• Agenda

    fevereiro 2011
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

DER/MG faz campanha educativa em rodovias do Proacesso

A equipe da Gerência de Educação para o Trânsito doDepartamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG) percorreu, durante esta semana, os municípios de Comercinho e Medina, no Vale do Jequitinhonha, e Santa Cruz de Salinas, no Norte do Estado, com o objetivo de orientar os moradores sobre a necessidade da mudança de comportamento com a chegada do asfalto. Os três municípios foram contemplados pelo Programa de Pavimentação de Ligações e Acessos Rodoviários aos Municípios (Proacesso).

“Desde que o Proacesso iniciou, em 2004, nós temos realizado esse trabalho nas comunidades beneficiadas pelo programa. Isso porque o asfalto é novidade e requer uma nova postura de segurança das pessoas enquanto motoristas e pedestres”, destaca a coordenadora do projeto de Educação para o Trânsito do DER/MG, Rosely Fantoni.

Dos 180 municípios que receberam pavimentação pelo Proacesso em todo o Estado, 36 já participaram das palestras, com o envolvimento de 3.098 pessoas. Somente em Comercinho, Medina e Santa Cruz de Salinas, mais de 300 pessoas foram mobilizadas. “A nossa linha de atuação é orientar, principalmente os professores e educadores da esfera municipal, para que eles possam disseminar, ao longo do ano, os conhecimentos adquiridos”, conta Rosely.

Os temas abordados vão desde as alterações previstas na cidade em função do asfaltamento da rodovia e quais são os papéis do homem no trânsito, até noções do Código de Trânsito Brasileiro. Os encontros contam com a participação de autoridades locais, representantes dos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito e pessoas formadoras de opinião.

Municípios visitados

A chegada do asfalto nos municípios de Comercinho, Medina e Santa Cruz de Salinas representou um ganho para a região na medida em que impulsionou o desenvolvimento da economia local. Em Santa Cruz de Salinas, por exemplo, a pavimentação contribuiu para facilitar o escoamento da produção agrícola sustentável, bem como melhorou o acesso ao comércio local, principalmente à Feira de Artesanato, uma das atrações da cidade. O transporte escolar de crianças também foi facilitado com o Proacesso.

“O trabalho educativo vale para que as pessoas, ao conhecerem a nova realidade, possam desfrutar dos benefícios do asfalto com mais segurança”, comenta Rosely. “Os motoristas que antes andavam com uma velocidade reduzida, tendem a acelerar. A comunidade, que não se preocupava com a travessia das estradas, agora precisa modificar seus hábitos para que não ocorram tantos acidentes”, conclui a coordenadora.

Animais na pista

Durante a visita aos três municípios, a equipe do DER/MG detectou a importância de alertar à população da região e principalmente aos produtores rurais, a respeito do risco que representa a presença de animais na pista das rodovias. Parte da campanha educativa foi dedicada à orientação e conscientização dos moradores e produtores locais pela equipe de Educação para o Trânsito do DER/MG.

Programação

“Até o final do ano estão programadas ações educativas em mais 12 municípios beneficiados pelo Proacesso”, adianta Rosely Fantoni. A escolha dos locais é feita, prioritariamente, em função do maior risco de conflito entre pedestres e veículos. “A ideia é que os educadores de cada região visitada se tornem propagadores das medidas educativas de trânsito ensinadas pelos técnicos do DER/MG”, finaliza a coordenadora do projeto.

 

Black&Decker investe R$ 41 milhões na unidade em Uberaba

Um novo investimento, no valor de R$ 41 milhões, acaba de ser confirmado pela Black&Decker do Brasil Ltda. A empresa irá expandir sua unidade industrial em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Seu objetivo é a fabricação e a distribuição de produtos da marca Stanley, recém incorporada.

O protocolo de intenções com o Governo de Minas Gerais foi assinado pelo presidente doInstituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), José Frederico Álvares, e pelo diretor financeiro da Black&Decker, Carlos Alberto de Souza.

O investimento, em ativo permanente, capital de giro e no Centro de Distribuição, será responsável pela geração de 170 empregos diretos ao final do terceiro ano. O projeto deverá atingir a partir de 2013 um faturamento da ordem de R$ 540 milhões. Com término previsto para dezembro de 2014, a previsão da Black&Decker é atingir a capacidade instalada de produção de oito milhões de unidades por ano para ferramentas manuais e de 6,5 milhões de unidades por ano para eletrodomésticos.

O projeto prevê também a ampliação da oferta com novos produtos a serem comercializados visando ao mercado interno e à exportação com a prospecção de novos mercados.

A empresa

A Black&Decker do Brasil Ltda., que em 2010 completou 100 anos de existência, está instalada no Brasil em Uberaba, onde fabrica ferramentas elétricas manuais e pneumáticas como furadeiras, martelos, parafusadeiras, e mais recentemente eletrodomésticos como ferros de passar, batedeiras, liquidificadores, processadores, além de fabricar metais sanitários e fechaduras.

Após uma nova fusão global, a Black&Decker do Brasil passou a agregar a linha da marca Stanley, de ferramentas manuais, fazendo-se necessária então uma nova expansão da área produtiva, bem como da área destinada ao Centro de Distribuição dessa unidade.

