• Agenda

    dezembro 2010
    S T Q Q S S D
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Antonio Anastasia e Aécio Neves estão na lista da Revista Época do homens mais influentes de 2010

ÉPOCA 100 – Os brasileiros mais influentes de 2010 – Aécio Neves

Fonte: Revista Época

Líderes, construtores, heróis e artistas: confira quem, do país, exerce mais influência

Qualquer um que queira entender as transformações por que o Brasil vem passando deve olhar com cuidado para a lista que publicamos nas próximas páginas. Nelas estão 100 pessoas que se destacaram pelo exercício do poder, pela construção de um projeto, pela inspiração, pelo talento. Por meio de seus perfis, é possível entender melhor os caminhos, as apostas, os desafios do país.

Este é o quarto ano em que publicamos a lista – e produzi-la é uma tarefa árdua. O trabalho envolveu praticamente toda a redação de ÉPOCA, com a valiosa colaboração de milhares de leitores (que fizeram suas indicações pelo site) e de especialistas nas diversas áreas. Para escrever os perfis, convidamos 99 personalidades (um dos textos é sobre um casal) que tivessem afinidade com o homenageado ou com a área. São a garantia de fornecer a você, leitor, um olhar privilegiado, diverso, atual sobre nossa realidade.

Líderes
Quem são os líderes mais influentes de 2010
As 100 pessoas que se destacaram em 2010 pelo exercício do poder, pela construção de um projeto, pela inspiração, pelo talento, foram classificadas em quatro grupos: líderes, construtores, heróis e artistas. Por meio de seus perfis, é possível entender melhor os caminhos, as apostas, os desafios do país.

Aécio Neves

O grande vencedor da oposição elegeu o sucessor em Minas e terá no Senado uma poderosa tribuna nacional

Admiro o senador Aécio Neves por sua liderança, capacidade administrativa, habilidade política e sensibilidade, que é muito forte. É um político extremamente carismático. Eu o acompanhei durante estes oito anos, como secretário de Estado e depois como vice-governador, e mais intensamente agora, nacampanha eleitoral de 2010 em Minas Gerais.

Percorremos juntos todo o Estado por duas vezes, neste ano. A primeira, no primeiro turno, na campanha que resultaria em minha eleição para o governo do Estado e na de Itamar Franco e do próprio Aécio para o Senado. Depois, no segundo turno, com o candidato à Presidência José Serra. Nós percebemos no governador Aécio, na relação que tem com as pessoas, uma força extraordinária: é naturalmente uma pessoa bem-humorada, de bem com a vida. É muito bom conviver com ele. É um líder único, pois conjuga capacidade de gestão e habilidade política, sempre atento às necessidades da população e das pessoas mais carentes.

Por Antonio Anastasia – Governador eleito (PSDB) de Minas Gerais


ÉPOCA 100 – Os brasileiros mais influentes de 2010 – Antonio Anastasia

O mago da gestão pública de Minas Gerais triunfa nas urnas e alça voo na política

Uma semana após a eleição de Aécio Neves para seu primeiro mandato de governador, em 2001, recebemos, eu e o professor José Godoy, a visita do professor Antonio Anastasia. Ele chegou lá pelas 5 horas da tarde e ficamos conversando até as 9 da noite. Ali, juntos, traçamos o que poderia ser feito de nossa parte para ajudar a resolver o problema de 12% de déficit do Estado de Minas Gerais. Combinamos também como participaríamos da transição.

Sob a liderança de Anastasia, então secretário de Planejamento e Gestão, trabalhamos duro, enfrentando muitas dificuldades. Um ano e meio depois, ogovernador Aécio Neves nos convidou e aos empresários patrocinadores para um almoço no Palácio das Mangabeiras quando, de surpresa, anunciou o tão almejado equilíbrio fiscal. Foi uma festa! Mal sabíamos nós que se iniciava naquela hora um movimento muito positivo no Brasil de engajamento dos políticos na linha da gestão, pelo exemplo de Minas Gerais.

Nós, brasileiros, devemos isso ao governo do Aécio Nevese em particular ao trabalho firme, entusiasmante e dedicado de nosso amigo Antonio Anastasia.

