• Agenda

    agosto 2010
    S T Q Q S S D
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Governador Anastasia anuncia em Varginha criação do Fundo Estadual do Café

Fundo terá recursos do Tesouro do Estado e será administrado em parceria com as lideranças do setor para garantir renda aos cafeicultores e evitar queda de preço

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Em visita de José Serra, Aécio Neves e Antonio Anastasia a Varginha, cafeicultores comemoram a proposta do governador de criar o Fundo Estadual

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, anunciou  (30/08) que, reeleito, criará o Fundo Estadual do Café em Minas Gerais. O governador esteve no Sul de Minas, ao lado do ex-governador Aécio Neves, candidato ao Senado Federal, e do candidato à Presidência, José Serra. Os três foram recebidos com muita festa em Varginha e Itajubá. O Fundo Estadual do Café contribuirá para garantir a renda dos cafeicultores, evitando as perdas provocadas pelo excesso de oferta e queda de preço do produto. Minas Gerais é o maior produtor e exportador de café do Brasil. A safra estadual este ano está estimada em 23 milhões de sacas, metade da produção nacional.

“Já temos uma política muito positiva de cooperação, de assistência técnica, de produtividade e excelência do café em Minas. Vamos criar um Projeto Estruturador, vinculado ao Governador do Estado, e o Fundo Estadual do Café, com recursos do Tesouro de Minas, exatamente com este objetivo de, junto com as lideranças da cafeicultura, identificarmos onde estão as prioridades para alocarmos esses recursos. Ora para seguro, ora para garantia, e para diminuir a questão das margens”, explicou o governador.

Em Minas, a cafeicultura gera 1,2 milhão de empregos diretos. As exportações de café de Minas, nos primeiros sete meses deste ano, cresceram 21,3% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O valor das exportações foi de US$ 1,8 bilhão, o que representa quase a metade de todas as vendas do agronegócio mineiro.

Sonho antigo
A proposta de criação do Fundo Estadual do Café, apresentada pelo governador Antonio Anastasia, foi muito comemorada pelos cafeicultores. O membro do Conselho Nacional do Café (CNC) e presidente da Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Varginha (Minasul), Oswaldo Henrique Paiva Ribeiro, disse que esse era um sonho antigo dos produtores.

“É excelente. Já é uma ideia do setor há muito tempo para que tenhamos políticas consistentes e duradouras para a cafeicultura mineira, que é a maior do Brasil. Esse fundo pode ajudar tanto na parte de pesquisa, divulgação, até no sentido de se preservar a renda do produto, através de políticas, como preço de garantia, ou outros instrumentos modernos de comercialização, que permita realmente o produtor ter uma renda digna de acordo com a sua atividade”, disse o membro do Conselho Nacional do Café.

Negociação com o Governo Federal
Em Varginha, Antonio Anastasia também reafirmou o seu compromisso de cobrar do Governo Federal uma política nacional cafeeira adequada para o setor. Cabe ao Governo Federal garantir um preço mínimo para a saca do café acima dos custos de produção e oferecer contratos de opção de compra do produto pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), retirando o excesso de café do mercado.

“Vamos fazer um esforço imenso para que o Governo Federal se sensibilize e atue na sua responsabilidade, que é a questão do preço mínimo da saca, da regulagem do estoque e da dívida dos cafeicultores”, cobrou Antonio Anastasia.

O ex-governador Aécio Neves afirmou que os produtores café foram esquecidos pelo Governo Federal nos últimos anos e que, no Senado, trabalhará, juntamente com o governador Antonio Anastasia, por uma política permanente para a cafeicultura.

“Infelizmente neste governo, o café não vem tendo, por parte do Governo Federal, que é quem define essa política, a atenção que precisa ter. Espero, no Senado também, ao lado do governador Anastasia, agir com o apoio de outros estados produtores para que possamos ter uma política permanente, que dê tranqüilidade e, obviamente, lucratividade para a atividade da cafeicultura”, afirmou Aécio Neves.

Compromisso com o café
O ex-governador José Serra, candidato à Presidência, também se comprometeu, caso seja eleito, a criar uma política nacional de proteção à cafeicultura. Para ele, a presença da União no mercado do café é fundamental pelo alto número de empregos que o setor gera.

“A cafeicultura precisa de uma política de governo que a apoie para que ela  possa render frutos em matéria de empregos, de divisas e de atividade econômica. É preciso ter uma política de estoques regulatórios na agricultura, preço mínimo, seguro agrícola para dar força para o café e maior competição para ele e mais divisas para o Brasil, e mais empregos. Está faltando uma política agrícola boa para o café no Brasil. É uma política que vou fazer por que conheço esse assunto e sei que Minas é o principal estado do Brasil hoje”, disse José Serra.

Certificação e Centros de Excelência
O Governo de Minas, nos últimos oito anos, promoveu uma política inovadora de estimulo à produção de café. Criou o programa de certificação de propriedades cafeeiras, o Certifica Minas Café, para atestar a conformidade das propriedades cafeeiras às exigências dos padrões do comércio mundial. Foi o primeiro programa do gênero implantado no País por um governo estadual. Com a certificação, os pequenos produtores têm a oportunidade de conquistar novos mercados, inclusive no exterior.

O cadastro dos produtores no programa, a assistência técnica e as orientações para adequações das propriedades são feitos pela Emater-MG. Em 2009, 1.026 propriedades estavam certificadas. Até o ano 2011, serão 1.500 propriedades com o selo de certificação.

Entre 2005 e 2009, na gestão de Aécio Neves, o Governo de Minas também investiu cerca de R$ 3 milhões na implantação de três Centros de Excelência do Café para desenvolver pesquisas ligadas ao setor e capacitar trabalhadores rurais, engenheiros agrônomos e outros profissionais ligados à cadeia produtiva do café.

Os centros ainda capacitam profissionais que atuam na classificação de café. Os Centros de Excelência do Café estão instalados em Machado (Sul de Minas), Viçosa (Zona da Mata) e Patrocínio (Alto Paranaíba) e foram construídos em parceria com prefeituras, universidades e associações.

Campanha
Antonio Anastasia, Aécio Neves e José Serra foram recebidos por cerca de 200 pessoas no aeroporto de Varginha no início da tarde.  Em seguida participaram de uma carreata a partir da Praça Getúlio Vargas. Durante todo o trajeto, os candidatos  foram saudades por eleitores que tiravam fotos e acenavam para os candidatos.

Em seguida, Anastasia, Aécio e Serra deram início a uma caminhada no calçadão da rua Wenceslau Braz, no centro da cidade.  Eles cumprimentaram os eleitores e entraram em lojas e lanchonetes. Cerca de 500 pessoas acompanharam a caminhada dos candidatos que, em seguida, foram para Itajubá.

Prefeitos do PMDB e do PT são testemunhas da ação ética e transparente do Governo de Minas, diz Narcio Rodrigues, presidente do PSDB Minas

Parcerias com iniciativa privada e municípios garantem a Minas salto de desenvolvimento

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Prefeitos do PT e do PMDB são testemunhas da ação transparente e ética do Governo de Minas, diz Narcio

O presidente Regional do PSDB e um dos coordenadores da campanha eleitoral em Minas, deputado federal Narcio Rodrigues, destacou hoje o importante papel assumido pelo Governo de Minas como promotor e facilitador do desenvolvimento econômico nas regiões do Estado. Os investimentos anunciados por empresas privadas em Minas, entre 2003 e 2010, totalizam R$ 240 bilhões, com a geração de 448.220 novos empregos diretos para a população.

“O êxito da política econômica e o planejamento responsável empreendido pelo ex-governador Aécio Neves e pelo atual governador Antonio Anastasia podem ser medidos pelo crescimento econômico que Minas vive com índices superiores às médias nacionais, com forte atração de investimentos para o Estado. A parceria e a confiança do setor privado no governo responsável e ético  de Aécio, e agora de Anastasia, são as bases para o ciclo virtuoso de desenvolvimento que todos queremos para Minas”, disse Narcio.

Apenas no primeiro semestre deste ano foram anunciados investimentos privados de R$ 38,4 bilhões, que vão gerar 37 mil empregos diretos e mais de 95 mil empregos indiretos para os mineiros.

Política tributária
Na prática, o Governo de Minas tem adotado várias medidas que se traduzem em redução da carga tributária, sem comprometimento da arrecadação do Estado, e, com estrita observância às imposições da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Prova desse esforço é que foi possível reduzir a carga tributária de 245 produtos, todos com grande alcance social. São produtos que compõem a cesta básica, de higiene e materiais escolares, entre outros. Em 2003, o Estado aprovou a redução da alíquota do diesel de 18% para 12%, o que trouxe reflexos diretos no custo das empresas com transporte e logística.

Transparência na parceria com as prefeituras
Narcio Rodrigues respondeu também às afirmativas feitas pela chapa de oposição à reeleição de Antonio Anastasia em relação aos convênios firmados pelo Estado com os municípios mineiros. O coordenador destacou que o relacionamento do Governo de Minas com as prefeituras sempre foi mantido por meio de parcerias administrativas voltadas ao interesse público, sem qualquer discriminação de municípios.

“Os prefeitos do PT e do PMDB são testemunhas da ação transparente, ética e responsável do Governo de Minas. Eles têm dito isso publicamente. Essa semana, Anastasia ouviu isso diretamente dos prefeitos da oposição que reconhecem nele as qualidades de um gestor moderno e antenado com seu tempo. Em Minas não há mais espaço para a política do passado, que favorecia aliados e apadrinhava os amigos. Sepultamos a política do fisiologismo”, disse Narcio.

O deputado destacou que os convênios firmados este ano pelo Governo de Minas e as prefeituras municipais atenderam aos termos e aos prazos estabelecidos pela Legislação Eleitoral. “O Governo de Minas cumpriu rigorosamente o que determina a Justiça Eleitoral. Os convênios realizados aqui inclusive seguiram os mesmos moldes dos assinados pelo governo federal com prefeituras e estados. Com uma diferença fundamental: em Minas não houve favorecimento dos aliados”, disse Narcio.

Em 2010, o Governo de Minas firmou 1.624 convênios com 804 prefeituras mineiras no montante de R$ 678 milhões.

Campanha de Hélio Costa em MG está rachada; PT descola e esconde candidato da campanha de Dilma, revela o Globo e EM

Onde está Hélio?

Fonte: Ilimar  – Panorama Político – O Globo

ONDE ESTÁ HÉLIO? Candidato ao Senado, Fernando Pimentel (PT) descolou sua campanha da de Hélio Costa (PMDB), que disputa o governo na mesma chapa. A placa da foto acima está no comitê dos candidatos petistas Miguel Corrêa e Almir Paraca, ligados a Pimentel, na BR-040, na cidade de João Pinheiro, no Triângulo Mineiro. Pimentel queria disputar o governo, mas o presidente Lula impôs o apoio do PT ao peemedebista.

Link para assinantes: http://www1.oglobodigital.com.br/flip/

Leia mais:

Racha na campanha de Hélio Costa entre PMDB e PT

Fonte: Estado de Minas

PMDB quer PT mais engajado

Cúpula da campanha de Hélio Costa cobra mais engajamento de companheiros de chapa

A cúpula da campanha de Hélio Costa (PMDB) ao governo de Minas reclamou ontem de falta de engajamento da militância do PT, que tem o vice na chapa, Patrus Ananias, na disputa pelo Palácio da Liberdade. “Ainda não entraram de cabeça”, diz um integrante da alta corte do PMDB, e lembra: “Em 2002, os petistas foram os grandes responsáveis pela subida de Nilmário Miranda nas pesquisas”. À época, o candidato, na disputa pelo governo do estado, tinha 6% dos votos, mas chegou ao fim da campanha, na derrota para Aécio Neves (PSDB), com cerca de 30%.

O temor é de que o mau humor da militância petista, por não ter conseguido candidatura própria, ainda não tenha se dissipado. Para tentar reduzir o que seria a cara e as pernas amarradas dos petistas, a campanha quer trazer o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo menos uma vez mais a Minas Gerais. Já estão acertadas duas visitas do principal cabo eleitoral em atuação no Brasil: uma a Juiz de Fora, na Zona da Mata, e outra a Governador Valadares, Leste de Minas. Ambas ainda sem data.

A coordenação da campanha quer mais uma, a Belo Horizonte, onde Lula esteve ao lado de sua candidata à sucessão, Dilma Rousseff (PT), e do próprio Costa, há três semanas. O encarregado da negociação para mais uma vinda à capital será Patrus Ananias. A decisão por BH ocorreu por força do aumento das intenções de voto do governador Antonio Anastasia.

Pelo lado do PT, a avaliação é de que os militantes dos quatro partidos que compõem a coligação encabeçada pelo PMDB, que tem ainda PCdoB e PRB, precisam aumentar a movimentação nas ruas, sobretudo em BH.

“Mas ainda está em tempo. Campanha é assim: Em alguns momentos, se prioriza programa de televisão e outras mídias”, diz um petista. No interior, avalia, o que falta é entendimento entre os partidos. “É como um time de futebol. Às vezes, todo mundo está correndo, mas falta entrosamento”, diz.

Link do post: http://amigosdoanastasia.blog.br/racha-na-campanha-de-helio-costa-entre-pmdb-e-pt/

Pesquisa Ibope identificou que 73% dos mineiros aprovam governo de Anastasia

Anastasia tem avaliação positiva de 73% dos mineiros, mostra Ibope

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Antonio Anastasia tem avaliação positiva de 73% dos mineiros, mostra Ibope

A nova pesquisa do Ibope, divulgada neste sábado (28/08), mostra que o índice de aprovação dos mineiros em relação à administração de Antonio Anastasia continua alto. Em apenas quatro meses de mandato, o governador tem avaliação positiva de 73% dos mineiros. Os números da pesquisa mostram que o governo de Antonio Anastasia é classificado como ótimo/bom por 58% dos entrevistados. Consideram atual administração regular apenas 15% dos entrevistados.

A avaliação do governo de Antonio Anastasia como ótima/boa teve crescimento de sete pontos percentuais, em relação à última pesquisa divulgada em 24 de agosto, saltando de 51% para 58%. Os dados fazem parte da mesma pesquisa do Ibope que apontou a virada no quadro da sucessão ao Governo de Minas. Antonio Anastasia cresceu oito pontos percentuais em relação à ultima pesquisa de 24 de agosto e assumiu a liderança na disputa. Antonio Anastasia tinha 27% das intenções de voto no Estado e, agora está com 35%.  O candidato do PMDB, Hélio Costa, caiu cinco pontos em menos de uma semana e está com 33% das intenções de voto.

Os novos números do Ibope mostram ainda que, na soma dos votos válidos, o governador Antonio Anastasia tem 49% das intenções de voto e está apenas a um ponto e mais um voto de vencer as eleições em Minas no primeiro turno. No caso de um eventual segundo turno, Antonio Anastasia também seria eleito. Segundo o Ibope, ele tem 37% das intenções de voto contra 36% do outro candidato. A pesquisa apontou também que 24% dos eleitores continuam indecisos.

A nova pesquisa Ibope foi realizada entre os dias 24 e 26 de agosto e tem margem de erro de dois pontos percentuais. Foram entrevistados 1.806 eleitores. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) com o número 65.090/2010.

Setor cultural prepara encontro em apoio à reeleição de Antonio Anastasia

Artistas mineiros preparam grande manifestação em apoio à candidatura de Antonio Anastasia

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Manifesto “Cultura está com Anastasia – Liberdade e Arte” reunirá diversos profissionais das artes, moda e da gastronomia de Minas

Os artistas mineiros abraçaram a candidatura de Antonio Anastasia e preparam uma grande manifestação de apoio à reeleição do governador de Minas. No dia 8 de setembro, profissionais do mundo das artes, da moda e da gastronomia; cantores, compositores, escritores, bailarinos, artistas plásticos, estilistas, atores do teatro e do circo se reúnem no manifesto “Cultura está com Anastasia – Liberdade e Arte”.

O encontro acontecerá no Centro Cultural 104, na Praça da Estação, em Belo Horizonte, quando os artistas farão uma apresentação e entregarão um manifesto da área cultural em apoio à candidatura de Antonio Anastasia e de Aécio Neves ao Senado Federal.

Um dos organizadores do manifesto, o estilista Renato Loureiro, prepara uma performance inédita com a participação de 40 estilistas mineiros. Eles criarão looks inspirados na bandeira de Minas. O triângulo vermelho e a célebre frase Libertas quae sera tamen serão os principais elementos da apresentação batizada como “A Moda Veste A Bandeira de Minas”. Os artistas plásticos Thaís Helt e Tony Costa Dias produzirão um grande tapete de retalhos e seis chefs de cozinha vão preparar pratos especiais para o público, entre eles Patrícia Souto Maior, Ives Figueiredo, Maria Eny, Nélio Eustáquio, Beto Haddad, Sylvia Lis, além de Maximo, Clovis, Peru e Robson, do Clube do Chef.

Durante evento, serão projetadas imagens produzidas com os apoiadores culturais do candidato Anastasia, trechos dos clipes gravados para a propaganda eleitoral com diversos cantores de Minas, cenas de camarim com modelos vestindo a bandeira de Minas, cenas de chefs cozinhando. O DJ Rafa será responsável pela seleção musical formada, exclusivamente, por canções de compositores mineiros

O manifesto “Cultura está com Anastasia – Liberdade e Arte” contará com a presença de cerca de 400 pessoas das artes plásticas e visuais, artesanato, arquitetura e design, cinema, dança, fotografia, galeristas, gastronomia, literatura, moda, música, produção cultural e do teatro. Estarão presentes artistas do Grupo Galpão, Grupo Corpo, Giramundo, os músicos Flávio Venturini, Rogério Flausino, Samuel Rosa, Cesar Menotti e Fabiano, Toninho Horta e Tavinho Moura; o compositor Fernando Brant; os escritores Bartolomeu Campos de Queiros e Olavo Romano; os artistas plásticos Fernando Pacheco, Yara Tupinambá, Sara Ávila, Marco Túlio Resende; os estilistas Ronaldo Fraga, Graça Otoni, Cláudia Mourão, Terezinha Santos; os arquitetos Gustavo Penna, Jô Vasconcelos, Edwiges Leal; os cineastas Cao Guimarães, Rafael Conde; os atores Carlos Nunes, Amauri Reis, Ílvio Amaral, Maurício Cangussu, Samira Ávila, Wilma Henriques, Yara Novaes, entre outros.

Artistas formam comissão
No início de julho, o governador Antonio Anastasia participou de encontro com importantes nomes da área cultural de Minas que formaram uma comissão para apresentar as propostas da categoria para o Plano de Governo de Antonio Anastasia.

A primeira manifestação dos artistas em apoio a Antonio Anastasia reuniu nomes como o de Ronaldo Fraga, Henrique Portugal, Podé, Terezinha dos Santos, Claudia Mourão, Graça Ottoni, Toninho Horta, Jair Raso, Wilma Henriques, Ílvio Amaral, Thaís Helt e Luis Giffoni, entre outros.

No dia 7 de agosto, um grupo formado por artistas, arquitetos, escritores e estilistas de Minas pintaram painéis em muros de diversos bairros de Belo Horizonte, com frases e desenhos ressaltando a importância dos candidatos da coligação “Somos Minas Gerais”.

Desde o início da campanha, a candidatura à reeleição de Antonio Anastasia já recebeu o apoio de importantes segmentos da sociedade civil mineira. Anastasia recebeu o apoio público dos sindicatos e cooperativas de táxi, ambientalistas, presidentes e dirigentes das torcidas do Atlético, Cruzeiro, América e Ipatinga, entidades de atendimento a dependentes químicos, Movimento das Donas de Casa e Consumidores, movimentos femininos, movimentos da juventude, categoria dos motociclistas profissionais, além de prefeitos e lideranças municipais de todo o Estado.

