• Agenda

    maio 2010
    S T Q Q S S D
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Governo Antonio Anastasia cumpre decisão do Supremo Tribunal Federal e abre opção para servidor

Em cumprimento à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) informa que os servidores públicos estaduais que não queiram manter a assistência à saúde do instituto devem comparecer à unidade de pessoal de seu órgão de trabalho para preencher formulário próprio manifestando essa opção.

Caso seja manifestada a opção pelo desligamento, a contribuição de assistência à saúde deixará de ser descontada a partir da data do protocolo do formulário e os servidores e seus dependentes não poderão mais usufruir da assistência médica, hospitalar, odontológica, social, farmacêutica e complementar.

O Ipsemg esclarece que, não havendo tempo hábil para processamento da exclusão do desconto na folha de pagamento do mês de opção, os valores relativos ao período que tem início na data de formalização da exclusão serão restituídos.

É por meio dessa contribuição destinada exclusivamente à assistência à saúde que o Ipsemg oferece atendimento médico, hospitalar, odontológico, farmacêutico, social e complementar ao servidor e seus dependentes. Vale destacar que essa assistência é disponibilizada de forma mais ampla do que as praticadas no mercado de planos de saúde privados e com pagamento de contribuição única, independentemente do número ou da faixa etária dos filiados e dependentes.

O Ipsemg informa também que o retorno do servidor que optar pelo desligamento ficará condicionado ao pagamento integral das contribuições relativas ao período em que permaneceu desvinculado. A contribuição de saúde não se confunde com aquela cobrada do servidor para custeio da previdência (aposentadoria e pensão), que continuará sendo obrigatória nos termos da lei.

Antonio Anastasia recebe diretoria da Fiemg no Palácio Tiradentes

O governadorAntonio Anastasia recebeu, nesta sexta-feira (30), no Palácio Tiradentes da Cidade Administrativa de Minas Gerais, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Robson Andrade e o vice-presidente, Olavo Machado, que assume, no dia 27 de maio, a presidência da entidade.

Após o encontro, os líderes empresariais apresentaram ao governador números que apontam crescimento da indústria de Minas. Robson Andrade ainda destacou que os setores da mineração, siderurgia, indústria automobilística e agroindústria têm um crescimento projetado bastante relevante e que tal fator leva ao desenvolvimento de todos os outros segmentos produtivos.

“A perspectiva de crescimento do setor é muito boa. Estamos acima da média nacional, cuja estimativa é de 6% de aumento da produção. Isso significa geração de emprego, renda, melhoria do recolhimento de impostos e das condições de trabalho. Isso é muito bom para o Estado”, disse o presidente da Fiemg.