Por Vicente Falconi – Professor, consultor de grandes grupos empresariais brasileiros e orientador técnico do Instituto de Desenvolvimento Gerencial (INDG)

 

“Se Minas são muitas, como diz o poeta, Aécio também são vários”, revela Revista Alfa que elegeu o ex-governador de Minas o Político do Ano

Aécio Neves: O Político do Ano sabe que a campanha está apenas começando

Fonte: Lucas Figueiredo – Revista Alfa

Fotos: J.R. Duran – Moda: Denise Dahdah

De Minas Gerais, o repórter Lucas Figueiredo trouxe um perfil do senador Aécio Neves, que venceu todas as últimas disputas políticas e se credencia a ser uma das maiores forças de oposição ao governo do PT

Políticos

Bom de governo, campeão de votos, sem medo de viver a vida – e pronto para uma nova campanha

Nem Belo Horizonte, nem Rio de janeiro. Aécio Neves está em Fortaleza, em frente a um coqueiro quando é surpreendido pelo o estudante de cinema Ciro de Saboya Gomes.Com uma câmera de vídeo ligada, o fihlo do deputado Ciro Gomes e da senadora Patrícia Saboya pergunta à queima roupa: “Se o senhor estivesse numa ilha deserta e tivesse de escolher entre uma mulher, um bote para sair da ilha ou um queijo, quem escolheria?” Entre tímido e desconfiado, Aécio leva a mão direita ao rosto e segura com firmeza o maxilar, com se o queixo estivesse a ponto de despencar no chão (um cacoete que desponta quando ele está nervoso ou entediado). A resposta demora 3 segundos para aparecer. Qual teria sido a escolha de Aécio?

Quando essa pergunta foi feita em 2008, Aécio era governador de Minas em segundo mandato e lançava seu nome à Presidência da República. A decisão do integrante mais original do ninho tucano é a chave para decifrar esse homem de múltiplas faces e desejos. sua resposta não é simples, como tudo que vem das montanhas das Gerais. Se Minas são muitas, como diz o poeta, Aécio também são vários…(continua)

Leia matéria completa em arquivo PDF

 

Programa Minas Fácil, criado no Governo Aécio, já reduz para seis dias o prazo para abertura de empresas em BH

O prazo médio para a abertura de uma empresa em Minas Gerais caiu de 14 dias, no ano passado, para nove dias neste ano. Em Belo Horizonte, já é possível constituir uma empresa em até seis dias, enquanto, em 2009, esse prazo era de oito dias, segundo informações da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg).

Em novembro, foram abertas, em todo o Estado, 4.528 empresas. Foram constituídas 1.817 empresas em Belo Horizonte, 296 na região de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, 246 em Juiz de Fora, na Zona da Mata, e Varginha, no Sul de Minas, e 235 em Montes Claros, no Norte de Minas. Por ramo de atividade foram 2.049 empresas do setor de serviços, 2.047 do setor comercial e 432 industriais. No acumulado do ano, foram abertas em Minas Gerais 53.779 empresas.

De acordo com a Jucemg, essa redução do prazo para a constituição de empresas se dá em razão das medidas adotadas após a implantação do Minas Fácil, um projeto iniciado em 2005, com o objetivo de tornar mais simples e ágil a abertura de empresas no Estado. Com essa iniciativa são reunidos em um único local os órgãos e entidades responsáveis pela abertura de uma empresa e uma base de dados única. A meta do programa é garantir para apenas oito dias o prazo para se abrir uma empresa no Estado.

No decorrer do tempo têm sido introduzidas mudanças visando o aperfeiçoamento do processo. A última é a padronização da Consulta de Viabilidade e do Módulo Integrador para todas as 31 unidades do Minas Fácil, antes disponível apenas para Belo Horizonte. Essa consulta de viabilidade permite ao empreendedor ter uma resposta a sua consulta de forma mais rápida, eficaz e conclusiva, tendo todas as informações necessárias para decidir sobre a abertura de sua empresa.

Minas Fácil

O Minas Fácil é um programa iniciado no Governo Aécio Neves, que faz parte do projeto estruturador Descomplicar. Foi criado para viabilizar a abertura de empresas simplificando, racionalizando e desonerando o processo de registro e legalização; reduzir custos e aumentar a eficácia dos órgãos envolvidos, atendendo a demanda dos empreendedores e contribuir para o desenvolvimento econômico de Minas Gerais e seu consequente desenvolvimento social. O Módulo Integrador do Minas Fácil possibilita que o empreendedor possa consultar em uma só tela os registros e documentos gerados após a abertura da sua empresa, como o CNPJ, Inscrição Municipal, Estadual e os alvarás das prefeituras e dos órgãos de licenciamento, no caso de empresas de baixo risco.

Atualmente, a abertura de empresas pelo Minas Fácil é feita em quatro etapas: na primeira, o empreendedor ou seu representante acessa a página de Consulta de Viabilidade do Minas Fácil e preenche um formulário com informações sobre o empreendimento; o segundo passo deve ser feito no Cadastro Sincronizado, da Receita Federal do Brasil, onde o empreendedor deve fornecer informações necessárias para as consultas de viabilidade dos órgãos tributários como a própria Receita Federal e a Secretaria de Estado de Fazenda (SEF). O passo seguinte consiste em acessar o Módulo Integrador Minas Fácil, gerar o pré-contrato social, no caso de sociedades limitadas ou o requerimento de empresário (REMP), no caso de empresário individual, além dos documentos de arrecadação necessários para a constituição de sua empresa.