Ingressos à venda
Atendendo às regras do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, o manifesto “Cultura está com Anastasia – Liberdade e Arte” será realizado com recursos dos próprios apoiadores, artistas, amigos e empresários ligados à cultura e à gastronomia. O convite de adesão, no valor de R$ 100, será vendido no Comitê de Eventos da coligação Somos Minas Gerais, localizado na avenida Afonso Pena, 2.915 – Funcionários.

Cultura está com Anastasia – Liberdade e Arte

Dia 8 de setembro, às 20 horas

Centro Cultural 104 – Praça Rui Barbosa, 104

Convites: R$ 100,00

Av. Afonso Pena, 2.915 – Funcionários

Tel: 2531- 1211 (com Ewerton)

Anastasia e Itamar Franco são recebidos com festa pelas comunidades das vilas Barragem Santa Lúcia e Morro do Papagaio

Anastasia e Itamar são recebidos com festa por moradores de vilas de BH

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Anastasia reiterou que a geração de emprego será uma obsessão em seu próximo mandato, caso seja reeleito

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição pela coligação “Somos Minas Gerais”, e o ex-presidente Itamar Franco, postulante ao Senado Federal, visitaram na manhã deste domingo (29/08) as vilas Morro do Papagaio e Barragem Santa Lúcia, duas das comunidades que fazem parte do Aglomerado Santa Lúcia, onde moram cerca de 35 mil pessoas em Belo Horizonte. Os candidatos, que foram recebidos com festa pela população, fizeram um corpo a corpo e participaram de uma carreata pelas principais ruas da comunidade. O governador retribuiu o carinho da população reforçando seu compromisso de gerar empregos de qualidade para os moradores dos aglomerados da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

“A proposta fundamental de competência do Governo do Estado chama-se emprego. Porque com um emprego de qualidade, com uma boa remuneração, naturalmente, todas as demais políticas públicas ficam mais fáceis. É claro que continuaremos investindo muito na questão da saúde, segurança. Queria agradecer e reafirmar que nosso compromisso de trabalhar firme para cada vez mais gerar empregos de qualidade para Região Metropolitana de Belo Horizonte, o que significa um trabalho especialmente positivo para todas essas comunidades”, disse o governador.

Antonio Anastasia recordou que a taxa de emprego na Grande BH vem aumentando significativamente nos últimos anos, como confirmou, quarta-feira passada, a última Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) divulgada pela Fundação João Pinheiro (FJP). Segundo o levantamento, a taxa de desemprego na Região Metropolitana ficou em 8,3% em julho, a menor desde 1996, ano em que teve início a série histórica da pesquisa. Também foi a mais baixa entre as oito regiões metropolitanas pesquisadas: Porto Alegre (8,9%), Fortaleza (10,2%), São Paulo (12,6%), Distrito Federal (13,7%), Salvador (16,9%) e Recife (17,2%). A taxa da RMBH está 4,1 pontos percentuais abaixo da média nacional que é de 12,4%.

“Fiquei muito satisfeito com essa notícia nessa semana que a Região Metropolitana de BH é a que tem o menor índice de desemprego no Brasil e a nossa renda per capita é a segunda do Brasil, só perdendo para o Distrito Federal, notícia ótima. Vamos continuar trabalhando não só na capital, mas também no interior para que essas notícias fiquem permanentes”, assegurou o governador, que também esteve acompanhado do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda.

Educação
O governador aproveitou a presença de lideranças da comunidade para destacar que também vai ampliar o Programa de Ensino Profissionalizante (PEP) em todo o Estado, o que ajuda a fomentar a geração de emprego de qualidade. Atualmente, o PEP atende cerca de 140 mil estudantes em 380 municípios, oferecendo 60 diferentes cursos profissionalizantes. A proposta de Antonio Anastasia é aumentar o Ensino Profissionalizante para 400 mil vagas.

“Conversei com várias crianças, que são alunos das escolas estaduais e municipais. Todas elas com o mesmo nível de educação. Então, fiquei satisfeito. Mas o mais importante é nós termos uma política muito forte para a geração de empregos.

Segurança Pública e Fica Vivo
A visita de Anastasia ao aglomerado encantou a dona de casa Lucélia Paula dos Reis, de 30 anos. Ela fez questão de estampar um adesivo do candidato na camisa e ressaltar o aumento da segurança no Morro do Papagaio nos últimos anos. “Andar por aqui ficou muito mais seguro depois que o Aécio Neves assumiu o Governo. Com Anastasia não está sendo diferente”, disse a moradora, que reside nas proximidades do Núcleo Fica Vivo da Barragem Santa Lúcia.

Parte da redução da criminalidade na comunidade se deve ao Fica Vivo, programa destinado às famílias que vivem em áreas de risco. O projeto, que oferece aos moradores programas sociais, ajuda a afastar os jovens dos contatos com drogas, aumentando, consequentemente, a segurança pública nas áreas atendidas, sendo 25 núcleos em Belo Horizonte e 15 em cidades do interior. Na Barragem Santa Lúcia, o Fica Vivo, inaugurado em 2006, beneficia mais de 420 pessoas.

