• Agenda

    setembro 2010
    S T Q Q S S D
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Desmatamento em MG reduz 34,5%; na abertura da Semana Florestal, Antonio Anastasia assina decreto que cria 2 unidades de conservação

Desmatamento em Minas Gerais apresenta redução de 34,5%, mostra Mapa da Cobertura da Vegetação Nativa do Estado

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Estudo faz parte do Inventário Florestal de Minas Gerais, realizado pela Universidade Federal de Lavras em parceria com o Instituto Estadual de Florestas

Na abertura oficial da Semana Florestal, governador Antonio Anastasia assinou decreto criando mais duas unidades de conservação em Minas Gerais

O Governo de Minas divulgou nesta terça-feira (21/09) o Mapa da Cobertura da Vegetação Nativa de Minas Gerais – biênio 2007-2009. O estudo mostra que o índice de desmatamento no Estado teve uma queda de 34,8% em relação ao biênio 2005-2007. Na comparação com 2003-2005, a redução chega a 53,2%. O mapa faz parte do Inventário Florestal de Minas Gerais, realizado pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) em parceria com o Instituto Estadual de Florestas (IEF).  Ele traz informações científicas sobre os biomas da Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga, as áreas de ocorrência de espécies da flora e serve para estabelecer estratégias de revegetação e as áreas mais apropriadas para o manejo florestal.
A divulgação do Mapa fez parte das comemorações da Semana Florestal 2010, que foi aberta oficial pelo governador Antonio Anastasia, nesta manhã, em solenidade na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. Durante o evento, Anastasia assinou decretos criando duas novas unidades de conservação ambiental, o Monumento Natural da Serra da Moeda e o Monumento Natural da Serra do Gambá, além da implantação de um laboratório de pesquisas ecológicas em Minas Gerais.

Minas conta com cerca de 240 unidades de conservação, com aproximadamente dois milhões de hectares de áreas protegidas. Mais da metade das áreas estaduais de proteção ambiental foi criada durante a gestão de Aécio Neves e Antonio Anastasia, a partir de 2003. As unidades de conservação servem para proteger a biodiversidade, o solo e os recursos hídricos de cada região.

Em seu pronunciamento, Antonio Anastasia afirmou que a questão ambiental deixou de ser um assunto isolado e está presente em todas as políticas públicas do Estado. Segundo ele, os avanços sociais e econômicos só serão reais se vierem acompanhado de um desenvolvimento sustentável.

“O meio ambiente se transformou em um tema cotidiano de todas as políticas públicas, na educação, saúde, fomento econômico, infraestrutura. Em todos eles, sem exceção, está a questão ambiental com grande destaque. Quanto mais prestigiarmos e reconhecermos o tema ambiental como uma atividade das administrações e da sociedade como um todo, teremos uma consciência maior. A nossa sociedade só avançará de modo definitivo, quando todos tivermos o sentimento da preservação ambiental, concomitantemente com as questões necessárias ao desenvolvimento sustentável do nosso país”, declarou Antonio Anastasia.

Mais áreas preservadas
O Monumento Natural Estadual da Serra da Moeda, com área de conservação de 2.372 hectares, está localizado nos municípios de Moeda e Itabirito, na região Central do Estado. A Serra da Moeda abriga uma enorme diversidade de espécies de fauna e flora e, por causa de seus vales e cursos d’água, tem grande potencial turístico.

O Governo de Minas também criou o Monumento Natural Estadual da Serra do Gambá, no município de Jeceaba, com 442 hectares, na região Central, e assinou o decreto de integração do Parque Estadual do Rio Preto ao Sistema Estadual de Unidades de Conservação da Natureza. O parque está localizado no município de São Gonçalo do Rio Preto e está inserido no complexo da Serra do Espinhaço. O decreto declara o parque como utilidade pública e de interesse social, para fins de desapropriação.

Com uma área de 10.755 hectares, a unidade de conservação abriga diversas nascentes, entre elas a do Rio Preto, um dos mais importantes afluentes do rio Araçuaí, por sua vez, afluente do Rio Jequitinhonha. No parque são encontradas diversas cachoeiras, piscinas naturais, corredeiras, sumidouros, cânions e praias fluviais com areias brancas.

Incentivo à pesquisa
Outro decreto assinado hoje por Antonio Anastasia cria, em Minas Gerais, o Laboratório Eugênio Warming de Pesquisas Ecológicas, no Parque Estadual do Sumidouro, nos limites dos municípios de Lagoa Santa e Pedro Leopoldo, Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O laboratório será um ponto de referência para pesquisadores nacionais e internacionais para o desenvolvimento de estudos relacionados aos biomas do Vale do Rio das Velhas, principalmente o Cerrado.

Eugênio Warming foi um botânico e seguidor do dinamarquês Peter Lund, um naturalista que durante o século XIX se dedicou a diversos estudos sobre a biodiversidade brasileira, incluindo as cavernas do interior de Minas Gerais.

Danilo de Castro aponta “soberba e arrogância” de Patrus Ananias e cobra do PT posição sobre denúncias que envolvem Hélio Costa

Coordenador da campanha de Anastasia diz que Patrus deve explicar uso da caneta pelo governo federal e as denúncias envolvendo Costa

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

O coordenador da Coligação Somos Minas Gerais, Danilo de Castro, respondeu nesta terça-feira (21/09) às declarações feitas pelo candidato a vice-governador na chapa do PMDB, Patrus Ananias, lançando suspeições sobre os prefeitos do PT e do PMDB que anunciaram publicamente apoio à reeleição do governador Antonio Anastasia. Danilo de Castro disse que falta seriedade nas insinuações feitas por Patrus, que afirmou que os prefeitos foram “cooptados” pelo governo do Estado. Castro acrescentou que o governo federal é que tem exercido grande pressão sobre os mineiros em busca de apoio para seus candidatos.

“Falta seriedade nas declarações feitas pelo candidato Patrus Ananias. Ao invés de ter a humildade de fazer uma auto-crítica, reconhecendo a possibilidade dos mineiros não terem sobre o governo do Estado a mesma opinião que ele, o candidato, que sempre se disse tão cristão, incorre em dois desvios: o da arrogância e o da soberba, ao insistir na tese de que ele, só ele, é o dono da verdade. Falar em pressão por parte do Palácio da Liberdade, quando todo o Governo Federal exerce a enorme pressão que está exercendo em Minas, é uma ironia. Falar que temos o poder econômico, quando a imprensa nacional denuncia diariamente o uso irregular da caneta do governo federal em favor dos seus candidatos, é uma brincadeira. A fala de Patrus é desrespeitosa até com seus próprios companheiros de partido. Patrus está enganado: ele não está disputando a eleição contra o Palácio da Liberdade; ele está disputando a eleição contra a realidade. A pergunta que não quer calar é: porque Patrus e o PT de Minas se silenciam sobre todas as? Acho que os mineiros deveriam saber o que Patrus pensa sobre a gestão do ex-ministro das Comunicações, sobre os diversos escândalos nos Correios, os recursos não contabilizados da campanha e, na última semana, sobre o empresário que denunciou ter sofrido extorsão para doar recursos para a campanha dele e de Hélio Costa em Minas Gerais.”

Em nova pesquisa Ibope, Governador Anastasia continua na liderança com 8 pontos à frente de Hélio Costa; Governo tem 76% de aprovação

Tucano registra 42% contra 34% de Hélio Costa (PMDB); Aécio lidera disputa para o Senado com 67% das intenções de voto

Fonte: Estado de S. Paulo

O tucano Antonio Anastasia segue na liderança na disputa pelo governo de Minas Gerais. O atual governador registra 42% contra 34% de Hélio Costa (PMDB), segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada nesta terça-feira, 21. Em relação à pesquisa anterior, realizada entre 10 e 12 de setembro, ambos oscilaram dentro da margem de erro. Anastasia tinha 42% e Costa tinha 32%. Em votos válidos, o tucano teria 53% contra 43% do adversário.

Fabinho (PCB), Vanessa Portugal (PSTU) e Zé Fernando Aparecido (PV) registram 1% cada um. Edilson Nascimento (PTdoB), Prof. Luiz Carlos (PSOL) e Adilson Rosa (PCO) não pontuaram. 16% ainda estão indecisos enquanto 5% disseram que vão votar em branco ou nulo.

Em um eventual segundo turno, Anastasia teria 40% contra 34% de Hélio Costa. 20% disseram não saber em quem votar e 7% declararam votar em branco ou nulo.

Senado
O ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB) continua liderando a disputa pelo Senado com 67% das intenções de voto. Seu companheiro de chapa, o ex-presidente Itamar Franco (PPS), registra 44% e Fernando Pimentel (PT) tem 30%. Os demais candidatos aparecem com, no máximo, 2% das intenções de voto. 14% citaram apenas um candidato, 29% estão indecisos e 9% pretendem votar em branco ou nulo.

Presidente
A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, segue na frente da preferência dos eleitores mineiros, com 51% declararam que irão votar na petista, contra 25% dos que pretendem votar em Serra e 13% em Marina.

Avaliação do governo
Para 57% dos entrevistados, o governo de Antonio Anastasia é ótimo ou bom. 19% consideram seu governo regular. 4% avaliaram como ruim ou péssimo.

Foram realizadas 2002 entrevistas em 109 municípios de Minas Gerais entre os dias 18 e 20 de setembro de 2010. A pesquisa está registrada no TRE/MG sob o protocolo nº 73370/2010 e no TSE sob protocolo n31230/2010. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Nova peça da campanha de Aécio e Antonio Anastasia mostra que Minas tem dono

Em Pouso Alegre, Anastasia lembra ações de Aécio Neves e garante que é o candidato dos avanços sociais e econômicos

Para Anastasia, manifestações de apoio à sua reeleição são resultado da confiança dos mineiros em seu trabalho

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Governador encerrou visita ao Sul de Minas, em Alfenas, depois de receber apoio entusiasmado da população em Poços de Caldas e Pouso Alegre

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, foi recebido com muito entusiasmo pela população do Sul de Minas, nesta terça-feira (21/09). Depois de participar de uma grande carreata em Pouso Alegre, que terminou com ato político na Praça da Matriz de Bom Jesus, o governador recebeu o apoio de centenas de eleitores também em Poços de Caldas e Alfenas. Ao lado do ex-governador Aécio Neves e do ex-presidente Itamar Franco, candidatos ao Senado, e do candidato a vice-governador, deputado Alberto Pinto Coelho, Antonio Anastasia agradeceu o carinho recebido dos eleitores do Sul de Minas.

Anastasia afirmou que a manifestação calorosa de apoio dos eleitores na reta final da campanha demonstra o reconhecimento da população aos avanços obtidos na região, nos últimos oito anos, e disse que continuará a percorrer o Estado até a véspera das eleições para levar suas propostas aos eleitores mineiros.

“A acolhida aqui no Sul de Minas é sempre muito boa. Mais uma vez voltamos com Aécio e Itamar para uma caminhada, trazendo nossas ideias e querendo de fato apresentar ao povo nossas propostas e receber, se possível, sempre o voto de confiança dos eleitores. Fico muito feliz porque sabemos que estamos fazendo um trabalho muito forte, com a confiança dos mineiros. Estamos animados e otimistas e vamos continuar as nossas viagens sempre com muita humildade para ganharmos as eleições”, afirmou o governador em Alfenas, onde encerrou o dia de campanha no Sul de Minas.

Anastasia, Aécio, Itamar e Alberto foram recebidos no aeroporto de Alfenas por centenas de pessoas e seguiram até o centro da cidade, onde visitaram o comitê da coligação “Somos Minas Gerais”. Os candidatos foram recepcionados por Wilson Flausino, pai do cantor Rogério Flausino, da banda Jota Quest, nascido em Alfenas. No comitê, os candidatos assistiram a um vídeo gravado pelo cantor manifestando o apoio à reeleição de Anastasia.

Candidato da continuidade dos avanços
O ex-governador Aécio Neves também agradeceu todo o carinho recebido pela população do Sul de Minas. Ele afirmou que os mineiros já identificaram em Antonio Anastasia o candidato mais adequado para dar continuidade aos avanços sociais e econômicos registrados em Minas nos últimos anos.

“Gostaria de agradecer o apoio que já se consolida em Alfenas, em torno do governador Anastasia e a percepção dos cidadãos mineiros, mineiros de verdade, que têm os nossos valores, as nossas preocupações, de que o que construímos em Minas ao longo desses últimos anos não pode ser interrompido, não em benefício de um partido, de um candidato, mas em benefício dos próprios mineiros. Minas é o Estado hoje que mais desenvolve seus indicadores econômicos e sociais, que mais emprega, que tem a melhor educação fundamental do Brasil, que mais avançou na segurança pública. Não há razão para se interromper isso”, declarou Aécio Neves.

Poços de Caldas
Em Poços de Caldas, Anastasia, Aécio, Itamar e Alberto foram recebidos por 200 pessoas no aeroporto da cidade. Os candidatos estavam acompanhados do ex-ministro e ex-embaixador de Cuba, Tilden Santiago, segundo suplente de Aécio Neves na chapa ao Senado Federal. Eles seguiram em carreata até a rua Assis Figueiredo, onde iniciaram caminhada com os eleitores. Anastasia afirmou que os moradores de Poços de Caldas são testemunhas de que o Governo de Minas cumpriu os compromissos assumidos para o desenvolvimento econômico e social da cidade e que irá manter o mesmo nível de comprometimento nos próximos quatro anos, se for reeleito.

Somente com o programa de recuperação de rodovias, ProMG, o Governo de Minas investiu no município cerca de R$ 62 milhões para garantir a trafegabilidade de  478 quilômetros de estradas da região. O Governo de Minas também aplicou R$ 3 milhões em obras no aeroporto da cidade, além de outros investimentos nas obras de reforma da Cadeia Pública, reforma e ampliação do posto de coleta do Hemominas, construção do Posto Médico Legal do Município, reforma de escolas, entre outras.

Na área de saúde, a gestão Aécio e Anastasia foi responsável por investimentos de
R$ 16,6 milhões, que contribuíram para a melhoria dos serviços de saúde em hospitais e o atendimento de 22 equipes do Programa Saúde da Família.

Prefeitos reconhecem avanços
O prefeito de Poços de Caldas, Paulo César Silva (PPS), destacou a parceria com o Governo de Minas nos últimos oito anos. Para ele, uma das principais características da gestão Aécio e Anastasia foi o tratamento igualitário a todos os municípios do Estado.

“Minas não pode parar, precisamos continuar avançando e o governador Anastasia, junto com Aécio Neves fez por Minas o que há muitos e muitos anos a gente não via. Saneou todas as contas de Minas, com o Choque de Gestão que é hoje uma referência para o Brasil e até internacionalmente. Todos os 853 municípios de Minas, indistintamente, receberam investimentos e apoio do Governo do Estado, não privilegiando quem quer que seja”, declarou.

O prefeito de Ipuiúna e presidente da Associação dos Municípios do Alto Rio Pardo, que reúne nove municípios, Élder Cássio de Souza Oliva (PR), também esteve em Poços de Caldas para declarar o apoio à reeleição de Antonio Anastasia.

“Queremos continuidade desse grande governo que foi iniciado com Aécio Neves. Anastasia é unanimidade na nossa associação, porque entendemos que ele é o único que pode dar continuidade a esse grande governo, porque desde o primeiro instante está ao lado do Aécio. Foi o grande idealizar dos programas realizados em Minas”, disse o prefeito.

Apoio da população
Durante a caminhada pelas ruas de Poços de Caldas, os candidatos pararam na Cafeteria Sete Quedas para tomar refrigerante. Muita gente acompanhou a visita dos candidatos à cidade. As vendedoras de uma loja de perfumes, Daniela, Aline e Natany, foram cumprimentadas por Antonio Anastasia. “Ele está sendo cada vez mais reconhecido pelo trabalho que fez ao lado do Aécio. E vamos ajudá-lo a continuar as melhorias”, disse Natany.

A aposentada Conceição dos Anjos já não é mais obrigada a votar. Mas, em nome dos candidatos da coligação “Somos Minas Gerais”, não abrirá mão de ir às urnas no dia 3 de outubro. “Estou com Anastasia, Itamar e Aécio. Eles são os mais indicados para nos representar”, elogiou.

A secretária Talita Beatriz Tenório recebeu um abraço de Itamar e ficou emocionada. “Sempre admirei o Itamar pela sua honestidade, ética e preocupação com os interesses dos mineiros. Chegar perto dele é um privilégio”, disse.

Caos: Correios sofre intervenção por causa de Erenice, do PT; suplente de Hélio Costa deixou que agências embolsassem comissões acima do limite

No fim do mandato e temendo apagão postal, governo intervém nos Correios

Fonte: Gerson Camarotti, Geralda Doca e Jailton de Carvalho – Globo Online

BRASÍLIA – A apenas três meses do fim do governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva agora decidiu vetar o loteamento político de cargos nos Correios, estatal com faturamento anual de R$ 13 bilhões que foi o epicentro das maiores crises políticas do governo. O primeiro passo foi dado nesta terça-feira. O diretor de Recursos Humanos dos Correios, Nelson Luiz Oliveira de Freitas, foi escalado para fazer uma espécie de intervenção branca na estatal. Homem de confiança do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, Freitas recebeu a missão de fazer um diagnóstico da empresa. Na prática, hoje ele é o homem forte do Planalto nos Correios, enquanto o atual presidente, David José de Matos – afilhado político da ex-chefe da Casa Civil Erenice Guerra – virou uma espécie de rainha da Inglaterra. (Leia também: Erenice Guerra se desliga do conselho de administração da Eletrobras) <http://oglobo.globo.com/pais/eleicoes2010/mat/2010/09/21/ex-ministra-da-casa-civil-erenice-guerra-se-desliga-do-conselho-de-administracao-da-eletrobras-921045800.asp>

