• Agenda

    abril 2011
    S T Q Q S S D
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

O balanço das exportações de Minas em 2010 revelou mais boas notícias que o impressionante aumento de mais de 60% no faturamento em comparação com 2009

Fonte: André Garcia  – Estado de Minas

Aumento das exportações por parte de regiões mineiras menos industrializadas nos últimos cinco anos é boa notícia 

O balanço das exportações de Minas em 2010 revelou mais boas notícias que o impressionante aumento de mais de 60% no faturamento em comparação com 2009. O resultado, embora puxado em boa medida pela valorização do minério de ferro no mercado internacional, não anulou a tendência de descentralização e diversificação das vendas mineiras registrada nos últimos anos. O movimento, ainda que lento, é motivo de comemoração por parte de empresários e autoridades do estado.

Levantamento da Central Exporta Minas, publicado pelo Estado de Minas na semana passada, mostrou que, entre 2005 e 2010, as regiões menos industrializadas do estado aumentaram sua contribuição na pauta mineira de exportações. No período, a participação das regiões Central, Sul e Rio Doce – campeãs em vendas externas há cinco anos – caiu de 79,3% para 77,8%. Por sua vez, a receita das demais regiões mineiras com exportações saltou de 20,7% para 22,4%. Os maiores aumentos ocorreram no Noroeste (1,2% para 2,5%) e no Alto Paranaíba (4,2% para 6,1%). A Região Norte e os vales do Jequitinhonha e Mucuri também apresentaram crescimento.

O estudo ainda mostrou que houve diversificação nos produtos de exportação dos 35 municípios mineiros que estrearam no comércio exterior em 2010. Muitas das cidades, indicou a Central Exporta Minas, não ancoraram suas vendas em minério de ferro, mas em carnes, queijos, máquinas, rochas ornamentais, frutas, cachaça, móveis, confecções e girassol.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado Junior, celebrou os resultados. “Na hora em que os setores da atividade econômica se congregarem, ou seja, a mineração comprar da indústria mecânica mineira e esta se valer da produção de componentes elétricos feitos em Minas, vai significar que o valor agregado de toda essa produção permanecerá no estado”, disse ao EM.

Já para a secretária de Desenvolvimento Econômico do estado, Dorothea Werneck, o balanço indica que os produtos mineiros estão sendo “redescobertos” no exterior. “Isso é muito importante para o nosso mercado interno, porque significa que eles têm qualidade para competir com os importados”, avaliou.

Investimentos
Alé
m das exportações, outro indicativo de um movimento de descentralização está na distribuição dos investimentos no estado. Levantamento do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas (Indi) mostrou que em 2009 e nos primeiros nove meses de 2010, o Norte do estado e o Vale do Rio Doce, que historicamente receberam menos recursos privados, despontaram no ranking dos destinos de investimentos.

As cifras anunciadas de 2003 a setembro do ano passado nessas áreas foram até duas vezes e meia maiores na comparação com as intenções de investimentos medidas no mesmo período, até julho de 2009, com base nos projetos acompanhados pelo Indi. Também houve aumento dos recursos anunciados na implantação e expansão de empresas na Zona da Mata. Recentemente, a Mercedes Benz divulgou que pretende aplicar R$ 460 milhões para adaptar a fábrica em Juiz de Fora para produzir caminhões. O levantamento mostrou que na Região Central, incluindo a Grande BH, a evolução foi de 36,6% no período.

Tendência
A
 mineração foi a principal responsável pelo PIB em ritmo chinês de Minas no ano passado (crescimento de 10,9%), mas o aumento das exportações e dos investimentos em regiões menos desenvolvidas do estado é movimento saudável para a economia local. A conferir se, a despeito do dólar desfavorável e da previsão de crescimento menos robusto do país, a tendência se confirma neste ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: