• Agenda

    abril 2011
    S T Q Q S S D
    « mar   maio »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Sobre aprovação da MP do trem-bala Aécio diz que ‘obra ofende a razão e o bolso dos brasileiros’

Governo vence e Senado aprova MP do trem-bala

Fonte: Adriana Vasconcelos e Geralda Doca – O Globo

Alguns senadores da base governista votaram contra. Texto agora vai à sanção de Dilma

BRASÍLIA. Com divergências na base aliada e pesadas críticas da oposição, o governo correu ontem risco de ser derrotado no Senado durante a votação da medida provisória (MP) do trem-bala, mas, à noite, venceu com folga o placar, com 44 votos a favor do empreendimento e 17 contrários. O texto segue agora à sanção da presidente da República, Dilma Rousseff.

– O Senado vive hoje (ontem) um importante e profundo debate. Temos divergências, mas encaminho voto favorável – disse o líder do PMDB, Renan Calheiros (AL).

Os senadores da oposição criticaram a falta de estudo sobre viabilidade econômica, o custo elevado do projeto e a transferência de recursos públicos para o setor privado, com a ajuda financeira do BNDES ao consórcio que vencer a disputa.

– A princípio, o PMDB votaria conosco, mas houve uma inversão de última de hora e o governo venceu com folga o placar – disse o senador Álvaro Dias (PSDB-PR).

O texto aprovado cria a Empresa de Transporte Ferroviário de Alta Velocidade (ETAV) e autoriza a União a oferecer garantias ao empréstimo de até R$20 bilhões do BNDES ao consórcio que vencer a licitação para a obra. O trem-bala ligará Campinas a São Paulo e Rio.

Na semana passada, a MP passou pelos deputados e, caso não fosse aprovada, perderia validade no próximo domingo. O leilão, adiado duas vezes, está marcado para 29 de julho.

Antes da aprovação do mérito da MP, a base aliada teve de suar para aprovar a urgência da proposta. Após a relatora da MP, a senadora Marta Suplicy (PT-SP), apresentar seu parecer a favor da construção – orçada em R$33 bilhões -, não só oposicionistas, como representantes da base governista usaram a tribuna para criticar a obra.

O ex-presidente Itamar Franco (PPS-MG) cobrou do governo investimentos em outros projetos de transporte. O leilão, adiado duas vezes, está marcado para 29 de julho.

Antes da aprovação do mérito da MP, a base aliada teve de suar para aprovar a urgência da proposta. Após a relatora da MP, a senadora Marta Suplicy (PT-SP), apresentar seu parecer a favor da construção – orçada em R$33 bilhões -, não só oposicionistas, como representantes da base governista usaram a tribuna para criticar a obra.

O ex-presidente Itamar Franco (PPS-MG) cobrou do governo investimentos em outros projetos de transporte urbano que considera mais relevantes para o país, como o metrô de diversas capitais. Ele destacou que o de Belo Horizonte, por exemplo, estaria parado há quase dez anos por falta de recursos federais.

– Se o metrô de Belo Horizonte está parado não é por causa da presidente Dilma. Nós não temos nada a ver com o que está acontecendo lá e nem em outras cidades. O trem-bala é um projeto estratégico para o país, que vai ligar as duas maiores cidades do país – rebateu Marta Suplicy.

Obra ofende a razão dos brasileiros, diz Aécio
O senador Aécio Neves (PSDB-MG) retrucou:

– Se o governo federal não tem responsabilidade por isso, gostaria de saber quem tem. Essa obra ofende a razão e o bolso dos brasileiros.

Vários governistas engrossaram o coro da oposição. O senador Armando Monteiro (PTB-PE) justificou sua posição:

– Sou contra. Nada contra o trem-bala, mas precisamos eleger prioridades no país.

Para compensar os votos contra de alguns colegas, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que normalmente costuma se abster nas votações, seguiu a orientação de Renan. O presidente nacional em exercício do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), também atendeu a orientação de Renan, mas salientou suas ressalvas ao projeto:

– É preciso pensar numa compensação para outros estados, já que este projeto atende apenas Rio e São Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: