• Agenda

    março 2012
    S T Q Q S S D
    « fev   abr »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

  • Anúncios

Governo de Minas: Regional de Saúde de Divinópolis realiza capacitação de manejo clínico da dengue

Objetivo é preparar os municípios, caso haja uma nova epidemia no Estado, a organizarem a assistência municipal e microrregional

Divulgação/SES MG
A capacitação na macrorregião Oeste foi conduzida por médicos contratados pela SES
A capacitação na macrorregião Oeste foi conduzida por médicos contratados pela SES

A Superintendência Regional de Saúde de Divinópolis realizou, nessa quinta-feira (8), capacitação de Manejo Clínico da Dengue para os profissionais de saúde da macrorregião Oeste. Essa é a primeira capacitação conduzida pelos médicos contratados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Durante quatro meses, os profissionais vão realizar capacitações no manejo de casos de dengue nos municípios da regional de saúde, auxiliar na estruturação de fluxos assistenciais intramunicipais e intermunicipais da regional, além de encerrar os casos graves e investigação de óbitos suspeitos de dengue.

“Muitos médicos não estavam preparados para fazer a classificação de risco de pacientes com dengue ou o seu tratamento adequado. Por isso, o programa se tornou uma prioridade nacional para que os profissionais saibam identificar precocemente a doença e sua gravidade”, disse o médico infectologista, Lécio Vasconcelos.

De acordo com o superintendente Regional de Saúde de Divinópolis, Jéferson de Almeida, o objetivo é preparar os municípios, caso haja uma nova epidemia no Estado, a organizarem a assistência municipal e microrregional. “Essas capacitações são para melhorar o acesso e tratamento aos pacientes com dengue para que se evitem internações e óbitos devido à doença”.

A próxima etapa é programar, junto aos municípios, oficinas microrregionais. Os médicos vão atuar na macrorregião Oeste e desenvolver oficinas de Manejo Clínico da dengue nas microrregiões de Divinópolis/Santo Antônio do Monte, Formiga, Pará de Minas, Itaúna, Bom despacho e Santo Antônio do Amparo/Campo Belo.

Fonte: Agência Minas

Anúncios

Gestão Anastasia: aumenta o interesse pela produção de mamona em Minas Gerais

Índice de produtividade das lavouras cresce mais de 100%

Divulgação/Seapa
O aumento da produção de mamona em relação à safra anterior será de 70,3%
O aumento da produção de mamona em relação à safra anterior será de 70,3%

Minas Gerais pode registrar na safra 2012 uma produção de 11 mil toneladas de mamona, informa a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com base em dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O aumento em relação à safra anterior será de 70,3% e deve ser atribuído ao esforço dos produtores, em sua maioria agricultores familiares, para melhorar o índice de produtividade, que alcançou a média de 2 toneladas por hectare.

A produtividade registrada é 126,1% maior que a do ano passado, observa o superintendente de Desenvolvimento de Agropecuária e Silvicultura da Subsecretaria do Agronegócio, Bruno Barros Ribeiro de Oliveira. “Trata-se de um dado considerável na comparação com a produtividade das plantações brasileiras de mamona, que é de 708 quilos por hectare. A produção prevista para o Brasil é de 105,0 mil toneladas, uma variação negativa de 25,6%”, explica.

De acordo com Oliveira, o interesse pela produção de mamona no Estado aumentou especialmente com a criação da usina de biocombustível da Petrobras em Montes Claros, na região Norte, que responde praticamente por toda a safra mineira.

Já o coordenador estadual de Culturas e Biocombustível da Emater-MG, Waldir Pascoal Filho, considera que mesmo que haja problemas climáticos, o desempenho das lavouras será superior ao do ano passado. “Ainda que ocorra uma queda na produtividade anunciada, o desenvolvimento das lavouras é inegável, a perspectiva de  absorção das safras pela indústria de biocombustível estimula os agricultores.”

Recorde de grãos

O levantamento da Conab também mostra que a safra mineira de grãos 2011/2012, puxada pelo milho e a soja, deve alcançar 11,6 milhões de toneladas, um aumento de 9,3% em relação ao período anterior. Para o Brasil, a previsão é de 157,8 milhões de toneladas de grãos, uma variação negativa de 3,1%.

O milho segue com produção elevada em Minas, respondendo na nova estimativa por 63,7% da safra total de grãos do Estado. A previsão para este ano é de uma colheita recorde de 7,4 milhões de toneladas, volume que representa uma progressão de 13,6% em relação ao período anterior.

De acordo com avaliação da Seapa, o crescimento da produção de milho em Minas Gerais é consequência principalmente do aumento da demanda interna para utilização do produto na agricultura, suinocultura e bovinocultura. Além disso, os índices de preços alcançados pelo grão no mercado internacional, em 2011, estimularam os produtores a ampliar as áreas de cultivo, investir mais em tecnologia e adotar boas práticas nas lavouras.

A soja também continua com boas perspectivas. A produção estimada é de 3 milhões de toneladas, um volume 4,8% superior ao do ano passado.

fonte: Agência Minas

 

Governo de Minas: Conselho de Segurança Alimentar realiza plenária para definir estratégias de 2012

Descentralização das ações do Consea-MG está entre as prioridades para este ano

Arquivo/Consea-MG
Presidente do Consea-MG, Dom Mauro Morelli, ministrará palestra sobre a estratégia de descentralização do conselho
Presidente do Consea-MG, Dom Mauro Morelli, ministrará palestra sobre a estratégia de descentralização do conselho

O Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Minas Gerais (Consea-MG) realiza, nos dias 12 e 13 de março, sua 1ª Plenária Ordinária de 2012. O encontro será realizado no Retiro São José, no bairro Coração Eucarístico, em Belo Horizonte. Participam da plenária cerca de 70 pessoas, entre conselheiros governamentais e da sociedade civil, convidados e palestrantes.

A abertura será às 9h, com um debate sobre “O Papel dos Conselhos e Conselheiros no Controle Social”, intermediado pela professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Eleonora Schettini Martins Cunha. Em seguida, a vice-presidente do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas-MG), Maria Juanita Godinho Pimenta, ministrará debate com o tema “Experiência de Descentralização do Ceas-MG”.

Na plenária, o presidente do Consea-MG, Dom Mauro Morelli, proferirá palestra com o tema “Estratégia de Descentralização do Consea e o Projeto Exemplar”. O primeiro dia do encontro será encerrado com a apresentação da sistematização dos Seminários Regionais de Planejamento, realizados em fevereiro deste ano.

O segundo dia do encontro contará com debates sobre os programas de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (SANS) e com a apresentação do planejamento do Consea-MG para 2012, a participação do Consea-MG no Conselho de Alimentação Escolar (CAE). Haverá, ainda, a apresentação dos programas “Um leite pela vida” e “Água para todos”, do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene).

Consea-MG

Criado em 1999 pelo Decreto n° 40.324 do governador do Estado, o Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Minas Gerais (Consea-MG) é um órgão colegiado de interação do poder público estadual com a sociedade civil, vinculado ao Gabinete do Governador. Seu objetivo é deliberar, propor e monitorar ações e políticas de segurança alimentar e nutricional sustentável em Minas.

O conceito de segurança alimentar consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas alimentares promotoras da saúde que respeitem a diversidade cultural e que seja ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentável.

Fonte: Agência Minas

Governo Antonio Anastasia: Instituto Mineiro de Gestão das Águas recebe missão holandesa

Objetivo foi a troca de experiências e informações no que se refere aos sistemas de enchentes e alertas dos países

Divulgação/Igam
Os holandeses ressaltaram a parceria com países vizinhos para troca de informações entre si
Os holandeses ressaltaram a parceria com países vizinhos para troca de informações entre si

O Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), entidade que compõe o Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) recebeu, nessa quinta-feira (8), integrantes de comitiva holandesa para uma visita técnica. O objetivo foi a troca de experiências e informações com vistas a um futuro intercâmbio, principalmente no que se refere aos sistemas de enchentes e alertas.

Por meio de um termo de cooperação técnica firmado entre a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Instituto de Meio Ambiente e Estradas da Holanda, os representantes da missão estão visitando diversas instituições brasileiras. As visitas visam colaborar com o Brasil na temática de enchentes e alertas, em particular nos aspectos de articulação institucional para uma maior eficácia no gerenciamento de desastres. “Estamos estudando o que a missão tem para oferecer, para uma possível troca de conhecimentos”, disse o representante da ANA, Márcio Tavares Nóbrega.

Ferramentas

A equipe da Diretoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Monitoramento das Águas (DPMA) do Igam apresentou aos integrantes da comitiva holandesa como funciona o Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais (Simge) e como são emitidos os alertas de enchentes.

Os técnicos exibiram as ferramentas utilizadas para a realização do trabalho de monitoramento e vigilância atmosférica, tais como imagens de satélite, sistemas de detecção de raios, dados observados por meio de Plataformas de Coleta de Dados (PCDs) automáticas e pluviométricos convencionais. Mostraram, ainda, o funcionamento do radar meteorológico, recentemente adquirido pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e operado pelo Igam, que, agregado às outras ferramentas, possibilita a emissão mais rápida dos alertas meteorológicos. O radar faz o monitoramento de 324 municípios em um raio de 200 quilômetros.

Parceria

O chefe do departamento de adaptação climática e risco da Holanda, Cees Van de Guchte, explicou como funciona o sistema de alerta a enchentes na Holanda, bem como as ferramentas tecnológicas usadas para fazer as medições e evacuações. Ele ressaltou a parceria com países vizinhos para a troca de informações entre si e os modelos desenvolvidos por eles para a realização do trabalho.

“Esperamos com essa visita ao Brasil, realizar um intercâmbio de ideias e experiências, e ter um campo aberto para a troca de experiência em assuntos comuns entre os dois países, como por exemplo, como vocês lidam com os deslizamentos de terras”, disse Cees Van de Guchte.

De acordo com o representante da ANA, Márcio Tavares da Nóbrega, está previsto para os próximos anos, a realização de três workshops entre Brasil e Holanda, com a participação de órgãos gestores de Minas e outros estados brasileiros, para que sejam colocados em discussão os itens considerados importantes para a realização do intercâmbio entre os dois países.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: maior agência mundial em prevenção a desastres naturais realiza curso em BH

Treinamento será realizado em parceria com a Defesa Civil Estadual
Jica/Divulgação
Curso objetiva capacitar agentes em programas e estratégias de prevenção a desastres naturais
Curso objetiva capacitar agentes em programas e estratégias de prevenção a desastres naturais

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas (Cedec-MG), em parceria com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica), promove, nos dias 12 e 13 de março, o Curso Internacional de Educação em Prevenção a Desastres Naturais. O treinamento inédito será realizado no Auditório da Escola de Formação de Sargentos, no bairro Prado, em Belo Horizonte.

O curso tem o objetivo de capacitar agentes de Defesa Civil e representantes de órgãos públicos de diversos níveis para atuação em programas e estratégias de prevenção a desastres naturais, como tempestades, abalos sísmicos e demais ocorrências adversas. Os participantes do curso se tornarão aptos a atuar como multiplicadores das práticas preventivas, com foco na percepção de situações de risco.

O treinamento leva em conta fatores diretamente ligados aos desastres naturais, como as alterações climáticas, o crescimento desordenado de áreas urbanas nas últimas décadas e as inúmeras situações de vulnerabilidade culturais, econômicas e sociais dos municípios. A Cedec-MG visa capacitar recursos humanos e otimizar os procedimentos a serem adotados pelos agentes estaduais e municipais.

O Curso Internacional de Educação em Prevenção a Desastres Naturais integra as ações desenvolvidas pela Escola Permanente de Defesa Civil da Cedec-MG. A capacitação contará com cerca de 300 participantes, entre agentes das Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdecs), representantes de diversos órgãos do Governo de Minas, além dos oficiais que compõem a Força Estadual de Defesa Civil, como a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

A Jica

A Jica é um órgão do Governo Japonês responsável pela implementação da Assistência Oficial para o Desenvolvimento – frente de trabalho internacional que apóia o crescimento e a estabilidade socioeconômica dos países em desenvolvimento. Com uma rede de escritórios que se estende por cerca de 100 países, a Jica presta assistência a mais de 150 nações de todas as partes do mundo, promovendo uma ampla integração por meio da troca de experiências.

