• Agenda

    outubro 2010
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Anastasia reafirma compromissos de campanha com Sul de Minas

O governador Antonio Anastasia visitou, neste domingo (17), a cidade de Pouso Alegre, no Sul de Minas. Anastasia assistiu, na Catedral Metropolitana Bom Jesus, a missa celebrada pelo arcebispo de Pouso Alegre, Dom Ricardo Pedro Chaves Pinto Filho, além de se reunir com lideranças políticas da região e com pastores de uma igreja pentecostal.

Em entrevista à saída da catedral, o governador reafirmou seus compromissos de campanha com Pouso Alegre e o Sul de Minas. “Temos um planejamento envolvendo não só Pouso Alegre, mas toda a região. Por isso estamos aqui, hoje, para discutir com as lideranças políticas a melhor forma de colocar nossas propostas em andamento, além de ouvir novas reivindicações para os próximos quatro anos”, afirmou Anastasia.

Entre as prioridades, foi destacada pelo governador a atração de empresas para gerar empregos na região como uma forma de melhorar ainda mais a qualidade de vida na região. O governador afirmou ainda que está sendo avaliada a possibilidade da construção do Hospital Regional do Sul de Minas, dentro da política de descentralização na área da saúde pública do Estado.

Perguntado sobre investimentos na cidade de Santa Rita do Sapucaí, polo de eletrônica e telecomunicações, Anastasia disse que estão sendo feitos contatos com multinacionais para levar à região laboratórios importantes. O governador, no entanto, não revelou os nomes das empresas devido ao fato de as negociações estarem ainda em andamento. “Nosso esforço será de fazer de Santa Rita, Itajubá e outras cidades que as cercam um polo de desenvolvimento de alta tecnologia e que agregue valor muito grande aos nossos produtos.

O governador ressaltou ainda seu laço afetivo com a catedral onde foi celebrada a missa, assistida por cerca de 500 pessoas. “Minhas raízes familiares com essa cidade são conhecidas e com essa catedral ainda mais, pois aqui se casaram meus avós”, lembrou o governador.

Após a missa, Antonio Anastasia participou de um almoço com lideranças políticas da região em um hotel da cidade, de onde seguiu para um encontro com pastores da Igreja Pentecostal Nova Canaã.

 

Governo Antonio Anastasia quer aproveitar boom para agregar valor à mineração

A cadeia produtiva da mineração lidera a atração de investimentos contabilizados pelo Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), com R$ 55,6 bilhões, o equivalente a 22,16% do total geral de R$ 251 bilhões captados pelo Estado no período 2003-2010. Os investimentos vão gerar 43.325 empregos diretos em diversos municípios mineiros.

A informação é do secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sergio Barroso, assinalando que apenas neste ano os investimentos privados atraídos para os diversos setores da economia já somam R$ 46 bilhões. “Trata-se de um recorde absoluto, refletindo o bom momento vivido por Minas Gerais, após a crise financeira internacional”, destacou.

A grande preocupação do Governo Antonio Anastasia, a partir de agora, segundo ele, é com a agregação de valor ao parque produtivo em geral e com a criação de novos empregos, incluindo a cadeia da mineração, a fim de incorporar conteúdo tecnológico e inovação aos produtos mineiros. “O que pretendemos é que as empresas de mineração não apenas extraiam e exportem os bens minerais, mas que venham a investir na siderurgia, produzindo aço aqui mesmo”, acrescentou.

Para abrir caminho à industrialização, o Governo de Minas vem investindo pesado na melhoria da infraestrutura, como rodovias, gás natural, telefonia e eletrificação. A rede de gasodutos, por exemplo, foi muito ampliada recentemente e hoje já soma mais de 850 quilômetros e deverá chegar, entre 2011 e 2012, a Governador Valadares, no Leste do Estado, disse Sergio Barroso.

O secretário lembrou que tem recebido sinais bastante promissores de investidores do país e do exterior interessados em desenvolver novos projetos em Minas Gerais. No caso da mineração, ele frisou que já foram assinados protocolos de intenções com grupos privados para exploração de minério de ferro no Norte de Minas.

“Isso confirma a vocação do Estado para expansão da indústria extrativa e abre uma nova fronteira mineral, além do Quadrilátero Ferrífero, revelando que o tema da exaustão dos recursos minerais não pode ser motivo de grande preocupação”, disse o secretário. Ele também lembrou a diversidade e a riqueza do subsolo, assinalando que um dos protocolos firmados foi com a Mineração Riacho dos Machados para exploração de ouro no Norte do Estado.

Para orientar os investidores, o Estado tem procurado promover a geração de informações geológicas básicas, como levantamentos aerogeofísicos e mapeamentos em busca de novas jazidas. “Hoje, está com 60% de seu território mapeado”, disse.

O secretário Sérgio Barroso vai participar, na próxima terça-feira (19), em Belo Horizonte, do encerramento do Seminário “Oportunidades de Investimentos nas Cidades Mineradoras”, promovido pela revista Fato Relevante, com o patrocínio da Usiminas e apoio da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O seminário será aberto com uma palestra do ex-ministro Paulo Haddad, que falará sobre os impactos socioeconômicos dos projetos de investimentos em mineração, e terá a presença do presidente da Associação Mineira de Cidades Mineradoras, Antônio Eduardo Martins. O presidente do Sindicato da Indústria Mineral de Minas Gerais (Sindiextra), José Fernando Coura, e o prefeito de Congonhas, Anderson Cabido, também farão palestras.