 

Governo de Minas Gerais intensifica ações de prevenção às drogas no Estado

O decreto assinado pelo governador Antonio Anastasia determinando que órgãos e entidades da administração pública que desenvolvem programas sociais terão, a partir de agora, obrigação de contribuir com ações educativas e preventivas de combate às drogas, coloca o Estado de Minas Gerais mais uma vez em destaque no cenário nacional em medidas de prevenção às drogas. Publicado nessa quinta-feira (17), noDiário Oficial do Estado, o decreto estabelece que órgãos e entidades envolvidos terão que destinar até 1% dos recursos orçamentários para elaboração, implementação e execução de projetos que tenham por objetivo o combate às drogas.

secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette Andrada, ressalta que Minas Gerais mais uma vez sai na frente. “Com o novo decreto, ampliaremos nossa capacidade de enfrentar o uso das drogas e seus desdobramentos na criminalidade.” O subsecretário de Políticas sobre Drogas da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), Cloves Benevides, também salienta que o decreto reafirma a posição de vanguarda de Minas Gerais no que diz respeito às políticas sobre drogas. Cloves já visitou vários estados para a apresentação das políticas públicas mineiras sobre drogas e as ações de atendimento ao dependente químico e seus familiares.

Números

Na prática, o decreto determina que todos os projetos que tenham abrangência social passem a dedicar um componente em relação ao combate às drogas. “Esta posição de destaque ocupada por Minas Gerais se deve à coragem e determinação do governador Antonio Anastasia em criar um modelo único. Nosso Estado é o único que tem um órgão específico para tratar de questões relativas a este tema”, destaca o subsecretário.

As estratégias implementadas e a alocação crescente de recursos possibilitaram ao Estado implantar políticas públicas efetivas sobre drogas, com a realização de 317 conferências municipais e 36 regionais e de 50 eventos temáticos em todas as regiões; a especialização de 335 profissionais e formação de 76 agentes; o estabelecimento de parcerias com 31 entidades, que asseguraram a abertura de 5.420 vagas para o atendimento ao dependente químico em várias modalidades; e o financiamento de 27 projetos de reinserção.

O repasse de recursos pela administração pública estadual possibilitou ainda, segundo Cloves Benevides, levar campanhas de conscientização, como a Folia Segura e De Cara Limpa, a 626 municípios mineiros, o equivalente a 73,4% das cidades do Estado. E ainda implantar programas como o Papo Legal e realizar concursos anuais de vídeos de animação e de redação, frases e desenhos, para a conscientização de crianças e jovens sobre os problemas decorrentes do uso e abuso de álcool e outras drogas, além de formas de prevenção e ações de atenção aos dependentes químicos.

Prioridades

O subsecretário de Políticas sobre Drogas, Cloves Benevides, ressalta ainda que a Subsecretaria, em 2010, deu continuidade à política de estruturação dos Conselhos Municipais Antidrogas pertencentes à Rede Integrada de Conselhos (Ricomad), com a entrega dos equipamentos cedidos pela administração estadual.

O atendimento ao dependente químico e seus familiares é prioridade para o Governo de Minas. De janeiro a novembro de 2010, a Subsecretaria atendeu 9.633 pessoas interessadas em orientações sobre o uso e o abuso de substâncias psicoativas e ações de atenção ao dependente químico. Através do número 155 do LIG-Minas (Linha de Informações do Governo), 2.637 pessoas ligaram solicitando informações sobre os serviços prestados pelas instituições que compõem a Subsecretaria, como o Centro de Referência Estadual em Álcool e Drogas (Cread), o SOS Drogas, entre outros.

Já no Centro de Referência Estadual em Álcool e Drogas (Cread), o público atendido foi de 6.996 pessoas entre atendimento presencial, por telefone e de grupos de apoio (família, acolhimento, ser e conviver e Amor Exigente). No Cread/SOS Drogas a população tem acesso a cursos, seminários, simpósios e fóruns referentes à temática de álcool e outras drogas, além de orientação gratuita a educadores, familiares e usuários de álcool e outras drogas e, quando necessário, o encaminhamento para tratamento em instituições especializadas ou grupos de mútua ajuda.

Ações integradas

O decreto assinado pelo governador também cria o Comitê Coordenador da Agenda Intersetorial de Prevenção ao Uso Indevido de Drogas, formado por representantes de diversas Secretarias de Estado com a participação de representantes da sociedade. Órgãos da administração pública terão prazo de 90 dias para encaminhar ao comitê as propostas das ações preventivas que pretendem implementar. Entre as ações estão tratamento e recuperação de usuários de drogas.

O decreto ainda autoriza as Secretarias de Estado de Casa Civil e de Relações Institucionais e de Planejamento e Gestão (Seplag) a convocar Conferências de Serviços para decidir questões relativas à implementação da agenda. Inédito na administração pública brasileira, a Conferência de Serviços é um mecanismo de decisão compartilhada que simplifica os processos administrativos.

A criação dessa Agenda Intersetorial de Prevenção ao Uso Indevido de Drogas está sendo realizada em conformidade com a Lei Delegada 180, que prevê a integração de órgãos e entidades da administração pública estadual, agrupando-os em áreas temáticas básicas. No caso, a integração está sendo feito na área de Direitos Sociais e de Cidadania.