• Agenda

    agosto 2009
    S T Q Q S S D
    « jul   set »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • Categorias

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Minas em Pauta no Twitter

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Exposição Praça da Liberdade: Circuito Cultural – Arte e Conhecimento foi aberta por Aécio Neves

Exposição Praça da Liberdade: Circuito Cultural – Arte e ConhecimentO governador Aécio Neves abriu, nesta segunda-feira (3), a exposição Praça da Liberdade: Circuito Cultural – Arte e Conhecimento. A mostra, instalada na Alameda Travessia, apresenta à população mineira todas as etapas de implantação do Circuito Cultural Praça da Liberdade, que transformará os prédios públicos do entorno do principal cartão postal de Belo Horizonte no maior complexo de cultura do país aberto ao público.

“Essa exposição é um convite para que os meus conterrâneos de Belo Horizonte e de Minas compreendam a dimensão daquilo que está sendo feito aqui. Não é apenas um corredor cultural, mas o mais adensado espaço cultural do Brasil. Esta exposição permite às pessoas compreenderem com clareza aquilo que estamos fazendo, como o mais moderno planetário do mundo; o espaço das minas e da metalurgia, representando a principal vocação econômica de Minas Gerais nos últimos dois séculos; o Memorial de Minas que vai contar a história de Minas Gerais e o Centro Cultural Banco do Brasil que trará para Belo Horizonte em espaço adequado as principais exposições que andam pelo país como já ocorre em São Paulo e no Rio de Janeiro”, afirmou o governador em entrevista.

Durante a solenidade de abertura, o governador percorreu todo o pavilhão onde conheceu mais detalhes dos novos espaços culturais que serão criados na capital. Acompanhado do secretário de Cultura, Paulo Brant;; do senadorEduardo Azeredo e do ex-governador Francelino Pereira; do prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda, além de representantes das empresas parceiras, Aécio Neves ressaltou a importância do Circuito Cultural como espaço de convivência.

“Talvez nenhum outro projeto do governo, nesses quase oito anos, me encante tanto quanto esse. Estamos transformando a praça do poder na praça do povo. Nada é tão forte em Minas quanto nossas tradições e nossas manifestações culturais. Os prédios que estavam obsoletos para serem espaços de Governo, agora são transformados, inspirados naquilo que de mais moderno ocorre no mundo. Espaços arquitetônicos tradicionais, históricos, com conteúdo inovador. Portanto, aqui se transformará a Praça da Liberdade no principal espaço de convivência entre os mineiros e uma convivência amalgamada naquilo que temos de mais relevante que é a nossa tradição, os nossos valores culturais”, disse.

Parceria

Aécio Neves destacou que a participação da iniciativa privada foi fundamental para a consolidação do Circuito Cultural. O governador afirmou que até o final deste ano, alguns espaços serão concluídos e abertos à população. Entre os prédios que já podem ser visitados estão o Palácio da Liberdade, sempre no último domingo de cada mês, o Museu Mineiro e o Arquivo Público, além da Biblioteca Pública Luiz de Bessa.

O Circuito Cultural Praça da Liberdade é formado pelo Palácio da Liberdade e outros espaços culturais instalados em dez prédios históricos do entorno da Praça da Liberdade. Atualmente, cinco prédios do entorno da Praça da Liberdade estão em obras para serem adaptados às suas novas funções culturais com investimentos de R$ 100 milhões, recursos da iniciativa privada.

São eles: Espaço do Conhecimento, patrocinado pela TIM e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Museu das Minas e do Metal, pela EBX Investimentos, o Memorial de Minas Gerais, pela VALE, o Centro de Arte Popular, pela Cemig, e o Centro Cultural Banco do Brasil. Ainda integram o circuito, o Arquivo Público Mineiro, o Museu Mineiro e a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, o edifício da antiga Secretaria de Obras e o conjunto de prédios da Secretaria de Cultura.

“Conseguimos fazer isso também de forma eficiente, sem custos para o Estado, através de parcerias com empresas privadas que estão nos ajudando a entregar a Praça da Liberdade renovada para a população de Minas e do Brasil. Já neste ano teremos alguns prédios inaugurados, e espero até o final de 2010, quando termina o nosso mandato, ter toda a praça já entregue à população brasileira e mineira, em especial”, afirmou o governador.

Visita guiada

Durante os próximos 30 dias, de 9h até as 17h, os mineiros poderão visitar a exposição Praça da Liberdade: Circuito Cultural – Arte e Conhecimento. A visitação será guiada, com monitores à disposição do público.

O moderno pavilhão colorido chama atenção na Alameda Travessia pela grandiosidade. Com fotos, vídeos e textos, quem entrar no pavilhão ficará encantado com o projeto do Circuito Cultural. Imagens do interior dos espaços culturais também foram aplicadas nos tapumes de cada prédio.

Logo na entrada, e exposição conta a história da Praça da Liberdade, palco de grandes momentos políticos e culturais de Minas. Na mesma sala, o visitante faz uma viagem ao mundo para conhecer exemplos de intervenções em prédios tombados que foram requalificados e cujos novos conteúdos convivem de forma harmoniosa com a arquitetura histórica, como o Museu do Louvre, Museu Reina Sofia, a Tate Modern ou a Pinacoteca de São Paulo.

Na segunda sala, os visitantes entrarão no universo do Circuito Cultural. Um grande mapa da Praça da Liberdade mostrará a localização de cada prédio, indicando também suas funções anteriores.

Na sala seguinte, fones de ouvido foram disponibilizados para que o visitante acompanhe as imagens projetadas na parede e conheça o conteúdo de cada um dos espaços culturais, como o moderno planetário e o observatório astronômico, instalados no Espaço do Conhecimento, ou a sala Chão de Estrelas, no Museu das Minas e do Metal. Na mesma sala, imagens exibidas em pequenos monitores mostram o processo de restauração dos edifícios. As intervenções são supervisionadas pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG).

O encerramento da exposição fica por conta dos depoimentos de 50 personalidades de todo o país, entre arquitetos e artistas sobre a transformação da Praça da Liberdade no maior complexo cultural do país. Entre eles estão o músico Wagner Tiso, Fernando Brant, Beto Guedes e Fernanda Takai; os escritores Afonso Romano de Santana, Humberto Werneck, Fernando Morais e Ziraldo; os arquitetos Flávio Carsalade, José Eduardo Ferolla e Mariza Hardy; o cineasta Helvécio Raton; o videomaker Éder Santos; os atores Paulo José, Priscila Fantin; os estilistas Ronaldo Fraga, Renato Loureiro, entre outros.

Impulso ao turismo

Após a solenidade de abertura, quem passou pela Praça da Liberdade aproveitou para conhecer a exposição e acompanhar o andamento das obras de adaptação dos prédios para suas novas funções culturais.

Moradora da praça, há anos, a socióloga Vera Lúcia Alves Batista Martins, se encantou com o que viu. “O Circuito Cultural é um dos recursos turísticos mais usados no mundo. Na Europa, existem circuitos muito bem delineados que atraem muitos turistas. O circuito de Belo Horizonte vai estimular o turismo pedagógico que é muito importante para a educação das crianças. Vai ficar muito interessante”, afirmou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: