• Agenda

    maio 2010
    S T Q Q S S D
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Antonio Anastasia participa da abertura da 76ª Exposição Internacional de Gado Zebu (Expozebu) e investe no Polo de Excelência em Genética Bovina

O governador Antonio Anastasia participou, nesta segunda-feira (3), em Uberaba, no Triângulo Mineiro, da abertura oficial da 76ª Exposição Internacional de Gado Zebu (Expozebu), maior feira pecuária de zebuínos do mundo, promovida pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). Durante a solenidade, o governador assinou autorização para investimento de R$ 2,14 milhões, por meio daFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), destinados ao Polo de Excelência em Genética Bovina.

“Esse convênio é importante, a ABCZ já havia solicitado, e significa um passo fundamental para o avanço tecnológico. Hoje, a pecuária precisa muito da genética, o estudo do aprimoramento das raças. É mais uma parceria importante entre o setor público e o privado, entre o Governo de Minas e a ABCZ”, disse o governador, em entrevista após a solenidade.

Antonio Anastasia também assinou acordo de cooperação técnica com a ABCZ, para a implantação do curso de pós-graduação Lato Sensu “Especialização em Genética Aplicada ao Melhoramento da Produção de Zebuínos” e realização de estudos para implantação de mestrado e doutorado em genética bovina, em Uberaba. O projeto receberá R$ 200 mil de investimento do Governo do Estado, recursos que fazem parte dos investimentos autorizados pelo governador, durante a Expozebu.

Defesa sanitária

Ao lado do vice-presidente da República, José Alencar, e sua esposa Mariza da Silva, e da primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, o governador Antonio Anastasia destacou a importância do desenvolvimento sustentável, a defesa sanitária e a segurança, para o crescimento do agronegócio brasileiro.

“Há três pontos que são fundamentais para a agropecuária. A defesa sanitária é fator relevante para mantermos a qualidade dos nossos rebanhos, da nossa produção. O segundo ponto é a questão ambiental, a busca do exato equilíbrio entre a sustentabilidade, a defesa do nosso patrimônio ecológico e ao mesmo tempo a necessidade imperiosa de desenvolvermos e sustentarmos as atividades produtivas. O terceiro e igualmente fundamental se refere à questão da segurança, para o desenvolvimento integrado de todos”, afirmou o governador.

Participaram da solenidade, em Uberaba, o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer; o ministro da Agricultura, Wagner Rossi; e a senadora Kátia Abreu, presidente da Confederação Nacional da Agricultura; e o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes.

Pesquisa do genoma

Do total de R$ 2,14 milhões investidos pelo Governo do Estado no Polo de Excelência Genética, R$ 1,28 milhão serão aplicados no sequenciamento do genoma de zebuíno, desenvolvido em parceria com a ABCZ, Embrapa Gado de Leite, UFMG, Centro de Pesquisas René Rachou e Epamig. Cerca de R$ 300 mil serão destinados ao Programa de Melhoramento Genético para Gado de Leite; outros R$ 300 mil para o banco de DNA das raças zebuínas; e R$ 60 mil serão destinados ao Centro de Inteligência em Genética Bovina.

O Pró-Genética foi lançado em 2006 pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com o objetivo de viabilizar a aquisição, por pequenos e médios pecuaristas, de touros reprodutores de genética superior, ou o sêmen desses animais, durante as feiras de tourinhos promovidas em várias regiões do Estado. Todos os animais ofertados nas feiras são Puros de Origem (P.O).

Os animais com qualidade genética atestada pela ABCZ são oferecidos com preço prefixado e podem ser financiados pelo Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Crediminas, com condições de pagamento especiais. Também há linhas especiais de financiamento como as do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Desde 2006, já foram comercializados em torno de 1.400 animais.

Expozebu

A Expozebu reúne cerca de 3 mil exemplares das raças nelore, nelore mocha, gir, brahman, guzerá, indubrasil, tabapuã e sindi. A programação da feira deste ano inclui mais de 40 leilões, concurso leiteiro, atividades socioeducativas e mostras culturais. Na edição de 2009, a feira movimentou quase R$ 57 milhões com a venda de animais durante os 48 leilões realizados.

A média geral por lote foi de R$ 42,8 mil. A novidade na edição deste ano será a entrega do Mérito Parlamentar, que será feita no dia 7 de maio, a políticos que estão contribuindo para o crescimento do agronegócio.

Sustentabilidade em destaque

Pela primeira vez, a Expozebu está sediando uma reunião do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável. O grupo é formado por representantes de todos os elos da cadeia produtiva da carne, entre ambientalistas, frigoríficos, bancos, associações e organizações não governamentais, o grupo busca formas de produzir em harmonia com o meio ambiente. O objetivo é coordenar esses elos para definição e implementação de princípios e critérios socioambientais e de sustentabilidade.

Os visitantes da Expozebu encontram na feira uma maquete dos biomas brasileiros, desenvolvida pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA) com o intuito de esclarecer a população em geral sobre as peculiaridades de cada região. O público poderá conhecer como funcionam uma usina de processamento de biodiesel e um gerador de energia eólica.

Fundação Centro Tecnológico de Minas participa da Sociedade Internacional de Eletroquímica, em Ohio, Estados Unidos

Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec) participa, nesta segunda-feira (3), do oitavo encontro de primavera da Sociedade Internacional de Eletroquímica, que está sendo realizado na cidade da Columbus, em Ohio, Estados Unidos.

A equipe do Setor de Tecnologia Metalúrgica, representado pela pesquisadora Rosa Maria Rabelo Junqueira, apresentará o trabalho “Influência da temperatura na eficiência da passividade dos aços inoxidáveis coloridos”. A pesquisa foi desenvolvida em 2009, em Portugal e no Brasil, envolvendo, além do Cetec, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Universidade Federal de Coimbra, Instituto Politécnico de Setúbal e Universidade Técnica de Lisboa. A pesquisadora viajou àquele país para a realização dos testes necessários ao trabalho. O principal método de análise utilizado foi a impedância eletroquímica, técnica que permite, por meio do aparelho Potenciostato/Galvanostato, o estudo da corrosão metálica.

De acordo com Rosa, a passividade é responsável pelo aumento da resistência à corrosão. Ou seja, quando se mede a passividade do aço inoxidável colorido estamos medindo sua resistência corrosiva. A conclusão é que o aumento da temperatura, por si só, já aumenta a passividade. “O aço colorido foi tratado termicamente a temperaturas que chegaram a 950ºC e verifiquei o aumento da passividade. O problema é que o aço acaba ficando preto, queimado, e perde suas propriedades decorativas, principal aplicação atual deste material. Nesse caso, outra finalidade precisa ser pensada. Já considero o uso do aço em células combustíveis”, explica. “O estudo que estou apresentando nos Estados Unidos foi feito com finalidades científicas, para gerar conhecimento, mas também tem o objetivo de achar outros usos para o aço inoxidável colorido. Tenho certeza que resultará no desdobramento em novas aplicações”, completa.

O congresso, cujo tema será “Avanços na ciência da corrosão para predição da vida útil e sustentabilidade”, dará a Rosa a oportunidade de ter contato com uma abordagem muito abrangente da corrosão. Segundo ela, palestras e trabalhos apresentados durante o evento tratarão de temas que vão desde revestimentos autorreparadores até a corrosão em ligas ferro-cromo, passando também pela previsão da vida útil dos materiais.

“Esses assuntos interessam muito a empresas do setor automotivo e metalúrgico que são parceiras nossas e já se manifestaram no sentido de apoiar iniciativas de mestrado pela Redemat dentro dessas linhas de pesquisa”, conta. A Rede Temática em Engenharia de Materiais (Redemat) é uma pós-graduação realizada pela Universidade Federal de Ouro Preto que tem no Cetec o local onde parte de seus alunos, sob a orientação dos pesquisadores da fundação, realizam os trabalhos experimentais necessários às suas pesquisas.

O evento também será a ocasião de conhecer especialistas na área que poderão vir ao Cetec no futuro para realizar palestras e desenvolver parcerias, além de conhecer novos fornecedores de equipamentos e as mais recentes tecnologias disponíveis. “Meu interesse nos fornecedores está no fato de que pro nosso Laboratório de Eletroquímica e Corrosão precisaremos adquirir equipamentos novos. Pelo Fundo de Infraestrutura da Financiadora de Estudos e Projetos (CTInfra) será comprado um potenciostato/galvanostato novo. E pela Cemig vamos adquirir um potenciostato/galvanostato com módulo de ruído eletroquímico e impedância eletroquímica; e um potenciostato/galvanostato com módulo de ruído eletroquímico e impedância eletroquímica específico para amostras com alta compliância”, completa.

Esses dois últimos equipamentos serão comprados para a execução de convênio a ser assinado com a Cemig cujo objetivo é desenvolver uma metodologia para diagnóstico de corrosão nos pés das torres de transmissão da companhia. Atualmente, a Cemig não possui nenhum tipo de mecanismo para saber, ao certo, se as torres de transmissão estão totalmente corroídas em sua base. Normalmente, a troca é feita antes de a corrosão ser constatada e a Cemig perde milhões nessas trocas.

Caravana do Desenvolvimento: BDMG vai a Contagem oferecer crédito ao empreendedor

Com o objetivo de levar crédito ao empreendedor do interior do Estado, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) leva a Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), nesta quarta-feira (5), a Caravana do Desenvolvimento. Na sede da Ciemg (Avenida Babita Camargos, nº 766, Cidade Industrial), das 8h30 às 11h, gerentes do Banco irão apresentar as melhores condições de financiamento para empreendimentos localizados tanto na cidade quanto no campo. O evento é gratuito e inclui café de boas vindas, palestra e atendimento a empresários.

Caracterizada principalmente pelo contato direto que estabelece com os empreendedores (de micro, pequeno e médio portes), a Caravana do Desenvolvimento já percorreu 19 cidades mineiras pertencentes a diferentes regiões, como Vale do Mucuri, Leste, Alto Paranaíba, Centro-Oeste e Norte de Minas. Em Contagem, o projeto pretende reunir o empresariado que precisa de apoio para desenvolver seu negócio. “Nossa intenção é aproximar o Banco dos empresários que fazem parte dessa economia dinâmica de Contagem. A ideia é oferecer aos empreendedores, dos mais diversos setores, a oportunidade de crescimento”, afirma o coordenador do projeto em Contagem, Luiz Carlos Machado.

Para a superintendente executiva do Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais (Ciemg), Rita Santana, trata-se de uma iniciativa de grande importância para o município, famoso por seu significativo parque industrial. “Nosso empresário necessita crescer, se profissionalizar, comprar equipamentos, expandir. Para isso, um bom caminho é o financiamento. Ter o BDMG aqui, de maneira tão próxima, ajuda muito, já que o empresário muitas vezes não tem tempo para avaliar possibilidades de empréstimos. A Caravana vem em boa hora e pode beneficiar a indústria e toda a cadeia produtiva de Contagem, além do comércio e do setor de prestação de serviços. Precisamos desse apoio”, avalia.

Na semana passada, o projeto passou por Francisco Sá, Bocaiúva, Montes Claros, Pirapora e Várzea da Palma. Nos próximos dias, a Caravana do Desenvolvimento segue para a região Central do Estado. A previsão é visitar 63 municípios de Minas Gerais neste ano.