui licença de instalação concedida pelo Conselho de Política Ambiental (Copam), vinculado à Secretaria de Estado de Meio-Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad). A licença inclui, além da implantação da unidade de produção de componentes eletroeletrônicos, reformas em rodovias de acesso, para beneficiar o escoamento da produção.

Gestão reconhecida

O governador Antonio Anastasia explicou, para cerca de 100 líderes empresariais, durante o encontro desta terça-feira, detalhes sobre os trabalhos executados em Minas, por meio da Gestão para a Cidadania, terceira fase do Choque de Gestão, afirmando que “o governo e a sociedade civil organizada precisam estar em constante diálogo para a melhoria dos serviços públicos e da qualidade de vida dos mineiros”. Contou que, durante reunião na última sexta-feira com o vice-presidente do Banco Mundial, Makhtar Diop, ouviu elogios à gestão adotada pelo Estado.

“Ele esteve conosco e fez referência de que hoje, não só para o Banco Mundial, mas para todos os organismos internacionais, sem exceção, o caso mais aplaudido de planejamento bem sucedido de um Estado subnacional, ou seja, que não é uma nação, é o caso de Minas Gerais. Servimos de modelo para nações do mundo todo. Isso é muito positivo porque mostra o valor da nossa gente”, afirmou.

Segundo o governador, esse esforço de planejamento e ações, garantidas por meio do Choque de Gestão, do Estado para Resultados e, agora, pela Gestão para a Cidadania, estão possibilitando a atração de grandes investimentos e a geração de mais emprego, renda e qualidade de vida para os mineiros.  Ele citou a unidade da Panasonic, em implantação, em Extrema, as fábricas da Alpargatas e de tratores da linha Fiat em Montes Claros, da Coca-Cola em Itabirito, a expansão da Ambev e a unidade de locomotivas da Caterpillar em Sete Lagoas, e a expansão da GE em Contagem, entre os investimentos em andamento no Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-gerais-vai-sediar-empreendimento-inedito-de-semicondutores/

Governo de Minas: produtividade e investimentos concentram debates em fórum de gestores

Modelo administrativo implantado pelo Governo de Minas é destacado por especialista do Banco Mundial

Osvaldo Afonso/Imprensa MG
Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto, André Reis, durante abertura do fórum
Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto, André Reis, durante abertura do fórum

De que forma é possível melhorar resultados e fazer as melhores escolhas com os investimentos públicos? Essa questão foi o tema central do 38º Fórum de Superintendentes de Planejamento, Gestão e Finanças (SPGF) nesta terça-feira (27), no Auditório Juscelino, Kubitschek, na Cidade Administrativa. O evento, organizado mensalmente pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), foi coordenado nesta edição pela Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto e recebeu como convidada a especialista em Gestão do Setor Público do Banco Mundial, Tarsila Velloso.

Na abertura, o subsecretário de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto, André Reis, destacou o processo contínuo de avanços nessa área, um trabalho que o Governo de Minas tem buscado por meio de diversas iniciativas. “Aliar restrição orçamentária e produtividade é uma questão sempre presente nas nossas discussões. Temos trabalhado diversas iniciativas, como o projeto-piloto que estamos realizando com os convênios”, disse ele, que em seguida convidou os presentes a participarem do evento com opiniões e sugestões.

Em sua apresentação, Tarsila Velloso falou sobre os desafios e oportunidades para a melhoria do gasto público no Brasil. “Podemos pensar em várias etapas desse processo que poderiam ser fortalecidas, como a triagem inicial na seleção desses projetos, uma melhor elaboração, para uma melhor implementação no tempo previsto e quais os beneficiários de fato. Em seguida deve-se melhorar a implementação desses projetos, para reduzir os prazos de licitação, de licenciamento ambiental e de conclusão, para que os investimentos possam gerar um beneficio à população no menor prazo possível. Aqui em Minas, desde a Gestão Para Resultados, essa cultura já vem sendo disseminada, para que os projetos atendam ao beneficiário final, que é o cidadão”, concluiu a especialista.

Grupos de discussão

No encontro, o subsecretário André Reis apresentou as diretrizes da “Qualidade do Gasto em Minas Gerais”. Após os informes gerais, o evento teve sequência com painéis técnicos voltados para públicos específicos. A discussão foi dividida em três grupos: Planejamento de Compras e Diretrizes para a Gestão de Suprimentos (Grupo 1); Programação e Execução Orçamentária para 2012 (Grupo 2) e Prestação de Contas de Convênios (Grupo 3). Em cada grupo formaram-se seis subgrupos com cerca de dez pessoas.

Os debates no grupo 1 foram coordenados pela superintendente central de Recursos Logísticos e Patrimônio, Ana Luiza Camargo Hirle. “Nesse grupo temático discutimos as iniciativas do Estado em relação à qualidade do gasto nas compras públicas, apresentando de que forma elas serão implantadas em 2012. O objetivo é melhorar a qualidade da compra pública, o que economiza recursos para serem aplicados em outros projetos ou em outras prioridades”, afirmou.

No grupo 2, foram discutidas as principais inserções na programação orçamentária para este ano. O superintendente em exercício de Planejamento e Programação Orçamentária, Leandro Cézar Pereira, ressaltou os benefícios da discussão coletiva dos temas. “A vantagem disso é que conseguimos atingir esse público-alvo com mais facilidade. É possível, por exemplo, compartilhar e esclarecer dúvidas para todo o público presente. Estamos assim criando uma rede de comunicação e de debates para implementação de novas rotinas e compartilhamento de experiências”, disse ele. O fórum do SPGF é realizado sempre na última terça-feira de cada mês e a próxima edição está prevista para o dia 24 de abril, com coordenação da Subsecretaria de Gestão de Pessoas (SGP).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/produtividade-e-investimentos-concentram-debates-em-forum-de-gestores/