• Agenda

    janeiro 2010
    S T Q Q S S D
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Universidade do Estado de Minas Gerais teve atuação de destaque em 2009

O ano de 2009 foi positivo para a Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) em todas as áreas de atuação. Com o reconhecimento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC), a UEMG selecionou suas primeiras turmas para seu Mestrado de Educação e Mestrado em Design este, o único do Estado nessa área de conhecimento.

Durante o ano, a universidade foi reconhecida publicamente por órgãos governamentais e outras entidades. A Prefeitura de Belo Horizonte, por exemplo, concedeu à universidade o Mérito Educacional do município, por sua atuação no Projeto Escola Integrada, que visa trazer aos estudantes de escolas públicas atividades extracurriculares.

O reconhecimento se estendeu durante a realização do 3º Fórum Interinstitucional do AmbientAção, quando a Escola de Design da UEMG, em Belo Horizonte, recebeu a primeira colocação pela adoção de posturas de racionalização dos recursos que utilizam e estímulo à prática de reciclagem. O prêmio abrange todas os órgãos públicos estaduais participantes do projeto AmbientAção. Essa unidade da UEMG é recorrente vencedora de prêmios. Neste ano, seus alunos foram destaque no 2º Prêmio Minas Design, no qual emplacaram 10 projetos entre os vencedores, em diversas categorias. Receberam a primeira colocação no prêmio House & Gift de Design, categoria “Iluminação” e também o 2º Concurso Bureau Jovens Talentos.

Entre competidores e projetos de todo o mundo, joias produzidas por dois professores da universidade e um aluno da pós-graduação figuraram entre as trinta melhores na Swarovski Elements Jewellery Design Competition. O protótipo automotivo Sabiá 6, desenvolvido no Centro de Pesquisas da unidade e único representante brasileiro, obteve a premiação em Design da Eco Shell Marathon, realizada em abril na Califórnia (EUA).

Para a reitora da UEMG, professora Janete Gomes Barreto Paiva, 2009 foi marcado por pontos bastante expressivos para a universidade. Ela destaca a instalação dos Cursos de Mestrado, de Educação e Design e a realização de concursos públicos para Mestres e Doutores faz com que a Universidade inicie o seu 21º ano renovando seu desafio coletivo que norteia sua missão e sua visão. “Além do desafio comum a todas as universidades brasileiras as conquistas, até agora realizadas, impõem ao nosso projeto acadêmico outros níveis de demanda. Primeiro a admissão e fixação de uma massa crítica de mestres e doutores atualizados com os padrões mais avançados do estado da arte, nos vários campos do conhecimento. Segundo, a expansão de uma cultura acadêmica que priorize experimentos científicos, conteúdos programáticos de formação intelectual e atividades extensionistas voltados para as demandas e vocações do desenvolvimento das regiões mineiras. E terceiro, uma estrutura organizacional inovadora, flexível e eficiente que permita democratizar o acesso à educação superior e continuada às populações jovens e adultas do interior de Minas Gerais, possibilitando-lhes no seu próprio meio e contexto, as oportunidades de crescimento pessoal, intelectual e profissional. A UEMG contribui, assim, para se fazer de Minas o melhor estado para se viver” disse.

Conselho

Um protocolo de compromissos assinado em agosto entre Uemg e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) em 2009 assegurou o lançamento da Escola dos Conselhos do Estado de Minas Gerais. O órgão funcionará na sede da Faculdade de Políticas Públicas Tancredo Neves, no bairro São Pedro, onde também se encontra a diretoria do campus de Belo Horizonte. A UEMG também participará do grupo gestor da Escola, formado ainda pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, pela Frente de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Minas Gerais e pela própria Sedese.

Acredita-se que a iniciativa de cooperação técnica e operacional, fruto da parceria Sedese e UEMG, agregará novos valores à formulação dos planos de aplicação de recursos e dos planos de ação dos Conselhos Municipais da Criança e dos Adolescentes e favorecerá o trabalho em rede, inclusive, com a participação colaborativa e integrada dos diferentes campi da universidade, do interior do Estado.

Os processos seletivos para os cursos da UEMG tiveram também um grande destaque em 2009. Foram 8.577 candidatos inscritos, disputando 1.890 vagas em 28 cursos de graduação, entre bacharelados, licenciaturas e tecnológicos, em seis cidades mineiras nas quais a universidade mantém sede. O curso mais concorrido foi o de Design Gráfico, com 13,3 candidatos/vaga no turno da manhã e 12,9 no turno da noite. Outro destaque foi o curso de Design de Ambientes, com 12,7 candidatos/vaga para o turno da manhã. Nas unidades do interior, os maiores índices de concorrência estão nos cursos de Engenharia Ambiental e Engenharia de Minas, em João Monlevade, que apresentaram, cada, 6,5 candidatos/vaga.

Renovação

A Universidade do Estado de Minas Gerais se prepara para o encerramento de mais um ciclo administrativo na história de seu reitorado, cuja atual gestão finalizará suas atividades em junho de 2010. Em 2009 as maiores instâncias deliberativas da instituição se renovaram, com a entrada de integrantes diretamente eleitos entre seus pares para compor o Conselho Universitário e o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão. Nessas instâncias organizacionais são discutidos temas fundamentais ao destino da universidade.

Também o corpo docente passou por mudanças. Intercâmbios, convênios e parcerias com diversas instituições brasileiras e internacionais possibilitaram que o quadro de professores pudesse se qualificar em programas de Doutorado no Brasil e no exterior. Na Europa, o italiano Politécnico de Torino e a universidade francesa de Cergy-Pontoise são os destinos de dois doutorandos. No Brasil, convênio com a Fapemig garantiu a 16 professores concluírem cursos stricto sensu na Universidade Federal de Minas Gerais e na Universidade Federal de Uberlândia.

Foi também com objetivo de atrair professores mais bem qualificados que foram lançados, durante o ano, concursos públicos para contratação de doutores em todas as unidades, e divulgado edital para contratação temporária de professores designados.

Em outra frente de ação, no âmbito legislativo, representantes da universidade se uniram a deputados estaduais ligados à Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Informática e integraram a Frente Parlamentar em Prol do Serviço Público, que, entre outras demandas, está a implementação efetiva de um plano de carreira para servidores públicos, fazendo com que a universidade estadual se torne um polo atrativo para profissionais de gabarito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: