• Agenda

    setembro 2011
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Campanha reduz em 30% o número de acidentes em BH nos finais de semana

Dez semanas após o lançamento da campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, Belo Horizonte já apresenta uma redução de 30,27% nos acidentes de trânsito com vítima, nas madrugadas dos finais de semana. A média de acidentes entre meia-noite e 5h caiu de 18,79, nos meses antes do lançamento, para 13,10, durante a campanha.

A redução é maior nas madrugadas de sexta para sábado, chegando a 46%. Antes, uma média de 7,61 acidentes com vítima era registrada entre 23h de sexta e 5h de sábado. O número caiu para 4,10 nos dois primeiros meses de campanha. Os acidentes de trânsito sem vítima também diminuíram 10,77%. A média por final de semana caiu de 41,46 para 37 ocorrências, das 23h às 5h.

Balanço positivo

Para o secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette Andrada, os números refletem o sucesso da campanha. “Estamos atingindo o objetivo de conscientizar a população de que bebida e direção não combinam. O resultado é a diminuição significativa dos acidentes de trânsito nos horários de funcionamento das blitze”, ressalta.

A campanha também reduziu os índices de flagrantes de crimes (acima de 0,34mg/l) e infrações (entre 0,14 e 0,33mg/l) de trânsito, pelo consumo excessivo de álcool pelos motoristas. No primeiro final de semana de blitze (14, 15 e 16 de julho), houve 18 crimes e 46 infrações, contra 12 e 25, respectivamente, no último final de semana (16, 17 e 18 de setembro).

A campanha

Desde o dia 14 de julho, as blitze educativas e punitivas da campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, fazem parte da rotina dos belorizontinos. As ações são realizadas de forma integrada, entre a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e BH Trans, e acontecem, geralmente, de quarta-feira a domingo.

A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) coordena a campanha, que é resultado do trabalho do Comitê Gestor de Trânsito (CGT), criado em fevereiro pelo governador Antonio Anastasia, com objetivo de diminuir o número de vítimas do trânsito.

Em dez semanas de campanha (14 de julho a 18 de setembro), foram abordados 4.814 veículos, resultando em 322 registros de infração de trânsito devido à constatação de teor etílico entre 0,14mg/l e 0,33 mg/l nos condutores. Eles receberam multas de R$ 957,70 e tiveram as carteiras de habilitação recolhidas.

Ocorreram ainda outros 120 registros de crime de trânsito, decorrentes dos casos em que o motorista soprou o bafômetro e o aparelho acusou teor etílico acima de 0,34 mg/l. As penalidades, para esses casos, foram multa, recolhimento de carteira e processo criminal.

Somente após o dia 5 de agosto, quando teve início a fase definitiva da campanha, marcada pela adoção de critérios mais rígidos, foram abordados 2.817 veículos, resultando em 168 registros de infração de trânsito. Outros 71 motoristas cometeram crime de trânsito e, além da multa e recolhimento da carteira, tornaram-se alvo de processo criminal.

Ao todo, 96 motoristas se recusaram a fazer o teste do bafômetro na fase definitiva da campanha, sendo considerados por isso como autores de infração de trânsito. Eles tiveram a carteira recolhida e foram multados em R$ 957,70.