“Conversando com as pessoas das duas comunidades, eles próprios elogiaram muito a melhoria da segurança pública. Fiquei satisfeito, porque significa que estamos no caminho certo. Temos projetos preventivos, como o Fica Vivo. Também as questões de policiamento ostensivo e ao mesmo tempo de apuração da criminalidade. O mais importante é fazermos o policiamento comunitário, integrado com a comunidade, de maneira respeitosa, chamada polícia cidadã. Uma polícia inteligente e integrada entre as forças civil e militar. Já reduzimos os indicadores de criminalidade ao nível de 10 anos atrás e queremos continuar reduzindo de tal forma que Minas cada vez mais se torne o Estado mais seguro do Brasil”, destacou.

Humildade e trabalho
O governador Antonio Anastasia afirmou que o resultado da pesquisa Ibope, divulgada ontem e que o coloca na liderança das intenções de voto para o Governo do Estado, deve ser visto com humildade. Ele pediu que todos os seus apoiadores continuem trabalhando firme no propósito de levar as suas propostas de governo a todas as regiões de Minas.
“Tenho muito humildade em receber os bons números das pesquisas. Confio nas pesquisas, mas vamos continuar trabalhando de maneira muito empenhada, muito firme, porque a eleição ainda está muito longe, ainda faltam mais de 30 dias. Temos ainda um longo caminho a percorrer, mas há um clima crescente na nossa campanha de adesão, ao mesmo tempo de manifestações das pessoas, das lideranças, eu estou muito otimista com isso”, disse Anastasia. E completou: “começamos a ter um sentimento maior de participação das pessoas e de atenção aos candidatos e, naturalmente, um crescimento muito expressivo da nossa candidatura. E que nos estimula a trabalhar ainda mais para poder continuarmos nesse mesmo caminho”.

Governador Antonio Anastasia diz que assume liderança com os pés no chão: “Sabemos que ainda temos muito trabalho pela frente”

Anastasia assume a liderança na disputa em Minas com os pés no chão

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Antonio Anastasia diz que assume a liderança na disputa em Minas com os pés no chão

Pesquisa Ibope, divulgada ontem, mostra Anastasia com 49% dos votos válidos a um ponto de vencer no primeiro turno

O governador Antonio Anastasia afirmou hoje que manterá com os pés no chão a sua campanha à reeleição ao Governo de Minas. Ele afirmou que continuará trabalhando como vem fazendo desde o início da disputa: com confiança, humildade e sempre apresentando propostas realistas aos mineiros. Antonio Anastasia recebeu com otimismo o resultado da nova pesquisa Ibope, divulgada nesta manhã (28/08). O governador subiu oito pontos e está com 35% das intenções de voto, assumindo a liderança na disputa pela sucessão ao Governo de Minas. O candidato do PMDB, Hélio Costa, caiu cinco pontos em menos de uma semana e está com 33% dos votos.

“Ficamos muito felizes e satisfeitos com essa pesquisa, que reflete o que estamos vendo, que é o crescimento de nossa candidatura, mas sempre com muita realidade, pé no chão. Vamos continuar trabalhando para que essa tendência vá se confirmando. Sabemos que ainda temos muito trabalho pela frente, mas é claro que a pesquisa nos estimula. Ficamos contentes, porque não pensávamos que fosse assim com tanta rapidez”, disse Antonio Anastasia, durante caminhada ao lado de Aécio Neves, candidato ao Senado, no distrito do Barreiro, em Belo Horizonte.

Primeiro turno
Os novos números do Ibope mostram ainda que, na soma dos votos válidos, o governador Antonio Anastasia tem 49% das intenções de voto e está apenas a um ponto e mais um voto de vencer as eleições em Minas no primeiro turno. No caso de um eventual segundo turno, Antonio Anastasia também seria eleito. Segundo o Ibope, ele tem 37% das intenções de voto contra 36% do outro candidato.

Na última pesquisa Ibope, Antonio Anastasia tinha 27% das intenções de voto no Estado. Agora, assume a liderança com 35%.  O candidato do PMDB tinha 38% das intenções. A pesquisa apontou também que 24% dos eleitores continuam indecisos.

Intensificar a campanha
O ex-governador Aécio Neves comemorou o resultado da pesquisa e convocou os apoiadores de Antonio Anastasia a continuar o trabalho, por todo o Estado, apresentando as propostas da coligação “Somos Minas Gerais” a todos mineiros.

“Estou extremamente feliz com esses resultados, mas com muito pé no chão. É hora de muita cautela. Esse é o resultado de uma pesquisa, não significa que a eleição acabou, ao contrário, vamos intensificar nossas viagens, nosso contato com os eleitores, nossa participação nos debates”, disse Aécio Neves. E completou: “Vamos conter a euforia e trabalhar muito para ganharmos no primeiro turno. Trabalhar cada vez mais. Acordar cedo e dormir tarde. E como dizia doutor Tancredo, para descansar tem a eternidade, agora vamos trabalhar muito”.

Diferença entre os candidatos
Aécio Neves destacou que os últimos resultados das pesquisas eleitorais, que mostram um crescimento contínuo das intenções de voto em Antonio Anastasia, é uma sinalização de que o eleitorado mineiro está entendo a diferença entre os candidatos ao Governo do Estado.