A agência realiza projetos de cooperação com foco em orientações técnicas de peritos e treinamentos especiais, objetivando a formação de pessoal capacitado e a criação de sistemas de enfrentamento a desastres naturais, além do desenvolvimento de pesquisas que identifiquem anormalidades climáticas e geológicas. A Jica é a maior referência mundial em enfrentamento a desastres naturais, como tornados, tsunamis e terremotos.

O Curso Internacional de Educação em Prevenção a Desastres Naturais será ministrado pela professora Hiroko Kondo, especialista do Centro de Pesquisa de Mitigação e Prevenção de Desastres Naturais da Universidade de Nagoya, no Japão. A professora Kondo e considerada, atualmente, a principal autoridade internacional em Defesa Civil. O curso será ministrado em japonês e a Cedec-MG oferecerá tradução simultânea.

A abertura oficial do treinamento será feita pelo chefe de Gabinete Militar do Governador e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Luis Carlos Martins. Também haverá uma apresentação do tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Militar, Edgard Estevo da Silva, que, recentemente, participou de uma missão oficial no Japão, por meio do acordo de cooperação entre a Jica e o Governo de Minas Gerais. Haverá entrega de certificados aos participantes.

Serviço

Curso Internacional de Educação em Prevenção a Desastres Naturais

Datas: 12 e 13 de março de 2012.

Local: Auditório da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos, Rua Gordiano, 123, Prado, Belo Horizonte.

Horários: 8h às 16h45 (segunda-feira) e de 8h30 às 17h (terça-feira).

Informações: 3915-0274 (Escola de Defesa Civil) ou 9818-2500 (Major Edylan Arruda, Defesa Civil Estadual).

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: Alberto Pinto Coelho sanciona leis que homenageiam Itamar Franco

Aeroporto Regional e Centro de Convenções da Zona da Mata passam a partir de agora a levar o nome do ex-presidente da República, falecido ano passado

Wellington Pedro/Imprensa MG
Aeroporto Regional da Zona da Mata passa a levar o nome do ex-presidente Itamar Franco
Aeroporto Regional da Zona da Mata passa a levar o nome do ex-presidente Itamar Franco

O governador em exercício Alberto Pinto Coelho promulgou duas leis que homenageiam o ex-presidente da República e ex-governador do Estado Itamar Franco. As leis foram publicadas na edição desta sexta-feira (9) do Minas Gerais, Diário Oficial dos Poderes do Estado.

A Lei 20.033 dá ao Aeroporto Regional da Zona da Mata, em Goianá, a denominação de Aeroporto Presidente Itamar Franco. O centro de convenções da Zona da Mata, a partir de agora, também ganha o nome do ex-presidente. Pela Lei 20.034, o Expominas de Juiz de Fora passa a se chamar Centro Regional de Convenções e Exposições Presidente Itamar Franco. Ambas as leis foram de autoria do deputado estadual Bruno Siqueira e aprovadas pela Assembleia Legislativa.

“As homenagens fazem justiça ao grande homem público Itamar Franco, que fez tanto pela região da Zona da Mata, pelo nosso Estado e por todo o país. É uma homenagem singela, aquém da sua grandeza, mas que, de alguma forma, registra o legado que ele deixou para todos os mineiros e brasileiros, a quem ele sempre procurou honrar com sua maneira de defender o interesse público”, afirmou Alberto Pinto Coelho.

O aeroporto

O Aeroporto Presidente Itamar Franco foi idealizado pelo ex-presidente, quando governava Minas Gerais e foi oficialmente inaugurado pelo governador Antonio Anastasia em novembro de 2011.

Localizado na divisa entre os municípios de Goianá e Rio Novo, a 30 quilômetros de Juiz de Fora, o aeroporto faz parte das ações do Governo de Minas para a adequação, ampliação e melhoria da malha aeroportuária do Estado. Com a segunda maior pista para pouso implantada no Estado, com 2.530 metros de extensão, o terminal é visto como importante âncora para alavancar ainda mais o desenvolvimento da Zona da Mata.

Foram investidos para implantação e construção do terminal aeroportuário, que já está em operação com vôos regulares, R$ 92,7 milhões. Por meio do Programa Aeroportuário de Minas Gerais (Proaero), foram investidos, nos últimos anos, cerca de R$ 290 milhões na construção e reforma de 23 aeroportos no Estado.