O presidente Lula quer limpar a estatal do grupo de Erenice. Por isso, depois da saída do coronel Eduardo Artur Rodrigues do cargo de diretor de Operações, estão na mira o próprio David de Matos e o diretor Comercial, Ronaldo Takahashi. Os dois são apontados no Palácio do Planalto como homens de confiança de Erenice. Segundo um ministro, a ex-ministra não fez um loteamento político na estatal, mas sim um loteamento pessoal.
(Confira cronologia do escândalo na Receita) <http://oglobo.globo.com/pais/eleicoes2010/infograficos/2010/09/02/a-cronologia-do-caso-da-quebra-de-sigilo-na-receita-para-um-suposto-dossie-contra-tucanos-917549388.asp>

O presidente Lula estaria convencido de que a ex-ministra deixou uma armadilha nos Correios, segundo um assessor. Há uma preocupação especial com a possibilidade de um apagão postal. Um relato repassado ao presidente apontou que a solução para o impasse das lojas franqueadas só não aconteceu porque Erenice vetou qualquer tentativa de negociação. É preciso concluir processos de licitação, em andamento, para renovar os contratos com 1.402 franquias até 10 de novembro.
Mudanças só após diagnóstico

Mas o Planalto já tem informações de que as licitações estavam viciadas. Uma das denúncias feitas pelos próprios franqueados é que o edital de licitação estabelecia um padrão igual para todas as lojas franqueadas, sem respeitar as especificidades de cada local. Assim, boa parte dos franqueados não conseguiria renovar o contrato. A CPI dos Correios, em 2005, descobriu que parte dos franqueados tinha padrinho político. Ou seja, donos de lojas dos Correios tinham recebido autorização para operar por conta de influência política.

No Planalto, a determinação é de que nada seja feito nos Correios enquanto não se tiver em mãos esse diagnóstico mais amplo a ser elaborado pelo diretor Nelson de Freitas. O governo já foi alertado sobre um plano de contingenciamento, que tinha o aval de Erenice, para substituição das franquias, orçado em R$ 550 milhões. A proposta prevê o fechamento das agências que não cumprirem as exigências já no dia 11 de novembro, de forma que a estatal passe a assumir os serviços. Esse plano tinha sido elaborado com a possibilidade de não se realizar as licitações das franquias em novembro.
(Leia também: Diretor dos Correios entrega carta de demissão a presidente da estatal) <http://oglobo.globo.com/pais/eleicoes2010/mat/2010/09/20/diretor-dos-correios-entrega-carta-de-demissao-presidente-da-estatal-919460875.asp>

Ao GLOBO, um ex-diretor dos Correios afirmou nesta terça-feira que Erenice estava, na prática, controlando os Correios e vetando todas as soluções apresentadas para os problemas, como a licitação de franquias e o concurso para o preenchimento de dez mil vagas.

” Erenice é quem dava as cartas nos Correios “

– Erenice tomou conta dos Correios e passou a vetar tudo. Ela apostava todas as fichas na implementação do projeto Correios S.A. e com isso tudo ficou paralisado. O ministro das Comunicações, Artur Filardi, já não mandava em nada. Erenice é quem dava as cartas nos Correios – relatou o ex-diretor.

O governo chegou a elaborar uma medida provisória para o projeto de modernização da estatal, que passaria a ser chamada de Correios do Brasil S.A. Mas a MP foi engavetada. A intenção era transformar os Correios de uma empresa pública de direito privado em uma sociedade anônima de capital fechado. Mas houve reação interna à proposta.

Na prática, Lula está incomodado com toda a situação dos Correios. No seu primeiro mandato, o flagrante de uma propina de R$ 3 mil do ex-chefe de departamento da estatal Maurício Marinho foi o estopim da maior crise política do seu governo, o escândalo do mensalão. Mas esse não foi o único escândalo envolvendo a estatal.

Em outubro de 2008, foi preso pela PF o então diretor comercial dos Correios, Samir Hatem, afilhado político do líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR). A operação da PF batizada de “Déjà Vu”, em referência à semelhança com o escândalo investigado em 2005, investigava fraude em licitações na área de informática e contratos milionários de agências franqueadas.

Antes de Samir, quem caiu foi outro ex-diretor Comercial: o suplente do senador Hélio Costa (PMDB-MG), Carlos Fioravanti. Segundo o Ministério Público Federal em Brasília, Fioravanti permitiu que agências embolsassem comissões acima do limite previsto em contrato para prestar serviços de emissão de cartas.

Link da matéria: http://oglobo.globo.com/pais/eleicoes2010/mat/2010/09/21/no-fim-do-mandato-temendo-apagao-postal-governo-intervem-nos-correios-921047409.asp