“Tenho muita convicção de que o que está ficando claro para o eleitor é que existe um projeto em Minas que melhorou a vida dos mineiros. Não há razão para que esse projeto seja interrompido para entrarmos em um tempo de incertezas, ou de retorno de figuras políticas que já passaram pela vida pública mineira, e das quais muitos não temos muitas saudades”, afirmou.

Antonio Anastasia, governador de Minas, determina assistência às famílias das vítimas da chacina do México

Anastasia vai ajudar familiares de vítimas da chacina no México

Fonte: Colicação “Somos Minas Gerais”

Antonio Anastasia determina assistência aos familiares dasvítimas da chacina do México

O governador Antonio Anastasia, solidarizou-se, neste domingo (29/08), com as famílias das vítimas da chacina ocorrida no Estado de Tamaulipas, no México e determinou à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social prestar assistência aos familiares das vítimas no traslado dos corpos e nos funerais. Até o momento, foi confirmada a presença de dois mineiros entre as vítimas. Segue abaixo íntegra da nota do Governo do Estado:

“O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, lamentou neste domingo a morte de mineiros entre as vítimas de chacina ocorrida no México, semana passada no estado de Tamaulipas, que vitimou 72 imigrantes latino-americanos.O governador determinou à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) a prestação de assistência aos familiares das vítimas e assegurou que o Estado fará os esforços necessários junto ao Itamaraty, órgão do governo federal que tem a competência no relacionamento entre o governo brasileiro e os países estrangeiros, para o atendimento dos familiares. O Governo de Minas fará o traslado dos corpos das vítimas a partir do desembarque no Brasil até os municípios onde residiam em Minas. O Estado oferecerá ainda auxílio para os funerais. Até a manhã de hoje, foi identificado o corpo do mineiro Juliah Aires Fernandes, de 20 anos, que residia em Santa Efigênia de Minas, na região do Rio Doce. Foram ainda encontrados os documentos do mineiro Hermínio Cardoso dos Santos, 24 anos, de Sardoá, também no Leste do Estado.”

Revista Veja revela: “Campanha de Hélio Costa ressuscitou políticos sobre os quais pesam suspeitas – e certezas – de uso de caixa dois e outras malfeitorias”

Revista “Veja” faz denúncia contra Hélio Costa

Fonte: Vinícius Segalla – Revista Veja

A CAIXA-PRETA DO CAIXA DOIS

A Justiça eleitoral vai julgar se a candidatura do peemedebista Hélio Costa em Minas usou suspeita de caixa 2 para pagar viagens aéreas

A cada eleição, a Justiça Eleitoral aprimora as leis e os mecanismos de controle ao financiamento ilegal das campanhas. Mas a prática resiste, como pôde ser verificado agora em Minas Gerais. O peemedebista Hélio Costa, candidato a governador, cruzou o estado em aviões e helicópteros da Helimarte Táxi Aéreo. Até agora, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Minas Gerais não sabe quem pagou os deslocamentos nem quanto eles custaram. Por isso, a corte decidiu averiguar se a  campanha de Hélio Costa recebeu recursos de caixa dois. O peemedebista diz que a despesa não consta em sua prestação de contas porque foi paga pelo PMDB. É uma boa explicação.

O problema é que o gasto não foi relacionado na documentação fornecida pelo partido ao TRE. Os advogados de Costa dizem que a omissão se deve ao fato de o pagamento ter sido feito sete dias depois da entrega dos papéis. Esse argumento não é válido. VEJA teve acesso à nota fiscal das viagens aéreas. Ela foi emitida pela Helimarte oito dias antes de o PMDB protocolar seus documentos no TRE e sete dias depois de o candidato do PSDB, o governador Antonio Anastasia, questionar na Justiça a origem dos recursos pagos à empresa aérea.

O imbróglio talvez acabe por ser esclarecido, mas ele pode ser interpretado como um mau presságio. ” (veja o quadro abaixo). Seu coordenador de campanha é Anderson Adauto, atual prefeito de Uberaba. Adauto foi ministro dos Transportes do governo Lula e é personagem do mensalão. O operador carequinha Marcos Valério disse que lhe repassou 1 milhão de reais. Adauto responde a processo por corrupção e lavagem de dinheiro.

Há mais um integrante da campanha de Costa relacionado ao mensalão: Ivan Guimarães, braço direito do ex-tesoureiro petista Delúbio Soares. Foi Guimarães quem articulou a aliança entre o PMDB e o PT mineiros. O ex-ministro da Saúde Saraiva Felipe, por seu turno, é suspeito de envolvimento na máfia dos sanguessugas, que desviava dinheiro de ambulâncias. Já outro expoente do partido de Costa, Newton Cardoso, afirmou, com a cara limpa, ter amealhado uma fortuna de 2,5 bilhões de reais, enquanto exercia cargos públicos.

Em 2003, esses políticos foram parar no ostracismo, graças à gestão exemplar do tucano Aécio Neves, que assumiu um estado falido. Na ocasião o governo de Minas tinhas dívidas de 5 bilhões de reais com fornecedores e um buraco orçamentário de 2,3 bilhões. Dois anos depois as dívidas estavam renegociadas e as contas estaduais, sanadas. O estado seguiu uma rígida disciplina fiscal, recuperou a capacidade de investimento e instaurou a meritocracia na administração pública, premiando os servidores mais eficientes.

Receitas semelhantes foram aplicadas com sucesso em outras unidades da federação, por gestores dos mais diversos matizes ideológicos e partidos. E os eleitores os reconhecem. O petista Marcelo Déda obteve bons resultados em Sergipe. Correligionário de Hélio Costa, o capixaba Paulo Hartung moralizou e desenvolveu seu estado. Déda e o candidato de Hartung devem ser eleitos. O socialista Eduardo Campos, que atraiu investimentos para Pernambuco, provavelmente ganhará um segundo mandato em primeiro turno.

A exceção é a tucana Yeda Crusius, governadora do Rio Grande do Sul, cuja boa gestão foi obscurecida pela crise política. Qualquer que seja o resultado da eleição estadual em Minas, é fundamental assegurar que os ganhos de moralidade e gestão não sejam corroídos pelos vícios da velha política. Se for o vencedor, Hélio Costa fará um bem a Minas Gerais e a si mesmo livrando-se das companhias suspeitas.

Reprodução da revista Veja

Eles querem voltar

A eleição  do candidato a governador de Minas Gerais, Hélio Costa, do PMDB, pode ressuscitar políticos de passado controvertido

Newton Cardoso

Denunciado por desvio de verbas, disse ter acumulado mais de 2,5 bilhões de reais enquanto exercia cargos públicos

Anderson Adauto

Ex-ministro dos Transportes do governo Lula, admitiu ter participado do mensalão: teria recebido mais de 1 milhão de reais do valerioduto

Ivan Guimarães

Conhecido como Ivan, o Terrível, articulou a aliança  de Costa com o PT. Ex-presidente do Banco Popular, admitiu ter liberado 29 milhões de reais para a DNA, agência de Marcos Valério, o operador do mensalão

Saraiva Felipe

Ex-ministro da Saúde de Lula, tem duas ligações com a máfia dos sanguessugas: fez emendas que beneficiaram o esquema e nomeou a assessora que chefiava a quadrilha a partir de um gabinete vizinho ao seu

João Magno

Ex-deputado do PT, recebeu dinheiro do mensalão. Ao ser absolvido pela Câmara, inspirou sua colega Angela Gaudagnin a fazer a coreografia da “dança da pizza”

Jornal Estado de Minas divulga pesquisa que confirma virada de Antonio Anastasia

Pesquisa EM Data confirma virada de Antonio Anastasia em Minas

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais

Nova pesquisa mostra Anastasia a um ponto percentual de ultrapassar Hélio Calixto Costa. Ibope já apontou Anastasia à frente

A primeira rodada da pesquisa realizada pelo Instituto EM Data desde o início da disputa eleitoral confirma a virada das eleições em Minas Gerais. Os números divulgados hoje (30/08) pelo jornal Estado de Minas mostram que o governador Antonio Anastasia está a um ponto percentual de ultrapassar o seu principal adversário, Hélio Calixto Costa, do PMDB, de acordo com a pesquisa espontânea. A pesquisa mostra a tendência de crescimento da candidatura de Antonio Anastasia, pois 55% dos mineiros querem a continuidade dos programas e ações do atual Governo de Minas. Os números também revelam que 52% dos entrevistados já aprovam a gestão do atual governador, no cargo a há apenas cinco meses.

“Me senti muito satisfeito com os resultados da pesquisa EM Data, que confirmam a tendência já apontada em todas as outras pesquisas”, afirmou na manhã desta segunda-feira o governador Antonio Anastasia, antes de embarcar para o Sul de Minas, onde visita os municípios de Varginha e Itajubá.

Pesquisa espontânea
Na medição onde os eleitores declaram espontaneamente o voto ao candidato escolhido, o governador Antonio Anastasia tem 21% da preferência dos eleitores e está a um ponto de ultrapassar o seu principal adversário. Na pesquisa estimulada, governador tem 32% das intenções de voto e se aproxima do candidato Hélio Calixto Costa, que tem 39%.  De acordo com o EM Data, 18% dos eleitores ainda não definiram o seu voto. A pesquisa divulgada pelo Estado de Minas ouviu 1.100 eleitores, de 51 cidades mineiras, entre os dias 26 e 29 de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) com o número 65.768/2010.

Liderança consolidada
Na pesquisa do Ibope divulgada dois dias atrás o governador Antonio Anastasia já ultrapassou Hélio Calixto Costa.  Antonio Anastasia tem 35% das intenções de voto contra 33% do seu principal adversário, que caiu cinco pontos em menos de uma semana. Os novos números do Ibope mostraram ainda que, na soma dos votos válidos, o governador Antonio Anastasia tem 49% das intenções de voto e está apenas a um ponto e mais um voto de vencer as eleições em Minas no primeiro turno. No caso de um eventual segundo turno, Antonio Anastasia também seria eleito. Segundo o Ibope, ele tem 37% das intenções de voto contra 36% do outro candidato.