Por fim, é feita a entrega dos documentos em uma das Unidades do Minas Fácil, cujo prazo para análise é de oito dias. Estando tudo em ordem, o interessado é chamado para assinar a documentação municipal e receber o contrato social, CNPJ, inscrição municipal e estadual e o Alvará de Localização da Prefeitura. Além disso, para as empresas classificadas como sem risco são disponibilizadas a Declaração de Isenção de Alvará do Corpo de Bombeiros e a Certidão de Dispensa de Licenciamento Ambiental.

As 31 unidades do Minas Fácil estão instaladas em Araguari, Araxá, Belo Horizonte, Betim, Divinópolis, Governador Valadares, Ipatinga, Itabira, Itajubá, Ituiutaba, Juiz de Fora, Lagoa Santa, Lavras, Montes Claros, Muriaé, Nova Serrana, Passos, Patos de Minas, Patrocínio, Poços de Caldas, Ponte Nova, Pouso Alegre, São Lourenço, São Sebastião do Paraíso, Sete Lagoas, Três Corações, Ubá, Uberaba, Uberlândia, Varginha e Viçosa.

 

quadro

 

 

Governo Antonio Anastasia: Convênio Ci&T-Fapemig destina R$ 2 milhões para pesquisa sobre cloud computing

Referência em inovação, a multinacional brasileira de outsourcing de TI, Ci&T, assinou sexta-feira (10), um Termo de Cooperação Técnica com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), órgão ligado ao Governo Antonio Anastasia. O objetivo da parceria é estimular a pesquisa na área de tecnologia da informação, com foco no tema cloud computing (computação em nuvem). O convênio prevê o financiamento de R$ 2 milhões ao longo de dois anos. A empresa projeta um crescimento de 35% para 2011, quando pretende ultrapassar a marca de R$ 130 milhões em faturamento. Hoje, emprega 1020 funcionários, distribuídos em escritórios no Brasil, EUA, Canadá, UK, Japão e China.  Junto com a Fundação, a companhia lança, ainda este mês, uma chamada conjunta para projetos de pesquisa.

A computação tornou-se complexa ao longo dos anos. E isso se evidencia na forma de altos custos, longos prazos e, muitas vezes, em cima de infraestruturas frágeis ou superdimensionadas. “Acreditamos que cloud computing surge nesse cenário para trazer a simplicidade de volta à computação. Infraestrutura, plataformas de desenvolvimento ou softwares prontos usados como serviços, pagando proporcional ao seu uso e com muito mais escalabilidade, confiabilidade e rapidez. Para a Ci&T, cloud computing, juntamente com sua oferta de agilidade e Lean IT, vai permitir estabelecer um processo simples, eficiente e de baixo custo de geração de valor para os nossos clientes, com foco no negócio e não na computação”, explica o gerente de produto Cloud Computing da Ci&T, Daniel Viveiros.

De acordo com o diretor de inovação da Companhia, Flávio Pimentel, o aperfeiçoamento das relações da Ci&T com as universidades é parte constante do planejamento estratégico da empresa. “Especificamente neste caso, além da consolidação de nossa presença em Minas Gerais, teremos a oportunidade de ampliar as atividades baseadas em open innovation. Esse último conceito é totalmente relevante para os novos modelos de competitividade baseada em inovação no mercado, e esperamos que nossos clientes também sejam agentes ativos nesse processo”, ressalta.

O presidente da Fapemig, Mario Neto Borges, comemora a parceria. “É na indústria que a inovação acontece, por meio da transformação do conhecimento em riqueza. A Fapemig tem investido no trabalho em conjunto com empresas como forma de levar até a população novos produtos e processos que contribuam para a melhoria da qualidade de vida e para o desenvolvimento de Minas Gerais”. A Tecnologia da Informação é uma das áreas do conhecimento apoiadas pela Fundação, que é a única agência mineira de fomento à ciência, tecnologia e inovação.

Sobre a Ci&T

A Ci&T, empresa CMMI5 considerada símbolo de inovação em outsourcing pela IAOP/Fortune Magazine, aplica os conceitos de Lean IT na geração de valor para seus clientes. Sua oferta abrange desenvolvimento ágil e outsourcing de aplicações, SAP, BI, BPM, marketing digital e aplicativos móveis. Como uma das 100 melhores empresas para trabalhar no Brasil, segundo o Instituto Great Place to Work, a empresa oferece atendimento global através de suas unidades no Brasil, USA, Europa e Ásia.

Essa abordagem diferenciada é atestada por clientes como Andrade Gutierrez, Avon, Banco Votorantim, Coca-Cola, Embraer, Fleury, Honda, Hospital Albert Einstein, Janssen-Cilag, Johnson & Johnson, Metlife, Odebrecht, McDonalds, Petrobras, Rede Globo, Rhodia, Saint-Gobain, Usiminas, Vale, Yahoo! e muitas outras empresas inovadoras.