Centro de Convenções

O Centro Regional de Convenções e Exposições Presidente Itamar Franco foi inaugurado em junho de 2006, pelo então governador Aécio Neves. O Estado investiu R$ 47,6 milhões na obra, sendo R$ 40 milhões destinados, a partir de 2003, pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig).

Trata-se de um espaço multiuso erguido em um terreno de mais de 125 mil metros quadrados e dotado de completa infraestrutura para receber feiras, convenções, congressos e exposições. A estrutura permite realizar eventos para até 13 mil pessoas simultaneamente, possibilitando ainda a realização de seis eventos distintos.

A construção do centro buscou posicionar Juiz de Fora e a sua área de influência como um dos mais importantes polos de turismo de negócios de Minas Gerais a fim de garantir mais emprego e renda para os mineiros.

Presidente Itamar Franco

Itamar Franco foi presidente da República em um dos momentos mais turbulentos da política e da economia do Brasil. Foi em sua gestão que foi implantado o Plano Real, que deu estabilidade à economia nacional.

Bacharel em engenharia civil eletrotécnica pela Escola de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em 1955, foi prefeito de Juiz de Fora, na Zona da Mata, entre 1967 e 1974, ano em que se elegeu senador pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Foi reeleito em 1982. Em 1990, foi eleito vice-presidente da República. Com a cassação de Fernando Collor de Mello, assumiu, em dezembro de 1992, a Presidência da República. Em 1998, foi eleito governador de Minas. Em 2011, voltou ao Senado. Faleceu em julho de 2011, depois de diagnosticado com leucemia.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: inscrições para Programa Jovens Mineiros vão até 18 de abril

Iniciativa do Governo de Minas vai promover a qualificação de estudantes das áreas de Engenharia Aeronáutica e Aeroespacial em parceria com instituição francesa
Divulgação/Imprensa MG
Maria Antônia Vieira Martins Starling (C) durante visita técnica em 2010, na Itália
Maria Antônia Vieira Martins Starling (C) durante visita técnica em 2010, na Itália

As universidades mineiras interessadas em indicar alunos para participar da 9ª edição do Programa Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo têm até 18 de abril para encaminharem as propostas para a Assessoria de Relações Internacionais da Secretaria Geral da Governadoria do Estado de Minas Gerais. Serão selecionadas instituições de ensino superior que possuam cursos de graduação e pós-graduação nas áreas de Engenharia Aeronáutica e Aeroespacial.

As instituições escolhidas deverão indicar alunos matriculados nos três últimos semestres dos cursos de graduação em Engenharia Mecânica, de Produção, Aeroespacial, Aeronáutica, Mecânica Aeronáutica e de Controle e Automação. Eles farão intercâmbio no Institut Aéronautique et Spatial (IAS), com sede em Toulouse (França), de 18 de junho a 14 de julho de 2012. Clique aqui para ler o edital completo.

A relação dos alunos indicados deverá ser encaminhada para o e-mail jovensmineiros@governo.mg.gov.br ou para o endereço da Secretaria Geral da Governadoria – Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, Prédio Gerais, 13º andar, Estação 067, Rodovia Prefeito Américo Gianetti, s/nº, bairro Serra Verde, Belo Horizonte (MG), CEP: 31630-900.

Intercâmbio

Para Maria Antônia Vieira Martins Starling, estudante de Engenharia Agrícola e Ambiental da Universidade Federal de Viçosa (UFV), a participação na 8ª edição do Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo, em 2010, no Instituto Politécnico de Turim (Polito) na Itália, foi enriquecedora. “Gostei muito do intercâmbio, pois me proporcionou um enriquecimento profissional. O aprendizado que tive foi muito bom para meu currículo”, comentou.

No último dia 5 de março, o governador Antonio Anastasia se reuniu, em Turim, com o reitor do Polito, Marco Gilli, para discutir os resultados das cinco edições do programa Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo, realizadas em parceria com o Instituto, além da realização de uma próxima edição em conjunto com a entidade de ensino italiana. O Polito é parceiro do Governo de Minas no projeto de intercâmbio de estudantes e de servidores mineiros, que se capacitam em áreas estratégicas para o desenvolvimento do Estado.

O programa do Governo de Minas também já enviou jovens para intercâmbio em Cingapura, na Ásia.

Fonte: Agência Minas