• Agenda

    julho 2011
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031
  • Categorias

  • Mais Acessados

  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

  • Anúncios

Campanha para coibir a mistura de álcool e direção apresenta resultados positivos

Há duas semanas em vigor, a campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, que visa coibir a mistura de álcool e direção, traz um balanço positivo para Minas Gerais. Nos dois primeiros finais de semana após o lançamento do projeto, um total de 1.302 veículos foram abordados em blitze realizadas nas ruas de Belo Horizonte e de cidades da Região Metropolitana.

Cerca de 650 testes de etilômetro (bafômetro) foram feitos, sendo 98 motoristas autuados por infração de trânsito. Eles receberam multa de R$ 957,70 e tiveram a carteira recolhida. Outros 36 motoristas dirigiam com teor etílico acima de 0,34mg/l e, por isso, além da multa e do recolhimento da carteira, poderão ser processados criminalmente.

Desde o dia 14 de julho, as blitze passaram a fazer parte da rotina dos moradores de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Estão sendo realizadas abordagens punitivas e educativas, em dias e horários flexíveis, com a possibilidade de ações itinerantes ao longo do dia ou da noite.

Campanha

Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) coordena a campanha com o apoio da Polícia MilitarPolícia CivilCorpo de Bombeiros, Guarda Municipal de Belo Horizonte e BHTrans. A campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida” é resultado do trabalho do Comitê Gestor de Trânsito (CGT), criado em fevereiro pelo governador Antonio Anastasia, para diminuir o número de vítimas do trânsito.

O comitê é composto por cerca de 30 instituições ligadas ao trânsito, como Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Polícia Rodoviária Federal (PRF), entre outros. A campanha será, posteriormente, levada para cidades do interior de grande porte, como Juiz de Fora, Uberlândia, Governador Valadares e Montes Claros. Em um terceiro momento, cerca de 40 cidades polo de Minas Gerais também receberão as ações.

Anúncios

DER/MG vai intensificar ações de combate ao transporte clandestino na RMBH

Foi articulada nessa segunda feira (25) com a coordenação do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG), uma força tarefa de combate ao transporte clandestino na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A operação terá o apoio de diversos órgãos de segurança e transporte do Estado. Estiveram presentes na primeira reunião de planejamento das ações as Polícias Rodoviárias Federal e Estadual, a Diretoria de Meio Ambiente e Trânsito (Demat) ligada à Polícia Militar, Transbetim, Transcon e outros órgãos.

A ação conjunta tem o objetivo de combater a proliferação do transporte irregular de passageiros, que tem se apresentado de forma danosa, colocando em risco a vida do usuário. “A união dos principais atores vai permitir uma ação mais ostensiva e intensiva no combate do transporte clandestino” avalia o diretor de Fiscalização do DER/MG, João Afonso Baeta Costa Machado.

João Baeta ressalta, ainda, os danos causados pelo transporte clandestino. “Temos a consciência que o transporte irregular representa muitos riscos e é responsável por um grande número de acidentes. Esta força tarefa vai obter resultados satisfatórios para a população, ampliando a segurança dos usuários”, prevê.

Ele também destaca que o transporte clandestino tem relação direta com outras formas de violência. “Quando o transporte irregular é combatido, estamos freando também outras formas de violência que podem estar relacionadas, como assaltos, sequestros e outros. Por isso o DER/MG tem intensificado as ações para coibir esse transporte clandestino em conjunto com os órgãos gestores do transporte na Região Metropolitana de Belo Horizonte”, completa.

A criação da força tarefa deverá ser concluída no próximo mês de agosto, quando também deverão ser ampliadas as ações de combate ao transporte irregular.