• Agenda

    março 2012
    S T Q Q S S D
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Gestão Anastasia: Samu realiza cerca de 14 mil atendimentos em Janaúba

Implantado há três anos, base do Samu Macro Norte se organiza e qualifica atendimento às urgências e emergências

Jerúsia Arruda
Com o Samu, o cidadão passou a ter acesso ao atendimento pré-hospitalar em tempo hábil
Com o Samu, o cidadão passou a ter acesso ao atendimento pré-hospitalar em tempo hábil

Com a organização da Rede de Urgência e Emergência no Norte de Minas, Janaúba recebeu uma base do Samu Macro Norte, em março de 2009, e vem se organizando para qualificar o atendimento às urgências e emergências. De acordo com dados do Sistema de Regulação Médica, nesses três anos, o Samu recebeu 13.773 chamados originados do município e em 5.464 dos casos o solicitante foi atendido no local, sendo necessário o deslocamento de ambulância. Em 3.948 desses casos, o paciente foi conduzido a uma unidade hospitalar do município. Os outros chamados foram atendidos com orientação do médico regulador.

“Antes do Samu, o atendimento era feito apenas pelo Corpo de Bombeiros que, além de ter que dar conta de todo tipo de ocorrência de emergência, não estava tecnicamente preparado para urgências de saúde. Com o Samu, o cidadão passou a ter acesso ao atendimento pré-hospitalar em tempo hábil, reduzindo de forma considerável o número de mortes por causas evitáveis no município”, observa a secretária municipal de Saúde, Maria Gorette de Carvalho.

A base de atendimento no município possui uma Unidade de Suporte Básico (USB) e uma Unidade de Suporte Avançado (USA), com equipe composta por 6 médicos, 5 enfermeiros, 5 técnicos de enfermagem e 10 condutores-socorristas.

Segundo Maria Gorette, o município é a principal referência para atendimento de urgência na microrregião. “Por ser sede da microrregião Janaúba/Monte Azul, a cidade é responsável pelo atendimento de um grande número de pacientes que vêm dos outros municípios, principalmente dos que recebem atendimento pré-hospitalar pelas equipes do Samu”.

O coordenador médico do Samu, Enius Versiani, explica que a unidade é responsável pelo atendimento de cerca de 67 mil habitantes, conforme censo do IBGE 2010, além de dar suporte a toda a microrregião, que possui 15 municípios e uma população total de 266 mil habitantes. “A base está estrategicamente localizada para também atender a possíveis vítimas de acidente de trânsito da BR 122, que corta a microrregião”, explica. Segundo o médico, a base de Janaúba é a segunda da região em número de atendimento. A primeira é a de Montes Claros.

Para se ter uma ideia do número de atendimentos realizados na microrregião, fazendo um comparativo com a micro Montes Claros/Bocaiúva, a maior da região e que possui cerca de 450 mil habitantes, somente em 2011 foram 1.273 atendimentos na micro Janaúba/Monte Azul, enquanto que na micro Montes Claros/Bocaiúva foram 2.773.

Referência

Segundo Maria Gorette, o pronto-socorro do Hospital Regional de Janaúba faz parte da rede-resposta da rede de Urgência e Emergência, sendo referência em cirurgias e possui 10 leitos de UTI adulto prontos para funcionar, aguardando apenas o credenciamento. Já a Fundação Hospitalar de Janaúba (Fundajan) é referência para gestantes de alto risco e dispõe de 10 leitos de UTI neonatal. “Tanto o Hospital Regional quanto a Fundajan realizam o atendimento com classificação de risco através do protocolo de Manchester, classificação esta que também será realizada nas unidades de atenção primária à saúde (UBS). Com a triagem nas unidades básicas, esperamos que somente os casos de urgência cheguem ao pronto-socorro”, completa Gorette.

Para a classificação nas UBS, Gorette diz que a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) disponibilizou R$ 92 mil para a compra dos softwares e as equipes já estão sendo treinadas. O município possui 11 UBS e 21 equipes do Programa Saúde da Família e a expectativa, de acordo com a secretária, é que a classificação de risco se inicie a partir do próximo mês de abril.

A Rede

A Rede de Urgência e Emergência do Norte de Minas integra 86 municípios, com uma população de cerca de 1,6 milhão de habitantes. O Samu Macro Norte é gerenciado pelo consórcio público, o CISRUN, e possui 37 bases distribuídas estrategicamente pela região. “Com a organização da rede e regionalização do Samu, não só o atendimento às urgências e emergências, mas todo o serviço de saúde foi reorganizado, diminuindo os vazios assistenciais e ampliando o acesso aos programas e efetivando a aplicação das políticas públicas na região. Estamos vivendo um momento importante para a saúde e, certamente, o Norte de Minas continuará trabalhando firme para mudar o quadro de região vulnerável para região inclusiva”, conclui a superintendente regional de Saúde de Montes Claros, Olívia Pereira de Loiola.

Fonte: Agência Minas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: