• Agenda

    março 2012
    S T Q Q S S D
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Gestão Anastasia: Secretaria de Defesa Social e Ministério da Justiça estabelecem acordo de cooperação

Acordo fortalecerá ações policiais de combate ao tráfico e o tratamento de dependentes químicos

Bernardo Carneiro
Reunião de representantes do governo federal com o secretário-adjunto e o subsecretário de Políticas sobre Drogas
Reunião de representantes do governo federal com o secretário-adjunto e o subsecretário de Políticas sobre Drogas

O Plano de Enfrentamento ao Tráfico em Minas Gerais receberá no segundo semestre deste ano verbas federais, que serão destinadas ao tratamento de dependentes químicos e ações policiais de combate ao tráfico. As verbas necessárias serão recebidas a partir de um leilão de bens apreendidos da produção ou comercialização de drogas ilícitas em Minas Gerais, após decisão judicial ou administrativa tomada em caráter definitivo.

Representantes da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) estiveram reunidos nesta quarta-feira (14), na Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), com o secretário-adjunto Robson Lucas e o subsecretário de Políticas sobre Drogas, Cloves Benevides, para a definição de detalhes do leilão. “Graças a recentes alterações legais, é possível resolver o velho problema do sucateamento dos bens do tráfico, com a agilidade dos processos, carros e outros bens não perdem seus valores, e é possível disponibilizá-los a preços rentáveis”, destaca Robson Lucas. “Podemos mostrar para os juízes que temos estrutura e uma destinação correta para as verbas arrecadadas”, concluiu.

Este será o 4º leilão realizado no país com o objetivo de direcionar bens do Fundo Nacional Antidrogas (Funad) para órgãos de repressão, programas de tratamento de dependentes e campanhas de prevenção. O diretor de Contencioso e Gestão do Funad, Marco Aurélio Martins de Araújo, explica que, além da verba obtida na venda dos bens, as instituições também podem solicitar carros ou imóveis, antes de serem leiloados. “Ainda é cedo para anunciar o valor e a quantidade de bens móveis e imóveis que entrarão no leilão, pois vários ainda estão em processo de análise”, afirmou.

O subsecretário de Políticas sobre Drogas, Cloves Benevides, acredita que o leilão “será um dos maiores eventos para o direcionamento de verbas voltadas ao tratamento e prevenção” em Minas.

Fonte: Agência Minas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: